Autor Tópico: FOTOGRAFIA  (Lida 2494 vezes)

Luciene Costa

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 3
  • Sexo: Feminino
Online: 09 de Fevereiro de 2008, 02:04:12
Olá A todos!!!

Sou nova por aqui!!!

E estou parabenizando pelo excellente trabalho aqui e tenho algumas duvidas, queria que me ajudassem.
Sempre fui apaixonada por fotografia, e alguns meses atrás resolvi praticar isso e fiz alguns cursos, amei e me encontrei, adoro fotografar principalmente book.
Mas eu tenho uns amigos fotografos que sempre dizem que um bom fotografo se diferencia dos outro pelo "olhar", que este olhar é um dom e é isso que dá vida as fotos e eu concordo com isso.
Ai vai a minha questão, esse "olhar", essa visão que a fotografia necessita, é algo que o fotografo já tem que ter ou pode ser um aprendizado, trabalhado através de experiências, cursos e etc.
Porque eu gosto muito de fotografia, tenho muita sede de aprender cada dia mais, sei que temos que criar um estilo próprio, e isso que eu queria saber se tudo isso podemos aprender.

Desde já agradeço, me perdoem talvez pela minha ignorancia ao assunto estou aqui para aprender mais.



Ana Adams

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.653
  • Sexo: Feminino
    • http://www.anaadams.com
Resposta #1 Online: 09 de Fevereiro de 2008, 02:23:14
Oi Luciene!

Primeiro, seja benvinda ao fórum!
Aqui tem muita gente boa, pronta prá compartilhar experiências, tentar ajudar aos menos experientes, discutir equipamentos, enfim, um monte de coisas. Dê uma " passeada"  pelos tópicos, rapidamente vc fica familiarizada e vai se sentir em casa.
Quanto `a sua pergunta, não se desculpe, não é nenhuma ignorância.
Na verdade, acho que vc vai ler várias opiniões diferentes `a respeito disso, o olhar do fotógrafo. É uma coisa totalmente pessoal, ninguém tira isso de você, mas por outro lado é uma coisa que pode ser treinada sim, como vc perguntou. Cada pessoa tem o seu, mas com observação, treinamento, e também técnica, você pode aprimorar e muito a sua arte. Observe muito as suas próprias fotos, procure nelas o que você mais gosta, o que menos gosta... Veja também o trabalho de outros artistas, não apenas fotógrafos, mas tb de outras artes visuais, e procure ver o que te atrai, na luz, nas cores, nas formas. Tente reproduzir uma obra que vc adore, mesmo que seja uma vaga referência. A fotografia sai de dentro do fotógrafo, um instante antes de ele clicar o shutter. O quanto mais fiel você fôr ao que você pensou, mais realizada vc vai estar com o seu trabalho. Prá isso tb precisa conhecer bem os princípios básicos da fotografia e da luz, de composição, e do equipamento que vc está usando.
Bom, isso é conversa prá mais de metro, como dizem lá no interior de SP !
Espero ver vc bastante por aqui !
Assim que der, poste umas fotos suas prá a gente ver o seu trabalho ! :)

()s

GuiGui


LuizNdo

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.407
  • Sexo: Masculino
  • Tente, invente.
Resposta #2 Online: 09 de Fevereiro de 2008, 10:09:46
Luciene, esse "olhar" dos fotógrafos pode ser compreendido. E quando fizer isso, você também será capaz de executar com as suas próprias características.

O "macete" é você procurar estudar um pouco de "Composição Visual". Você perceberá as características que tornam uma imagem agradável aos olhos e poderá executar esse "mistério" da arte.

