Autor Tópico: Sony R1  (Lida 11538 vezes)

acolla

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 167
Online: 13 de Janeiro de 2008, 14:32:30
Ainda não tem avaliação da R1 aqui, então resolvi escrever algo. Relevem a falta de estilo...



Sony R1: Algumas impressões

A Sony DSC-R1 é uma câmera "bridge", ou seja, "ponte", por ter características comuns tanto
às DSLR como às prosumers.

DSLR não é, pois seu visor é eletrônico (EVF) e ela não tem espelho, característica principal
das reflex, e não troca de lente. Com um sensor praticamente do tamanho APS-C, grande,
como nas reflex, também não pode ser chamada de prosumer, pois oferece muito mais recursos
do que estas.

A quem interessa a R1?

Uma das maiores reclamações dos usuários avançados de prosumers sempre foi o limitado
rendimento dessas câmeras nas situações de baixa luminosidade. O ruído é aparente já a
partir de ISO 200, e mesmo antes, em alguns modelos. As câmeras prosumer que apresentam um
aparentemente baixo nível de ruído em altos ISO, na verdade mascaram o ruído com um
poderoso processamento digital, o que, se por um lado ajuda a esconder o ruído, por outro
faz desaparecer informações importantes de gradações das cores e detalhes.

O problema nem é nas objetivas, pois algumas prosumers têm lentes Leica e Canon de
excelente qualidade, mas o limite principal é o tamanho do sensor, pequeno demais
para produzir uma imagem com a qualidade próxima das reflex. As prosumers mais conhecidas,
como a Canon S5is, G9, Fujifilm Finepix 5100 etc utilizam um sensor de mais ou menos
6mm X 8mm. E os fabricantes ficam tentando espremer mais e mais pixéis* nesses diminutos
sensores, porque os consumidores querem mais e mais MPs, numa corrida maluca que nem sempre
leva em conta outros aspectos mais importantes da fotografia digital.
E por que Canon, Fuji e Cia. não lançam seus modelos com sensor grande? Simples: preço.
Além de ser mais caro, um sensor "grande" precisa de uma objetiva "grande" para lhe entregar
uma imagem "grande". E "grande" custa caro. A objetiva da R1 tem 67mm de diâmetro.

Outra reclamação era em relação ao comprimento focal mínimo, que geralmente começava
acima de 30mm equivalentes, deixando de fora os usuários que gostam de grande-angulares
de alta qualidade.

A Sony ouviu esse reduzido número de exigentes fotógrafos e resolveu combinar uma objetiva
zoom excepcional Carl Zeiss Vario-Sonnar Tessar 14.3-71.5mm (24-120mm equivalentes), f/2.8 / 4.8
com um sensor tamanho quase APS-C de 21.5mm X 14.4mm, CMOS, com 10 Megapixéis, lançando, no
final de 2005, e produzindo até 2006, a Sony DSC-R1, uma câmera com, entre outros recursos, o "live
preview/review", tendo sido a primeira câmera a apresentar essa tecnologia full time num sensor grande,
pois outras câmeras com essa característica somente deixavam o sensor ligado por alguns segundos.
O motivo é que sensores grandes consomem muita energia. A Sony desenvolveu o sensor da R1
partindo do zero, tendo como idéia principal que ele fosse extremamente racional no consumo de
energia, e conseguiu seu intento, pois ele consome apenas 10% do que consomem os demais sensores
APS-C.

Comparação entre os sensores das prosumers (à esquerda) e o sensor da R1:



Todos os testes feitos com a R1 demonstram que a objetiva Vario-Sonnar, aliada ao sensor
APS-C produzem imagens de extrema qualidade, muito nítidas, e com uma gama extensa e fiel de cores,
rendimento em baixa luminosidade muito acima das prosumers, e performance em ISO alto bem próxima
às D40/XTi etc., baixíssima distorção, aberração cromática praticamente inexistente (a distância do
último elemento da objetiva para o sensor (distância de "back focus") é de apenas 2mm, enquanto na
maioria das DSLR é de 30mm. Segundo o fabricante, para melhor evitar aberrações cromáticas, tendo
sido unânimes os elogios nos diversos sites e fotógrafos especializados em reviews (testes).



