Autor Tópico: Fotografia e Voluntariado  (Lida 1525 vezes)

Bolivar

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 62
    • http://www.flickr.com/photos/bolivar-trindade/
Online: 15 de Fevereiro de 2007, 21:58:19
Faz um tempo que penso em fazer algo por voluntariado, ajudar o próximo, tem algum tempo também que tenho a fotografia de como hobby.

Como vocês acham que pode-se aliar as duas coisas? Que tivo de serviço voluntário poderia ser desenvolvido ligado a fotografia?

Alguém tem experiência com isso?  
Bolivar Trindade
Brusque - SC
Canon Rebel XTi Kit + 50mm + 75-300mm


http://www.flickr.com/photos/bolivar-trindade/


michel_caetano

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 487
  • Sexo: Masculino
  • apertador de botão?!!! NÃO
Resposta #1 Online: 15 de Fevereiro de 2007, 22:14:02
Eu tenho uma QUASE experiência.

Me ofereci a prefeitura de Santana de Parnaíba, cidade que moro, para dar um curso de fotografia básica pras crianças carentes.

A Secretaria de Cultura gostou da idéia, mas como não ai BENEFICIAR ninguém, além das crianças, as proposta foi engavetada.

A política desta minha cidade é uma pouco vergonha.
quem tem que ser profissional é o cara que está atrás da câmera!!


Bolivar

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 62
    • http://www.flickr.com/photos/bolivar-trindade/
Resposta #2 Online: 16 de Fevereiro de 2007, 21:04:31
Legal Michel

Juro que tbm pensei em algo assim, mas acredito que crianças realmente carentes dificilmente teriam acesso posterior a fotografia, pelo menos em tempo de lembrar dos ensinamentos...

Pensei em algo como oferecer serviços a instituições de caridade, como tbm pensei que se eu estivesse atualdo profissionalmente  e procurado por uma instituição, eu faria o serviço sem cobrar com todo prazer, logo tbm achei pouco interessante.

e ai alguém mais tem alguma idéia? Experiência?
Bolivar Trindade
Brusque - SC
Canon Rebel XTi Kit + 50mm + 75-300mm


http://www.flickr.com/photos/bolivar-trindade/


MateusZF

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.418
  • Sexo: Masculino
  • Você vê o mundo com a sua lente interior.
Resposta #3 Online: 17 de Fevereiro de 2007, 02:46:17
Citar
Legal Michel

Juro que tbm pensei em algo assim, mas acredito que crianças realmente carentes dificilmente teriam acesso posterior a fotografia, pelo menos em tempo de lembrar dos ensinamentos...

Pensei em algo como oferecer serviços a instituições de caridade, como tbm pensei que se eu estivesse atualdo profissionalmente  e procurado por uma instituição, eu faria o serviço sem cobrar com todo prazer, logo tbm achei pouco interessante.

e ai alguém mais tem alguma idéia? Experiência?
Dica, comece com fotografia na Lata,
é um bom incentivo para a garotada e barato.
Pode conseguir o papel em loja smais antigas que nem usam mais PB.

abraços
Mateus
Minha máquina fotográfica e prolongamento natural do meu braço.
Foto é algo que depende de uma certa visão... De quem fotografa, de quem vê e de quem interpreta...

www.ribeiraopreto.sp.gov.br
http://www.meadiciona.com/mateuszf


Leo.Amaral

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 75
Resposta #4 Online: 17 de Fevereiro de 2007, 15:50:08
Como o Mateus disse: pinhole:

http://www.eba.ufmg.br/cfalieri/frame.html Ensina tudo, inclusive como revelar.

Agradar crianças é muito fácil. Um sorriso e um pouco de atenção a cada uma. Tenha paciência porque geralmente falam todas juntas.

Obviamente elas não poderão participar da revelação, mas se você fizer as fotos em um dia e levar a revelação no outro elas ainda estarão entusiasmadas.

Explique a importância de observar e não destruir.  Conservar a natureza, prestar atenção nas pessoas e respeitar cada um. Já estará encaminhando bem alguns cidadãos.

