Autor Tópico: Meu primeiro ensaio fotográfico  (Lida 343 vezes)

banzai

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 825
  • Tentando capturar o mundo de uma forma diferente
Online: 26 de Novembro de 2017, 11:27:43
Opinem ai galera, críticas e sugestões, só algumas das fotos que fiz nessa semana!

10 by Henrique Nishimura, no Flickr

19 by Henrique Nishimura, no Flickr

23 by Henrique Nishimura, no Flickr

31-2 by Henrique Nishimura, no Flickr

62 by Henrique Nishimura, no Flickr

78 by Henrique Nishimura, no Flickr



lee.

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.799
  • Sexo: Masculino
  • fotógrafo desde 2009
    • electromacore
Resposta #1 Online: 26 de Novembro de 2017, 14:46:13
Eae. Me fala como foi a experiência em dirigir uma "modelo" :) Vc deve ter percebido que depende totalmente da nossa orientação. A grande maioria dos ensaios a minha namorada acompanhou de perto (de início por causa de ciúmes) e acabou dando umas dicas com aquele jeitinho feminino q só elas vão poder explicar. Até dirigia, falando do queixo (papinha), barriga ou poses/expressões mto travadas mas era a patroa q dava aquele toque feminino nas poses, mesmo ela não sabendo fazer uma pra si mesma, tinha olhar pra isso pelo menos. Mais do que eu, claro  :hysterical:

Acho legal vc levar uma amiga q curta acompanhar (caso não esteja namorando/ não seja casado). Vc acaba aprendendo mto com a interação delas. Uma coisa q sempre fui bom é quebrar gelo. O problema é dirigir mesmo. Sofro até hoje na real. Sempre que dá, eu tento levar uma amiga, a namorada ou quem puder. Às vezes a própria modelo leva uma amiga no dia.

Eu tenho feito todos com luz natural, por enquanto. Pq sou péssimo com flash e vi que no seu primeiro ensaio fez ao natural tbm. Na terceira foto, vc pode ver que ficou mais complicado lidar com o sol, já na quarta, vc conseguiu usar melhor :) Aquele solzão entre 10-14h é difícil (não sei se foi o caso). Eu sempre torço por um tempinho meio morno, céu nublado, lugares que não tenha iluminação tão direta pra fugir desses problemas. Até tenho um rebatedor mas por hora não precisei usar mas vale a pena carregar pra eventuais emergências. Se me lembro bem custa uns 80 conto em qualquer site (vende até na submarino e americanas).

Acho que a técnica mais fácil de início é pedir pra ela passar as mãos nos cabelos e sair clicando. Foi o que reparei nessa sequência. Eu acabo fazendo um pouco disso tbm quando acabam as idéias. O que eu tenho feito foi criar um banco de dados no instagram pra obter referências. Lá vc consegue marcar as fotos q curtiu salvando numa pasta do próprio aplicativo. Vejo várias vezes pra elaborar um esquema e adaptar ao local onde estamos fazendo as fotos.

Eu gostei q vc ta tentando interagir com o background. É complicado, não é? Dá um desafio danado isso aí mas vale a pena seguir esse caminho. Eu incentivo!
"Not sharper photographs, not larger photographs, but better photographs — photographs that say something, that mean something, even if only to us."
________________________________________________________
Canon 5D Mark.II | Fujifilm X100 T | https://www.instagram.com/electroma.core | https://www.electromacore.com


banzai

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 825
  • Tentando capturar o mundo de uma forma diferente
Resposta #2 Online: 26 de Novembro de 2017, 16:32:14
Eae. Me fala como foi a experiência em dirigir uma "modelo" :) Vc deve ter percebido que depende totalmente da nossa orientação. A grande maioria dos ensaios a minha namorada acompanhou de perto (de início por causa de ciúmes) e acabou dando umas dicas com aquele jeitinho feminino q só elas vão poder explicar. Até dirigia, falando do queixo (papinha), barriga ou poses/expressões mto travadas mas era a patroa q dava aquele toque feminino nas poses, mesmo ela não sabendo fazer uma pra si mesma, tinha olhar pra isso pelo menos. Mais do que eu, claro  :hysterical:

Acho legal vc levar uma amiga q curta acompanhar (caso não esteja namorando/ não seja casado). Vc acaba aprendendo mto com a interação delas. Uma coisa q sempre fui bom é quebrar gelo. O problema é dirigir mesmo. Sofro até hoje na real. Sempre que dá, eu tento levar uma amiga, a namorada ou quem puder. Às vezes a própria modelo leva uma amiga no dia.

