Autor Tópico: RAW/NEF - Vale somente para correção de exp & BW?  (Lida 1170 vezes)

Leandro Federsoni

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.974
  • Sexo: Masculino
Online: 13 de Fevereiro de 2007, 11:52:25
Pessoal,

Eu tenho feito vários testes com os meus RAWs e tenho visto ganho somente no controle de exposição e no controle do balanço de branco, pois em adição de cores (saturação), adição de Sharp e contraste os resultados são muito parecidos com aqueles obtidos em edição do próprio JPG.

Vocês concordam com isso? Vocês notam algum ganho em adição de saturação, sharp e contraste com utilizando de RAW?

Com a minha CAM, além dos JPGs entregue por ela serem bons, ela permite a correção do balanço de branco mesmo após a foto ter sido tirada, ou seja, neste caso a utilização do RAW começa a não valer tanto a pena, a não ser que precisamos realmente corrigir a exposição. Vocês concordam?

Abraço :thmbup:
 


m.oreste

  • Trade Count: (13)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 759
  • Sexo: Masculino
    • http://www.flickr.com/photos/marcelooreste/
Resposta #1 Online: 13 de Fevereiro de 2007, 12:22:33
tenho tido a mesma sensação em relação ao JPG da K100D, mas é claro que explorei muito pouco ainda o RAW da Pentax, mas por enquanto fica esta idéia em que só em situações muito crítica usaria o RAW.
Marcelo - POA/RS



Murilo

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.604
  • Sexo: Masculino
    • http://murilo78.multiply.com
Resposta #2 Online: 13 de Fevereiro de 2007, 14:58:38
Leandro...

Eu já fotografo em RAW a pelo menos dois anos, e neste meu tempo de experiência com este formato de imagem, posso te garantir que RAW vai muuuito além dos simples ajustes (e não necessariamente correções) feitos no WB e exposição.

Acredito que o formato RAW deveria ser ‘encarado’ como um código fonte base, que dali em diante serve para gerar N variações de uma mesma imagem sem se ‘perder o original’.

Neste tempo que tenho trabalhado com o formato, uma coisa interessante que aconteceu comigo, e que talvez possa acontecer com outras pessoas (só que isto vai da vontade de cada um) é que com o passar do tempo, minhas técnicas de pós-processamento melhoraram e se aperfeiçoaram, e quando volto a editar uma imagem que fiz a mais de um ano, por exemplo, o resultado final normalmente sai diferente e bem melhor. Por isso a importância de se manter um arquivo base pronto para derivar novos resultados.

Existem algumas fotos processadas minhas que chegam a sair até 80% prontas de uma conversão em RAW. Mas... acredito que hoje, estou numa média de 50% prontas antes de passar para a etapa seguinte que é o pornoshop.

Um outro ponto que acho interessante citar é o tempo com que se processar um RAW.
Já a um bom tempo que estou levando apenas ‘alguns poucos segundos’ para converter uma foto RAW ‘do jeitinho que gosto’. Já o tempo gasto para tentar ‘emular’ os mesmos efeitos num jpg direto num pornoshop, eu gastaria alguns minutos.

Resumindo.... *no meu workflow* o RAW além de servir como arquivo base (o que só este motivo já seria mais que suficiente para sua adoção), ele ainda economiza muito tempo de pós-processamento e me da uma flexibilidade/liberdade incrível de ajustes, como preenchimento de luzes, sombras, contrastes, curvas, levels, saturações e etc... além do básico WB e exposição.
 
Já dizia o Da Vinci.... Tem pessoas que enxergam, tem pessoas que enxergam qdo se aponta e tem pessoas que não enxergam.



Leandro Federsoni

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.974
  • Sexo: Masculino
Resposta #3 Online: 13 de Fevereiro de 2007, 16:02:29
Murilo,

Eu acho que o RAW até vale a pena, principalmente nos pontos que vc colocou.

Porém para aquelas correções simples em que você quer somente aumentar a saturação, sharp e contraste, me parece que o ganho não é muito grande na qualidade da imagem, principalmente nas fotos com boa exposição e bom balanço de branco.

E ter um RAW apenas para garantir a integridade do arquivo original, eu acho que vc pode administrar os próprios JPGs originais de forma a não serem editados.
 


