Autor Tópico: OM Digital - 02-04/2021 - sobre o futuro do MFT  (Lida 972 vezes)

André Sena

  • SysOp
  • Trade Count: (25)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.867
  • Sexo: Masculino
  • café & fotografia
Online: 29 de Março de 2021, 08:41:16
OM Digital - 02-04/2021 - sobre o futuro do MFT


https://www.43rumors.com/om-digital-teases-something-for-this-week/

Citar

OM Digital tweeted this teaser message. It’s unlikely we will see any new products. This because few hours after this youtube link went online: It says OM Digital and Panasonic will have a talk together about the “future of Micro Four Thirds”.


:ponder:


André Sena

  • SysOp
  • Trade Count: (25)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.867
  • Sexo: Masculino
  • café & fotografia


André Sena

  • SysOp
  • Trade Count: (25)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.867
  • Sexo: Masculino
  • café & fotografia
Resposta #2 Online: 29 de Março de 2021, 14:15:58


Ernesto

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 11.472
  • Ernesto Leite
Resposta #3 Online: 29 de Março de 2021, 16:19:24
Alguém falou aqui uma vez, acho que foi o Vangelism...

Antes o sensor era a peça mais cara

Hoje não é...

Então, não compensa mais fazer camera TOP com sensor pequeno: 7D, D500, E-M1...

Até pq o investimento nesses sensores na questão sinal x ruído, sumiu...morreram em 2012... e não compensa ter sensor específico para produto que vende 300mil unidades ano

E a falácia do equipamento ser menor caiu por terra porque o ganho sempre foi mínimo.... 200g... 2cm... e as lentes boas M4/3 sempre foram compridas e largas... não adianta ficar botando desenho de 800mm x 400mm pq a maioria do público não está nisso e no mundo das lentes comuns, o ganho era mesmo 2cm e 200gramas

Além disso, câmera ideal tem que ser anatômica..a mão do ser humano não diminui com a tecnologia... reconheceram isso na EM-X... e adoslescente (de mão pequena), em geral, não usa mais camera...quer celular... tudo tem exceção mas a exceção não move o mercado

Com os celulares foi igual... nos anos 2000, diminuiram tanto que era dificil apertar o teclado

Hoje estão bem maiores, do tamanho das mãos de um adulto
« Última modificação: 29 de Março de 2021, 16:25:50 por Ernesto »
#DeFérias


André Sena

  • SysOp
  • Trade Count: (25)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.867
  • Sexo: Masculino
  • café & fotografia
Resposta #4 Online: 29 de Março de 2021, 18:26:59
:ponder:
:ponder:

Bom, nem tudo na fotografia necessariamente tem de ser:
- a melhor câmera, aliás, o que é a melhor câmera?
- o melhor sistema de AF
- eye-af que funciona até debaixo d'água.
- lentes f1.4 ou mais claras
- corpos ergonômicos e/ou anatômicos
- sensor grande
- ISO de 1 milhão
- e por ai vai.......

É engraçado ver que qualquer esforço de um fabricante que não é TOP 3 é desmerecido, inclusive por aqueles que reclamam dessa mesma postura de outras pessoas.  :ponder:

Cada fotografo , independente se é hobista, amador ou profissional, terá um determinado equipamento que irá permitir que sua visão seja executa. E, ainda bem que existem fabricantes que são capazes de enxergar e fabricar equipamentos para atender determinados nichos.

Imagina um mundo onde só existe um tipo de sensor, um tipo de corpo de câmera e um único design de lentes.
 :doh:

Infelizmente as discussões onde deveríamos abraçar os novos recursos, entender a ciência por trás das coisas e aceitar as diferenças de conceitos passam a ser simplesmente algumas pessoas tentando convencer que seu conceito do que um equipamento fotográfico deveria ser é o certo e o que outros pensam está errado.

Enfim....

« Última modificação: 29 de Março de 2021, 18:32:00 por André Sena »


Ernesto

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 11.472
  • Ernesto Leite
Resposta #5 Online: 29 de Março de 2021, 19:15:03
:ponder:
:ponder:

Bom, nem tudo na fotografia necessariamente tem de ser:
- a melhor câmera, aliás, o que é a melhor câmera?
- o melhor sistema de AF
- eye-af que funciona até debaixo d'água.
- lentes f1.4 ou mais claras
- corpos ergonômicos e/ou anatômicos
- sensor grande
- ISO de 1 milhão
- e por ai vai.......

