Autor Tópico: Quanto cobrar? Definindo valores.  (Lida 961 vezes)

Felipepg

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 16
  • Sexo: Masculino
Online: 23 de Junho de 2017, 14:42:29
Galera, boa tarde!

Talvez, uma pergunta comum, e que muitos já fizeram antes de entrar no ramo profissionalmente.
Quanto sobrar?
Já abri um tópico sobre fotografia de interiores mas talvez eu não tenha sido muito claro.

Me ajudem, o que preciso pra elaborar um preço pros meu trabalhos?
Quais fatores devo levar em consideração?


marciodeluca

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 354
  • Sexo: Masculino
  • Engenheiro por formação, mas fotógrafo por opção!
    • Márcio de Luca - Photolive: fotografia com vida
Resposta #1 Online: 23 de Junho de 2017, 16:31:08
Em suma, você deve considerar:

- tempo de execução
- distância percorrida
- necessidade de auxiliares
- alimentação e estacionamento (se necessário)
- tempo de pós-produção

Tendo noção de quanto você vai gastar (em tempo e/ou em R$) com cada uma dessas etapas, você terá condições formular bem o seu preço, mas leve em consideração também o preço dos fotógrafos da sua região, para que você não extrapole para cima (e nem para baixo) o valor do seu serviço.
Márcio de Luca - Photolive: fotografia com vida
www.marciodeluca.com.br/site
A arte de fotografar está no saber quando apertar o botão de disparo e não no quanto o apertar.


Felipepg

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 16
  • Sexo: Masculino
Resposta #2 Online: 27 de Junho de 2017, 12:28:56
Em suma, você deve considerar:

- tempo de execução
- distância percorrida
- necessidade de auxiliares
- alimentação e estacionamento (se necessário)
- tempo de pós-produção

Tendo noção de quanto você vai gastar (em tempo e/ou em R$) com cada uma dessas etapas, você terá condições formular bem o seu preço, mas leve em consideração também o preço dos fotógrafos da sua região, para que você não extrapole para cima (e nem para baixo) o valor do seu serviço.

Obrigado,  Marcio!!
Boa colocação


PeDrO_gAbRiEl

  • Trade Count: (1)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.619
  • Sexo: Masculino
Resposta #3 Online: 27 de Junho de 2017, 12:48:02
é bom também levar em consideração a depreciação do seu equipamento e estipular em quanto tempo ele deve se pagar..
por exemplo; dividir o valor de uma lente em um determinado período para ter seu custo/dia de equipamento..

Equipamento: câmera+lente =)
Evite Acidentes, Faça de Propósito


LeandroR

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 954
    • Leandro Reichert
Resposta #4 Online: 27 de Junho de 2017, 13:13:29
As dicas dos colegas são muito válidas para você saber qual o seu custo operacional. Porém o preço que vai cobrar depende muito mais de quanto o seu cliente está disposto a pagar, por isso faça um benchmarking. Descubra o que seus concorrentes estao oferecendo e por quanto, e com base nisso defina seus preços. Se o preço que seus clientes estão dispostos a pagar pelo seu serviço é menor que o custo então ou você reduz os seus custos ou reveja pq o cliente não está enxergando valor no serviço.

Boa sorte
Indicações de livros, canais de YT, fotógrafos, artigos sobre fotografia e assuntos do cotidiano.
Postagens semanais! Acompanhe meu blog pelo link abaixo:
www.leandroreichert.com


Brupikk

  • Trade Count: (3)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.420
  • Sexo: Masculino
    • Bruno Piccoli Fotografia
Resposta #5 Online: 27 de Junho de 2017, 14:46:56
Em suma, você deve considerar:

- tempo de execução
- distância percorrida
- necessidade de auxiliares
- alimentação e estacionamento (se necessário)
- tempo de pós-produção

Tendo noção de quanto você vai gastar (em tempo e/ou em R$) com cada uma dessas etapas, você terá condições formular bem o seu preço, mas leve em consideração também o preço dos fotógrafos da sua região, para que você não extrapole para cima (e nem para baixo) o valor do seu serviço.
Esse são apenas alguns dos custos variáveis, você deve considerar também os custos fixos, afinal de contas você precisará manter a sua empresa.