Eu tenho feito todos com luz natural, por enquanto. Pq sou péssimo com flash e vi que no seu primeiro ensaio fez ao natural tbm. Na terceira foto, vc pode ver que ficou mais complicado lidar com o sol, já na quarta, vc conseguiu usar melhor :) Aquele solzão entre 10-14h é difícil (não sei se foi o caso). Eu sempre torço por um tempinho meio morno, céu nublado, lugares que não tenha iluminação tão direta pra fugir desses problemas. Até tenho um rebatedor mas por hora não precisei usar mas vale a pena carregar pra eventuais emergências. Se me lembro bem custa uns 80 conto em qualquer site (vende até na submarino e americanas).

Acho que a técnica mais fácil de início é pedir pra ela passar as mãos nos cabelos e sair clicando. Foi o que reparei nessa sequência. Eu acabo fazendo um pouco disso tbm quando acabam as idéias. O que eu tenho feito foi criar um banco de dados no instagram pra obter referências. Lá vc consegue marcar as fotos q curtiu salvando numa pasta do próprio aplicativo. Vejo várias vezes pra elaborar um esquema e adaptar ao local onde estamos fazendo as fotos.

Eu gostei q vc ta tentando interagir com o background. É complicado, não é? Dá um desafio danado isso aí mas vale a pena seguir esse caminho. Eu incentivo!
Cara achei díficil dirigir a modelo mesmo, principalmente expressões corporais que eu sou péssimo haha, ai eu deixava ela agir mais natural, e muitas vezes ela passava a mão no cabelo mesmo.
Na real eu prefiro ir clicando sozinho mesmo,acho que isso faz parte do crescimento pessoal e de aprender a dirigir, fora que eu sou mais reservado pra essas coisas também.

É essa dica ja me deram também, de ir salvando referências e antes de fazer o ensaio dar uma olhada nelas pra ter uma idéia melhor do que fazer.
Realmente tem fotos ai com a luz dura da 1h da tarde que é dificil fotografar, por enquanto só to na luz natural também, mais pra frente pego um flash e um rebatedor eu acho.
As vezes eu prefiro falar pra ela fazer alguma ação, pra dar um tom mais natural pra foto, do que posando, eu acho que é bem válido .
O mais díficil eu acho que é fazer ela se expressar do jeito que eu quero, ainda mais pra quem não é modelo de fato, mas tamo indo, eu achei até boas as fotos haha

Valeu pelo comentário, acho que aos poucos vai acostumando.


lee.

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.799
  • Sexo: Masculino
  • fotógrafo desde 2009
    • electromacore
Resposta #3 Online: 26 de Novembro de 2017, 17:21:36
engraçado que eu senti tbm que no começo tinha que pedir pra ela fazer uma ação pra render algo só que acabei achando mais difícil q pedir pra ela ficar parada e deixar os braços e as pernas em uma certa pose.

Ficava bem mecânico às vezes mas até dava certo. Só que não tenho como dizer o que é a forma correta. Depende de vc (sua experiência), depende dela (boa vontade e ânimo), do clima, vontade  :hysterical: O que falar mais alto no momento. A gente se adapta.
« Última modificação: 26 de Novembro de 2017, 17:22:32 por lee. »
"Not sharper photographs, not larger photographs, but better photographs — photographs that say something, that mean something, even if only to us."
________________________________________________________
Canon 5D Mark.II | Fujifilm X100 T | https://www.instagram.com/electroma.core | https://www.electromacore.com


banzai

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 825
  • Tentando capturar o mundo de uma forma diferente
Resposta #4 Online: 26 de Novembro de 2017, 18:50:41
Simm, na verdade se a situação pedir uma ação sim, agora se não tiver nada pra interagir vai na pose mesmo haha
Ja to salvando umas foto no insta aqui, pra não dar aqueles brancos na hora kkk


Pedreira

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.668
  • Sexo: Masculino
Resposta #5 Online: 26 de Novembro de 2017, 20:25:46
Pouco tenho a acrescentar. Mas acho que o horário não favoreceu muito. A luz  não tava das melhores...  :no:

Abraço!
"Para o bom tocador não existe fole ruim, mas para o dançador ruim, forró nenhum presta..." Dominguinhos