Autor Tópico: Sensor maior tem menor ruído que sensor menor.  (Lida 3781 vezes)

cfcsosa

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.841
  • Sexo: Masculino
Online: 03 de Junho de 2018, 09:54:30
Na onda dos últimos tópicos, lanço esse pra debate, mas sem videozinho do fstoppers pra ajudar.

A pergunta é: Concordam com essa afirmativa ?
-------------------
flickr.com/photos/cfcsosa
instagram.com/cfcsosa
500px.com/cfcsosa1978


Claudio Rombauer

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.378
  • Sexo: Masculino
Resposta #1 Online: 03 de Junho de 2018, 11:05:27
Na onda dos últimos tópicos, lanço esse pra debate, mas sem videozinho do fstoppers pra ajudar.

A pergunta é: Concordam com essa afirmativa ?

Muito difícil essa. Bem mais que as anteriores.
Teríamos que ter à disposição dois sensores de mesma tecnologia, mesma capacidade em MP, para testar.
Ou alguém com um conhecimento de tecnologia de sensores nível "fstoppers".
Eu sou engenheiro eletrônico formado com especialização em microprocessadores, mas já esqueci tudo.



nandoespinosa

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.728
  • Sexo: Masculino
    • Nando Espinosa Fotografia
Resposta #2 Online: 03 de Junho de 2018, 11:59:49
Eu sou engenheiro eletrônico formado com especialização em microprocessadores, mas já esqueci tudo.
Sou veterinário... Nunca mais dou pitaco aqui..  :o :shock:


vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.937
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Resposta #3 Online: 03 de Junho de 2018, 12:15:41
Discordo, o tamanho do pixel influencia mais.
"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs


Claudio Rombauer

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.378
  • Sexo: Masculino
Resposta #4 Online: 03 de Junho de 2018, 12:37:04
Discordo, o tamanho do pixel influencia mais.
Então, dois sensores de 24MP de mesma tecnologia, um m43 e outro fullframe, qual teria mais ruído?

Sent from my SM-N910C using Tapatalk



cfcsosa

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.841
  • Sexo: Masculino
Resposta #5 Online: 03 de Junho de 2018, 15:01:46
E aí? Só um tem coragem?
-------------------
flickr.com/photos/cfcsosa
instagram.com/cfcsosa
500px.com/cfcsosa1978


Ernesto

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.546
  • Fotógrafo Profissional
Resposta #6 Online: 03 de Junho de 2018, 15:17:59
Eu já vi na prática que a história do pixel gordo não rola.

A geração do chip influencia, é fato...em qq produto do mundo.

A tecnologia entre os fabricantes (Canon x Sony x Aptina) e, dentro do mesmo fabricante, o custo do chip influencia muito.

Convenhamos, qualquer produto do mundo é assim.

Canon tem resposta não só de ruído, mas DR e cores totalmente diferente de Nikon. Motivo: tecnologia do fabricante.

Dentro da Nikon, mesma densidade e geração, a D7200 (Toshiba) tem menos ruído que a D5300 (Sony). Motivo: custo/fabricante.




Sent from my Hasselblad using Tapatalk
« Última modificação: 03 de Junho de 2018, 15:30:24 por Ernesto »
O google não é tão confiável quanto eu mas, às vezes, linka os meus textos...

#Fotógrafo de Médio Formato Digital


Lindsay

  • Trade Count: (16)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.583
  • Sexo: Masculino
Resposta #7 Online: 03 de Junho de 2018, 15:23:19
Semanas atrás vi um artigo em algum site internacional, onde alunos de alguma faculdade por ai, modificaram os algoritmos que interpretam os dados / informações captadas pelos sensores eletrônicos, acho que sensores no padrão atual do mercado.
O resultado foi imagens sem ruído. Procurei agora mas não achei o artigo para rever, vou procurar novamente, com mais tempo, se achar eu coloco aqui.
Acho que o nome era "learning to see in the dark" ou coisa parecida.
A sacada dos alunos era algo como reinterpretar essas informações que estão contidas naquilo que chamamos de ruído das câmeras.