Carl Zeiss Vario-Sonnar 24-120mm:






Características

O que me chamou a atenção logo de cara, fisicamente, ao pegar nela pela primeira vez, foi a sensação
de qualidade. Pela combinação da enorme (67mm de diâmetro) e pesada Vario-Sonnar com um corpo de
pegada de DSLR, ergonomia excelente e um visor muito versátil, foi amor à primeira vista.

O anel do zoom (mecânico), emborrachado, é bem suave, assim como o anel do foco manual (no sistema
fly-by-wire). O zoom é de 5X ótico, chegando a até 15X, digital.

A CZ 24-120mm equiv. entrega imagens de altíssima qualidade, superiores, por exemplo, à lente do kit da Canon
XTi (o que não é também lá essas coisas...  :lol: , mas a CZ é muito boa mesmo).

A tela LCD se move em várias direções, inclusive podendo ficar encaixada no topo da câmera, o que
dá uma grande versatilidade na hora de fotografar de ângulo baixo, por cima das pessoas, de lado etc.,
podendo até ser fechado, o que protege a tela de arranhões, digitais...







Os comandos mais usados, como ISO, flash, WB, foco, modo de fotometragem, burst, A, V, compensação
de EV, WB etc.  têm botões próprios, podendo ser ajustados rapidamente, sem necessidade de entrar nos
menus.



O visor EVF é muito bom, e tem um sistema muito legal: no modo visor auto, basta colocar o olho
no visor e ele se liga, apagando-se a tela de LCD. Afasta-se o olho e ele se desliga, acendendo a tela de
LCD.



Todas as informações na tela de LCD podem ser repetidas no EVF.



O foco automático é rápido em situações de boa luz e contraste, e o foco manual tem um recurso
interessante: o centro do objeto é ampliado, para facilitar a focagem.

Tem RAW, gerando um arquivo enorme de 20MB (A R1 não usa compressão no arquivo RAW, infelizmente).

Muito silenciosa. Não tem espelho batendo, como nas reflex.

O flash interno é muito bom mesmo, alcançando até 8 metros, sem problema, e sincroniza em
qualquer velocidade, inclusive 1/2000. Tem hot-shoe para flash externo, também, aceitando qualquer
flash. Claro que, se não for Sony, somente no modo manual. Também pode ser disparado no
modo segunda "cortina" (claro que ela não tem cortina propriamente dita...). Claro que um flash
externo é muito melhor.

ISO começa em 160 e vai a 3200. Até 800, é muito bom, MUITO superior a qualquer prosumer.

Pode usar cartão MS/MSD ou CF, ao mesmo tempo, com uma chavinha para escolher um dos dois.
Mas não grava nos dois ao mesmo tempo, uma pena.

A bateria dura bastante, e é medida em minutos restantes. Dá pra tirar umas 350 fotos, ou mais.
A Sony fala em 520, mas sob condições ideais...

Não vou discorrer sobre todos os recursos da R1, porque para isso basta uma pesquisa na internet.
Apenas digo que são vários e muitos, não deixando nada a desejar para um fotógrafo amador avançado.

Pontos a ponderar

A R1 é uma excelente câmera, mas não é para qualquer um. Explico: A R1 é uma ferramenta bem específica.
Quem está na dúvida sobre qual prosumer comprar e está atrás de zoom de 10X e gravação de filme, esquece. Essa câmera não é pra você. Uma vez fui comprar um carro e levei minha namorada. Enquanto
eu olhava o motor, freios, queria saber da potência, consumo, 0 a 100, ela ficava perguntando se tinha luz
no espelho de maquiagem, se tinha cadeirinha para crianças... Enfim, eram visões diferentes.

