Autor Tópico: A redescoberta do analógico  (Lida 2980 vezes)

carfael

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 115
    • http://olharphotogarphico.blogspot.com
Online: 09 de Janeiro de 2008, 17:18:31
Em meio a tantos pixels, ccds e cmos, sonys, nikons e canons. Frente à modernidade e à guerra prá se ter sempre o último lançamento, redescobri o prazer inenarrável da fotografia analógica. Por isso, gostaria de saber se, assim como eu, alguém mais compartilha dessa idéia meio retrô, meio saudosista de ter seu momento analógico? E se o têm, quais as diferenças percebidas em relação ao digital?
Rafael Moraes
Equipamento? Apenas o olhar


padu

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 444
  • Sexo: Masculino
  • I have ten fingers
    • Padu Casual Photography
Resposta #1 Online: 09 de Janeiro de 2008, 17:27:02
Em meio a tantos pixels, ccds e cmos, sonys, nikons e canons. Frente à modernidade e à guerra prá se ter sempre o último lançamento, redescobri o prazer inenarrável da fotografia analógica. Por isso, gostaria de saber se, assim como eu, alguém mais compartilha dessa idéia meio retrô, meio saudosista de ter seu momento analógico? E se o têm, quais as diferenças percebidas em relação ao digital?

Com todo prazer. Apesar de fotografar hoje em dia 80% com digital, eu ainda fotografo com filme, nas mais diversas areas... PB, cromo, com rangefinder, grande formato, 35mm... e tambem adoro revelar meus proprios negativos. Garanto q se voce comecar vai se amarrar.
http://www.flickr.com/photos/padu_merloti/ http://padu.merlotti.com <br />Sony Alpha 100, Minolta Maxxum 7, Toyo4x5  View Camera, Calumet 4x5 View Camera, 1942 US Navy 4x5 Combat Camera, Voighlander Bessa R, Canon Powershot SD800, Minolta Maxxum 7000 (aposentada), Zenit 12XP (aposentada)<br />San Diego, California


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.759
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #2 Online: 09 de Janeiro de 2008, 17:42:59
Eu ainda clico com filme de vez em quando, gosto do ver depois, na verdade eu sou um fotógrafo digital que não usa review da imagem no LCD rs... :)
O filme exige mais paciência e mais cuidado ao fotografar, é isso que acho que me atrai, o processo nasce na própria escolha do filme e passa por todas as etapas, só queria ter o controle sobre a revelação colorida, se eu tivesse eu ficaria mais feliz... :)
« Última modificação: 09 de Janeiro de 2008, 17:44:37 por Leo Terra »
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


joseazevedo

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 595
  • Sexo: Masculino
    • http://www.flickr.com/photos/jerazevedo/
Resposta #3 Online: 09 de Janeiro de 2008, 21:04:49
...alguém mais compartilha dessa idéia meio retrô, meio saudosista de ter seu momento analógico? E se o têm, quais as diferenças percebidas em relação ao digital?

Eu ainda uso praticamente só filme. Minha digital é uma Canon S100 para fotos 15x10. E meu laboratório digital é meu scanner de cromos Nikon.

O digital é o instantãneo, o imediato, isso acaba fazendo com que você clique sem pensar muito. Se não ficou legal, deleta para abrir espaço para outras fotos. É quantidade.
No filme, como tem um número limitado de fotos por rolo, você naturalmente dá mais valor a cada imagem, pensa mais. Às vezes não, também, bate um monte (umas 3 ou 5...) para depois selecionar só uma. Eu gosto da surpresa que usar filme proporciona, acho que o filme cria mais memória para cada foto pois você pensa nela antes de revelar, pensa no que fez depois que a tem em mãos, acaba desenvolvendo uma relação maior com as suas fotos.

Tecnicamente o digital é mais límpido, mas não gosto do foco "infinito" dele. É realmente difícil ter um desfoque bacana, claro que depende da lente, coisa e tal, mas tudo geralmente é mais em foco no digital. Eu, que adoro luz natural e lentes rápidas, fico um tanto quanto frustrado com isso.

Acho também que o filme tem uma textura, uma cor única (dependendo do filme é diferente) que acontece de forma diferente no digital. Com o tempo se acostuma. Mas eu ainda prefiro o Provia.

Para o digital ficar bacana você precisa saber usar o software e mesmo assim pode passar um bom tempo na frente do computador. Com o filme, precisa saber o que está usando, ter um bom laboratório e, se for mais exigente, um scanner de cromo e um computador.

Cada vez mais eu procuro dar uma desacelerada nas coisas que eu gosto. O filme pede um ritmo mais lento, aguça a observação. Pra mim é mais curtição. Eu ainda prefiro as máquinas mecânicas - Nikon F2 e F3 (que tem alguma eletrônica básica). Quanto menos o equipamento interferir no que eu quero fazer, melhor. Vai de cada um.

