Autor Tópico: Cianotipo  (Lida 4583 vezes)

zardosx

  • Trade Count: (1)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 23
Online: 07 de Dezembro de 2007, 18:45:20
Oi gostaria de fazer o papel tipo cianotipo, mas não sei onde encontrar as quimicas

 Citrato de ferro amoniacal verde

 Ferricianeto de potássio


padu

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 444
  • Sexo: Masculino
  • I have ten fingers
    • Padu Casual Photography
Resposta #1 Online: 07 de Dezembro de 2007, 22:47:38
Oi gostaria de fazer o papel tipo cianotipo, mas não sei onde encontrar as quimicas

 Citrato de ferro amoniacal verde

 Ferricianeto de potássio

Eita, usa photoshop... eh mais barato e provavelmente faz menos mal aa saude...

:)
http://www.flickr.com/photos/padu_merloti/ http://padu.merlotti.com <br />Sony Alpha 100, Minolta Maxxum 7, Toyo4x5  View Camera, Calumet 4x5 View Camera, 1942 US Navy 4x5 Combat Camera, Voighlander Bessa R, Canon Powershot SD800, Minolta Maxxum 7000 (aposentada), Zenit 12XP (aposentada)<br />San Diego, California


rafaelfrota

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 254
  • Sexo: Masculino
  • "Toda a arte é absolutamente inútil" (O. Wilde)
    • http://www.rafaelfrota.com
Resposta #2 Online: 08 de Dezembro de 2007, 15:14:38
"Eita, usa photoshop... eh mais barato e provavelmente faz menos mal aa saude..."
Por que, de repente, o photoshop virou salvador mundial da fotografia? Será que sou burro demais por fazer fotogravura em cobre ao invés de dar uns comandos malucos no PS?  :P


Quanto aos químicos, não sei se vc é do Rio, mas eu acho que é possível encontrar na B. Herzog.
http://www.bherzog.com.br/
Lá os produtos são meio carinhos, mas lá perto tem também a Shamon (acho que se escreve assim) que tem os mesmos produtos mais em conta.
Em todo caso fica a dica pro pessoal do Rio.


zardosx

  • Trade Count: (1)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 23
Resposta #3 Online: 08 de Dezembro de 2007, 15:56:53
Puxa tô em Sorocaba 1H de Sampa


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #4 Online: 10 de Dezembro de 2007, 19:29:43
Ano passado eu quis fazer isso. Esbarrei no preço do Ferrocianato, que achei caro para comprar apenas para experimentar. No Herzog tinha, mas só sob encomenda.

Acho um processo bárbaro, mas antes de tentá-lo é preciso resolver a questão do negativo digital


alexandre luna

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 86
  • Sexo: Masculino
Resposta #5 Online: 10 de Dezembro de 2007, 22:02:23
Alo Zardosx

Tem um curso em Campinas acho que voce poderia consultar e pedir informaçõesa respeito:  ATELIER CROMO veja em workshop

Abraços

Alexandre Augusto de Maia Luna
Cirurgião Dentista

dentistaalexandre@globo.com
maialuna@globo.com
Minhas Fotos
Meu filho


padu

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 444
  • Sexo: Masculino
  • I have ten fingers
    • Padu Casual Photography
Resposta #6 Online: 11 de Dezembro de 2007, 20:48:01
Por que, de repente, o photoshop virou salvador mundial da fotografia? Será que sou burro demais por fazer fotogravura em cobre ao invés de dar uns comandos malucos no PS?  :P

Obviamente eu estou brincando  ;)

Eu revelo os meus proprios negativos, e so nao amplio tambem por falta de espaco... Mas eu nao sou contra photoshop... alias, eu amo photoshop. Quando eu ampliava minhas proprias fotos, eu ficava horas para ampliar uma foto so... dezenas de provas, burn aqui, dodge ali... etc...

2 ou 3 layers resolvem a parada... e sobra mais tempo pra fotografar mais :)

Mas isso eh pra quem esta atras do resultado. Hoje em dia, fazer essas maluquices com quimicos nao tem nada a ver com resultado, e sim o prazer inerente no processo.

http://www.flickr.com/photos/padu_merloti/ http://padu.merlotti.com <br />Sony Alpha 100, Minolta Maxxum 7, Toyo4x5  View Camera, Calumet 4x5 View Camera, 1942 US Navy 4x5 Combat Camera, Voighlander Bessa R, Canon Powershot SD800, Minolta Maxxum 7000 (aposentada), Zenit 12XP (aposentada)<br />San Diego, California


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #7 Online: 11 de Dezembro de 2007, 21:39:35
Permita-me discordar, Padu. Essencialmente, busca-se resultado.

O que pode variar é que tipo de resultado se busca.

As cópias de minilab são lastimáveis. Sefvem para muitas utilidades, mas são pobres. Uma cópia PB em verdadeiro papel fibra é uma coisa tão superior que nem dá para comparar. Fora as qualidades da imagem, as qualidades tácteis e visuais da cópia são importantíssimas para quem pensa em produzir coisas de fato finas.

As soluções são de um lado jato-de-tinta em papéis sem acidez e ótimos, ou processos semi-artesanais com a combinação da tecnologia digital com processos manuais (uso de negativo digital).

É um trabalho diferente, que visa exatamente a produção de cópias de grande qualidade estética. Pelo menos esse é o viés que me atrai. Não empreendi ainda uma pesquisa sobre isso, mas não é algo descartado.

