Autor Tópico: Revelação P&B  (Lida 8751 vezes)

Chiclete

  • Trade Count: (16)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 557
  • Sexo: Masculino
Online: 18 de Junho de 2007, 17:28:24
Olá pessoal.

Recentemente comecei a utilizar uma Canon FTb. Após utilizar uns filmes de banca de jornal, resolvi partir para a fotografia P&B (minha preferida...).

Entretanto, algumas dúvidas me atormentam:

- Consigo revelar filmes P&B nos mesmos locais que filmes coloridos ?
- Que cuidados devo ter ao escolher um local para fazer essa revelação ?
- O custo será parecido ?
- Pesquisei alguns filmes na Internet, e vi que existem algumas diferenças nos processos de revelação P&B. Quais são ?
- Consigo adquirir filmes P&B rebobinados, certo ? Aonde posso encontrá-los ? O custo é menor e a qualidade semelhante ?

Pessoal, obrigado pela ajuda de todos,

Chiclete.
Brasília - DF


Francisco

  • Trade Count: (5)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.556
Resposta #1 Online: 18 de Junho de 2007, 18:02:21
Chiclete, normalmente os laboratórios para filme colorido/digital não revelam filme P&B, a não ser os filmes P&B específicos para o processo de revelação colorido, como o Kodak BWCN. Os filmes P&B tradicionais, como o Kodak Tri-X, são revelados manualmente.

Na minha humilde opinião, o BWCN em plena era digital não vale a pena. Para simular o efeito do BWCN, você pode comprar filme colorido comum (bem mais barato), escanear os negativos e converter para P&B no Photoshop usando N técnicas para isso. A "vibe", a granulação do filme, você vai manter e esta é uma forma barata de se simular P&B.

Por outro lado, o P&B clássico, aquele adorado pelas multidões, você só vai conseguir comprando um filme a base de haletos de prata, como o Kodak Tri-X. Aqui em Porto Alegre o rebobinado custa R$14,00 e a revelação R$9,00. Feito isso, cabe a você decidir se escaneará os negativos ou se pagará pela ampliação P&B.

No meu caso, eu fotografo com Tri-X, mando revelar (podia revelar em casa também se tivesse tempo e know-how) e escaneio os negativos. Depois, querendo ampliar algo no papel, você pode levar as fotos "digitais" para revelar em um laboratório comum. Não é a mesma coisa, mas é um meio termo que pode ser interessante para alguns...



 
Francisco Amorim
Porto Alegre - RS


Chiclete

  • Trade Count: (16)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 557
  • Sexo: Masculino
Resposta #2 Online: 18 de Junho de 2007, 19:04:54
Citar
Chiclete, normalmente os laboratórios para filme colorido/digital não revelam filme P&B, a não ser os filmes P&B específicos para o processo de revelação colorido, como o Kodak BWCN. Os filmes P&B tradicionais, como o Kodak Tri-X, são revelados manualmente.

Na minha humilde opinião, o BWCN em plena era digital não vale a pena. Para simular o efeito do BWCN, você pode comprar filme colorido comum (bem mais barato), escanear os negativos e converter para P&B no Photoshop usando N técnicas para isso. A "vibe", a granulação do filme, você vai manter e esta é uma forma barata de se simular P&B.

Por outro lado, o P&B clássico, aquele adorado pelas multidões, você só vai conseguir comprando um filme a base de haletos de prata, como o Kodak Tri-X. Aqui em Porto Alegre o rebobinado custa R$14,00 e a revelação R$9,00. Feito isso, cabe a você decidir se escaneará os negativos ou se pagará pela ampliação P&B.

No meu caso, eu fotografo com Tri-X, mando revelar (podia revelar em casa também se tivesse tempo e know-how) e escaneio os negativos. Depois, querendo ampliar algo no papel, você pode levar as fotos "digitais" para revelar em um laboratório comum. Não é a mesma coisa, mas é um meio termo que pode ser interessante para alguns...
Francisco, obrigado pelos esclarecimentos.

Abusando um pouco mais dos seus conhecimentos: os filmes P&B da Ilford, e o NEOPAN da Fuji tem qualidade semelhante ao Kodak ?

Como devem ser armazenados esses filmes, em locais refrigerados ? Se a resposta for afirmativa, significa que devo utilizar todo o filme, com a maior brevidade possível, depois que inserí-lo na máquina ?

Obrigado mais uma vez,

Chiclete.
Brasília - DF


joseazevedo

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 595
  • Sexo: Masculino
    • http://www.flickr.com/photos/jerazevedo/
Resposta #3 Online: 18 de Junho de 2007, 20:29:51
Oi Chiclete,

vamos lá. Uma observação - quando falar de filmes PB estou me referindo aos "originais" de prata, não aos cromogênicos.