É engraçado ver que qualquer esforço de um fabricante que não é TOP 3 é desmerecido, inclusive por aqueles que reclamam dessa mesma postura de outras pessoas.  :ponder:

Cada fotografo , independente se é hobista, amador ou profissional, terá um determinado equipamento que irá permitir que sua visão seja executa. E, ainda bem que existem fabricantes que são capazes de enxergar e fabricar equipamentos para atender determinados nichos.

Imagina um mundo onde só existe um tipo de sensor, um tipo de corpo de câmera e um único design de lentes.
 :doh:

Infelizmente as discussões onde deveríamos abraçar os novos recursos, entender a ciência por trás das coisas e aceitar as diferenças de conceitos passam a ser simplesmente algumas pessoas tentando convencer que seu conceito do que um equipamento fotográfico deveria ser é o certo e o que outros pensam está errado.

Enfim....

Eu concordo com vc mas nós não controlamos o mercado e nem a OM.

A provável decisão de ir ao FF está partindo dela e não de nós... e não temos responsabilidade nenhuma nesta decisão e nem força para mudá-la.

Os celulares estão muito bons para o padrão de qualidade esperado por milhões e o M4/3 tem muito ruído num mundo onde ninguém mais quer usar flash e a fotografia é constantemente feita em lugares fechados e à noite...
« Última modificação: 29 de Março de 2021, 19:17:14 por Ernesto »
#DeFérias


Gabriel Büll

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.335
  • Sexo: Masculino
Resposta #6 Online: 30 de Março de 2021, 08:53:23
Acredito que por ela estar lançando equipamentos para vida selvagem esse é o caminho a seguir, já lançou uma câmera grande e duas lentes grandes e pesadas para o sistema dela, onde isso vai totalmente contra o conceito de equipamento ultra leve, agora só falta melhorar drasticamente à qualidade do ISO e retenção de detalhes.
Ficaria feliz pois ela é uma das poucas que ainda se preocupa muito com óptica.


André Sena

  • SysOp
  • Trade Count: (25)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.867
  • Sexo: Masculino
  • café & fotografia
Resposta #7 Online: 30 de Março de 2021, 09:04:59
 :shock:

Para uma lente 150-400 com TC acoplado:

fonte:
https://www.dpreview.com/articles/9921022118/hands-on-olympus-150-400mm-f4-5-tc1-25x

Essa lente é super compacta.

A nikon Z 70-200 F2.8 pesa 1440g. Essa lente pesa 1875g. Praticamente o mesmo peso de algumas 150-600.

Não é uma lente pesada.


Gabriel Büll

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.335
  • Sexo: Masculino
Resposta #8 Online: 30 de Março de 2021, 10:49:53
:shock:

Para uma lente 150-400 com TC acoplado:

fonte:
https://www.dpreview.com/articles/9921022118/hands-on-olympus-150-400mm-f4-5-tc1-25x

Essa lente é super compacta.

A nikon Z 70-200 F2.8 pesa 1440g. Essa lente pesa 1875g. Praticamente o mesmo peso de algumas 150-600.

Não é uma lente pesada.

Próximo da Canon 100-400 400mm F4, 300mm F4 praticamente igual da Nikon FF,
Nessas horas penso que à ideia que sensor pequeno ajuda muito em tamanho está indo por água abaixo, principalmente com tele, o mesmo acontece com 100-400 Fuji e 100-400 Canon, praticamente mesma coisa.
De qualquer forma se eles realmente estão pensando em ir para FF eu apoio, afinal à história que só era possível ter bom IBIS em sensor pequeno também está morrendo, na verdade à Canon está matando aos poucos, também não adianta ficar perdendo fotos em velocidade baixa para não subir o ISO, considerando que não evita o movimento do assunto.


marciok

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.763
  • Sexo: Masculino
Resposta #9 Online: 30 de Março de 2021, 12:46:50
Sobre o tópico original: vai ser somente um bate-papo com a Panasonic, não deve haver anúncio nenhum.

