Autor Tópico: Trabalho Insano!  (Lida 1789 vezes)

Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Online: 12 de Maio de 2005, 18:10:06
Prezados:

Hoje me deu uma idéia e fui ao lab que há perto da minha casa, onde revelo filmes atualmente e pego o resultado em CD, e eprguntei quanto custaria escanear meus filmes antigos. Disseram-me que o mesmo preço, isto é, 15 reais por filme com 36 fotogramas, e eu o entregaria naqueles envelopes transparente onde os filmes vêem.

Perguntei aí se n´~ao haveria problema em mesclar filmes, isto é, em mesclar as partes boas de um filme com as partes boas de outro. Disseram-me que não haveria.

Pois bem, vou partir para essa empreitada. Transpor os meus filmes para meio digital em tiff 6mp por fotograma, o que corresponde afinal de contas à resolução do filme mesmo.

Mas não é mole. Precisa comparar as tiras de negativos com os álbuns e separar as fotos em grupos iguais às tiras de negativos, pois na verdade minha unidade não é a foto individual, mas a tira com 4 fotos. Esse é o padrão que aceitam, então tenho de juntar tiras com a maioria das fotos boas, ou então com uma excepcional e descartar as tiras com fotos médias ou repetitivas.

É trabalhoso prá caramba. Ao final desse processo pretendo separar todas as fotos melhores e destruir ou arquivar sem uso todas as piores. Pode parecer estranho destruir fotos, mas é necessário se não quisermos atulhar nossa casa de caixotes cheios de fotos que não interessam.

Bem... Vamos ver o que dá. Comecei escolhendo um filme que ficou ótimo, e verifiquei ser mais ou menos 50% as tiras escolhidas. Estimo que no total precisarei fazer uns 30 a 50 escaneamentos, considerando que isso corresponderá a uns 100-120 rolos de filme (estou sendo otimista, pode ser muito mais). É preciso certa impiedade na escolha para isso ter algum sentido.

De modo que vou de vez em quando mostrar algumas fotos velhas para vocês...
Ivan


FernandoPaes

  • Trade Count: (17)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.522
  • Sexo: Masculino
  • Fernando Paes - Fotógrafo
    • Fernando Paes - Fotógrafo de Casamentos
Resposta #1 Online: 12 de Maio de 2005, 18:19:11
Ivan, posta algumas (na res. original) pra gente ver como fica.

Acho que todo mundo já pensou um dia em fazer isso. (principalmente em dar fim nos benditos negativos!)

Abraço,
Fernando
Fernando Paes - Fotógrafo de Casamentos - SP
Visite meu Website: http://www.fernandopaes.com.br

Conheça nosso podcast para fotógrafos sociais!


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #2 Online: 12 de Maio de 2005, 19:17:05
Fernando:

Vou postando, embora em sua maioria sejam fotos familiares.

Dá um trabalho cão!

Por enquanto peguei um maço de fotos jogado por aqui pelo meu escritório e comecei a ver/classificar. Meu objetivo hoje é fazer um bloco de 36 fotos para escanear amanhã.

Vou escolher alguma na resolução original para postar, OK? Não podem ser muitas, pois fica grande mesmo transformando em JPEG. Em tiff cada uma dá 18mb, dando 1 filme por CD. (estou chamando de resolução original os 6mp do escaneamento)

Tem algumas fotos bem legais, e cheguie à conclusão que realmente gosto do ProImage pelo seu amarelo. Ficam algumas quase douradas se a luz ajuda.

Vou conservar os negativos, mas estou aproveitando para jogar fora as pontas, as fotos que nada representam (por exemplo, fotos do canteiro de obras da minha casa na serra que tirei em 2001 -a casa já tem dois anos de pronta e não tem mais graça nenhuma ver as fotos) e em alguns caos jogo fora a cópia, em outros até o negativo.

Vou arrumando, e espero chegar aos negativos PB do passado. Não dá para ter muita velocidade não.

Ivan

 


FernandoPaes

  • Trade Count: (17)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.522
  • Sexo: Masculino
  • Fernando Paes - Fotógrafo
    • Fernando Paes - Fotógrafo de Casamentos
Resposta #3 Online: 12 de Maio de 2005, 20:04:46
Sem pressa.

Quando voce tiver, peço apenas para passar para JPG pra postar na NET. 18Mb é um tanto quanto complicado pro pessoal e pra achar servidor que tenha esse espaço disponivel para postar.