A DSLR dos meus sonhos é uma D300 Full Frame a um preço razoável. Enquanto uma não aparecer, fico com minhas F2 e F3 mesmo, sem a menor inveja. Até porque, na maioria das vezes usaria tudo manual mesmo, como quando tinha uma T90 - só usava no manual ou, no máximo, prioridade de abertura.

Quem é profissional tem que ter digital, o mercado pede. Mas mesmo essa turma não abre mão do seu filme de vez em quando. É uma experiência diferente que para muitos é mais envolvente.

Abraço,

José Azevedo


Felipe-Shokida

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 169
  • Sexo: Masculino
Resposta #4 Online: 09 de Janeiro de 2008, 22:50:00
Eu tb estou aqui!!!
Bom,meu interesse por fotografia começou com uma Konica C35 que nem sei quando foi fabricada,isso com cerca de 10 anos de idade,mas devido ao alto custo eu deixei de lado a fotografia(só tinha a mesada e não dava pra nada).
Mas cerca de dois anos atrás meu interesse voltou e começei á comprar livros e revistas e depois de achar que já sabia o suficiente comprei a minha primeira DSLR.Desde então venho me aprofundado no assunto e descobri que isso é um poço sem fundo,quanto mais se aprende mais vc percebe que tem mais pra aprender.Então eu resolvi comprar uma de filme,e praticamente só tenho usado a de filme,mesmo quando eu uso o corpo digital eu fotografo como se fosse filme e penso muito antes de clicar,quando só usava a digital meu dedo era mole demais,rs.Fora que o meu LCD nunca mais foi usado,e com um cartão de 1GB eu consigo fotografar em RAW o dia inteiro e ainda sobra espaço.
Eu não acho que fotografar com filme seja saudosismo,mas sim a verdadeira terapia que é fotografia.


brunobsba

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 117
Resposta #5 Online: 10 de Janeiro de 2008, 01:43:56
Prezados,

Eu não posso redescobrir o analogico, pois não descobri ainda o digital, comecei fotografando com uma lendaria Nikon FM-2(e ainda não tive meios para obter uma DSLR) e não me arrependo nem um pouco, pois quem aprende fazendo fotos manualmente faz com uma facilidade muito maior em uma mauqina com muitos recursos como as novas SLRs. Além disso acho que o P&B digital não sauperou o  P&B analógigo, pois acho que o grão é muito mais percepitivel no P&B e que este é muito mais confortavel aos nossos olhos que os Pixels. Podem detonar, opnião de um amador principiante.

Um Abraço Forte
Bruno


ki-suco

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 264
  • Sexo: Masculino
Resposta #6 Online: 10 de Janeiro de 2008, 10:13:06
Tem mais gente usando filme do que vc imagina ;)

Uso praticamente 90% o filme e dentro dessa porcentagem, 80% p&b, 15% cromo e 5% colorido.....

Bem vindo ao club ::)

Abraços!!

Tang


leoduzzi

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 454
  • Sexo: Masculino
    • http://www.flickr.com/photos/89441206@N00/
Resposta #7 Online: 10 de Janeiro de 2008, 10:50:27
NUNCA tivemos uma camera analógica em casa :o, quem tirava as fotos eram as minhas tias. Na verdade fui comprar minha primeira camera, digital, em meados de 2003 depois que um filme mal encaixado não bateu nenhuma foto em uma viagem maneirissima que fiz para a praia de Aventureiro em Ilha Grande. Eu quebrei a máquina >:(, analógica, que era de minha namorada, isso sem consultar ela, mas ela apoiou o "assassinato", e mesmo sem condições financeiras na mesma semana comprei minha primeira digital, de lá pra cá já foram 5 máquinas.

Me desculpem os entusiastas, mas analógico pra mim só no museu e longe de mim. ;D

Abraços.
Leo Duzzi
D50 + D7000 + Tamron 17-50 2.8 VC + Nikkor 18-135mm + Nikkor 50mm  1.8 + Nikkor 28-80mm + SB-600
http://www.flickr.com/photos/leoduzzi


RFP

  • Colunista
  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • *****
  • Mensagens: 830
  • Sexo: Masculino
Resposta #8 Online: 10 de Janeiro de 2008, 13:18:38
Apesar de ter duas câmeras digitais, uso mais filme. Sobre as diferenças entre um e outro sistema, escrevi um texto sobre isso: Porque eu uso filme.
« Última modificação: 10 de Janeiro de 2008, 13:21:57 por RFP »


Francisco

  • Trade Count: (5)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.556
Resposta #9 Online: 10 de Janeiro de 2008, 20:06:33
Só uso filme. Tenho um scanner de negativos Nikon para ter maior controle sobre o processo, mas, como disse o Leo há umas mensagens atrás, melhor ainda seria ter controle sobre a revelação colorida. Ainda pretendo aprender a revelar cromos e p&b em casa (projeto que eu venho adiando ultimamente).