Sobre ruído em fotos: recomendo FORTEMENTE o Topaz Denoise AI. Estou até voltando de backup umas fotos apagadas por causa de ruído que ficam excelentes com ele. Facilmente ganha mais de um stop comparado com o redutor de ruídos do Capture One.
Câmeras: Fujifilm X-S10, Fujifilm X-T20, Panasonic Lumix LX100, Fujifilm S5Pro, Panasonic GH2, Olympus E-P1

http://www.flickr.com/photos/kakobr/
http://500px.com/marci


Gabriel Büll

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.335
  • Sexo: Masculino
Resposta #10 Online: 30 de Março de 2021, 15:10:11
Sobre o tópico original: vai ser somente um bate-papo com a Panasonic, não deve haver anúncio nenhum.

Sobre ruído em fotos: recomendo FORTEMENTE o Topaz Denoise AI. Estou até voltando de backup umas fotos apagadas por causa de ruído que ficam excelentes com ele. Facilmente ganha mais de um stop comparado com o redutor de ruídos do Capture One.

Estou usando o DxO prolab função Deep prime funciona muito bem para reduzir ruído, parece que é melhor que esse Topaz em reduzir ruído em uns vídeos que ví YT.
Também estou nessa de recuperar fotos antigas rsrs. :D


angelone

  • Trade Count: (18)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.131
  • Sexo: Masculino
Resposta #11 Online: 30 de Março de 2021, 23:43:44
Antes o sensor era a peça mais cara
Hoje não é...
Então, não compensa mais fazer camera TOP com sensor pequeno: 7D, D500, E-M1...
Muito interessante! Mas é um dado,  fato ou suposiçao os sensores FF serem mais baratos do que os m4/3 e APS-C? Sempre bom citar fontes confiáveis como base, ou deixar claro tratar-se de achismo/crença. Fora esse detalhe, ser ou não fato, dai a concluir que nao compensa fazer camera TOP com sensor pequeno é outra estória: será analise tão simples assim para quem fabrica e tem grandes profissionais de pesquisa e marketing como contratados? Caindo na real, enquanto habitantes da perifa do mundo civilizado (aqui tem Bolsonaro), seremos mais inteligentes e espertos do que profissionais de empresas com décadas de existência? Se sim, somos gênios nao reconhecidos pelo mundo acadêmico e empresarial rsrs..
Voltando aos problemas da lógica "que nao compensa mais fazer camera TOP com sensor pequeno".. Primeiro, quanto o sensor representa no custo de cada modelo de camera e fabricante? Algum dado concreto? Segundo, caso o custo seja significativo e o custo geral se aproximasse/igualasse a de uma camera FF, deixaria de existir fotógrafos/mercado que priorizem a vantagem do peso/volume somente em função de uma qualidade um pouco melhor de um sensor FF? Seguramente, não! Eu mesmo já postei varios exemplos de usuários profissionais (fora do país, claro!) que migraram de FF para sensor menor (m4/3) em função dessa característica, sem contar as reais vantagens que um sensor menor tem em relaçao a consumo de energia,   sobre aquecimento em video, IBIS, etc.. Em video o sucesso de cameras como as Panasonics GH4, GH5, Blackmagig e outras com sensor m4/3 nao é por acaso e fabricantes independentes nao param de lançar lentes para esse sistema. Aos grandes gênios analistas de estratégias de mercado, recomendo "alertarem" imediatamente os fabricantes, antes q seja tarde de mais para eles..

Citar
Até pq o investimento nesses sensores na questão sinal x ruído, sumiu...morreram em 2012... e não compensa ter sensor específico para produto que vende 300mil unidades ano
Parece que sim, se nao em 2012 talvez um pouco depois disso.  Não tenho como discutir com especialista em mercado mundial fotográfico, mas na minha ignorância pergunto: tem alguma referencia de fonte que possa justificar que nao compensa produzir 300 mil unidades de sensores anuais? Esses numeros referem-se a uma larga escala temporal ou a um período curto como um ou 2 anos, incluindo o da pandemia? Duvidas singelas, mas parece dedução de quem pensa a curto prazo, o que nao é padrão nas grandes corporações..