Se você começa a comprar uma câmera pela objetiva, como eu, vc vai se encantar com ela, pois a
Carl Zeiss Vario-Sonnar é excepcional.

Gosta de GA, fotos de arquitetura, paisagens, eventos, retrato? Essa pode ser sua câmera, pela excelente
versatilidade que a 24-120 dá.

Cansado de mandar limpar sensor? A R1 é blindada, nunca vai ter esse problema.

Ampliações? Sem problema: 10MP são coisa à beça, ainda mais com a qualidade CZ + sensor grande.

Gosta de qualidade? Tanto a CZ quanto o corpo são exemplos de coisa bem construída. O corpo
não tem nada improvisado: tudo foi muito bem pensado. Os controles têm resposta rápida, o material
é de primeira.

Quem não gosta de ficar fuçando menus, procurando ajustes que são mais usados, vai adorá-la.

Quem precisa de uma câmera com flash interno decente, também. O flash dela é ótimo.

A pegada é excelente, mesmo pra quem tem mãos grandes, como eu.


Pra quem NÃO é a R1:

Quem precisa de um zoom de maior distância focal. A R1 tem um zoom ótico de 5X, mas lembre-se
de que começa em 24mm, enquanto as demais geralmente começam já em 35mm ou acima.

Quem precisa de foco automático rápido em situações de pouca luminosidade. A R1 não foca rapidamente
em objetos de baixo contraste em ambiente escuro, mesmo com a luz auxiliar de foco. A não ser que
se use o foco manual, muito bom, o AF nessas situações não resolve nada.

Quem precisa trocar objetivas.

Quem precisa de modo burst acima de 3 fotos por segundo. Além disso, o arquivo RAW é gravado
sem compressão, o que faz com que tenha mais de 20MB de tamanho. Isso traz uma enorme desvantagem
no modo burst. Pior: No modo burst a câmera leva um tempo enorme para esvaziar o buffer, após cada
série de 3.

Quem vive trocando de câmera, pois acho difícil revender facilmente uma R1, já que o mercado quer mais
e mais zoom, filmagem com áudio, tamanho reduzido... Nada disso a R1 tem. Controle de aberração
cromática, nitidez, cores fiéis, disso a maioris dos consumidores atuais nem quer saber.

Quer me matar de raiva é perguntar, seja qual for a câmera: "Tem quanto de zoom? Filma com som?"...
Quem tá preocupado com câmera que filma não deve nem passar perto dela. Compre uma S5is ou
equivalente e seja feliz.

Uma característica que tenho notado, é que todo fotógrafo que me vê com ela, quer logo pegá-la na mão.
Eu entendo isso, afinal, mesmo em fotos eu já tinha essa vontade.

Finalizando o "testamento"

Uma excelente câmera, sob muitos aspectos. Tem suas falhas, como toda câmera, pois não existe
câmera perfeita, ainda.

Estou muito feliz com ela. Substitui minha D50? Não, porque a D50 é muito mais rápida no foco em cenas
de esporte, por exemplo. Mas 90% das minhas fotos são de paisagem/prédios e pessoas, e a R1 é
excelente nisso. Tenho usado cada vez mais a Sony, e cada vez menos a D50 (uma baita câmera, que
adoro).