« Última modificação: 03 de Junho de 2018, 15:26:46 por Lindsay »
Fotografando com a memória


Lindsay

  • Trade Count: (16)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.583
  • Sexo: Masculino
Resposta #8 Online: 03 de Junho de 2018, 15:26:18
Penso que em uma mesma geração, o ruído é igual para ambos os casos. Porem como entra mais luz (photons = energia) no sensor de maior área, ele fica menos suscetível à esse problema.
Fotografando com a memória


nandoespinosa

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.728
  • Sexo: Masculino
    • Nando Espinosa Fotografia
Resposta #9 Online: 03 de Junho de 2018, 15:36:24
Em contrapartida sensores com pixels maiores precisam de mais fotons pra terem a mesma estimulação que os de pixels menores... A tal analogia do baldes... O que, em teoria, anularia essa diferença.
Penso que em uma mesma geração, o ruído é igual para ambos os casos. Porem como entra mais luz (photons = energia) no sensor de maior área, ele fica menos suscetível à esse problema.

Enviado de meu Moto G (5S) Plus usando Tapatalk



Lindsay

  • Trade Count: (16)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.583
  • Sexo: Masculino
Resposta #10 Online: 03 de Junho de 2018, 15:36:51
acho que era isso aqui:
https://arxiv.org/abs/1805.01934


Não foi esse artigo que eu vi, mas é sobre a mesma coisa:
https://qz.com/1279913/artificial-intelligence-is-learning-to-see-in-the-dark/




Fotografando com a memória


Ernesto

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.546
  • Fotógrafo Profissional
Resposta #11 Online: 03 de Junho de 2018, 15:40:36
Semanas atrás vi um artigo em algum site internacional, onde alunos de alguma faculdade por ai, modificaram os algoritmos que interpretam os dados / informações captadas pelos sensores eletrônicos, acho que sensores no padrão atual do mercado.
O resultado foi imagens sem ruído. Procurei agora mas não achei o artigo para rever, vou procurar novamente, com mais tempo, se achar eu coloco aqui.
Acho que o nome era "learning to see in the dark" ou coisa parecida.
A sacada dos alunos era algo como reinterpretar essas informações que estão contidas naquilo que chamamos de ruído das câmeras.

muito interessante... se for verdade, eu diria que as empresas deixam o ruído de sacanagem  :D



Sent from my Hasselblad using Tapatalk
O google não é tão confiável quanto eu mas, às vezes, linka os meus textos...

#Fotógrafo de Médio Formato Digital


Bretas

  • Mecenas
  • Trade Count: (5)
  • Colaborador(a)
  • *****
  • Mensagens: 4.431
  • Sexo: Masculino
Resposta #12 Online: 03 de Junho de 2018, 15:40:51
Sou veterinário... Nunca mais dou pitaco aqui..  :o :shock:

Opa, um colega por aqui...


nandoespinosa

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.728
  • Sexo: Masculino
    • Nando Espinosa Fotografia
Resposta #13 Online: 03 de Junho de 2018, 15:42:02
Opa, um colega por aqui...

Enviado de meu Moto G (5S) Plus usando Tapatalk



Lindsay

  • Trade Count: (16)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.583
  • Sexo: Masculino
Resposta #14 Online: 03 de Junho de 2018, 15:45:44
Em contrapartida sensores com pixels maiores precisam de mais fotons pra terem a mesma estimulação que os de pixels menores... A tal analogia do baldes... O que, em teoria, anularia essa diferença.
Enviado de meu Moto G (5S) Plus usando Tapatalk
hummmm ai vc me pegou, não sou engenheiro que entende profundamente disso, mas acho que não é assim não.
Porque se a quantidade de energia disponível é a mesma nos dois casos, o que entendo pelo que vc colocou, é que um sensor mais denso tem condições de pegar mais energia em uma arrea de captação do mesmo tamanho.
Mas ainda assim a área do sensor maior é tbm maior... ou seja ela tem mais energia disponível.

Espero que nosso colega astrônomo, apareça logo aqui para nos esclarecer ...
Fotografando com a memória