Bruno Piccoli
http://brunopiccoli.com
http://instagram.com/brunopiccoli.fotografia
https://www.facebook.com/BrunoPiccoliFotografia
Canon 6D + Canon 6D + Canon 6D + 24-105mm f/4 + 70-200mm f/4 + 50mm f/1.8 + 35mm f/2.0 + 40mm f2.8


Felipepg

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 16
  • Sexo: Masculino
Resposta #6 Online: 27 de Junho de 2017, 15:21:04
Entendi, vejo que alguns fatores são indispensáveis ao elaborar um preço médio.
Desde despesas de casa (afinal a fotografia irá pagar minhas contas) / Fatores de deterioramento do equipa (pois devo ter uma reserva pra adquirir outro caso o meu estrague ou outro caso) / Custo de vida...
Enfim, uma porção de coisas que devem ser levadas em consideração, e que muitos fotógrafos não levam em conta


Felipepg

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 16
  • Sexo: Masculino
Resposta #7 Online: 27 de Junho de 2017, 15:24:43
As dicas dos colegas são muito válidas para você saber qual o seu custo operacional. Porém o preço que vai cobrar depende muito mais de quanto o seu cliente está disposto a pagar, por isso faça um benchmarking. Descubra o que seus concorrentes estao oferecendo e por quanto, e com base nisso defina seus preços. Se o preço que seus clientes estão dispostos a pagar pelo seu serviço é menor que o custo então ou você reduz os seus custos ou reveja pq o cliente não está enxergando valor no serviço.

Boa sorte
Essa é uma questão que tentei tratar em outra discussão, Leandro.
Pra entender a situação, trabalho dentro de uma imobiliária, atualmente tenho um fixo, mas a intenção é fazer freelas com fotografia de interiores, arquitetura e decoração. E vejo que o setor esta um pouco por baixo na minha região, não encontro fotografos que se dedicam a esse setor e não sei quanto estão cobrando pelo trabalho, e nem a forma que fazem o orçamento.
Por hora? M²? Valor do imóvel?
Enfim, se alguém por aqui já fez esse tipo de fotografia, me informe a melhor forma de calcular um valor final, eu realmente não sei...


marcelogimenes

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 404
  • Sexo: Masculino
Resposta #8 Online: 27 de Junho de 2017, 15:33:00
Eu vejo muita gente ensinando detalhadamente como dar um preço e tal, soma conta de casa, depreciação, isso, aquilo e tal e um monte de coisa, porém quem está começando vai fazer essas contas e vai ver que precisa cobrar 800,00 por exemplo um ensaio kkkkkkkkkkkkk... Legal, agora tenta vender um ensaio de quem está começando por 800,00, sonho né. No seu caso, que não vai viver da fotografia é coisa simples:


1º. Mercado: Veja o que os concorrentes cobram pra não ficar nem tão acima nem tão abaixo
2º. O custo que terá pra execução
3º. Margem de lucro


Acabou, sem mimimi sem nada, só isso ai e pronto. O problema é vender amigão, fazer o cliente pagar o que vc quer
D610 | D7100 | 50mm 1.8G | 85mm 1.8G | 24-120 f/4G | 2x YN- 568ex | 2x YN-622n | YN-622n-TX | Manfrotto 190xpro3 |


Felipepg

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 16
  • Sexo: Masculino
Resposta #9 Online: 27 de Junho de 2017, 15:46:33
Eu vejo muita gente ensinando detalhadamente como dar um preço e tal, soma conta de casa, depreciação, isso, aquilo e tal e um monte de coisa, porém quem está começando vai fazer essas contas e vai ver que precisa cobrar 800,00 por exemplo um ensaio kkkkkkkkkkkkk... Legal, agora tenta vender um ensaio de quem está começando por 800,00, sonho né. No seu caso, que não vai viver da fotografia é coisa simples:


