Autor Tópico: O que é ser fotógrafo profissional?  (Lida 580 vezes)

peridapituba

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 268
Online: 27 de Novembro de 2020, 10:35:07
Assunto recorrente em fóruns e grupos fotográficos, eu acho que a profissão de fotógrafo profissional carrega uma particularidade em relação ao preço que vem sempre atrelado ao investimento em material fotográfico, que é caro.
Mas isso talvez faça com que muitos percam trabalhos porque não aceitam um valor menor do que pensam ser sua remuneração ideal.
Ninguém em sã consciência deseja ser mal remunerado pelo que faz, óbvio, mas vejo e leio pessoas se sentindo sub valorizadas qdo recebem propostas baixas por seu trabalho e qdo são comparadas ou confrontadas com orçamentos baixos dados por colegas de profissão.
O argumento é sempre que junto ao preço menor vem um resultado pior.
Nem sempre é verdade.
A minha e sugestão é que qdo receberem orçamentos baixos, usem equipamentos de acordo c isso.
Não equipamentos "meia-boca", mas se vc iria explorar 3 ângulos c 3 lentes diferentes por exemplo, elimine 2 lentes e elimine os tantos ângulos e tomadas, mas ainda assim entregue trabalhos de qualidade.
Nestes tempos difíceis o profissional, de qualquer área, deve buscar a fonte de renda.
Ser profissional é se adaptar e colocar seus esforços  a serviço de seu bem estar financeiro, desde que não seja algo humilhante, degradante e que gere prejuízo.
É um assunto muito delicado, mas ter outras óticas é sempre salutar.


Maneco Pizarro

  • Trade Count: (7)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 896
  • Sexo: Masculino
Resposta #1 Online: 27 de Novembro de 2020, 11:32:09

A minha e sugestão é que qdo receberem orçamentos baixos, usem equipamentos de acordo c isso.
Não equipamentos "meia-boca", mas se vc iria explorar 3 ângulos c 3 lentes diferentes por exemplo, elimine 2 lentes e elimine os tantos ângulos e tomadas, mas ainda assim entregue trabalhos de qualidade.
Nestes tempos difíceis o profissional, de qualquer área, deve buscar a fonte de renda.


Ou faça exatamente como faria se fosse melhor remunerado. Minha opinião, ok?
Se me proponho a fazer por um preço menor, entrego com o mesmo valor de um preço mais alto, pois foi minha a decisão em fazer o trabalho.


peridapituba

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 268
Resposta #2 Online: 27 de Novembro de 2020, 11:51:13
Sim, concordo com você.
A questão que falei é apenas no caso do profissional que ache que o job é pouco e talvez ele não se atente que dá para fazer algo com um valor menor e entregando a mesma qualidade mas num formato mais compacto, ou mais reduzido.
Esta possibilidade na minha opinião abre prespectivas de  novos trabalhos e até mesmo para ocupar tempo ocioso.


Ou faça exatamente como faria se fosse melhor remunerado. Minha opinião, ok?
Se me proponho a fazer por um preço menor, entrego com o mesmo valor de um preço mais alto, pois foi minha a decisão em fazer o trabalho.


peridapituba

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 268
Resposta #3 Online: 27 de Novembro de 2020, 11:53:01
E esta é umas das variáveis.
Há outras tantas que dá para flexibilizar e garantir a renda e até mesmo fidelizar um cliente.

Sim, concordo com você.
A questão que falei é apenas no caso do profissional que ache que o job é pouco e talvez ele não se atente que dá para fazer algo com um valor menor e entregando a mesma qualidade mas num formato mais compacto, ou mais reduzido.
Esta possibilidade na minha opinião abre prespectivas de  novos trabalhos e até mesmo para ocupar tempo ocioso.


Maneco Pizarro

  • Trade Count: (7)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 896
  • Sexo: Masculino
Resposta #4 Online: 27 de Novembro de 2020, 12:46:17
Devia ter sido mais claro...
Na verdade a sua frase - "O argumento é sempre que junto ao preço menor vem um resultado pior. Nem sempre é verdade" - que concordo integralmente, é que me fez pensar em fazer o melhor, ainda que recebendo menos. Imagino que depois, vendo o resultado final, o cliente consiga entender o porque do preço inicial maior. Isso talvez seja determinante para um próximo trabalho a um preço justo.


