Autor Tópico: Diferenças de preço  (Lida 954 vezes)

Bucephalus

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.083
  • Sexo: Masculino
Online: 01 de Agosto de 2007, 13:42:58
Tenho uma pergunta...

Os produtos a venda nas lojas do Brasil entram legalmente aqui (ou seja, pagando todos os zilhões de impostos)?

Porque tava dando uma olhada...
lojas grandes e de renome = preços absurdos de alto (provavelmente pagam tudo)
nas lojas da internet especializadas = preços intermediários (pagam somente parte talvez?)
na B&H dos EUA = preços muito baixos, mesmo que se inclua o custo de envio Brazil Special.


Resumo:

Sigma 18-50mm f/2.8 MACRO
Brasil:
R$ 1519,00 (recreio)
R$ 1750,00 (photovision)
R$ 2290,00 (beephoto)

USA com entrega no Brasil:
(+/-) R$ 800,00 com dolar a R$1,90 (B&H)


Rebel XTi + lente 18-55 EFS
Brasil:
R$ 2679,00 (recreio)
R$ 2520,00 (photovision)
R$ 2890,00 (beephoto)
R$ 4500,00 (submarino/americanas/fnac)

USA
(+/-) R$ 1380,00 com dolar a R$1,90 (B&H)

Quando fui ao Paraguai há uns 15 dias pude perceber que o preço deles pelo menos quanto às câmeras é igual ao das lojas especializadas no Brasil (uma XTi com kit sai na média de 2500,00). E o Paraguai é a terra do contrabando, ou seja, quase tudo lá entra limpo sem impostos, mas ainda assim fica muito distante dos preços nos EUA.

Alguém tem alguma idéia? Se as lojas pequenas não pagam impostos, porque o preço deles ainda é tão distante do que a B&H oferece? Tudo bem que existe o custo de transporte EUA-Brasil, mas mesmo assim eu acho muito alto.


ldpetraitis

  • Trade Count: (1)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 126
  • Sexo: Masculino
Resposta #1 Online: 01 de Agosto de 2007, 15:54:21
Caro amigo,

As lojas pequenas que ñ pagam impostos, tem preços tão distantes ao da BH pelo simples fator LUCRO.

É só analisarmos se as grandes redes (que supostamente pagam impostos) cobram um absurdo, as pequenas vendem mais barato só que não tem a mesma gama de produtos das grandes redes, por isso mantem um preço "médio" normalmente uns 40% acima do valor da BH.

Se formos analisar o caso piamente iremos longe.

Abs


Sandro Amaral

  • Trade Count: (6)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.076
  • Sexo: Masculino
  • Pedi e dar-se-vos-á...Mt 7:7
Resposta #2 Online: 01 de Agosto de 2007, 15:59:51
Buchefalus,

A gente ouve todo santo dia que a carga tributária no Brasil é a mais alta do mundo.

Considere um produto entrando no Brazil, este são alguns dos custos envolvidos:

1. Preço da mercadoria
2. Custo do transporte EUA-BR
3. Custo do despachante aduaneiro que cuida de toda a tramitação legal:chegada, desembaraços aduaneiros, nota de chegada e entrada no Brasil, etc.
4. Impostos pagos na entrada do material no BR (Imposto sobre importação) que não é nada baixo, se não me engano 75% sobre o valor da nota.
5. Custo do transporte até a loja
6. O próprio custo da loja que revende o material: custos operacionais (luz, água, telefone, despesas de escritório, etc), pgto de empregados, impostos a serem recolhidos (IRPJ, INSS de funcionários, etc), férias, 13º salário dos empregados, etc.
7. Pró labore dos sócios da empresa
8.O próprio lucro do empresário que deve ser calculado, que ao contrário do que muitos pensam não é tão alto assim.(Lucas ldpetraitis, postei um pouco depois de vc, nem tinha visto o que vc tinha escrito, não esquente, quando falei do LUCRO não quis te criticar, blz? :giveup:   :thmbup: )

Logicamente se vc for calcular isso na "ponta do excel" existem outros custos que não coloquei aqui que com certeza existem e variam de empresa para empresa.