"- Consigo revelar filmes P&B nos mesmos locais que filmes coloridos ?"
Hoje, poucos laboratórios revelam filmes PB. Geralmente eles têm acordos com algum outro que revela e os envia para lá. Portanto, é muito possível que o laboratório onde você revela seus filmes tenha esse serviço, embora terceirizado.

"- Que cuidados devo ter ao escolher um local para fazer essa revelação ?"
O ideal é levar onde profissionais levam. Procure associações de fotógrafos locais, clubes de fotografia e se informe. Se você estivesse em SP lhe daria alguns endereços, mas em Brasília não conheço nenhum. Procure ver serviços realizados por este laboratório antes. Praticamente perdi 3 filmes PB da minha lua-de-mel pois, ao invés de revelar eu mesmo ao voltar para SP, resolvi levar a um laboratório que usava quando morava no Rio. O serviço era terceirizado, mas como conhecia o pessoal - não o do PB... - achei que eles trabalhassem com pessoas que entendiam do assunto. O imbecil que revelou não devia conhecer o filme, revelou em tempos errados e o contraste foi para as alturas...

"- O custo será parecido ?"
Acredito que sim, mas vai variar de lugar para lugar. Por exemplo, se o laboratório revela muito PB pode ter um custo menor. Se for mais artesanal, pode ser maior. Só checando mesmo.

"- Pesquisei alguns filmes na Internet, e vi que existem algumas diferenças nos processos de revelação P&B. Quais são ?"
Tem os filmes PB de prata e os cromogênicos.
Os filmes à base de prata podem ser revelados usando-se vários tipos de revelador. Para cada revelador tem uma tabela que é só seguir e pronto.
Os filmes cromogênicos são revelados no mesmo processo dos filmes coloridos - C41.

"- Consigo adquirir filmes P&B rebobinados, certo ? Aonde posso encontrá-los ? O custo é menor e a qualidade semelhante ?"
Consulte as lojas de fotografia em sua cidade. Ou, se você pretende usar muito PB, compre filme em rolo, um rebobinador e faça você mesmo. Você pode procurar pela internet no www.consigo.com.br , www.capovilla.com.br , www.labtec.com.br . O custo é menor e a qualidade é a mesma, já que o filme é exatamente o mesmo.

"- Como devem ser armazenados esses filmes, em locais refrigerados ?"
Sim, todo filme deve ser armazenado, preferencialmente, em local refrigerado. Isso estende em MUITO sua vida útil pois todo filme se baseia numa reação química e ao guardá-lo a baixas temperaturas você está retardando esse processo. Tenho filmes PB que venceram em 1991 e estão perfeitos pois sempre foram armazenados na geladeira. Isso vale especialmente para quem compra muito filme e faz um estoque para "longo prazo".
Oficialmente, apenas filmes profissionais devem ser armazenados a baixas temperaturas pois são feitos já "maduros", prontos para o rendimento máximo, enquanto os filmes para consumidor atingem sua "maturidade" ao longo da sua "shelf life" ou seja, levando-se em conta que vai ficar no balcão um tempo até ser usado.
Na prático, sinceramente, eu guardo os dois na geladeira e pronto...

"- Se a resposta for afirmativa, significa que devo utilizar todo o filme, com a maior brevidade possível, depois que inserí-lo na máquina ?"
Não, pode usar com calma sem problemas. Depois de usar, se for demorar para revelar, coloque na geladeira também. E retire pelo menos duas horas antes de mandar revelar. Guarde SEMPRE na caixinha de plástico para evitar condensação.

Experimente revelar o PB em casa. é fácil e em conta, especialmente se você encontrar químicos para 1 litro por aí. Aqui a Kodak fez a gentileza de só trazer packs para 1 galão... Haja filme pra revelar...

Abraços,

José Azevedo


Paulo Machado

  • Trade Count: (6)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.015
  • Sexo: Masculino
Resposta #4 Online: 18 de Junho de 2007, 20:33:47
Chiclete, todos os filmes PB do mercado são bons, mas mudam em relação a contraste ou grão, por exemplo.
No BRfoto tem um guia de filmes com a opinião do pessoal.
http://forum.brfoto.com.br/index.php?showtopic=25559

Eu tendo a concordar com o Francisco. Depois de já ter usado os PB e os cromogênicos da Kodak e Ilford acho que a maneira mais criativa e fácil de se fazer PB é usar um filme colorido e converter no PS com canais de cor, sem a necessidade de carregar os filtros para usar com o PB e mantendo a grande latitude. E, heresia máxima para os puristas, acho igual se não melhor do que o filme PB tradicional, que é difícil de achar, de revelar, de ampliar.

Mas vale a pena voce experimentar. Na Consigo tem filmes PB rebobinados com bom preço.
« Última modificação: 18 de Junho de 2007, 20:35:06 por pmachado »
When words become unclear, I shall focus with photographs. When images become inadequate, I shall be content with silent.  - Ansel Adams


Chiclete

  • Trade Count: (16)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 557
  • Sexo: Masculino
Resposta #5 Online: 18 de Junho de 2007, 23:04:51
José Azevedo e Paulo Machado, muitíssimo obrigado pelas informações !!!

Suas informações foram muito preciosas !!!

Grande abraço,

Igor.  :thmbup:   :clap:  
Brasília - DF


Chiclete

  • Trade Count: (16)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 557
  • Sexo: Masculino
Resposta #6 Online: 19 de Junho de 2007, 16:32:27
Francisco, Azevedo e Paulo, só mais algumas informações....  :laughing:

- Coloquei alguns filmes em uma caixinha de isopor dentro da geladeira. Assim fica legal ?
- Qual a real fragilidade dos negativos ? Quando for manuseá-los quais cuidados especiais devo tomar (pretendo digitalizá-los em minha residência) ?
- Creio que todos os filmes coloridos, devem estar sendo digitalizados em minilabs, correto ? Esse tipo de revelação não acaba com o ganho de qualidade que eu teria ao adquirir um filme colorido profissional ?
- Comprei dois filmes NEOPAN. Logo postarei as fotos para análise.

Grande abraço,

Chiclete.
Brasília - DF


Paulo Machado

  • Trade Count: (6)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.015
  • Sexo: Masculino
Resposta #7 Online: 21 de Junho de 2007, 19:04:38
Citar
- Coloquei alguns filmes em uma caixinha de isopor dentro da geladeira. Assim fica legal ?
Beleza.

Citar
- Qual a real fragilidade dos negativos ? Quando for manuseá-los quais cuidados especiais devo tomar (pretendo digitalizá-los em minha residência) ?
Depende, cada filme tem a sua base que pode ser mais resistente ou menos. Mas minúsculos arranhões e grãos de poeira se transformar em grandes problemas depois do scan. Manipule com cuidado.

Citar
- Creio que todos os filmes coloridos, devem estar sendo digitalizados em minilabs, correto ? Esse tipo de revelação não acaba com o ganho de qualidade que eu teria ao adquirir um filme colorido profissional ?
O que é um filme prefissional? Cromo?
Tem labs que fazem bom trabalho que para voce conseguir se igualar em um escaneamento caseiro a curva de aprendizado é complicada.

Citar
- Comprei dois filmes NEOPAN. Logo postarei as fotos para análise.
Começou bem.
When words become unclear, I shall focus with photographs. When images become inadequate, I shall be content with silent.  - Ansel Adams


Chiclete

  • Trade Count: (16)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 557
  • Sexo: Masculino
Resposta #8 Online: 21 de Junho de 2007, 21:05:56
Citar
Citar
- Coloquei alguns filmes em uma caixinha de isopor dentro da geladeira. Assim fica legal ?
Beleza.

Citar
- Qual a real fragilidade dos negativos ? Quando for manuseá-los quais cuidados especiais devo tomar (pretendo digitalizá-los em minha residência) ?
Depende, cada filme tem a sua base que pode ser mais resistente ou menos. Mas minúsculos arranhões e grãos de poeira se transformar em grandes problemas depois do scan. Manipule com cuidado.

Citar
- Creio que todos os filmes coloridos, devem estar sendo digitalizados em minilabs, correto ? Esse tipo de revelação não acaba com o ganho de qualidade que eu teria ao adquirir um filme colorido profissional ?
O que é um filme prefissional? Cromo?
Tem labs que fazem bom trabalho que para voce conseguir se igualar em um escaneamento caseiro a curva de aprendizado é complicada.

Citar
- Comprei dois filmes NEOPAN. Logo postarei as fotos para análise.
Começou bem.
Paulo, muito obrigado mais uma vez.  :thmbup:

Admiro cada vez mais a comunidade "Mundo Fotográfico" !

Valeu !  :clap:  :clap:  :clap:  
Brasília - DF


joseazevedo

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 595
  • Sexo: Masculino
    • http://www.flickr.com/photos/jerazevedo/
Resposta #9 Online: 22 de Junho de 2007, 12:10:31
"- Creio que todos os filmes coloridos, devem estar sendo digitalizados em minilabs, correto ? Esse tipo de revelação não acaba com o ganho de qualidade que eu teria ao adquirir um filme colorido profissional ?"

Oi Chiclete,

a diferença de um filme profissional para um de consumidor é que o profissional já vem da fábrica 100% pronto para seu rendimento máximo (daí a necessidade de mantê-lo refrigerado), enquanto o para consumidores leva em conta a "vida de balcão" que o filme terá.

Se o minilab for bem regulado, não tem problema. Agora, a maioria dos minilabs só revela negativos. Para cromos é melhor você descobrir (só pesquisando na sua cidade) um bom laboratório usado por profissionais. Mas mesmo esses laboratórios usam minilabs para revelação de negativos, a diferençå é que os de labs profissionais geralmente têm uma manutenção mais frequente.

O grande problema dos minilabs, mesmo os bem regulados, é que geralmente eles sempre dão uma arranhadinha, mesmo que de leve, nos ngativos. Isso é imperceptível em ampliações pequenas - até uns 13 x 18 -, mas para maiores já começa a ser um ruído chato. Se o seu scanner de filme não possuir o ICE, software que reduz imperfeições, você vai ter um bom trabalho limpando a imagem.

Sinceramente, hoje em dia o filme profissional só compensa para nós pobres mortais se o preço for o mesmo e você for usá-lo de imediato - ou fazer estoque. Antigamente (há uns 15 anos...) existia uma diferença mais visível, principalmente na saturação de cores. A Kodak tinha um (EPP) que saturava bem mais e melhor que o irmão "normal". Mas hoje essa diferença, na prática, é praticamente inexistente.

Agora, atenção também para o marketing das fábricas... Às vezes eles só colocam a palavra professional em filmes para consumidor para você sentir que está usando algo mais bacana.

Uso muito o Fuji Provia (100 e 400 ASA). É fantástico na nitidez, qualidade da cor, saturação, baixa granulação. Compro sempre rebobinado e guardo na geladeira basicamente para garantir a longevidade, esticando a sua validade.

Essas fotos foram feitas com um Kodak Elite Chrome (EBX) vencido há uns 3 anos mas sempre guardado na geladeira:

http://www.usefilm.com/Image.asp?ID=1321124
http://www.usefilm.com/Image.asp?ID=1321540

Abraços,

José Azevedo
« Última modificação: 22 de Junho de 2007, 12:16:34 por joseazevedo »


Chiclete

  • Trade Count: (16)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 557
  • Sexo: Masculino
Resposta #10 Online: 22 de Junho de 2007, 15:47:29
Citar
"- Creio que todos os filmes coloridos, devem estar sendo digitalizados em minilabs, correto ? Esse tipo de revelação não acaba com o ganho de qualidade que eu teria ao adquirir um filme colorido profissional ?"

Oi Chiclete,

a diferença de um filme profissional para um de consumidor é que o profissional já vem da fábrica 100% pronto para seu rendimento máximo (daí a necessidade de mantê-lo refrigerado), enquanto o para consumidores leva em conta a "vida de balcão" que o filme terá.

Se o minilab for bem regulado, não tem problema. Agora, a maioria dos minilabs só revela negativos. Para cromos é melhor você descobrir (só pesquisando na sua cidade) um bom laboratório usado por profissionais. Mas mesmo esses laboratórios usam minilabs para revelação de negativos, a diferençå é que os de labs profissionais geralmente têm uma manutenção mais frequente.

O grande problema dos minilabs, mesmo os bem regulados, é que geralmente eles sempre dão uma arranhadinha, mesmo que de leve, nos ngativos. Isso é imperceptível em ampliações pequenas - até uns 13 x 18 -, mas para maiores já começa a ser um ruído chato. Se o seu scanner de filme não possuir o ICE, software que reduz imperfeições, você vai ter um bom trabalho limpando a imagem.

Sinceramente, hoje em dia o filme profissional só compensa para nós pobres mortais se o preço for o mesmo e você for usá-lo de imediato - ou fazer estoque. Antigamente (há uns 15 anos...) existia uma diferença mais visível, principalmente na saturação de cores. A Kodak tinha um (EPP) que saturava bem mais e melhor que o irmão "normal". Mas hoje essa diferença, na prática, é praticamente inexistente.

Agora, atenção também para o marketing das fábricas... Às vezes eles só colocam a palavra professional em filmes para consumidor para você sentir que está usando algo mais bacana.

Uso muito o Fuji Provia (100 e 400 ASA). É fantástico na nitidez, qualidade da cor, saturação, baixa granulação. Compro sempre rebobinado e guardo na geladeira basicamente para garantir a longevidade, esticando a sua validade.

Essas fotos foram feitas com um Kodak Elite Chrome (EBX) vencido há uns 3 anos mas sempre guardado na geladeira:

http://www.usefilm.com/Image.asp?ID=1321124
http://www.usefilm.com/Image.asp?ID=1321540

Abraços,

José Azevedo
Mais uma questão:

Os filmes cromogênicos tem qualidade inferior aos filmes a base de prata ?

Obrigado mais uma vez,

Igor.
Brasília - DF


Braga.SP

  • Trade Count: (14)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.858
  • Sexo: Masculino
Resposta #11 Online: 22 de Junho de 2007, 16:37:15
Citar

- Coloquei alguns filmes em uma caixinha de isopor dentro da geladeira. Assim fica legal ?
 
Não entendi bem isso. Você colocou dentro de uma caixa de isopor, e essa caixa (tampada?!) é que foi para a geladeira?

Se for assim, a baixa temperatura da geladeira estará isolada pela parede do isopor, portanto, não refrigerará o filme. Se o frio de dentro do isopor não sai, a temperatura de fora - seja maior ou menor - não entra.

Ou estou enganado?
« Última modificação: 22 de Junho de 2007, 16:38:05 por Braga.SP »
-22.352971,-48.775582


Paulo Machado

  • Trade Count: (6)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.015
  • Sexo: Masculino
Resposta #12 Online: 22 de Junho de 2007, 16:49:04
Citar
Mais uma questão:

Os filmes cromogênicos tem qualidade inferior aos filmes a base de prata ?

Obrigado mais uma vez,

Igor.
Igor, vê o que voce acha.

Ilford Delta 100


Kodak BW400CN


Ilford XP2 Super



Citar
Não entendi bem isso. Você colocou dentro de uma caixa de isopor, e essa caixa (tampada?!) é que foi para a geladeira?

Se for assim, a baixa temperatura da geladeira estará isolada pela parede do isopor, portanto, não refrigerará o filme. Se o frio de dentro do isopor não sai, a temperatura de fora - seja maior ou menor - não entra.

Ou estou enganado?
Se fosse um recipente adiabático perfeito não gelaria nunca, mas acho que ele não quer os filmes cheirando a cebola  
:laughing:  :laughing:  :laughing:  
When words become unclear, I shall focus with photographs. When images become inadequate, I shall be content with silent.  - Ansel Adams


Francisco

  • Trade Count: (5)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.556
Resposta #13 Online: 22 de Junho de 2007, 17:08:46
Paulo, achei as fotos muito sharp... talvez seja a interpolação feita pelo site, mas não deu para ter uma boa idéia não.

Um bom exemplo de fotos digitalizadas de filme Tri-X 400 (não-cromogênico, portanto), está em algum tópico aqui do fórum, postado pelo Ivan... vou tentar achar e postar aqui o endereço.
Francisco Amorim
Porto Alegre - RS


Chiclete

  • Trade Count: (16)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 557
  • Sexo: Masculino
Resposta #14 Online: 22 de Junho de 2007, 17:10:07
Citar
Citar
Mais uma questão:

Os filmes cromogênicos tem qualidade inferior aos filmes a base de prata ?

Obrigado mais uma vez,

Igor.
Igor, vê o que voce acha.

Ilford Delta 100


Kodak BW400CN


Ilford XP2 Super



Citar
Não entendi bem isso. Você colocou dentro de uma caixa de isopor, e essa caixa (tampada?!) é que foi para a geladeira?

Se for assim, a baixa temperatura da geladeira estará isolada pela parede do isopor, portanto, não refrigerará o filme. Se o frio de dentro do isopor não sai, a temperatura de fora - seja maior ou menor - não entra.

Ou estou enganado?
Se fosse um recipente adiabático perfeito não gelaria nunca, mas acho que ele não quer os filmes cheirando a cebola  
:laughing:  :laughing:  :laughing:
Paulo, gostei bastante da primeira imagem.

As outras duas achei bem parecidas. De qualquer forma, se fosse criar um ranking a classificação seria a seguinte:

- medalha de ouro = Ilford Delta 100
- medalha de prata = Ilford XP2 Super
- medalha de bronze = Kodak BW400CN

Lembrando que se trata de um pódio de grande qualidade...hehehehe.

Em relação à caixa de isopor, trata-se de um caixinha bem simples.
Mais uma precaução contra gotinhas de groselha...hehehehe.
Dentro dela está bem geladinho...hehehe.

Abraços,

Chiclete.
Brasília - DF