A imagem é como o som, se não houver uma harmonia, um ritmo, um equilíbrio, ela não vai agradar à audiência.
O som é captado pelos ouvidos. A imagem, pelos olhos. E as duas vão para o mesmo lugar: o cérebro.
>> Belo Horizonte <<
Fotógrafo Entusiasta.
Sony P100
Canon 7D e XT + 18-55 mm + 75-300 mm USM III + Canon 50mm f1.8 + Sigma 10-20mm + Canon 100-400mm L IS + Adaptador de Telescópio!
Meu Flickr


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.740
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #3 Online: 09 de Fevereiro de 2008, 10:36:19
Luciene eu, particularmente, não acredito em dom, eu acredito em uma criação que leve a certos tipos de facilidade e em trabalho e desenvolvimento pessoal, não há nada que você não possa fazer bem feito se treinar bastante, se você batalhar, clicar muito, analisar possibilidades, ver muitas fotos e etc, agindo desta forma cedo ou tarde você estará com o olhar bem treinado. :)
O que ocorre é que em alguns casos a criança passa por um tipo de educação que propicia certas facilidades a ela durante esta fase de treinamento dando condições de ela aprender mais rápido certos tipos de atividades (é como na escola, se você tem uma boa base para aquilo que está fazendo você aprende mais rapidamente do que os que não possuem aquela base), mas tudo se resume a trabalho... :)
« Última modificação: 09 de Fevereiro de 2008, 10:43:24 por Leo Terra »
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #4 Online: 09 de Fevereiro de 2008, 13:05:55
Olhar fotogra´fico é aprender a interpretar as cenas do mundo da mesma forma que o conjunto ótica-sensor (filme, se for o caso) faz.

Agora, o que fazer com isso, já aí é o treinamento comum das artes plásticas.


LuizNdo

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.407
  • Sexo: Masculino
  • Tente, invente.
Resposta #5 Online: 09 de Fevereiro de 2008, 13:23:03
Luciente já tem o Interesse. Primeiro passo importante, pois ninguém avança sem isso.
Agora é importante ela ter a Compreensão, lendo sobre o tema.
E clicar na Prática.

Leo, sua opinião é muito ligada na teoria da "Tábula Rasa" ou na corrente behaviorista. A questão não se resume apenas a isso.
Lembro que essas questões já foram debatidas aqui no fórum no ano passado e não pretendo ressucitar o tema.
>> Belo Horizonte <<
Fotógrafo Entusiasta.
Sony P100
Canon 7D e XT + 18-55 mm + 75-300 mm USM III + Canon 50mm f1.8 + Sigma 10-20mm + Canon 100-400mm L IS + Adaptador de Telescópio!
Meu Flickr


Carlo Luciano

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.034
  • Sexo: Masculino
  • Rio de Janeiro
    • De Luca Fotografia
Resposta #6 Online: 09 de Fevereiro de 2008, 13:53:10
Vou colocar apenas 2 pensamentos para você.

"Não é bom se limitar a um conjunto de opniões. É um erro se esforçar para compreender as coisas e depois parar nesse ponto. Primeiramente se esforce muito para garantir que compreendeu o básico, depois pratique para que o que você aprendeu renda frutos. Isso é algo que se perpetuará por toda a sua vida. Não se conforme apenas com aquele conhecimento que você adquiriu, e sim pense: "Isto não é suficiente".
Você deve buscar durante toda a vida a melhor forma de seguir o Caminho. E deve estudar, deixando que a mente trabalhe sem descanso. O Caminho está nisso."

"É falta de fibra imaginar que você não conseguirá alcançar o nível de seus mestres. Os mestres são homens. Você também. Se acha que será inferior ao fazer algo, com rapidez, então você estará no caminho de realmente ser inferior.
O mestre Ittei disse: "Confúncio era um sábio porque decidiu se tornar um estudioso quando tinha apenas 15 anos de idade. Ele não se tornou um sábio porque estudou pelos anos seguintes". O mesmo ocorre com a máxima budista: "Primeiro o propósito, depois a iluminação".