E em um país que existem impostos dos mais diferentes tipos o custo acaba sendo bem alto para o consumidor.

Nos EUA o sistema de tributação é outro, os juros são outros, os impostos são diferenciados e fabrica-se lá, não existindo a taxa de importação. Agora se vc tentar comprar um kg de "carne importada" do BR lá nos EUA, vc vai sentir o peso da tributação que existe por lá e tbém não é das mais agradáveis do mundo.

Como sei de tudo isso?? Sou economista e trabalho com Consultoria Empresarial na área de custos... :doh:  :doh:

Abraço.
« Última modificação: 01 de Agosto de 2007, 16:04:26 por Sandro Amaral »
SANDRO AMARAL - Curitiba-PR

Srs. Não responderei perguntas enviadas por MP. Socialize sua dúvida abrindo um tópico. Ajuda você, outras pessoas e o fórum. Obrigado.



Bucephalus

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.083
  • Sexo: Masculino
Resposta #3 Online: 01 de Agosto de 2007, 16:52:19
Compreendo toda a gama de impostos, tributos e taxas, mas o que eu quero dizer é o seguinte: as lojas pequenas trazem os produtos pro Brasil na encolha, certo? Então eles não pagam impostos, certo? Enquanto estava escrevendo isso, acho que consegui chegar a uma conclusão* pra minha própria dúvida...

Digamos que uma câmera custe 1.000,00 na fonte dos EUA (no revendedor Nikon/fábrica da Nikon/distribuidorda Nikon, tanto faz). Ambos B&H e os lojistas brasileiros compram lá para revender em suas respectivas lojas.

Supondo-se que nesse ramo se trabalhe com markup de 50% (e para simplificar a conta vamos excluir todos os outros custos operacionais), a câmera deveria custar 1500,00 em ambos casos, mas na B&H ela acaba saindo por (hipoteticamente) 1500,00, enquanto que no Brasil sai por 2800,00, e é isso que não entendo (vamos ignorar todas as cargas tributárias, pois como disse eu acredito que os lojistas tragam tudo na base do contrabando pro Brasil). Nesse caso a explicação do ldpetraitis faria mais sentido, pois eles estariam trabalhando com uma margem de lucro muito alta (na teoria maior que os lojistas americanos).

* = solução que eu imaginei: talvez a B&H tenha mais poder de negociação, pois pode comprar maiores unidades no atacado ao mesmo tempo negociando um preço mais baixo, enquanto uma Beephoto/Photovision/Recreio Digital da vida tem que comprar unidades sob encomenda, 1 de cada vez, sem poder conseguir desconto por volume de compra, o que faz com que o preço de custo dos produtos deles sejam mais altos.

Discutam qual a solução do mistério  :heat:  


Sandro Amaral

  • Trade Count: (6)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.076
  • Sexo: Masculino
  • Pedi e dar-se-vos-á...Mt 7:7
Resposta #4 Online: 01 de Agosto de 2007, 23:56:04
Citar
* = solução que eu imaginei: talvez a B&H tenha mais poder de negociação, pois pode comprar maiores unidades no atacado ao mesmo tempo negociando um preço mais baixo, enquanto uma Beephoto/Photovision/Recreio Digital da vida tem que comprar unidades sob encomenda, 1 de cada vez, sem poder conseguir desconto por volume de compra, o que faz com que o preço de custo dos produtos deles sejam mais altos.

Discutam qual a solução do mistério  :heat:


 
 :thmbup:  :thmbup:  :thmbup:  
SANDRO AMARAL - Curitiba-PR

Srs. Não responderei perguntas enviadas por MP. Socialize sua dúvida abrindo um tópico. Ajuda você, outras pessoas e o fórum. Obrigado.