Algumas fotos que tirei com ela:













Links sobre a R1:

http://www.imaging-resource.com/PRODS/R1/R1THMB.HTM

http://www.dpreview.com/reviews/sonydscr1/

http://www.steves-digicams.com/2005_reviews/r1.html

http://www.cameralabs.com/reviews/SonyR1/page3.shtml

http://www.photoreview.com.au/reviews/advanced/sony-cybershot-dscr1.aspx

http://www.dcresource.com/reviews/sony/dsc_r1-review/

http://www.sony.jp/products/Consumer/DSC/DSC-R1/feat2.html

http://www.qualcameradigital.com.br/2006/10/sony-cyber-shot-dsc-r1-de-103-megapixels-reviewanalise/

Links sobre sensores e live preview:

http://www.digitalcamerainfo.com/content/Evolution-of-the-Live-Preview-in-Digital-Photography-.htm

(A Casio, com sua QV-10, em 1995, foi a primeira a lançar o live preview numa câmera para amadores
(consumer camera), e a Olympus lançou a primeira DSLR com esse recurso, a E-10 em 2000, na verdade
uma DSLR de objetiva fixa.)


Espero que gostem.

Um abraço.

PS: O texto e os comentários são de minha autoria. As fotos têm variadas fontes, todas linkadas de
suas páginas originais, diretamente. As fotos com marca d'água "acolla" são de minha autoria.

PS 2: A palavra inglesa “pixel”, acentuada na primeira sílaba (['piksel]), foi aportuguesada pelo Dicionário da
Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa com a mesma forma gráfica, mas
com vogal tó[ô]nica na última sílaba: [pi'ksɛɫ]. O plural proposto pelo referido dicionário – pixels – é
controverso, porque os nomes e adje(c)tivos terminados em l ou têm plural em is (animais, sóis, azuis, anéis,
 móveis, frágeis e funis) ou em -les, no caso de alguns latinismos (cônsules). O mais que se poderia esperar
era que o dicionário, ao aportuguesar o termo como palavra aguda, lhe atribuísse o plural “pixéis”.

Penso, portanto, que o plural do aportuguesamento de “pixel” ainda não estabilizou, pelo menos, no
português europeu. De fa(c)to, a solução dada pelo Dicionário da Academia das Ciências não é satisfatória,
e o recente Grande Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora regista o nome, sem indicar o seu
plural. O Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa também não resolve este problema, porque se contenta
em registar “pixel” a itálico, ou seja, como estrangeirismo.

Seguindo as recomendações dos nossos consultores António Tavares Louro e D’Silvas Filho (ver “links” mais
abaixo), podemos chegar à seguinte conclusão para o aportuguesamento de “pixel”:
– ou adoptamos a proposta do Dicionário da Academia das Ciências de Lisboa e, considerando que a palavra
é aguda, formamos o plural “pixéis”;

– ou mantemos a acentuação grave original (isto é, na primeira sílaba – “píxel”) e usamos o plural “píxeis”,
que segue o modelo de nível/níveis.

Como se aguarda a nova edição do Dicionário da Academia das Ciências de Lisboa, esperemos que surja uma
solução coerente para o aportuguesamento de “pixel”.

(fonte: http://www.ciberduvidas.pt/pergunta.php?id=18187)



MateusZF

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.418
  • Sexo: Masculino
  • Você vê o mundo com a sua lente interior.
Resposta #1 Online: 13 de Janeiro de 2008, 14:39:17
Se não me engano a R1 já saíu de linha.
Uma cãmera lenta demais.
Bom para publicidade.
abaços
Mateus
« Última modificação: 13 de Janeiro de 2008, 14:41:13 por MateusZF »
Minha máquina fotográfica e prolongamento natural do meu braço.
Foto é algo que depende de uma certa visão... De quem fotografa, de quem vê e de quem interpreta...

www.ribeiraopreto.sp.gov.br
http://www.meadiciona.com/mateuszf


SANN

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 1
Resposta #2 Online: 10 de Março de 2008, 10:20:11
MUITO BOM O SEU REVIEW!!PARABÉNS E UM ABRAÇO


acolla

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 167
Resposta #3 Online: 15 de Março de 2008, 20:25:28
 :ok:


Leandro Federsoni

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.974
  • Sexo: Masculino
Resposta #4 Online: 20 de Março de 2008, 21:11:57
Belo review Acolla :ok:

Que belo equipamento hein? Bem que a Sony poderia ter continuado com esta linha de câmeras.