AH, a proposito, boa sorte na classificação e escolha dos negativos! :)

Abraço,
Fernando
Fernando Paes - Fotógrafo de Casamentos - SP
Visite meu Website: http://www.fernandopaes.com.br

Conheça nosso podcast para fotógrafos sociais!


GRM

  • Trade Count: (8)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.746
Resposta #4 Online: 12 de Maio de 2005, 20:43:23
Ivan, eu fiz isso ano passado. Acredito que teus resultados serão bem mais gratificantes que os meus, visto que a câmera convencional que eu usava era uma point-n-shot bem fraca. Mesmo assim os resultados foram interessantes, especialmente pq no Frontier em que digitalizei, as fotos vieram sem o maravilhoso trabalho que um japa de um laboratório que eu usava na Austrália fazia, então deu para ver quanto ruim era a foto sem tratamento e buscar eu mesmo atingir esses resutados, aprendendo um pouco mais de tratamento no PS, complicado mesmo é separar o material a ser scaneado.
Nikon/Panasonic Gear


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #5 Online: 12 de Maio de 2005, 21:52:15
Olha, Guss, eu tenho várias fotos´muito boas ao longo de algumas décadas. Várias eu quero muito preservar, como aquelas da primeira infância dos meus filhos, etc. A Zenit 12XS que sei durante os últimos 15 anos é uma câmera de mecânica muito ruim, especialmente porque dá um grande solavanco na hora da foto, mas a lente Helios 44 que a equipa é muito boa. No meu caso várias cópias ficaram muito prejudicadas pelo péssimo trabalho de laboratório, e não ajudadas. Dá para ver no negativo a densidade deles e em geral está boa. É interessante que as fotos que revelei após o lab daqui de frente ter comprado o Noritsu, trocando o minilab analógico por um digital estão estupidamente melhores, o que mostra que parte do problema era do BIOS (bicho incompetente operando o sistema) da maquina.

Já separei 35 fotos para amanhã. Amanhã mesmo mostro algumas.

Ivan


Pictus

  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 9.119
  • Sexo: Masculino
    • http://www.flickr.com/photos/10986424@N02/sets/
Resposta #6 Online: 12 de Maio de 2005, 22:09:39
Pq não usar JPEG2000 lossless em vez de TIFF ?
Daria para economizar um bom espaço...

No  Photoshop CS2  nas opções  do JPEG2000  se for
usar a opção “Growing Thumbnail” não esqueça de ligar
o “Fast Mode” ou muitos programas não vão poder decodificar
direito a imagem, entre eles o ACDsee e o Jasc.

BTW, ODEIO TIFF ! :angry:
« Última modificação: 12 de Maio de 2005, 22:10:22 por Pictus »


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #7 Online: 12 de Maio de 2005, 22:34:20
Pictus:

Não sou eu quem vai escanear. Vai ser escaneado em um lab perto da minha casa, e eles oferecem dois tipos de saída: JPEG com perdas e TIFF.

Como eu pagarei por lote de 36 poses, nada há de ruim para mim em ter cada lote desses em um CD, pois são eles que dão o CD. Isso é até conveniente pois separo o serviço em lotes, fica mais fácil, do contrário ficaria uma mistureba danada, fotos de diversos filmes em um só CD.

Eu não odeio tiff, ao contrário, é meu formato preferido para armazenar uma foto sem perdas e para poder depois fazer dela o que quiser. Olha que faço até pior: armazeno em tiff 16bits que é o dobro de tamanho! No caso serão tiff 8bits pois essa é a saída do Noritsu.


neocosmo

  • Trade Count: (10)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.055
    • http://neocosmo.deviantart.com/
Resposta #8 Online: 13 de Maio de 2005, 02:19:13
Ivan, muito legal a sua idéia...

Eu também já tive a mesma idéia, mas achei muito caro pagar R$ 15,00 por filme... aqui na minha cidade é este preço também...

A solução que encontrei foi revelar a foto e escanear mesmo... e olha que as fotos ficam muito boas... se eu scanear com 1000 dpi por exemplo (uma foto 10x15 fica com uns 9 megapixel), depois reduzo para uns 5 a 4,5 megapixel, eu posso revelar tranquilamente em 15x21 sem perdas! h :D

O problema é que é trabalhoso o negócio... se separar negativo já é, imagina escanear foto por foto?

E haja saco depois para ficar arrumando no PS.

Abraços a todos,

Renato
Renato Ventura - Mococa e Ribeirão Preto/SP[/size]
email: renatoventura@uol.com.br



Pictus

  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 9.119
  • Sexo: Masculino
    • http://www.flickr.com/photos/10986424@N02/sets/
Resposta #9 Online: 13 de Maio de 2005, 03:11:23
Citar
Eu não odeio tiff, ao contrário, é meu formato preferido para armazenar uma foto sem perdas e para poder depois fazer dela o que quiser. Olha que faço até pior: armazeno em tiff 16bits que é o dobro de tamanho! No caso serão tiff 8bits pois essa é a saída do Noritsu.
Ivan de Almeida vc vive no passado !  :lol:  


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #10 Online: 13 de Maio de 2005, 11:00:24
Vejamos, Pictus. Sua sugestão implica em eu pegar o CD do lab já gravado em tiff, e ao invés de simplesmente colocá-lo na minha pasta de guadar CD escrevendo nele o que contém eu faça dele uma cópia em JPEG 2000?  :D

Sinderamente, acho que dá mais trabalho  :D  :D  :D

Além disso não penso no passado, e sim no futuro. O TIFF é um formato bitmap, estremamente confiável, lido por todos os leitores, enfim, como garantia de ter algo no futuro é bem melhor que o JPEG 2000.

Ivan


FernandoPaes

  • Trade Count: (17)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.522
  • Sexo: Masculino
  • Fernando Paes - Fotógrafo
    • Fernando Paes - Fotógrafo de Casamentos
Resposta #11 Online: 13 de Maio de 2005, 11:41:21
Ivan,

Um amigo revelou algumas fotos e passou-as para o CD (lab noritsu) e eu gostei da qualidade... Obvio que precisa de um tratamentozinho (fica com certo ruído), mas eu gostei muito do trabalho.

Abraço,
Fernando
Fernando Paes - Fotógrafo de Casamentos - SP
Visite meu Website: http://www.fernandopaes.com.br

Conheça nosso podcast para fotógrafos sociais!


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #12 Online: 13 de Maio de 2005, 11:58:19
Fernando:

Quanto à qualidade do escaneamento e do resultado esperado eu não tenho nenhuma questão, pois já escaneei diversos filmes ultimamente no mesmo lab. A única diferença é que mandava revelar e escanear, enquanto agora estou pegando os filmes feitos antes do advento da digital e escaneando.

Não é ruído não. O que se vê é o grão. É que a foto digital nos deixa mal acostumados, e o grão que antes achávemos normal agora nos causa estranhamento. Além disso para ver o grão em uma foto com filme era preciso uma lupa em tamanhos até 13X18, mas na tela em 100% ele é claramente visível, e em 50% é visível sutilmente. Não é ruído. Basta escanear em resolução maior que se vê claramente o padrão do grão. Eu não escaneio em resolução maior porque não adianta. So teria mais grão, mas se for cromo vale a pena.

O tratamento que precisa é somente o tratamento normal de um pouqiinho de contraste e saturação, na verdade só para deixar a coisa ao gosto. As fotos que tenho feito em filme e escaneado no Noritsu saem muito próximas do ponto ideal, não há grande necessidade de intervenção nelas, pois o negativo fotográfico colorido "é uma mãe", tem grande latitude e é fácil fotografar em filme, muito mais fácil do que com digitais.

O escaneamento em 6mp permite, até onde posso julgar, fazer cópias de 20X30 com algum esticamento (pouco). É claro que o grão aparecerá, mas, como disse acima, cópias de filme em lab convencional em 18X24 já mostram grão se olharmos atentamente.

Ivan


marib

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 517
    • http://www.flickr.com/photos/mari-b
Resposta #13 Online: 16 de Maio de 2005, 11:33:03
Nossa, preciso fazer isso com as fotos da minha família...
Nós temos uma quantidade absurda de fotos, e na maior desorganização (tem foto de quando eu nem era nascida).
E quem vai organizar tudo? Eu! =oP


FernandoPaes

  • Trade Count: (17)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.522
  • Sexo: Masculino
  • Fernando Paes - Fotógrafo
    • Fernando Paes - Fotógrafo de Casamentos
Resposta #14 Online: 16 de Maio de 2005, 11:41:17
Ivan,

Eu acredito que um leve tratamento de cor (saturação principalmente) e um pouco de UnsharpMask ajudaria bastante.

Mas eu fiquei satisfeito com o resultado. Acredito que esse seja o futuro das fotos de filme.

Abraço,
Fernando
Fernando Paes - Fotógrafo de Casamentos - SP
Visite meu Website: http://www.fernandopaes.com.br

Conheça nosso podcast para fotógrafos sociais!