Autor Tópico: Revelando em casa - Laboratório  (Lida 4655 vezes)

Campos

  • Trade Count: (2)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 23
  • Sexo: Masculino
Online: 29 de Novembro de 2007, 17:35:00
Fala aí povo (lê tudinhu, num fica de preguiça naum pô ;D),

Putz eu tive dando uma olhada no fórum, e tá cada vez + difícil achar quem continue com a velha e boa película, filme mi mano!! Bom eu não sou fotografo profissional, sou um amador, no sentido de: faço porque gosto, porque amo! Minhas fotos são, acima de tudo, pra me agradar. Sou totalmente anacrónico, devia ter nascido quando lançaram a minha OM-1, lá pela década de 1970, as máquinas semi-profissionais eram de ótima qualidade, boas lentes e os efeitos eram conseguidos na munheca filho, foco manual, alterações de tempo de exposição, ASA, diafragma, e no momento da ampliação, técnicas de burn e dodge, e coisas simples como dobrar o papel fotográfico no momento da ampliação (acredite ou não a foto mais legla que eu já vi se conseguiu desse jeito).

Ainda hoje a película consegue melhores resultados do que a digital, principalmente em fotos P&B, fotos arte, c vc é um reporter, fotografo de casamento, enfim, pra certos tipos de fotografia realmente a digital é o máximo, mas pra mim o filme continua sendo o melhor.

Eu sei que tão acabando com a minha festa, cada vez menos filmes profissionais no mercado, e os que tem mais caros, equipamentos para darkroom então nem se fala.

Bom mas onde eu quero chegar?!

1º- Estimular que se mantenha a fotografia em emulsão, hoje mais do que no tempo das chapas de vidro, a fotografia em película e ampliação está mais próxima da pintura, naquele tempo não havia opção, hoje há. O processo é totalmente artesanal, fora que é um tesão danado ver a imagem se formando no papel, utilizar meios diferentes de ampliação, revelação, tonalização, filtros, montagens, sim, acreditem, no tempo do filme também tinham montagens, rs (isso é só uma brincadeira pro povo do PS). Com o PS todo mundo retoca, altera os curves, corta aki, maqueia ali, thcaram, uma imagem muito boa de uma fotografia ruim. Aff, viva o filme!! Tá caro, será mesmo? Com a digital vc tem milhares de fotos, quantas impressas? Vou sempre ser um entusiasta do filme, não adianta;

2º- Estimular debates acerca dos equipamentos de laboratório, espirais inox, plástico, ampliadores, tanques de revelação, pinças de bambo ou plástico, e onde achar essa parafernalha toda, e os químicos, tá em falta, não, sim, onde ainda vende, se não tamos achando, simbora mandar fazer os as composiçoes aqui (http://www.mundofotografico.com.br/forum/index.php?topic=19781.0), ou fazermos nós mesmo, se não explodir tudo já vai ser um secesso!

Bom com isso eu só quero deixar um espaço para a boa e velha emulsão, aki fica a esperança que esse tópico não vá pro saco.

Braço pra todos!
P&B, emulsão, filme mi mano!!
Eu gosto das velhinhas: Olympus OM-1


padu

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 444
  • Sexo: Masculino
  • I have ten fingers
    • Padu Casual Photography
Resposta #1 Online: 29 de Novembro de 2007, 17:42:08
To contigo... eu tinha meu lab nos anos 80, 2007 foi o ano que voltei a fotografar PB e cromo. Cromo eu ainda mando revelar fora, mas PB eu estou fazendo em casa... estou voltando a pegar a mao.

Eu revelo 35mm e estou comecando a revelar sheet film em 4x5...

Bom, vamos manter a chama acesa.
http://www.flickr.com/photos/padu_merloti/ http://padu.merlotti.com <br />Sony Alpha 100, Minolta Maxxum 7, Toyo4x5  View Camera, Calumet 4x5 View Camera, 1942 US Navy 4x5 Combat Camera, Voighlander Bessa R, Canon Powershot SD800, Minolta Maxxum 7000 (aposentada), Zenit 12XP (aposentada)<br />San Diego, California


Braga.SP

  • Trade Count: (14)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.858
  • Sexo: Masculino
Resposta #2 Online: 29 de Novembro de 2007, 23:57:33
Aplausos, meu véio!!! É o que posso dizer e fazer agora. Eu ainda sonho ter uma rangefinder. Até andei enchendo o saco do Padu que, aliás, me deu umas dicas ótimas sobre essse tipo de câmera.