Toda a questão aí é o que é o produto. O produto sendo a cópia final, bem, aí as coisas ganham outra hierarquia.

A Cianotipia, o Van Dick, etc, são soluções para a fotografia monocromática capazes de resgatar a nobreza das cópias.


padu

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 444
  • Sexo: Masculino
  • I have ten fingers
    • Padu Casual Photography
Resposta #8 Online: 12 de Dezembro de 2007, 00:35:36
Permita-me discordar, Padu. Essencialmente, busca-se resultado.

O que pode variar é que tipo de resultado se busca.

As cópias de minilab são lastimáveis. Sefvem para muitas utilidades, mas são pobres. Uma cópia PB em verdadeiro papel fibra é uma coisa tão superior que nem dá para comparar. Fora as qualidades da imagem, as qualidades tácteis e visuais da cópia são importantíssimas para quem pensa em produzir coisas de fato finas.

As soluções são de um lado jato-de-tinta em papéis sem acidez e ótimos, ou processos semi-artesanais com a combinação da tecnologia digital com processos manuais (uso de negativo digital).

É um trabalho diferente, que visa exatamente a produção de cópias de grande qualidade estética. Pelo menos esse é o viés que me atrai. Não empreendi ainda uma pesquisa sobre isso, mas não é algo descartado.

Toda a questão aí é o que é o produto. O produto sendo a cópia final, bem, aí as coisas ganham outra hierarquia.

A Cianotipia, o Van Dick, etc, são soluções para a fotografia monocromática capazes de resgatar a nobreza das cópias.

Ivan,

Dentro do grupo de large format que eu frequento existe uma briga ferrenha... existem os que tem a sua opiniao, papel de fibra e etc. E existem aqueles que usam processo misto (digitalizacao do negativo e impressao em jato de tinta).

Outro dia organizaram uma exposicao em LA que continha trabalhos feitos em ambos processos, e sinceramente, se o autor nao falasse como havia sido impressa a foto, nao tem como notar a diferenca. Obviamente, as obras que nao foram impressas (ao inves de ampliadas), foram feitas com papel e tinta de altissima qualidade. Obviamente nao estou entrando nem perto do merito da qualidade do minilab.

Fotografo de fine art no entanto, eh especialista em explorar e achar processos alternativos.

Lendo um artigo numa revista britanica (fine art BW se nao estou enganado), tem um cara especialista em fotos do tipo colagem. ele fotografa com large e medium format. depois de revelar os cromos, escaneia e entao comeca o processo digital no photoshop. na verdade, o cara usa um outro software parecido com o photoshop, vou procurar a materia novamente. no software, ele monta as diversas imagens em uma foto, converte para o PB e gera um arquivo final. Desse arquivo final, ele usa um aparelho de reproducao para gerar um negativo PB, e entao a partir desse negativo ele amplia em papel tradicional...

Se tem alguma vantagem eu nao sei, mas um fotografo de fine arts tem o "direito" de cometer essas extravagancias
http://www.flickr.com/photos/padu_merloti/ http://padu.merlotti.com <br />Sony Alpha 100, Minolta Maxxum 7, Toyo4x5  View Camera, Calumet 4x5 View Camera, 1942 US Navy 4x5 Combat Camera, Voighlander Bessa R, Canon Powershot SD800, Minolta Maxxum 7000 (aposentada), Zenit 12XP (aposentada)<br />San Diego, California


zardosx

  • Trade Count: (1)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 23
Resposta #9 Online: 13 de Dezembro de 2007, 20:21:15
ATELIER CROMO é a resposta eles tem as quimicas e em greve mostro o resultado, Há estou terminando uma camera GF 18*24 hehehe 


rafaelfrota

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 254
  • Sexo: Masculino
  • "Toda a arte é absolutamente inútil" (O. Wilde)
    • http://www.rafaelfrota.com
Resposta #10 Online: 15 de Dezembro de 2007, 13:46:43
A questão da reprodução para o que chamam de "fine arts" está no que o suporte tem a oferecer.
Pensemos em uma gravura artesanal. Para que serve a gravura artesanal se existe o scanner e impressotas com qualidade offset? Aliás, pra que ainda existe a litografia se existe a off-set?
O fato é que o cara ligado à "arte pura" está interessado em extrair o que o suporte pode oferecer, descobrir a identidade do material.
Quando se faz um cianotipo, um van dick ou até mesmo uma fotogravura em metal, busca-se uma identidade para aqueles trabalhos que nenhum photoshop com nenhum filtro pode oferecer. Não é questão de prazer no método ou até mesmo extravagãncia, mas é a busca por algo que não seja mediano, que provoque outro tipo de olhar, uma outra estética.
Pra eu fazer uma fotogravura em metal eu gasto pelo menos 10 vezes mais tempo e muito..MUIIIIIIITO mais dinheiro do que seu eu fizesse no photoshop.  Mas o resultado, nenhuma impressora me daria.  Essa é a questão...usar os metodos que hoje sao considerados artisticos paara cionstruir uma linguagem e não como mera pirotecnia.


Francisco Cardoso

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 25
Resposta #11 Online: 12 de Outubro de 2011, 20:25:44
Pretendo fazer uns cianótipos. Já comprei o Ferricianeto de Potássio. Não encontrei o Citrato de Ferro Amoniacal. Cotei um preço numa empresa, mas estou achando caríssimo: R$ 320,00/500 GR na Casa Bemtevi.
Alguém tem estoque e interessa vender um pouco?