Citar
E a falácia do equipamento ser menor caiu por terra porque o ganho sempre foi mínimo.... 200g... 2cm... e as lentes boas M4/3 sempre foram compridas e largas... não adianta ficar botando desenho de 800mm x 400mm pq a maioria do público não está nisso e no mundo das lentes comuns, o ganho era mesmo 2cm e 200gramas
Exemplos, please! Sem dados é pura criaçao imaginativa, racionalizaçao argumentativa retórica, ou falácia, se preferir..  Pode até convencer alguns, mas nem todos.. Em se tratando de corpos mirrorless mais ou menos TOP, podemos dizer que a diferença é minima em termos de peso e volume, entre uma m4/3 e FF,  por exemplo a E-M1 III tem  580gr e A7 III  650gr. Mas posso dizer com segurança ser falácia dizer que as lentes "m4/3 boas sempre foram compridas e largas". Exemplos: Olympus 12-40mm f/2.8 PRO (24-80mm eq.)  tem 382 g, filtro 62mm e custa $ 840. Uma Sony FF 24-70mm F/2.8 tem 886 g, filtro de 82mm e custa $2.198. Algumas primes: Olympus 45mm f/1.8 (90mm equiv.), pesa 116 g, filtro de 37mm, comprimento 4,6cm. Canon EF 85mm f/1.8 USM, peso 425 g, filtro 58mm (nem sei se essa é uma lente prime). Olympus macro 60mm f/2.8 (120mm eq.), peso 185 g, filtro 46mm, dimensao 5,5 X 8,2 cm. Nikon AF-S Micro 105mm f/2.8G, 720 g, filtro 62mm, dimensao: 8,6 x 11,6 cm. Em se tratando de teles então, a diferença é bem grande:  Sony FE 200-600mm f/5.6-6.3 G, peso 2,1 kg, filtro 95mm, dimensoes 11,1 X 31,8 cm. Panasonic Leica DG Vario-Elmar 100-400mm f/4-6.3 ASPH (200-800 eq.), peso 985 g, filtro 72mm, dimensoes 8,3 x 17,1cm.  Prime fixa: Olympus M.Zuiko Digital ED 300mm f/4 IS PRO, (600mm equiv.) peso 1,4 kg, filtro 77mm, dimensoes: 9,2 x 22,7 cm, preço: $ 2.700. Canon EF 600mm f/4L IS III USM Lens, peso 3,04 kg, dimensão: 16,8 x 44,8 cm, preço: $ 13.000. Acho que chega, nao? Logo, onde esta a falácia?  Considere também que estou considerando um corpo m4/3 "pesado", a E-M1 III considerada uma das cameras com melhor ergonomia do mercado, mas se quiser algo mais compacto e leve, ainda com ótimos recursos, considere um E-M5 III de 414 g junto com uma prime, ou mesmo uma 12-40mm PRO e compare, as diferenças para FF são gritantes em termos de volume e peso, mas nao em termos de qualidade, além do que essas camerazinhas tem alguns recursos interessantes que nao se encontra em nenhuma FF.


Citar
Além disso, câmera ideal tem que ser anatômica na mão do ser humano não diminui com a tecnologia... reconheceram isso na EM-X... e adoslescente (de mão pequena), em geral, não usa mais camera...quer celular... tudo tem exceção mas a exceção não move o mercado
Com os celulares foi igual... nos anos 2000, diminuiram tanto que era dificil apertar o teclado
Hoje estão bem maiores, do tamanho das mãos de um adulto
Concordo, camera ideal tem q ser anatomica, entre as inúmeras outras qualidades e necessidades de cada usuário.  Esses, seja dito, reconheceram isso nao na E-M1X necessariamente, mas há tempos na E-M1, compacta e super ergonomica, que parece ser unanimidade entre todos que a manusearam.  A E-M1X com certeza deve ser ainda melhor, apesar do tamanho e peso, mas foi pensada para  uso profissional intenso e tendo como objetivo a utilizaçao hand held com teles, caso da 150-400mm PRO, para fotos de vida selvagem e, talvez, até esportes..
A comparaçao com o histórico do tamanho do celular com a E-M1X também me parece furado, pelo motivo q expus acima. O tamanho nao vai evoluir para uma E-M1X de jeito nenhum, é um produto especifico para usuários com necessidades especificas.
Se for analisar o historico da evoluçao do tamanho dos celulares encontramos explicaçao e é bem diferente da sua. Nos anos 2.000 a internet móvel era praticamente inexistente, ou seja, quase ninguém a utilizava no celular, era tudo primitivo: taxas de transmissão, hardware (processadores lentos, telas de baixa resoluçao, etc..). O que os usuários mais queriam, eu inclusive, era um celular fino, leve e que nao fizesse volume no bolso, a utilizaçao era voz e sms. O tamanho das telas era mínimo, havia o teclado físico, bem util para escrever mensagens SMS.. O tamanho dos celulares evoluiu em funçao da internet móvel, necessidade de tela maior, melhor resoluçao, melhor processamento. Com a internet mais poderosa e rápida  os recursos multi-midia, videos, musica,  conversaçao com imagem, etc..,  tornaram-se viáveis e desejo de consumo.. Esses fatores foram decisivos para o aumento do tamanho da tela e do aparelho em consequencia,  e nao tem nada a ver com ergonomia/anatomia. Claro, os tamanhos exagerados, mix de smartphones e tablets, foram se estabilizando de acordo com as necessidades do mercado, internet, multimidia, volume e peso,  mas mais uma vez, quase nada a ver diretamente com ergonomia..