Para quem está começando, parecem não haver muitas razões para se fotografar com filme além do preciosismo, mas vou citar algumas razões bem práticas.

- Uso de médios e grandes formatos: câmeras digitais com sensores de médio  formato são muito caras; o investimento só se justifica para empresas que realmente precisem de imagens de alta definição. Aos amadores, resta usar câmeras médio formato de filme;

- Latitude privilegiada: eu gosto de dizer que nada supera o filme na hora de manter o azul do céu e o verde do campo simultaneamente. A Fuji costuma se preocupar com esse quesito em sua série S Pro (S2 Pro, S3 Pro, S5 Pro) e algumas Pentax (como a K10d) também tem boa preservação de altas e baixas luzes, mas ainda precisam evoluir um pouco mais para chegarem lá;

- Corpos e lentes baratas. Se você é um amador e não se importa de não ter autofoco, pode conseguir boas lentes a preços bem mais em conta que as equivalentes modernas;

Acho que o mundo analógico é a oportunidade do amador experimentar recursos e qualidade de imagem high-end por um preço mais atraente. No entanto, com a redução dos preços das DSLRs, a tendência é que o filme só seja usado em médios e grandes formatos, onde a diferença de preço para o digital ainda é muito grande.
Francisco Amorim
Porto Alegre - RS


BACAMARTE

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 430
Resposta #10 Online: 11 de Janeiro de 2008, 00:27:41
Só uso filme e só vou passar para a câmera digital no dia em qeu pararem de fabricar filmes. Logo, só tenho câmera analógica, e a minha Canon Elan 7Ne custou o preço de uma DSLR, e nõa me arrependo, amo-a. Só que digitalizo meus negativos num Nikon Coolscan. Tô feliz e não abro mão. Tô sempre estocando filmes, pois com o escaner, saio clicando à vontade por aí, e depois escolho a foto que eu mais gostei para fazer a cópia.  ;D


Arturpovoa

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 318
Resposta #11 Online: 11 de Janeiro de 2008, 13:33:15
Bom, eu sou novo, nasci já na "era digital" só que comecei a me interessar por fotografia com uma analogica que é a camera que eu ainda uso, Canon EOS Rebel II, e hoje em dia eu uso muito a minha digital mas posso dizer que o filme tem uma importancia incrivel pois é com ele que eu aprendo a controlar o dedo, esperar o momento certo e etc...
tenho comprado lentes pra minha analogica e espero muito um dia conseguir comprar uma DSLR ;]

acho complicado ter que gastar com revelaçao+scaneamento mas é o de menos...
Artur Póvoa
Brasilia - DF<br />Canon 40D - 28-135mm - 50mm - 70-300mm - 200E - Canon S3 IS....<br /><br />Flickr


Braga.SP

  • Trade Count: (14)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.858
  • Sexo: Masculino
Resposta #12 Online: 11 de Janeiro de 2008, 17:35:41

acho complicado ter que gastar com revelaçao+scaneamento mas é o de menos...

Artur,

Imagine por quanto tempo você ainda pretende manter o filme. Faça uma estimativa de quanto vai gastar com scaneamento até lá. Filme + revelação não contam porque vai se gastar com eles de qualquer maneira. Será que não vale a pena um investimento num scanner, nem que seja usado? E ainda há que se considerar que o controle desse processo passa a ficar nas suas mãos.
-22.352971,-48.775582


Arturpovoa

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 318
Resposta #13 Online: 11 de Janeiro de 2008, 17:48:38

acho complicado ter que gastar com revelaçao+scaneamento mas é o de menos...

Artur,

Imagine por quanto tempo você ainda pretende manter o filme. Faça uma estimativa de quanto vai gastar com scaneamento até lá. Filme + revelação não contam porque vai se gastar com eles de qualquer maneira. Será que não vale a pena um investimento num scanner, nem que seja usado? E ainda há que se considerar que o controle desse processo passa a ficar nas suas mãos.

Ehh cara tem isso tambem, quando voltar de viagem vou dar uma olhada em preços de novos e usados, acho que pode ser uma boa ideia!
valeu pela dica

Artur Póvoa
Brasilia - DF<br />Canon 40D - 28-135mm - 50mm - 70-300mm - 200E - Canon S3 IS....<br /><br />Flickr


BACAMARTE

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 430
Resposta #14 Online: 11 de Janeiro de 2008, 19:00:39
Braga/SP:

Antes de mais nada, uso muito a Olimpus Trip 35 que eu comprei por RS 30,00, lembra? É a minha câmera de bolso.  ;D

Sobre o escaner, você falou tudo, meu chapa. Eu paguei R$ 3.500,00 no meu, em março do ano passado. Se eu não o tivesse comprado, eu já teria gasto quase isso com os escaneamentos qeu eu fiz com ele, de tanto que eu o utilizo. O bichinho funciona que é uma maravilha. O Francisco tá aí para confirmar.  ;)