Guto Marc

  • Trade Count: (14)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.552
    • http://www.gutomarcondes.com.br
Resposta #4 Online: 13 de Fevereiro de 2007, 16:31:00
Nitidez mesmo só em RAW. O JPG da câmera sofre o processamento que é interno, e com isso há perdas. Se essas perdas são irrelevantes para você, continue em JPG. Mas provavelmente mais a fente, com o olho mais treinado, as diferenças vão se revelar mais fortemente e a adoção do RAW será imediata. Só ficará o lamento pelas fotos anteriores existirem somente em JPG.
** NÃO TRABALHO MAIS COM SEGURO DE EQUIPAMENTOS **

Visitem meu blog sobre fotografia : http://www.gutomarcondes.com.br/blog e conheçam mais sobre a profissão no dia a dia. Conheçam também http://www.fotografosocial.com.br e http://www.gutomarcondes.com.br
Não respondo MP com dúvida de equipamentos/fotografia. Abra um tópico pois isso é importante para o fórum !


mlarroyd

  • Trade Count: (2)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 137
  • Sexo: Masculino
Resposta #5 Online: 13 de Fevereiro de 2007, 17:18:32
Leandro,

Saturacao e Sharpness normamente voce deixa para o photoshop.

Alteracoes que sao necessarias no arquivo RAW eh a exposicao, shadow e contraste mais o contraste voce altera em CURVE.

Tambem em DETAIL, a correcao de noise na cor COLOR NOISE REDUCTION e LUMINANCE SMOOTHING.
 


f_ferreira

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 109
Resposta #6 Online: 13 de Fevereiro de 2007, 18:46:37
Apenas um complemento ao que os outros colegas já disseram. Vale a pena experimentar mais de um conversor de RAW pois eles produzem resultados levemente diferentes, ganhando ou perdendo em alguns aspectos com relação aos demais softwares.

Com a D50 experimentei o Bible, o ACR, o SilkyPix e o Nikon Capture NX. O ACR, apesar de mais fácil de usar e da integração com o bridge e o PS foi o que teve os resultados menos satisfatórios na minha opinião. De todos o SilkyPix foi o que produziu as melhores cores. Mas o que realmente me impressionou foi o capture NX, incrível a sua capacidade de recuperação de detalhes e melhoria de nítidez mesmo com 0% de sharpening aplicado na conversão. Só pude testa-lo recentemente mas não deu outra, passou a ser meu conversor padrão!

Sobre os ajustes que você falou, concordo com os colegas, acho melhor deixar sharpening e saturação pro PS, mas ajuste de contraste acho que o melhor é fazer em duas etapas, começando no RAW e finalizando no PS.  
Fábio Ferreira
Belém/PA
Nikon D50 + Kit lens (bye bye Sony S90!)

Fotos no Flickr


Credilson

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 295
  • Sexo: Masculino
Resposta #7 Online: 13 de Fevereiro de 2007, 20:14:49
Interessante tópico. Há pouco tempo comecei a usar RAW/NEF e tirei algumas conclusões.
1. Gasta muita memória. Logo ela enche e tem-se que trocar.

2. O trabalho para converter, seja lá o software usado, é grande, na medida que o volume de fotos aumenta. Imagina converter 200 fotos uma a uma.

3. Não dá para usar um perfil único para todas as fotos, pois cada uma requer um ajuste específico.

4. O proveito que se tira de trabalhar com RAW, requer uma experiência grande com fotografia digital, senão, a gente fica com a impressão de que deveria ter capturado em jpeg mesmo.

É claro que vale a pena, exercitar com o RAW, até se chegar a perfeição, digamos assim. Porém acho que não vale a pena para qualquer tipo de foto.
« Última modificação: 13 de Fevereiro de 2007, 20:17:08 por Credilson »
Credilson
Nikon e coisas


GUEVARA

  • Trade Count: (11)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 503
  • Sexo: Masculino
  • guevara
Resposta #8 Online: 13 de Fevereiro de 2007, 23:58:33
Citar
Nitidez mesmo só em RAW O JPG da câmera sofre o processamento que é interno, e com isso há perdas. Se essas perdas são irrelevantes para você, continue em JPG. Mas provavelmente mais a fente, com o olho mais treinado, as diferenças vão se revelar mais fortemente e a adoção do RAW será imediata. Só ficará o lamento pelas fotos anteriores existirem somente em JPG.
Depois que vc converteu o raw e o ajustou, em qual formato vc o salva para impressao, jpg ou tiff?


Leandro Federsoni

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.974
  • Sexo: Masculino
Resposta #9 Online: 14 de Fevereiro de 2007, 07:02:05
Até entendo que toda e qualquer correção digital feita a partir de um arquivo RAW nos dará resultados melhores, mas a minha impressão é que o RAW vale realmente a pena em situações que você não tem muita certeza da correta exposição então nesse caso é melhor um arquivo RAW, pois aumenta as possibilidades de correção digital da exposição.

Além disso, mesmo para correção de exposição os arquivos RAW tem apenas um range de latitude maior que um JPG, ou seja, tem seus limites também, então ás vezes vale mais a pena vc tirar várias fotos com exposições diferentes do que apenas uma em RAW.

