Autor Tópico: Existe sensor com ISO mapeável?  (Lida 517 vezes)

fernandoomi

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 153
  • Sexo: Masculino
  • Engenheiro Mecânico que acha legal fotografia.
    • IG
Online: 09 de Abril de 2021, 21:45:37
Fico me pergutnando... será que algum dia irão fazer uma câmera a qual o sensor permite se configurar a sensibilidade por zonas. Por exemplo: ao invés de usar um filtro ND para fotografar uma paisagem, o usuário marca a zona em que o ISO será mais baixo (ou o tempo de captura menor), no caso o céu.

Outro cenário seria a câmera percebe que durante o tempo de captura determinada área está começando a clipar, então ela interrompe a captura desses pixels. Com isso se teria uma fotografia com um alcance dinâmico ampliada.

Por acaso a função Highlight tone priority da Canon faz isso?
@NANDOBELMONTE

6D, M50, Viltrox Speedbooster; Laowa 15mm f4 Shift, 17-40 f4L, 24-105 f4L, 70-200 f4L, 50mm f1.4, 100mm f2.8L Macro, Teleconversor Kenko Tele Plus 2X, A6000 PZ16-50


LeandroR

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.409
    • Dilone Fotografia
Resposta #1 Online: 09 de Abril de 2021, 22:17:11
Eu já pensei nisso também, mas acho que não rola pq se não já estariam utilizando talvez ..

Agora tem o dual ISO dos sensores Samsung.


vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 9.142
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Resposta #2 Online: 09 de Abril de 2021, 22:33:49
Não é possível porque precisaria de controle individual dos pixels.

"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs


Ernesto

  • Mecenas
  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 11.325
  • Ernesto Leite
Resposta #3 Online: 09 de Abril de 2021, 22:36:19
Tem uma empresa propondo fazer isso de modo mais avançado


E sim, a Highlight da Canon faz isso e a ADL da Nikon tb...a Sony tem similar e a Pentax tb tem
« Última modificação: 09 de Abril de 2021, 22:36:52 por Ernesto »
#DeFérias


André Sena

  • SysOp
  • Trade Count: (25)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.411
  • Sexo: Masculino
  • café & fotografia
Resposta #4 Online: 10 de Abril de 2021, 09:01:34
O ADL (Active D-Lightning's) da Nikon é somente processamento digital da imagem em partes da mesma.

Se estiver fotografando e gerando JPG direto na câmera é interessante usar.

Fotografando gerando apenas arquivo RAW prefiro deixar desligado para ter no LCD uma melhor visualização do que foi capturado. Mas se o ADL estiver ativado o que será visto no LCD da câmera é a prévia do JPG com o resultado do processamento do ADL.

Até onde sei a Adobe não reconhece os ajustes de Picture Controle e ADL da Nikon no arquivo RAW. Para isso tem de usar o Nikon Capture NX-D.

Para quem fotografa RAW+JPG é interessante também.

De qualquer maneira o ADL é um recurso bem legal. :ok:
« Última modificação: 10 de Abril de 2021, 09:01:57 por André Sena »


André Sena

  • SysOp
  • Trade Count: (25)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.411
  • Sexo: Masculino
  • café & fotografia
Resposta #5 Online: 10 de Abril de 2021, 09:02:26
Tem uma empresa propondo fazer isso de modo mais avançado

:ponder:
Ernesto, qual empresa? Gostaria de ler mais sobre isso.

:ok:


vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 9.142
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Resposta #6 Online: 10 de Abril de 2021, 10:03:16
E o recurso da canon também não é o que o autor do tópico perguntou.

O HP simplesmente fotógrafa fazendo subexposicao, por isso que o iso base vira 200.
"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs


Ernesto

  • Mecenas
  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 11.325
  • Ernesto Leite
Resposta #7 Online: 10 de Abril de 2021, 20:56:31
:ponder:
Ernesto, qual empresa? Gostaria de ler mais sobre isso.

:ok:

Pois é... eu li numa "dessas madrugadas" ( :D ) mas, esqueci... foi num desses artigos de sites de rumores... (não lembro se é Canon, Nikon ou Sony...)

Acho até que é daí que veio a pergunta do colega...
« Última modificação: 10 de Abril de 2021, 20:58:29 por Ernesto »
#DeFérias


Lucas M. Dias

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.299
  • Sexo: Masculino
    • Site
Resposta #8 Online: 10 de Abril de 2021, 23:05:36
Em breve quem sabe, dependeria de uma IA boa por trás para analisar a cena e criar um HDR individual para cada pixel de acordo com a exposição dele...

É algo que o processamento de nenhuma câmera suporta hoje, mas tecnologia existe!

Quando começarmos a ver IA sendo usada por trás das nossas câmeras aí sim devem começar a implantar algo parecido com isso!

Sem IA o máximo que dá pra fazer hoje é um bracketing ou abusar do DR que o sensor da sua câmera possui.

Aposto que veremos algo próximo disso primeiro em smartphones!


felipemendes

  • Trade Count: (9)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.441
  • Sexo: Masculino
    • Meu Flickr
Resposta #9 Online: 11 de Abril de 2021, 23:40:33
Consigo ver a importância disso pra quem fotografa JPG. Mas com o ISO invariante dos sensores modernos, faz diferença? Ou estou deixando de ver algum aspecto desta questão?


Guto Marc

  • Trade Count: (14)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.409
    • https://reviewdeviagem.com.br
Resposta #10 Online: 12 de Abril de 2021, 20:58:36
A Fuji S3 tinha dois tipos diferentes de pixels  no sensor: um para baixa luz e outro para alta luz. Era possível pegar a foto em RAW e alterar a proporção de cada pixel, obtendo um HDR incrível sem mexer em ISO, sem incluir ruídos em sombras, etc.
** NÃO TRABALHO MAIS COM SEGURO DE EQUIPAMENTOS **


Ernesto

  • Mecenas
  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 11.325
  • Ernesto Leite
Resposta #11 Online: 13 de Abril de 2021, 00:12:49
A Fuji S3 tinha dois tipos diferentes de pixels  no sensor: um para baixa luz e outro para alta luz. Era possível pegar a foto em RAW e alterar a proporção de cada pixel, obtendo um HDR incrível sem mexer em ISO, sem incluir ruídos em sombras, etc.

Sério que ela tinha ?

Então agora o recurso será o mais útil do mundo... não dá para trabalhar profissionalmente sem ele  :D

Lembrando que ela é a única marca que tem JPGs que valem como RAWs e é a única APS-C do mundo que arregaça médio formato e 1DX Mk 5 ao mesmo tempo >:D

« Última modificação: 13 de Abril de 2021, 00:14:58 por Ernesto »
#DeFérias


André Sena

  • SysOp
  • Trade Count: (25)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.411
  • Sexo: Masculino
  • café & fotografia
Resposta #12 Online: 13 de Abril de 2021, 08:07:10


felipemendes

  • Trade Count: (9)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.441
  • Sexo: Masculino
    • Meu Flickr
Resposta #13 Online: 13 de Abril de 2021, 11:07:23
Fujifilm SuperCCD SR

Ideia muito interessante.


Guto Marc

  • Trade Count: (14)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.409
    • https://reviewdeviagem.com.br
Resposta #14 Online: 14 de Abril de 2021, 13:46:43
A Fuji S3 foi a câmera mais fantástica que já tive! O sensor era incrível, com um DR excelente, cores maravilhosas, etc, etc. Só era lenta... Naquela época o digital ainda engatinhava e tanto o processador quanto a gravação no cartão era lento demais.
** NÃO TRABALHO MAIS COM SEGURO DE EQUIPAMENTOS **