Olympus OM-D E-M5 mk II  e uns vidros..


angelone

  • Trade Count: (18)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.131
  • Sexo: Masculino
Resposta #12 Online: 31 de Março de 2021, 00:55:59
Acredito que por ela estar lançando equipamentos para vida selvagem esse é o caminho a seguir, já lançou uma câmera grande e duas lentes grandes e pesadas para o sistema dela, onde isso vai totalmente contra o conceito de equipamento ultra leve, agora só falta melhorar drasticamente à qualidade do ISO e retenção de detalhes.

É por ai mesmo Gabriel! Já vi entrevistas do chefao da OM Digital System que eles vao priorizar o que o sistema m4/3 oferece de vantagem, isto é, tamanho e peso (por isso teles e vida selvagem/esportes outdoor com mobilidade e utilizaçao hand held  com E-M1X, 300mm f/4 PRO, 150-400mm f/4.5 PRO para uso profissional), Macro, pelo melhor aproveitamento da profundidade de campo e Video pelas vantagens que um sensor pequeno proporciona em termos de consumo de energia, estabilizaçao de imagem etc..
 

Próximo da Canon 100-400 400mm F4, 300mm F4 praticamente igual da Nikon FF,
Nessas horas penso que à ideia que sensor pequeno ajuda muito em tamanho está indo por água abaixo, principalmente com tele, o mesmo acontece com 100-400 Fuji e 100-400 Canon, praticamente mesma coisa.
Caro Gabriel, acho que  deu uma escorregada na sua nessa sua análise, rs..  Vamos por partes:  nao dá para comparar a Canon 100-400mm F/4 ou 300mm F/4 com as equivalentes PRO das m4/3. Primeiro porque tem a questão do fator crop, a 150-400 f/4.5 com TC x1.25, equivale a uma 300-800mm f/4.5 e a uma 1.000mm f/5.6 (com TC)  da melhor qualidade que pode se encontrar no mercado, entao o comparativo deve ser com objetivas equivalentes. Por exemplo, a Olympus M.Zuiko Digital ED 300mm f/4 IS PRO, (600mm equiv.) peso 1,4 kg, filtro 77mm, dimensoes: 9,2 x 22,7 cm, preço: $ 2.700 com a Canon EF 600mm f/4L IS III USM Lens, peso 3,04 kg, dimensão: 16,8 x 44,8 cm, preço: $ 13.000. É essa comparaçao correta, as diferenças de dimensoes e custos sao enormes e a qualidade optica igual ou melhor da Oly, por ter um projeto mais recente. E eu nao conheço a Canon 100-400mm f/4, mas sim a a 100-400mm f/4.5-5.6, q tem caracteristicas bem diferentes, mais escura e de abertura variável,  apesar de nao ser tao barata ($2.400), mas nao dá para comparar com a Oly em temos de luminosidade e distancia focal. Portanto, a sua afirmaçao de que sensor pequeno e sua relaçao com tamanho de teles, principalmente,  "esta indo por agua abaixo" nao é fato, como demonstrado acima, além do que os novos lançamentos de teles tem confirmado exatamente o oposto e que nem se discute por quem conhece o sistema, já utilizou ou trabalha com ele e FF tambem, pois nao sao excludentes.