Agora, quando o assunto é filme, revelação em casa, etc., ah! deixa o José Azevedo ler este tópico. Tive a grata felicidade de conhecê-lo pessoalmente - encontro muito rápido, é verdade - e nunca vi alguém falar com tanto carinho desse mundo tão quimicamente apaixonante.
« Última modificação: 30 de Novembro de 2007, 00:02:16 por Braga.SP »
-22.352971,-48.775582


Campos

  • Trade Count: (2)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 23
  • Sexo: Masculino
Resposta #3 Online: 30 de Novembro de 2007, 07:45:28
É isso aí!!! Braga, tirando a Leica (só de vista porque nunca tive uma), hehe, eu só conheço as da Olympus Trip e a Pen, pelo que eu sei são muito boas, e c encontra por aí por um preço legal (tipo uns R$200,00), tem um tópico em um outro fórum (http://forum.fotografiabrasil.com)do severo, ele te dá umas dicas sobre câmera das antigas e ele vende no MASP todo domingo, c até já deve conhecer. Mas cara pega uma SLR, ou c tá só afim de brincar mesmo, pega uma TLR (Two Lens Reflex): Rolleiflex ou Mamya!!

Padu, aqui no RJ achar material é bem difícil, e no Brasil tá diminuindo muito a oferta p/ esse tipo de fotos... O negócio é recorrer a internet! E vem cá qual ampliador c usa, durst?
Abraço!
« Última modificação: 30 de Novembro de 2007, 07:53:36 por Campos »
P&B, emulsão, filme mi mano!!
Eu gosto das velhinhas: Olympus OM-1


padu

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 444
  • Sexo: Masculino
  • I have ten fingers
    • Padu Casual Photography
Resposta #4 Online: 30 de Novembro de 2007, 14:07:00
Infelizmente, eu nao tenho espaco pra ampliador. O meu processo eh meio analogico meio digital. Eu revelo e depois escaneio.

Da mais uma pesquisada, pois entre a leica e a olympus, existem outras com preco mais intermediario, como eh o caso da minha Voightlander Bessa R que usa lentes da leica screwmount e tem uma qualidade incrivel para o preco. A leica CL tambem eh bem mais acessivel que uma leica Mx.

http://www.flickr.com/photos/padu_merloti/ http://padu.merlotti.com <br />Sony Alpha 100, Minolta Maxxum 7, Toyo4x5  View Camera, Calumet 4x5 View Camera, 1942 US Navy 4x5 Combat Camera, Voighlander Bessa R, Canon Powershot SD800, Minolta Maxxum 7000 (aposentada), Zenit 12XP (aposentada)<br />San Diego, California


BACAMARTE

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 430
Resposta #5 Online: 02 de Dezembro de 2007, 18:43:51
Também tô nessa! Postei, há tempos, a minha compra, por 30 reais, de uma Olympus Trip, e tiro fotos muito bacanas com ela. Essa máquina você ainda encontra fácil por aqui, no Rio de Janeiro. Eu comprei numa feira de antiquário na Praça XV, e um mês depois um amigo meu também comprou uma pra ele. A minha está em excelente estado, e as fotos têm ficado ótimas, estou adorando, principalmente com os cromos e preto e branco.


Hoton Ventura

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 16
  • Sexo: Masculino
Resposta #6 Online: 15 de Janeiro de 2008, 21:50:09
Olá pessoal! Sou novo por aqui, mas um apaxonado por fotografia de filme...

Infelizmente tenho visto a decadência do filme para o digital. É incomparável a qualidade do filme em relação ao digital, mesmo em máquinas fullframe de médio formato, neste caso o que conta é a versatilidade.

Sou feliz em afirmar que o processo químico jamais morrerá, deixará apenas de ser cormercial para totalmente artesanal. E realmente, ver a foto aparecendo sob o revelador não tem preço! É como um parto!

Produtos ainda continuam em produção lá fora, é claro! No meu ver o que mais importa é que os benditos filmes e papeis continuem em produção, para que nós entusiastas e nostalgistas, que prezam pela qualidade possam continuar de aventurando no processo químico. Projetos artesanais continuam sendo estudados, como no caso da cianotipia e do pin-hole, o que vejo é que o processo apenas voltou a ser artesanal.

O Sistema Digital trai aqueles que pensam em estar cortando custos, sendo que estes logo terão que trocar seus equipamentos digitais por outros mais sofisticados. Quando comprei minha Canon EOS 300v, a Canon lançava também a Canon EOS 300D... e aonde estamos hoje em questão de qualidade? No sistema de filme bastava apenas trocar o negativo colorido pelo cromo (que ainda não tem rival digital!). O sistema digital trai até mesmo seus fabricantes, que hoje não ganham tanto como antes sendo desbancados por celulares!!!! Vejo o esforço que a Fujifilm e a Kodak tem em manter seus Labs. O SD é só para aqueles que almejam informação e não qualidade, mas aqueles que almejam qualidade (assim como eu!) ficam felizes em receber do lab seus cromos ou mesmo ampliando seus PeB em casa.

Boas fotos químicamente apaixonantes (aproveitei a frase!!!) à todos!!!!