Autor Tópico: De Medio Formato Digital para Micro 4/3  (Lida 1810 vezes)

angelone

  • Trade Count: (18)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.321
  • Sexo: Masculino
Online: 12 de Agosto de 2017, 16:22:17
As vezes vemos alguns "loucos" relatando sua experiencia de migraçao de cameras com sensores FF para Micro 4/3, como esse aqui.. http://www.intufisuri.ro/2017/07/olympus-om-d-e-m-1-mk-ii-review-or-how.html

Mas migraçao de Médio Formato para m4/3, há de se convir,  nao é  nada comum rs..

Vale a pena ler e ponderar,  muito bom artigo..

http://www.superinfocus.com/from-medium-format-digital-to-micro-43/

Olympus OM-D E-M5 mk II  e uns vidros..


AFShalders

  • Trade Count: (28)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 9.623
  • Sexo: Masculino
  • слава україна !!!
    • Old Good Light
Resposta #1 Online: 12 de Agosto de 2017, 17:17:43
Assim... Cada coisa em seu devido lugar.

Da mesma forma que eu não levaria uma medio formato digital para uma viagem, eu não usaria uma MFT para fotografia de moda/produtos de alta qualidade.

Se for para comparar fotos na ridicula resolução que o cara põe na tela, até celular serve. Na verdade, uma boa câmera de 3 megapixeis serve. Eu iria ainda além, de que 99% das pessoas não precisam de mais do que 4 MP.

Quanto a video, a maioria não se toca que a resolução de um video full HD 1920 x 1080 é de menos que 2.1 megapixeis e de que um 4K é de cerca de 8MP ...

Imprimir é mais complicado ainda, porque não é só a resolução da impressora que conta, tem o tipo de papel, tinta, etc. Se o cara imprime com tinta e papel genérico, realmente não faz a menor diferença se está usando uma Hassel digital ou um celular android qualquer.


É a velha estória do uso final que terá, sem novidade alguma.

« Última modificação: 12 de Agosto de 2017, 17:20:27 por AFShalders »


vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 10.326
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Resposta #2 Online: 12 de Agosto de 2017, 17:46:28
Tenho minhas dúvidas sobre a necessidade desse tipo de qualidade para moda e produtos.
Onde é a saída final disso? revistas 20x30, outdoors que são impressos com baixíssima resolução, marketing na web ou seja celulares, exibição em TVs 4k?
E o público final de moda e produtos? Ele é educado para notar essa diferença?

No fim, a única coisa que me parece ser uma preocupação real é a qualidade do arquivo para aguentar tratamentos e manipulações pesadas.

Enviado de meu Moto G Play usando Tapatalk

"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs


angelone

  • Trade Count: (18)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.321
  • Sexo: Masculino
Resposta #3 Online: 12 de Agosto de 2017, 17:50:48
Assim... Cada coisa em seu devido lugar.

Da mesma forma que eu não levaria uma medio formato digital para uma viagem, eu não usaria uma MFT para fotografia de moda/produtos de alta qualidade.

Se for para comparar fotos na ridicula resolução que o cara põe na tela, até celular serve. Na verdade, uma boa câmera de 3 megapixeis serve. Eu iria ainda além, de que 99% das pessoas não precisam de mais do que 4 MP.

Quanto a video, a maioria não se toca que a resolução de um video full HD 1920 x 1080 é de menos que 2.1 megapixeis e de que um 4K é de cerca de 8MP ...

Imprimir é mais complicado ainda, porque não é só a resolução da impressora que conta, tem o tipo de papel, tinta, etc. Se o cara imprime com tinta e papel genérico, realmente não faz a menor diferença se está usando uma Hassel digital ou um celular android qualquer.


É a velha estória do uso final que terá, sem novidade alguma.