Abraço


MateusZF

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.418
  • Sexo: Masculino
  • Você vê o mundo com a sua lente interior.
Resposta #5 Online: 20 de Março de 2008, 21:18:10
Pra publicidade é ótima, mas pena que é uma cãmera muito lenta!
Minha máquina fotográfica e prolongamento natural do meu braço.
Foto é algo que depende de uma certa visão... De quem fotografa, de quem vê e de quem interpreta...

www.ribeiraopreto.sp.gov.br
http://www.meadiciona.com/mateuszf


pereirafoto

  • Trade Count: (2)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 160
Resposta #6 Online: 20 de Março de 2008, 23:37:12
Bom já tive uma dela em 2006, quando lançou, bom os pontos fracos dela é o ruido exagerado, o tempo do auto-foco, processamento da imagem (muito lento se comprarado com compactas mais baratas)e a lente no que toca a construção, ela não é firma, parece que pode estragar a qualquer momento.
Se compara com F828 ela  perde, no corpo, na imagem não.
Mais ela veio pra substituir a F828 e não deu certo, foi um fiasco, entrou e saiu como um relampago,,,,,,muito pouco tempo de mercado,,,,,e as imagens dela era puxado pra um amarelado.


pedro_raythz

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 8.469
  • Sexo: Masculino
Resposta #7 Online: 22 de Março de 2008, 01:56:33
A R1 é uma baita câmera mesmo, pena que pra uso meio restrito. O projeto é excelente!
Vamos ver se a Fuji e a Casio com esses lançamentos mais recentes conseguem reanimar o mercado das prossumers  :ok:


André Sena

  • Trade Count: (23)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.673
  • Sexo: Masculino
Resposta #8 Online: 22 de Março de 2008, 09:37:10
Muito bom o review!
André Sena


rafaellage

  • Trade Count: (1)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 1
Resposta #9 Online: 28 de Março de 2010, 23:58:54
Bem, tenho uma Sony R1, e com ela já publiquei foto em jornal, ganhei prêmios e vendi uma foto para o BB que eles usam em gigantografia, vejam por ai a qualidade do sensor...Ela tem limitações sim, acho que tem haver com um perfil do usuario, no meu caso, que estou constantemente viajando e submetendo o equipamento a situações bem punks, sem poder carregar peso demais, o fato da objetiva estar blindada ao corpo é perfeito, evita a poeira e a carl zeiss que equipa ela é sinistra, pra mim que faço mais paisagens e pessoas, não preciso de mais nada...

Espero uma dia uma R1 com um sensor full frame...Mas deus não dá asa a cobra...hehe...


Costa_Vicentina

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 1
Resposta #10 Online: 30 de Abril de 2011, 12:35:52
Boa tarde comprei à uns 2 meses uma sony r1, não sou um utilizador exigente, mas gosto de tirar umas boas fotos...e pelas comparações que tenho feito em relação a fotos tiradas por maquinas mais recentes, as da sony r1 são visivelmente melhores.

A minha vinha com isto tudo:
http://www.orecordar.com/show.php/3351_SemTtulo.jpg.html
AC-L10B Power Adapter
2 x original Sony rechargable Batteries NP-FM50
Sony XC30 Carry case
Sony VCT-1500L Tripod
Sony HVL-F32X External Flash Light
PL Filter Sony VF-67 CP

ND Filter Sony VF-67ND

Sony original blend


USB Cable

Sony Shoulder Strap

Sony Lens Cap

1 x Memory Stick Pro MagicGate 2GB

290€ by ebay :-)

e à dias atrás comprei isto no ebay (dificílimo de encontrar)
VCL-DEH17R Tele Conversion Lens (1.7x) + VAD-RA Lens Adapter
http://www.orecordar.com/show.php/3533_sonyr1.jpg.html

Estou satisfeitissimo