Leonardo Tonin

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.170
  • Sexo: Masculino
Resposta #5 Online: 27 de Novembro de 2020, 13:03:29
É atuar em um mercado competitivo, liberal, tendo conhecimento em determinado assunto. sendo remunerado, servindo determinado proposito.


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.521
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #6 Online: 28 de Novembro de 2020, 08:10:25
O significado do termo depende do publico.

- Para o mundo burocratico/governamental, ser profissional eh ter empresa registrada e pagar imposto pela atividade.
- Para hobistas, ser profissional parece significar a adequacao a uma determinada qualidade, que costuma ser a da linguagem publicitaria ao qual usam como referencias.
- Para pessoas de fora do mundo da fotografia, ser profissional significa ter equipamento grandes, pesados e caros.
- Para fotografos que trabalham e levam a atividade a serio, generalizando, ser profissional significa ter experiencias e conhecimentos que os fazem entregar/reproduzir o trabalho por estarem preparados para adversidades.


Sobre qualidade e preco, eh uma visao de pessoas de fora do mundo da fotografia que eh reenforcada por fotografos que querem tirar vantagens dessa ignorancia popular.

As pessoas associam Preco = Equipamento caro e depois associam Equipamento Caro = Qualidade. O resultado acaba sendo a crenca de que Preco = Qualidade. Mas a verdade eh que fotografia eh cara independente da qualidade. Tem muito fotografos de qualidade baixa que cobram caro e mesmo assim sofrem para nao ficarem no vermelho.

Por outro lado, tem muitos fotografos que nao dependem da renda da fotografia para manterem seus negocios e por isso podem cobrar precos baixos. Seja pq tem outro emprego que paga os custos da fotografia, seja pq tem papai e mamae que bancam os custos do negocio do filho (emprestando casa para estudio, pagando as constas de luz e internet e ate mesmo pagando equipamentos). E entre esses tem pessoas que sao muito boa e outras que sao muito ruims.

Em resumo, preco nao define a qualidade mas sim apenas indica se a pessoa depende da atividade financeiramente ou nao.


E para finalizar. Eh perfeitamente normal negociar precos de acordo com o que o cliente pede e o poder financeiro do cliente. Hoje chega um cliente disposto a pagar muito bem em um trabalho mais complexo e amanha aparece outros 2 clientes de classe baixa pedindo um trabalho mais simples (o que nao eh sinonimo de pior qualidade).


A minha opiniao: Tem muitos fotografos que se recusam a fazer fotos para pessoas mais simples, pq elas nao usam roupas caras, nao tem decoracoes caras, nao tem estilo de vida cara, nao tem a aparencia europeia (associando isso a beleza e dinheiro), e acham que o trabalho nao vale a pena pq isso vai fazer as fotos nao ficarem boas, nao serem interessantes, nao servirem para portfolio. Eu vejo isso como um pessimo profissional.
« Última modificação: 28 de Novembro de 2020, 08:17:57 por C R O I X »


Leonardo Tonin

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.170
  • Sexo: Masculino
Resposta #7 Online: 28 de Novembro de 2020, 11:26:55
Poucos profissionais que atendem o comercio, conseguem viver so da fotografia. 

Tenho amigos que conseguem atuar e ter algum sucesso (tendo negocio proprio ou sendo segundo fotografo) mas equilibram a fotografia com outros trabalhos, o que me parece cada vez mais ser a regra.


« Última modificação: 28 de Novembro de 2020, 11:30:07 por Leonardo Tonin »


peridapituba

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 268
Resposta #8 Online: 28 de Novembro de 2020, 16:03:02
Todos que conheço que vivem apenas de fotografia são velha guarda ou aposentaram.
E os demais possuem negócios paralelos, no segmento ou não.

Poucos profissionais que atendem o comercio, conseguem viver so da fotografia. 

Tenho amigos que conseguem atuar e ter algum sucesso (tendo negocio proprio ou sendo segundo fotografo) mas equilibram a fotografia com outros trabalhos, o que me parece cada vez mais ser a regra.