Citar
De qualquer forma se eles realmente estão pensando em ir para FF eu apoio, afinal à história que só era possível ter bom IBIS em sensor pequeno também está morrendo, na verdade à Canon está matando aos poucos, também não adianta ficar perdendo fotos em velocidade baixa para não subir o ISO, considerando que não evita o movimento do assunto.
Também nao tenho muita duvida que a nova empresa OMD System vai adotar o padrão L da FF, tem lógica se o mercado pede, é empresa, visa lucro e tem que sobreviver. Mas duvido que eles abandonem os m4/3, seria uma loucura jogar no lixo um mercado importante e consolidado de quem valoriza as qualidades do sistema e a enorme gama de objetivas disponíveis de terceiros e que eles mesmos fabricam. Algo que seria incrivel, dificil mas nao impossível, seria lançar um corpo FF compativel com as objetivas m4/3, seria o máximo! Realmente a questao do sensor pequeno justificar que a Olympus tem o melhor IBIS do mercado é fragil: eles desenvolveram muita tecnologia inovadora proprietária. Se essa relaçao fosse incontestável a Panasonic há muita já teria incorporado o IBIS às suas cameras, o que fez nao faz muito tempo. Sem contar outros fabricantes m4/3 como a Blackmagic q sequer implementou o sistema. Agora que a Canon esta "matando aos poucos" o IBIS da Oly, por exemplo, acho que ainda tem chão para ela e outros chegarem  lá, nao que nao consigam, mas ainda nao é o caso. O ano passado vi um comparativo de IBIS entre a Canon R6, que diz ter 8 stops no IBIS, com a Olympus E-M1 III.. O resultado foi um desastre para a R6, simplesmente uma estabilizaçao horrosa em video, nao sei em foto, até postei por aqui, basta procurar se tiver paciencia..
Outra coisa é "matar fotos com velocidade baixa para nao subir ISO",  realmente  problema para quem usa e precisa de velocidade alta, como o seu caso q fotografa aves. Mas que nao tem a minima importância para quem fotografa paisagem em áreas remotas e que nunca leva tripé, meu caso e de muitos, onde o melhor IBIS faz total  diferença, e as Olys sao fantásticas, com a E-M1 III se consegue até fotografar estrelas sem tripé.  Consigo fotografar a 200mm eq. com 4 segundos e a  120 eq. a 2 segundo na mao, sem problemas. Já li em varios sites que conseguiram chegar a 15 (quinze) segundos sem tripé com a E-M1 III mais a 12-100mm f/4 PRO, caso da MirrorLessons, Imaging-Resources etc.. Qdo a Canon chegar lá, dê uma alô rs..


Olympus OM-D E-M5 mk II  e uns vidros..


Gabriel Büll

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.335
  • Sexo: Masculino
Resposta #13 Online: 31 de Março de 2021, 14:38:51
O maior problema que vejo, é à total crença  na distância focal "equivalente" no meu ponto de vista uma 300mm ainda é 300mm seja crop ou M43, isso dá uma discussão que da medo em tudo que é lugar YT Dpreview.


angelone

  • Trade Count: (18)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.131
  • Sexo: Masculino
Resposta #14 Online: 31 de Março de 2021, 23:08:17
O maior problema que vejo, é à total crença  na distância focal "equivalente" no meu ponto de vista uma 300mm ainda é 300mm seja crop ou M43, isso dá uma discussão que da medo em tudo que é lugar YT Dpreview.

Realmente uma 300mm é 300mm em FF ou sensor "crop". A equivalência é dada em relaçao ao angulo de visão em funçao do tamanho do sensor: nas FF esse ângulo é  8°10'  e nas M4/3  4°10', ângulo idêntico as 600mm incidindo sobre um sensor FF. É um dado físico indiscutível, portanto pergunto:  onde esta "a total crença na distância focal equivalente"?  Pode-se até discutir outros aspectos da equivalencia, mas esse da DF nao vejo como..
« Última modificação: 31 de Março de 2021, 23:09:36 por angelone »
Olympus OM-D E-M5 mk II  e uns vidros..