Autor Tópico: Dúvida quanto à fotometria/exposição com flash não-TTL  (Lida 894 vezes)

Francisco

  • Trade Count: (5)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.556
Online: 11 de Outubro de 2007, 15:17:45
Pessoal, ultimamente tenho usado bastante os meus flashes, mas o método que eu uso para fotografar é mais empírico, na base do chutômetro (bem mais impreciso do que o fotômetro :P). Então vou lançar algumas dúvidas para ver se alguém esclarece.

Um determinado flash (não-TTL) indica que, para ISO 100, deve ser usada abertura F2.8 para uma distância de 3m. Esses valores supõem que o assunto estaria totalmente subexposto ao fotometrar sem flash, certo? Em um evento noturno, tudo certo, pois normalmente está tudo escuro mesmo...

Agora digamos que eu esteja usando o flash à luz do sol, como preenchimento, nas mesmas condições (ISO 100, F2.8, distância de 3m). Porém, o fotômetro da câmera já acusa F2.8, ou seja, o assunto já fica corretamente exposto sem flash. Devo escolher a abertura mínima (F22, digamos) da lente para poder usar o flash? Claro, neste caso, o fundo ficaria subexposto.

Valeu!
Francisco Amorim
Porto Alegre - RS


Francisco

  • Trade Count: (5)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.556
Resposta #1 Online: 11 de Outubro de 2007, 15:35:30
Agora a dúvida 2, com um caso de estudo um pouco mais sutil:

Em um evento noturno, um flash indica F5.6, ISO 100, 3m. No entanto, ao fotometrar o assunto, verifico que a exposição está correta se eu escolher uma velocidade de 1/4s. Ou seja, se eu decidir fotografar a 1/30, estarei 3 pontos subexposto em relação à exposição correta sem flash (1/4 para 1/30 dão 3 pontos de diferença aproximadamente). Assim, é provável que nas altas luzes exista luz ambiente que será somada à luz do flash podendo gerar brancos estourados.

Bom, não sei se conseguiram acompanhar o meu raciocínio, mas eu queria uma explicação um pouco mais teórica sobre como ter esse jogo de cintura entre a luz ambiente e a luz do flash quando a luz ambiente não é desprezível na fotometria.
Francisco Amorim
Porto Alegre - RS


LeandroFabricio

  • Trade Count: (9)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.684
  • Sexo: Masculino
Resposta #2 Online: 11 de Outubro de 2007, 17:30:01
No caso da luz de enchimento você pode decidir trabalhar com o flash com -1, -1,5 ou -2 pontos.
 
O ideal é ter regulagem de potência no flash daí no primeiro caso você fotografaria com 1/4 da potência do flash por exemplo.

Se for um flash sem regulagem você vai ter que fechar o diafragma deixando realmetne o fundo escuro.

No segundo caso o recomendado é usar a abertura de acordo com a potência do flash e a menor velocidade possivel para captar luz ambiente. Se a luz ambiente for mais forte um pouco pode fechar 1/2 ou 1 ponto no diafragma para não causar superexposição no primeiro plano.
São Paulo - SP


LeandroFabricio

  • Trade Count: (9)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.684
  • Sexo: Masculino
Resposta #3 Online: 11 de Outubro de 2007, 17:33:45
 Complementando.
 É recomendável ter um flash com controle de potência, pois somente assim você pode ter controle total.

 Digamos que o fotômetro acuse ISO 100, F2.8, V 1/60. Mas você quer fotografar com F4. Então você deixa o flash na potência que pediria uma abertura F2.8.
 Daí é somada a luz ambiente mais flash.
 F2.8 da ambiente + F2.8 do flash = F4
São Paulo - SP


Francisco

  • Trade Count: (5)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.556
Resposta #4 Online: 11 de Outubro de 2007, 19:13:28
Valeu, Leandro. Eu já fazia idéia de algumas coisas que você disse, mas queria confirmar algumas convicções. A dica do F2.8 do ambiente + F2.8 do flash também é boa, vou ver se experimento algo nesse sentido.
Francisco Amorim
Porto Alegre - RS