Comece com poucas crianças. 4 ou 5. Sei que mais que isso você terá problemas. Tenh 3 filhos. Tenho experiência com a meninada.
« Última modificação: 17 de Fevereiro de 2007, 15:54:20 por lta »


Guergolet

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 77
  • Sexo: Masculino
  • Catota neles
    • http://www.guergolet.com.br
Resposta #5 Online: 18 de Fevereiro de 2007, 03:56:50
Uma série de entidades que auxiliam famílias e crianças carentes, assim como projetos na área de meio ambiente precisam de material para seus portfolios.

Para que portfolios?

Nem só da doação de seus colaboradores diários (aqueles que contribuem não só com seu dinheiro, mas com seu tempo) vive uma instituição, são necessárias doações de empresas.

Empresas de médio/grande porte, muitas vezes, para ao menos visitar a entidade antes de decidir, pede algum tipo de material para ver e analisar o tipo de trabalho executado pela entidade e ai entra um mini portfolio.

Como as fotos são feitas pelas pessoas envolvidas no dia a dia, nem sempre ficam boas e nem mostram o trabalho feito no dia a dia.


Doando seu tempo para fotografar e algumas revelações e dicas a entidade pode mostrar um material de qualidade, divulgar seu trabalho. (A entidade deve sempre avisar que o trabalho foi feito por um profissional e que foi uma "doação", senão o doador vai achar que o trabalho foi pago pela qualidade).

----------------------

Outro problema encontrado para estas entidades, são eventos envolvendo doação de alimentos.

Em cidades de menor porte, nem sempre o "fotógrafo" do jornal do local vai acordar cedo no domingo para fotografar o evento. Pode até ser interessante divulgar para o Jornal, mas nem sempre há material para esta divulgação.

Todos os anos minha cidade tem a "Corrida Contra a fome", que é organizada por uma entidade que auxilia aproximadamente 180 familias carentes, com alimentação e integração desta comunidade, entre outras ações social na cidade.

Esta corrida envolve caminhantes  e corredores.
Os corredores recebem prêmios e medalhas que são doadas por uma empresa de materiais esportivos da cidade.
O jornal da cidade faz algumas divulgações algumas semanas antes, mas sem material fotográfico e as vezes depois da corrida mostrando os resultados da arrecadação de alimentos.

Cada corredor/caminhante deve doar 5kg de alimento para participar.

Nos ultimos 3 anos, a quantidade arrecadada quase triplicou e muitos corredores de outras cidades estão participando.

Fotografei os dois ultimos anos de corrida e no próximo ano, enviaremos este material para os jornais locais, para que sejam utilizadas na divulgação.

Outra coisa que faço e que muitos corredores perguntaram na segunda corrida, se haveria um fotógrafo.

Pois fotografei os 30 primeiros colocados e deixei o cd com as fotos em uma fototica da cidade.

Quando me procuravam eu passava o endereço e eles pagavam o preço da revelação. Talvez no ano que vem, poderiamos ao invés de somente cobrar a revelação, cobrar um kilo de alimento junto ou algo parecido. Não é muito, mas para quem não tem o nosso pouco é bastante.
______________________________________________________
Mas não necessariamente precisamos ajudar com fotos?
Podemos ajudar na organização?

Auxiliando em aulas de alfabetização, informática, contar histórias, ajudar a servir o sopão ou dar atenção a todas aquelas pessoas que nem sempre são tratadas como tais.

Revelar aquelas fotos que tiramos com nossas teles no zoológico e falar com a diretoria de uma escola estadual e fazer uma mini exposição, não só para as crianças se interessarem pela fotografia, mas sim para aprender sobre os animais e ter o fascinio sobre algo que muitas vezes nunca tiveram o contato necessário, isso pode partir de um único fotógrafo ou de todos os  fotógrafos que fizeram um passeio fotográfico.

A idéia da exposição feita acima é interessante para aquelas crianças de escolas públicas de bairros carentes que não tem R$ 20,00 para fazer uma excursão para Paranapiacaba, Ibirapuera, Zoo, Jdim Botânico, Avenida Paulista e outros lugares que para nós é tão comum e normal.