Valeu
 


Paulo Machado

  • Trade Count: (6)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.015
  • Sexo: Masculino
Resposta #10 Online: 14 de Fevereiro de 2007, 08:47:46
Leandro, foto em RAW não é só sobre exposição, mas principalmente sobre WB, contraste e cores.
Quando voce usa JPG o japa que programou o firmware da câmera passa a te ajudar a tirar fotos e quando voce usa RAW é o mesmo que tirar a foto, escolher qual filme vai usar (depois de tirada a foto) e revelar.
When words become unclear, I shall focus with photographs. When images become inadequate, I shall be content with silent.  - Ansel Adams


Leandro Federsoni

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.974
  • Sexo: Masculino
Resposta #11 Online: 14 de Fevereiro de 2007, 09:18:10
Paulo,

Isso está claro pra mim, porém o Japa que fez o Firmware da sua CAM não é bobô, ele tem as melhores ferramentas do mundo para o perfeito  desenvolvimento de imagens, por isso que eu acho que muitas vezes o resultado de uma conversão de RAW feito em casa, com aquele monitor sem estar muito bem calibrado e com uma iluminação ambiente ruim, não significa um melhor resultado do que aquele entregue pela própria CAM.

Por isso que eu acho que em algumas situações vale mais a pena você aproveitar o JPG da própria CAM e apenas adicionar um pouco mais de nitidez e saturação conforme o gosto pessoal.......e para adição de saturação e nitidez eu até o momento não estou vendo um ganho extremamente significativo em imagens RAW.

Eu acho que a melhor saída é sempre tirar uma RAW/JPG da CAM e somente utilizar o RAW se ocorreu algum problema sério de balanço de branco  ou exposição, senão pode aproveitar o próprio JPG e adicionar pequenos retoques..

Valeu


Paulo Machado

  • Trade Count: (6)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.015
  • Sexo: Masculino
Resposta #12 Online: 14 de Fevereiro de 2007, 09:21:23
Leandro, voce está certo, o japa estudou muito até chegar em um equilíbrio que atenda a maioria das pessoas. E o seu computador tem uma capacidade de processamento muito maior do que o da câmera, com certeza voce pode ter resultados melhores.
E lembre-se que as câmeras tem um público alvo que não sai muito do comum.
Eu não abro mão de ficar com todo o meu workflow. Gostaria de poder imprimir também, assim como revelar filme e escanear, mas aí os custos aumentam muito.
Faça uma experiência, tire um RAW+JPG e trabalhe nos 2 veja qual te agrada mais.
« Última modificação: 14 de Fevereiro de 2007, 09:22:28 por pmachado »
When words become unclear, I shall focus with photographs. When images become inadequate, I shall be content with silent.  - Ansel Adams


Guto Marc

  • Trade Count: (14)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.552
    • http://www.gutomarcondes.com.br
Resposta #13 Online: 14 de Fevereiro de 2007, 11:55:07
Citar
Citar
Nitidez mesmo só em RAW O JPG da câmera sofre o processamento que é interno, e com isso há perdas. Se essas perdas são irrelevantes para você, continue em JPG. Mas provavelmente mais a fente, com o olho mais treinado, as diferenças vão se revelar mais fortemente e a adoção do RAW será imediata. Só ficará o lamento pelas fotos anteriores existirem somente em JPG.
Depois que vc converteu o raw e o ajustou, em qual formato vc o salva para impressao, jpg ou tiff?
Depende da aplicação. Fotos 10x15 até 20x25, salvo em JPG qualidade 12 já no tamanho correto para o lab. Acima de 20x25, só TIFF.
O que costumo fazer é fotogafar RAW+JPG Basic. Aí eu já tenho um JPG para visualização, e o RAW para edição. Come mais memória, mas com um HD custando R$250 ( ou um DVD-R menos de R$2 ), nem tenho o que reclamar.
** NÃO TRABALHO MAIS COM SEGURO DE EQUIPAMENTOS **

Visitem meu blog sobre fotografia : http://www.gutomarcondes.com.br/blog e conheçam mais sobre a profissão no dia a dia. Conheçam também http://www.fotografosocial.com.br e http://www.gutomarcondes.com.br
Não respondo MP com dúvida de equipamentos/fotografia. Abra um tópico pois isso é importante para o fórum !


helder84

  • Trade Count: (1)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.187
Resposta #14 Online: 15 de Fevereiro de 2007, 09:41:41
Não tenho pena de memória. Coloco em os mesmos arquivos em 2 DVDs.
Ultimamente tenho convertido pra TIFF e editado no Adobe Lightroom.
Não levo mais de 1 min fazendo uma edição básica.
Helder Viana

"É um que sabe mais que o outro."