1º. Mercado: Veja o que os concorrentes cobram pra não ficar nem tão acima nem tão abaixo
2º. O custo que terá pra execução
3º. Margem de lucro


Acabou, sem mimimi sem nada, só isso ai e pronto. O problema é vender amigão, fazer o cliente pagar o que vc quer
Então Marcelo, no meu caso na verdade, eu vivo de fotografia atualmente, só que tenho um fixo na imobiliária por trabalhar pra eles por determinada hora.
A intenção é sair e fazer freelas também no setor, atender outras imobiliárias. Esse "mimimi" acaba sendo necessário haha
Mas obrigado por simplificar, descomplicar as vezes é necessário no começo.

ATT***Quero dizer que trabalho na imobiliária com fotografia rs, sou o fotografo deles. ***
« Última modificação: 27 de Junho de 2017, 15:50:37 por Felipepg »


marcelogimenes

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 404
  • Sexo: Masculino
Resposta #10 Online: 27 de Junho de 2017, 17:26:38
Então Marcelo, no meu caso na verdade, eu vivo de fotografia atualmente, só que tenho um fixo na imobiliária por trabalhar pra eles por determinada hora.
A intenção é sair e fazer freelas também no setor, atender outras imobiliárias. Esse "mimimi" acaba sendo necessário haha
Mas obrigado por simplificar, descomplicar as vezes é necessário no começo.

ATT***Quero dizer que trabalho na imobiliária com fotografia rs, sou o fotografo deles. ***


Cara, ai é diferente então o negócio... Se vc vive da fotografia vc ja deveria saber quanto cobrar né rsrs. Eu acho o correto de equilibrar os preços com os concorrentes, nem tão abaixo nem tão acima. A unica coisa que vc precisa é de pelo menos pagar suas despesas com o trabalho. A margem de lucro cada um pensa de um jeito
D610 | D7100 | 50mm 1.8G | 85mm 1.8G | 24-120 f/4G | 2x YN- 568ex | 2x YN-622n | YN-622n-TX | Manfrotto 190xpro3 |


Felipepg

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 16
  • Sexo: Masculino
Resposta #11 Online: 27 de Junho de 2017, 17:37:56

Cara, ai é diferente então o negócio... Se vc vive da fotografia vc ja deveria saber quanto cobrar né rsrs. Eu acho o correto de equilibrar os preços com os concorrentes, nem tão abaixo nem tão acima. A unica coisa que vc precisa é de pelo menos pagar suas despesas com o trabalho. A margem de lucro cada um pensa de um jeito
No meu caso, sempre tive esse fixo, então vivo de fotografia mas acomodado nesse fixo mensal.
Agora penso em fazer freelas na área e procuro desenvolver meu valor...
Mas pelas sugestões acredito já ter uma base, inclusive no quesito simplificar as coisas, acho que por enquanto é o que melhor se encaixa. A principio vou procurar quem já estra na área aqui na região e buscar saber quanto esses estão cobrando.


marcelogimenes

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 404
  • Sexo: Masculino
Resposta #12 Online: 27 de Junho de 2017, 17:44:06
No meu caso, sempre tive esse fixo, então vivo de fotografia mas acomodado nesse fixo mensal.
Agora penso em fazer freelas na área e procuro desenvolver meu valor...
Mas pelas sugestões acredito já ter uma base, inclusive no quesito simplificar as coisas, acho que por enquanto é o que melhor se encaixa. A principio vou procurar quem já estra na área aqui na região e buscar saber quanto esses estão cobrando.


Perfeito
D610 | D7100 | 50mm 1.8G | 85mm 1.8G | 24-120 f/4G | 2x YN- 568ex | 2x YN-622n | YN-622n-TX | Manfrotto 190xpro3 |


LeandroR

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 954
    • Leandro Reichert
Resposta #13 Online: 27 de Junho de 2017, 19:17:17
Essa é uma questão que tentei tratar em outra discussão, Leandro.
Pra entender a situação, trabalho dentro de uma imobiliária, atualmente tenho um fixo, mas a intenção é fazer freelas com fotografia de interiores, arquitetura e decoração. E vejo que o setor esta um pouco por baixo na minha região, não encontro fotografos que se dedicam a esse setor e não sei quanto estão cobrando pelo trabalho, e nem a forma que fazem o orçamento.
Por hora? M²? Valor do imóvel?
Enfim, se alguém por aqui já fez esse tipo de fotografia, me informe a melhor forma de calcular um valor final, eu realmente não sei...

Se vc não encontro outros na sua região procura em outras regiões. Faz o benchmarking, avalie profissionais q entreguem serviço parecido (em termos de estrutura, qualidade, etc), e que atendam clientes com perfil semelhante ao que vc vai atender. Esse é o preço que o mercado está pagando pelo serviço, a partir daí faça ajustes finos de acordo com seu trabalho.

Acho muito importante que você faça um levantamento de custos como os outros colegas mencionaram, mas no meu ponto de vista isso servirá apenas para vc saber se vc não está pagando para trabalhar. Para quem paga ninguém quer saber se você tem 2 corpos de 6mil$ cada, com lentes caríssimas e por isso precisa cobrar mais caro, eles só querem saber de contratar um serviço onde eles percebam mais valor nele do que o montante $ pago por ele. Simples assim.

O teu custo que deve se adequar a realidade do mercado que você está se propondo a atender, e não o oposto.

Indicações de livros, canais de YT, fotógrafos, artigos sobre fotografia e assuntos do cotidiano.
Postagens semanais! Acompanhe meu blog pelo link abaixo:
www.leandroreichert.com


vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.338
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Resposta #14 Online: 28 de Junho de 2017, 09:28:44
Eu vejo muita gente ensinando detalhadamente como dar um preço e tal, soma conta de casa, depreciação, isso, aquilo e tal e um monte de coisa, porém quem está começando vai fazer essas contas e vai ver que precisa cobrar 800,00 por exemplo um ensaio kkkkkkkkkkkkk... Legal, agora tenta vender um ensaio de quem está começando por 800,00, sonho né. No seu caso, que não vai viver da fotografia é coisa simples:


1º. Mercado: Veja o que os concorrentes cobram pra não ficar nem tão acima nem tão abaixo
2º. O custo que terá pra execução
3º. Margem de lucro


Acabou, sem mimimi sem nada, só isso ai e pronto. O problema é vender amigão, fazer o cliente pagar o que vc quer

Amigo, me desculpe a sinceridade mas você está completamente equivocado.
A conta é super simples para quem está começando.
O que acontece quando as pessoas seguem os passos que você citou é o seguinte:

1- Pagam para trabalhar.
2-Prostituem o mercado.
3- Falem em menos de 18 meses.

Vou deixar um exemplo aqui.
Maria investiu 3 mil reais numa camera de entrada, com flash chines e lente 50mm 1.8.
Não tem site, não gasta com marketing, não pensa na aposentadoria, não paga seguro do equipamento, não investe em cursos, vai usar o notebook que já tem.

Vamos estabelecer a vida útil desse kit em 36 meses.
3 mil por 36 igual 83,33.
Ela pegou 3 mil reais emprestado do pai e vai pagar em 36 meses também, outros 83,33.

Maria tem o ensino médio completo e talvez até esteja cursando uma faculdade, não seria difícil encontrar um emprego que pague o salario minimo.
Vamos colocar um emprego sem carteira assinada, caixa na padaria do bairro.
É de se esperar que Maria fotografa lucre no minimo 937,00 reais por mês como fotografa.

Custos do Negocio Mensal:
Depreciação: 83,33
Empréstimo: 83,33
Salario (pro labore): 937,00
Total: 1.103,66

Se Maria estabelecer como meta 4 trabalhos por mês, ela pode cobrar 276,00 reais.

Ai sim Maria tem que olhar para o mercado e ver o preço que seus concorrentes então cobrando.
Se estiver muito barato, ela pode aumentar seu preço.
Se estiver muito caro, ela não tem onde cortar custos, ou teria que aumentar a meta de trabalhos por mês ou o negocio é inviável na região dela.
"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs