Autor Tópico: As inovações mais inúteis das câmeras atuais  (Lida 10384 vezes)

sri_canesh

  • Trade Count: (11)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.730
  • Sexo: Masculino
Resposta #15 Online: 09 de Junho de 2019, 20:10:28
Se é uma inovação implementada via software ou mesmo hardware que não aumente o custo do equipamento de forma significativa e que seja de uso opcional, reclamar dela é meio que resmungo de velho. O troço está lá, se não quer usar não usa.

Comparar com o passado não faz sentido. Fotógrafo do passado não precisava aprender um monte de coisa que hoje é necessário (como, por exemplo, operar corretamente um software de edição) então sobrava tempo para outras coisas.


Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 8.187
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #16 Online: 09 de Junho de 2019, 20:14:03
Se é uma inovação implementada via software ou mesmo hardware que não aumente o custo do equipamento de forma significativa e que seja de uso opcional, reclamar dela é meio que resmungo de velho. O troço está lá, se não quer usar não usa.

Comparar com o passado não faz sentido. Fotógrafo do passado não precisava aprender um monte de coisa que hoje é necessário (como, por exemplo, operar corretamente um software de edição) então sobrava tempo para outras coisas.

 :clap: :ok:


Lindsay

  • Trade Count: (18)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.863
  • Sexo: Masculino
Resposta #17 Online: 09 de Junho de 2019, 20:48:46
Se é uma inovação implementada via software ou mesmo hardware que não aumente o custo do equipamento de forma significativa e que seja de uso opcional, reclamar dela é meio que resmungo de velho. O troço está lá, se não quer usar não usa.

Comparar com o passado não faz sentido. Fotógrafo do passado não precisava aprender um monte de coisa que hoje é necessário (como, por exemplo, operar corretamente um software de edição) então sobrava tempo para outras coisas.
O cara de antigamente aprendia na raça, se errasse a exposição, perdia o filme, o evento, o dinheiro, o cliente. Mas ele editava tbm, ou contratava alguém para imprimir/editar.
Fotografando com a memória


sri_canesh

  • Trade Count: (11)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.730
  • Sexo: Masculino
Resposta #18 Online: 09 de Junho de 2019, 21:02:24
O cara de antigamente aprendia na raça, se errasse a exposição, perdia o filme, o evento, o dinheiro, o cliente. Mas ele editava tbm, ou contratava alguém para imprimir/editar.

Edição (PS / LR /etc) é algo recente, faz parte da fotografia digital. Foto em filme, pela própria natureza, tinha que sair praticamente pronta. O esforço que na época era necessário para aprender a fazer direito na hora do clique hoje foi levado para a pós. Realmente  era muito mais difícil saber fazer a foto praticamente pronta na captura mas por outro lado o fotógrafo da época não precisava lidar com coisas que o atual precisa: competição enorme, modismos no pós-processamento, ser um marketeiro em redes sociais, etc,etc.  Cada época com seu contexto, com suas facilidades e dificuldades. 


Lindsay

  • Trade Count: (18)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.863
  • Sexo: Masculino
Resposta #19 Online: 09 de Junho de 2019, 21:52:40
Edição (PS / LR /etc) é algo recente, faz parte da fotografia digital. Foto em filme, pela própria natureza, tinha que sair praticamente pronta. O esforço que na época era necessário para aprender a fazer direito na hora do clique hoje foi levado para a pós. Realmente  era muito mais difícil saber fazer a foto praticamente pronta na captura mas por outro lado o fotógrafo da época não precisava lidar com coisas que o atual precisa: competição enorme, modismos no pós-processamento, ser um marketeiro em redes sociais, etc,etc.  Cada época com seu contexto, com suas facilidades e dificuldades.
hummmmm, nem vou entrar mais fundo no assunto pois é uma viagem desnecessária ao tópico, mas a revelação e ampliação, eram as principais etapas nos tempos da película. Muito fotógrafo nem sabia ou nem entendia o que acontecia dentro de um LAB, simplesmente contratava os especialistas resolviam a parada, havia muuuita tecnologia e conhecimento ali. O conceito atual de edição é um desdobramento daquilo que foi inventado na fotografia química.
« Última modificação: 09 de Junho de 2019, 22:09:11 por Lindsay »
Fotografando com a memória


Lindsay

  • Trade Count: (18)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.863
  • Sexo: Masculino
Resposta #20 Online: 09 de Junho de 2019, 22:09:29
duplicou
« Última modificação: 09 de Junho de 2019, 22:09:44 por Lindsay »
Fotografando com a memória


Lindsay

  • Trade Count: (18)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.863
  • Sexo: Masculino
Resposta #21 Online: 09 de Junho de 2019, 22:10:29
dupicou
« Última modificação: 09 de Junho de 2019, 22:10:41 por Lindsay »
Fotografando com a memória


sri_canesh

  • Trade Count: (11)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.730
  • Sexo: Masculino
Resposta #22 Online: 09 de Junho de 2019, 22:13:08
hummmmm, nem vou entrar mais fundo no assunto pois é uma viagem desnecessária ao tópico, mas a revelação e ampliação, eram as principais etapas na era da película. Muito fotógrafo nem sabia ou nem entendia o que acontecia dentro de um LAB, simplesmente contratava os especialistas resolviam a parada, havia muuuita tecnologia e conhecimento ali. O conceito atual de edição é um desdobramento daquilo que foi inventado na fotografia química.

Isso é mais verdade na fotografia autoral PB. O grosso da fotografia colorida profissional não tinha muito disso, até porque era um trabalho altamente especializado apenas acessível para alguns poucos. Ninguém contratava um especialista para tratar fotos de casamento, rs. Hoje a pós-edição é algo que todo fotógrafo não só pode como deve fazer.

Creio que isso não é viagem desnecessária já que o tópico trata da evolução da profissão.


Lindsay

  • Trade Count: (18)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.863
  • Sexo: Masculino
Resposta #23 Online: 09 de Junho de 2019, 22:21:31
Isso é mais verdade na fotografia autoral PB. O grosso da fotografia colorida profissional não tinha muito disso, até porque era um trabalho altamente especializado apenas acessível para alguns poucos. Ninguém contratava um especialista para tratar fotos de casamento, rs. Hoje a pós-edição é algo que todo fotógrafo não só pode como deve fazer.

Creio que isso não é viagem desnecessária já que o tópico trata da evolução da profissão.
Ahhh ok, muito provavelmente vc não conheceu os labs que editavam para o pessoal de casamento... fotografo profissional ou de casamento não mandava revelar na Fototica não...
Fotografando com a memória


Ernesto

  • Mecenas
  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.954
  • Trader
Resposta #24 Online: 09 de Junho de 2019, 22:32:28
Uma inovação inútil foi a Canon ter colocado uma tecnologia de flashs que rotacionam automaticamente, pelo que percebi o flash tem um sensor que detecta automaticamente tetos e paredes brancos e automaticamente gira a cabeça do flash pra rebater a luz. Achei isso muito inútil rsrsrsrs pra quem quiser conhecer a tecnologia


Uma coisa que os fabricantes pararam (infelizmente) é de fazer o flash com modo automático.Esse sim, mil vezes melhor que o TTL de qualquer flash e câmera profissional. Raramente o flash errava a exposição porque ele lia a luz real do ambiente e não a refletida que mesmo com fotometria correta, erra pra caramba rs

Muito muito legal !!

Excelente exemplo  :ok:


Ernesto

  • Mecenas
  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.954
  • Trader
Resposta #25 Online: 09 de Junho de 2019, 22:35:07
Edição (PS / LR /etc) é algo recente, faz parte da fotografia digital. Foto em filme, pela própria natureza, tinha que sair praticamente pronta. O esforço que na época era necessário para aprender a fazer direito na hora do clique hoje foi levado para a pós. Realmente  era muito mais difícil saber fazer a foto praticamente pronta na captura mas por outro lado o fotógrafo da época não precisava lidar com coisas que o atual precisa: competição enorme, modismos no pós-processamento, ser um marketeiro em redes sociais, etc,etc.  Cada época com seu contexto, com suas facilidades e dificuldades.

Boa!

Era bem por aí mesmo :ok:


sri_canesh

  • Trade Count: (11)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.730
  • Sexo: Masculino
Resposta #26 Online: 09 de Junho de 2019, 22:39:16
Ahhh ok, muito provavelmente vc não conheceu os labs que editavam para o pessoal de casamento... fotografo profissional ou de casamento não mandava revelar na Fototica não...

Claro que existiam e era um serviço relativamente caro. E justamente por isso não era qualquer casamento que tinha um álbum de casamento "Profissional". Hoje isso é muito mais acessível.


Ernesto

  • Mecenas
  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.954
  • Trader
Resposta #27 Online: 09 de Junho de 2019, 22:41:46
Claro que existiam e era um serviço relativamente caro. E justamente por isso não era qualquer casamento que tinha um álbum de casamento "Profissional". Hoje isso é muito mais acessível.

Concordo e a disponibilidade disso depende muito da época que se cita e da cidade onde o cara morava... o que limitava demais a abrangência destes recursos na fotografia.
« Última modificação: 09 de Junho de 2019, 22:42:38 por Ernesto »


Lindsay

  • Trade Count: (18)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.863
  • Sexo: Masculino
Resposta #28 Online: 09 de Junho de 2019, 22:42:20
Claro que existiam e era um serviço relativamente caro. E justamente por isso não era qualquer casamento que tinha um álbum de casamento "Profissional". Hoje isso é muito mais acessível.
Vdd é mais acessível sim, o cara mesmo edita e manda para os caras imprimir.
Fotografando com a memória


Ernesto

  • Mecenas
  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.954
  • Trader
Resposta #29 Online: 09 de Junho de 2019, 22:45:03
Vdd é mais acessível sim, o cara mesmo edita e manda para os caras imprimir.

Hoje, pode fotometrar de qq jeito, depois recupera +-5 stops e reclama se o RAW não aguentar   :D