Caro Shalders, nessa foi genérico demais e nada, nada preciso, bem diferente do cara do artigo. Ele foi suficientemente claro em relação a resolução da tela, disse q nao  é possível se ter uma comparação de grande precisão, mas  traz informaçao relevante sim para quem nao é pixel peeper. Nao tenho duvida q evidencia a diferença de  qualidade de um micro sensor e micro lente de smartphone em relação a cameras de verdade: smartphones são panacéias tudo-em-um que nunca, nunca, vão superar cameras dedicadas da mesma geração, assim como seus gps lixos embutidos servem para leigos que se satisfazem com qq porcaria q funcione, belos app mas hardwares quebra-galhos, nao tem como ser diferente, portanto, comparar dispositivos tudo-em-um com hardwares e softwares dedicados de qualidade é perda de tempo.  Também devido a limitaçao da resolução de tela ele comparou a imagem impressa, mesma imagem na mesma impressora e, importante, mencionou o papel de alta qualidade que usou,  preciso  citar aqui? Provavelmente nem adianta, pois nao existe por essas bandas.. Também teve o cuidado de colocar o limite de qualidade para  ampliaçao na impressão do sensor m4/3, acho que 22" polegadas, bem razoável para a imensa maioria dos usos.. Ora, o cara é um fotografo especializado em médio formato, usa direto,  é inteligente, bem informado, tem prática no tema,  nao é um palpiteiro de plantão metido a sabido como vemos frequentemente por ai, e por isso merece crédito. E também diz claramente que as m4/3 NÃO  SUPERAM as médio formatos ou FF (A7x no caso), mas que oferecem qualidade alta o suficiente para a grande maioria dos usos a um custo baixíssimo, comparado com as Medio Formato, ou estou completamente enganado? Deixa claro também que compraria tranquilamente um Fuji ou Pentax MF mirrorless se nao fosse o preço, pois elas com certeza tem suas vantagens, mas as modernas e recentes m4/3 como a GX85 tem inumeras outras (compactas, leves, estabilizador de 5 eixos no corpo, preço baixo, 4K..) que suas concorrentes de vários milhares de dolares nao tem no seu conjunto, simples assim.. Então, nao é uma mera questão de nicho, é muito mais do que isso..
« Última modificação: 12 de Agosto de 2017, 18:04:29 por angelone »
Olympus OM-D E-M5 mk II  e uns vidros..


AFShalders

  • Trade Count: (28)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 9.623
  • Sexo: Masculino
  • слава україна !!!
    • Old Good Light
Resposta #4 Online: 12 de Agosto de 2017, 20:06:29
Caro Shalders, nessa foi genérico demais e nada, nada preciso, bem diferente do cara do artigo.


Não disse que ele falou alguma coisa errada, pelo contrário. Não preciso ser detalhista ao extremo.
Presta atenção no que eu escrevi, foi um resumo da situação e alguns adendos, não uma crítica falando que o cara falou besteira.  :ok:
« Última modificação: 12 de Agosto de 2017, 20:07:24 por AFShalders »


AFShalders

  • Trade Count: (28)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 9.623
  • Sexo: Masculino
  • слава україна !!!
    • Old Good Light
Resposta #5 Online: 12 de Agosto de 2017, 20:25:20
Tenho minhas dúvidas sobre a necessidade desse tipo de qualidade para moda e produtos.
Onde é a saída final disso? revistas 20x30, outdoors que são impressos com baixíssima resolução, marketing na web ou seja celulares, exibição em TVs 4k?
E o público final de moda e produtos? Ele é educado para notar essa diferença?

No fim, a única coisa que me parece ser uma preocupação real é a qualidade do arquivo para aguentar tratamentos e manipulações pesadas.

Enviado de meu Moto G Play usando Tapatalk


Não que sejam realmente necessárias para isso, mas eu não usaria uma MFT para isso.

O meio final é o que deveria guiar o tipo de equipamento usado. Com certeza para web 3-4 MP bastam, salvo claro nos casos de crops, e outros que estamos cansados de saber. Já conversamos inumeras vezes sobre o grau de exigencia do cliente, que pode variar do altissimo ao baixissimo.

O ponto que você falou por último é o que acho mais relevante para justificar o uso de qualquer equipamento mais sofisticado. É a "gordura" que o arquivo gerado tem para manipulação e pós processamento. Inclua-se aí tudo que tem direito, resolução, DR, etc.