Existem inúmeras possibilidades, existem inúmeras idéias o que falta são pessoas com vontade para executá-las e criar as parcerias necessárias para que elas aconteçam.

Fotografar não é formada apenas pelas ações de posicionar, enquadrar, fotografar e revelar.

Fotografar também tem o outro lado da janela: Perceber, conhecer, ensinar e emocionar.

PS: Pessoal, desculpem os erros de português, são 04:00 da manhã e estou morrendo de sono. Acabei de trocar um "foram fazer" por "fizeram" e acredito que existam mais erros como este.

Obrigado e parabéns pelo tópico, achei bem interessante.

http://guergolet.deviantart.com
« Última modificação: 18 de Fevereiro de 2007, 03:59:16 por Guergolet »
____________________________
André Guergolet
Ribeirão Pires - SP
http://www.guergolet.com.br/

Canon Rebel XT
18-55mm e 70-300mm
Ainda sem flash externo


Bolivar

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 62
    • http://www.flickr.com/photos/bolivar-trindade/
Resposta #6 Online: 20 de Fevereiro de 2007, 10:31:02
Guergolet

Maravilhosa a sua resposta, era isso que eu estava precisando...  algo que eu consiga usando a fotografia ajudar, creio que o caso da "lata" seja muito instrutivo mas de pouca contribuição real, agora ajudar com material para publicidade do trabalho eu realmente me enquadrei, desta forma que você colocou ficou muito claro. obrigado
Bolivar Trindade
Brusque - SC
Canon Rebel XTi Kit + 50mm + 75-300mm


http://www.flickr.com/photos/bolivar-trindade/


gilsonlorenti

  • Trade Count: (1)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 93
    • Flickr
Resposta #7 Online: 21 de Fevereiro de 2007, 10:33:07
bem, trabalho como voluntário no centro comunitário do bairro dando cursos de fotografia. como a maioria das crianças não tem equipamento trabalhamos com pinhole. estamos correndo atrás de algumas empresas para patrocinar uma exposição. também já desenvolvi trabalho semelhante em escolas da região. é trabalhoso mas muito gratificante. e duas vezes realizei cobertura de casamento para pessoas carentes pelo preço de custo, mas coisa simples. Foi um pedido do padre que cuida do centro comunitário. Foi tranquilo também, trampo simples pois a cerimônia era simples.
Gilson Lorenti


kiran

  • Trade Count: (16)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 633
  • Sexo: Masculino
    • PROFISSIONAL
Resposta #8 Online: 23 de Fevereiro de 2007, 11:09:33
oi amigo

existem muitas organizações de bairro, se prestar atenção deve ter perto da sua casa. Elas organizam todo tipo de eventos "pouco atrativos" ou "pequenos"
que não chamam a atenção da imprensa e sempre estão precisando de ajuda para divulgar. Umas boas fotos sempre ajudam estes grupos.
Eu faço isto para várias atividades aqui em porto alegre,
uma biblioteca popular num bairro da perifiera e as atividades socias da
compania de teatro onde trabalho.

http://movdegrupos.fotos.net.br/fotos

http://kiran.fotos.net.br/pontodecultura
http://kiran.fotos.net.br/papeleiros

abraço
k
 :thmbup:
 


BACAMARTE

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 430
Resposta #9 Online: 24 de Fevereiro de 2007, 21:20:10
Bolivar,

Essa idéia de se aliar a uma Igreja para fotografar casamentos pelo preço de custo é maravilhosa, e eu acho qeu tem tudo para dar certo, sabia? Pessoas pobres, qeu ganham somente um salário mínimo, adorariam ter um bom fotógrafo com um equipamento legal para poder guardar um álbum de recordações de um momento tão importante como esse. Até para quem não curte fotografia, um álbum de casamento é considerado fundamental. Acho que você poderia fazer muito disso associando-se a uma Igreja, por se tratar de uma instituição que normalmente não se vincula aos interesses políticos vigentes.
Abs. :bye1: