Autor Tópico: RAW dúvida sobre corrigir exposição.  (Lida 1310 vezes)

Leandro Federsoni

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.974
  • Sexo: Masculino
Online: 26 de Julho de 2007, 10:35:36
Pessoal,

Estou com uma dúvida, vcs poderiam me ajudar?

Tenho pegado umas fotos em RAW para apenas corrigir de 1/3 até 1 ponto a exposição, o restante das setagens eu estou deixando exatamente como da câmera.

E tenho notado que apesar de melhorar a exposição da foto, as texturas não ficam boas como da exposição original.

A dúvida é o seguinte.
1- Realmente se perde um pouco a qualidade da foto (texturas) quando se muda a exposição original (1/3 a 1 ponto)? Existe um limite para esta correção sem mudar a qualidade da textura?
2- Existem diferenças na qualidade de software pra software, na correção de exposição?
3- O Silkypix é indicado para correções de exposição ou existem melhores?
4- Vocês acham que existe vantagem na latitude se utilizar RAW se comparado com o JPG da própria câmera, mesmo se na foto a exposição foi correta?

Muito obrigado pela ajuda.


Paulo Machado

  • Trade Count: (6)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.015
  • Sexo: Masculino
Resposta #1 Online: 26 de Julho de 2007, 10:51:47
Citar
1- Realmente se perde um pouco a qualidade da foto (texturas) quando se muda a exposição original (1/3 a 1 ponto)? Existe um limite para esta correção sem mudar a qualidade da textura?
Sem dúvida, senão seria quase como mágica  :laughing:
Aumenta o ruído nas sombras e ficam cores lavadas nas luzes.
O limite vai variar dependendo da câmera, mas não espere corrigir mais do que 1 a 1,5 ponto.

Citar
2- Existem diferenças na qualidade de software pra software, na correção de exposição?
Se existirem não devem ser significativas, os conversores de RAW mais usados são muiito bons.

Citar
3- O Silkypix é indicado para correções de exposição ou existem melhores?
É muito bom, se existem melhores depende do gosto do freguês. Em cores é imbatível. A versão 3 tem controles melhores para correção.

Citar
4- Vocês acham que existe vantagem na latitude se utilizar RAW se comparado com o JPG da própria câmera, mesmo se na foto a exposição foi correta?
O RAW por ser em 12bits é muito mehor para corrigir. Se fizer o mesmo com JPG acaba dando posterização.

Tente usar curves ao invés de uma correção de exposição direta.
« Última modificação: 26 de Julho de 2007, 10:52:43 por pmachado »
When words become unclear, I shall focus with photographs. When images become inadequate, I shall be content with silent.  - Ansel Adams


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.744
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #2 Online: 26 de Julho de 2007, 12:19:17
Citar
1- Realmente se perde um pouco a qualidade da foto (texturas) quando se muda a exposição original (1/3 a 1 ponto)? Existe um limite para esta correção sem mudar a qualidade da textura?
Leandro, diferente do que as pessoas podem imaginar a exposição não está ligada aos tons claros e escuros da imagem e sim à qualidade do registro, nos filmes a exposição ideal (em 0EV) ocorre quando temos o filme sendo exposto em sua máxima saturação. Na digital ocorre quando temos a máxima relação sinal ruído, portanto sempre que temos um registro fora de exposição o que estamos perdendo é exatamente a textura e a qualidade do registro (seja expondo para mais ou para menos), ou seja em uma imagem só haverá um ponto de máxima preservação que é o que estiver precisamente exposto para 0EV. Os ajustes de tons poderão ser feitos para ajustar essa imagem sem perdas posteriores, porém o que foi perdido durante a exposição já se encontrará perdido. Dependendo da curva de saturação (para filmes) da mídia ela terá uma perda maior ou uma perda menor quando fora do ponto ideal de exposição, esse é um dos grandes diferenciais entre os sensores Sony e os sensores Canon, exatamente como cada um responde nas condições fora da exposição ideal.

Citar
2- Existem diferenças na qualidade de software pra software, na correção de exposição?
Existem, principalmente nos processos de demosaico e nos recursos de ajustes das curvas, mas como o Paulo disse a maioria é muito boa, mesmo com essas diferenças.

Citar
3- O Silkypix é indicado para correções de exposição ou existem melhores?
É bom, eu uso o ACR, a versão 4.1 do ACR está fantástica e possibilita a integração direta com o PS o que colabora muito com o workflow. Mas também como o Paulo disse depende muito do gosto, principalmente devido às diferenças de interfaces.

Citar
4- Vocês acham que existe vantagem na latitude se utilizar RAW se comparado com o JPG da própria câmera, mesmo se na foto a exposição foi correta?
Existe porque a câmera só usa a melhor parte da faixa dinâmica para produzir suas fotos, enquanto o RAW lhe permite usar toda ela (independente da qualidade), além disso tem a vantagem que o Paulo falou, por trabalhar em 12 bits o RAW permite que durante o tratamento as perdas nas transições sejam menores do que no JPG, o JPG é um bom formato para quem não trata imagem, para quem trata imagem os formatos de maior profundidade de cor como RAW e TIFF ajudam muito a preservar as transições.
 
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


Leandro Federsoni

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.974
  • Sexo: Masculino
Resposta #3 Online: 26 de Julho de 2007, 13:39:52
Paulo e Leo,

Mais uma vez muito obrigado pelo suporte.

A minha última dúvida surgiu também, pela limitação que a minha câmera tem de fazer JPG fine + RAW, com isso eu acabo perdendo um pouco os parâmetros de comparação na hora de fazer o tratamento do RAW.

Ou seja, eu não sei nunca dizer se o tratamento que estou fazendo num RAW estaria melhor ou pior do que o JPG vindo da própria CAM....apenas uma reclamação da minha câmera.



 


kiran

  • Trade Count: (16)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 633
  • Sexo: Masculino
    • PROFISSIONAL
Resposta #4 Online: 27 de Julho de 2007, 13:36:15
boa Leo!

 :clap:
 


Beto Eterovick

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.390
  • Sexo: Masculino
  • NOVO SITE: www.betoeterovick.fot.br
Resposta #5 Online: 27 de Julho de 2007, 15:06:46
Leandro, tenho observado que quando superexponho meus raws consigo uma melhor qualidade de texturas. Venho observando e estudando isso há algum tempo. Você consegue recuperar mais facilmente as luzes altas do que elevar as luzes baixas em RAW. Por isso a superexposição acredito ser recomendada. Tente fazer algumas fotos variando de meio a 1 ponto pra mais em raw e verá que é mais fácil trabalhar assim. Mas tudo depende da cena, da quantidade de luzes altas e baixas que existem nela e qual é a faixa de luzes em cada cena.

Até,  


Leandro Federsoni

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.974
  • Sexo: Masculino
Resposta #6 Online: 28 de Julho de 2007, 12:09:47
Legal Beto, inclusive eu já fiz uns testes e realmente me parece ser melhor mesmo.
 :thmbup:

Eu acho que isso é até explicável, pois quando ultrapassamos a exposição correta nós sabemos que a câmera captou a luz correta, mas ultrapassou a exposição por um pequeno tempo, então a informação ainda pode estar lá.

Por outro lado se a foto for subexposta, existe mais chance da informação não ter sido captada e aí não tem jeito é ruído puro.

Eu ainda acho que a melhor alternativa é se esforçar um pouco mais no momento da foto e acertar na hora da foto a exposição correta, por isso que eu acho interessante a câmera ter um bom LCD e fazer quantas fotos forem necessárias para este acerto e aí vai de JPG mesmo.
 
« Última modificação: 28 de Julho de 2007, 12:19:53 por lfedersoni »


Francisco

  • Trade Count: (5)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.550
Resposta #7 Online: 28 de Julho de 2007, 12:46:12
Acho que isso se deve ao fato de geralmente fazermos a fotometria com base nas altas luzes. Ninguém (geralmente) faz a fotometria em uma sombra, a não ser quando é para fazer uma média entre as altas e baixas luzes. Assim, se fizermos uma superexposição em um ponto, estaremos preservando um pouco mais de sombras e comprometendo muito pouco as altas luzes.

Só tem que tomar cuidado, dependendo da câmera digital, para não estourar o céu... não tem nada pior do que fotografar uma paisagem em dia de sol e ficar parecendo que o dia estava nublado :P
« Última modificação: 28 de Julho de 2007, 12:47:37 por Francisco »
Francisco Amorim
Porto Alegre - RS
2x Canon F1 Old, AE1; Pentax MX, K100D; Fuji Finepix f10; Panasonic LX3


Leandro Federsoni

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.974
  • Sexo: Masculino
Resposta #8 Online: 28 de Julho de 2007, 14:07:47
Pessoal,

Me ajudem com outra dúvida...

A Nikon D40 vem com um software bem limitado para conversão dos NEF com o nome de PictureProject e nele temos apenas controle de Brightness, Color & Sharpness.

Por acaso o tratamento de Brightness chamado no PictureProject é exatamente o mesmo tratamento do Exposure Bias mostrado no Silkypix? Eu ainda não consegui fazer um comparativo de qualidade entre os dois tratamentos, mas me parece que os resultados são parecidos.

Valeu


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.744
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #9 Online: 28 de Julho de 2007, 16:30:26
O Francisco está certo, se você estiver superexpondo você também terá perdas, porque a qualidade do sinal cai, a diferença é o tipo de perda que ocorre, na baixa luz teremos ruído, que compromete textura, principalmente com tratamento, nas altas luzes temos perdas com as transições ou seja, podemos até ter mais texturas mas o contraste das transições será maior, assim como a perda na qualidade das cores...
O ideal mesmo é expor o objetivo no ponto correto, o problema é que a cena é um conjunto, então para expor corretamente o objetivo estaremos sacrificando os demais itens. ;)
Leandro, use o que você se der melhor com a INterface, como eu disse antes a qualidade é muito próxima, é melhor você se preocupar em escolher um com o qual você se de melhor. :)
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


Leandro Federsoni

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.974
  • Sexo: Masculino
Resposta #10 Online: 29 de Julho de 2007, 21:17:05
É isso aí Leo, o certo mesmo é acertar a exposição e se tiver que fazer algum acerto que seja o mínimo possível.

Hoje inclusive em um passeio, em todas as fotos que fiz tirei uma RAW e mais três JPGs, sendo cada JPG com exposição 1/3 diferente da outra....Agora que abaixei e editei as fotos na grande maioria da vezes eu joguei fora o RAW e aproveitei somente um dos JPG.

Obrigado pela ajuda.


Nigazz

  • Trade Count: (4)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 470
    • http://reg.imageshack.us/v_images.php
Resposta #11 Online: 30 de Julho de 2007, 18:35:28
A minha pergunta é bem de iniciante mesmo, vai é uma dúvida que tenho.
Para tratar aquivos RAW se usa um software especifico para isso ou pode ser realizado com PS ?

Obrigado.
Luiz Lima
São Paulo - SP
Posso até fracassar, desistir jamais...

Canon 7D+Lente Sigma 18-50 2.8 DC EX Macro +Sigma 70-200 2.8 DG EX II+Flash Canon Speedlite 580EX II+Alguns CF's
My Flickr - www.flickr.com/photos/luizlimaphotos


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.744
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #12 Online: 30 de Julho de 2007, 19:40:55
Pode ser feito com PS através do ACR, mas para isso você tem que possuir uma versão do ACR que suporte sua câmera.
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.