Retirado do livro Hagakure de Yamamoto Tsunetomo
30D + 3000N + 24mm 1.4L + 50mm 1.4 + 135mm 2.0L + 15mm 2.8 FE + 12-24mm 4.5-5.6 + 150mm 2.8 Macro + 550ex
http://www.flickr.com/photos/andarilho/
http://www.delucaphotography.com/br/


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #7 Online: 09 de Fevereiro de 2008, 14:15:33
Correção, Luiz: Construtivismo, não behaviorismo. o Behaviorismo é uma vertente do construtivismo.

Sou construtivista até a raiz dos cabelos. Há uma enorme inutilidade em pensar as coisas em termos de talento inato, pois não leva a lugar nenhum, e o pensamento antes de tudo deve ser útil.

Não sei se o inatismo é certo ou errado (desconfio que seja errado na maioria das coisas em que se quer recorrer a ele). Mas tenho certeza que o inatismo em termos dos dotes cognitivos do indivíduo é inútil. E sendo inútil, é melhor nos dedicarmos a aprender alguma coisa do que ficar esperando a revelação do dom.


Alex Biologo

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.803
  • Sexo: Masculino
    • Olhares Dispersos
Resposta #8 Online: 09 de Fevereiro de 2008, 14:58:50
Ivan, Construtivismo e behaviorismo são coisas opostas no que tange a educação.

A idéia /construtivista (resumindo muito porcamente) é a de que cada ser tem o seu tempo e para tanto sua aprendizagem deve ser respeitada.

Os /behavioristas estão mais ligados ao treino e testes, da forma como o Leo disse, é uma educação mais condicionada.

Leo, eu acredito não em dom, mas em potencialidades diferentes, as pessoas possuem visões particulares do mundo e a forma como fazem uso dela é que vai dar a linha de pensamento demonstrada, os resultados obtidos no que se faz. Nem todo mundo conseguiria ser campeão olímpico, por exemplo, mas todos podem praticar uma modalidade como forma de lazer e até competição leve, o que diferencia um campeão de um amador não é só treino, é compleição física também

Nas artes vale o mesmo raciocínio, todos podem produzir arte, mas produzir arte espetacular ai está além do estudo (que é o mínimo necessário pra se entrar no tema), envolvbe uma série de outras variáveis bem diferentes do treino.

/como exemplos vemos os passeios fotográficos da galera, duas pessoas no mesmo lugar produzem imagens diferente, pq são estimulados e respondem de forma diferente ao que o meio oferece.

Luciene,
sobre superar os mestres,não é necessário superá-los, mas sim conhecê-los, estudá-los e principalmente ter o que dizer, a partir do momento (após muito treino e estudo) em que vc estiver fotografando as mensagens que quer passar do jeito que quer passar, estará fazendo a sua foto, e sendo boa ou ruim para os outros, terá um valor muito maior do que as do período de repetição dos mestres.
Alex Martins dos Santos - São Paulo/SP
Fuji S5100
Pentax MZ-50
Canon 10D e 300D + lente  28-135 is Canon + lente 70-300 TAmron


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.740
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #9 Online: 09 de Fevereiro de 2008, 15:02:04
Leo, sua opinião é muito ligada na teoria da "Tábula Rasa" ou na corrente behaviorista. A questão não se resume apenas a isso.
Lembro que essas questões já foram debatidas aqui no fórum no ano passado e não pretendo ressucitar o tema.

Luiz minha opinião é sim bastante construtivista/behaviorista, que é meio que uma base da própria cultura oriental, eu só penso em aceitar algo diferente em termos de limitações físicas e mesmo assim com ressalvas, para intelecto e congnição acredito que tudo é fruto do esforço pessoal e do esforço de sua criação (o que lhe é apresentado como vivência). É meio complicado aceitar teorias diferentes destas (pelo menos ao meu ver) porque abre espaço para um racismo justificado, então enquanto não se provar que um ser humano é intelectualmente superior ao outro por questões genéticas eu prefiro a postura de que todos são iguais e são modelados pelo meio e por suas experiências, mesmo porque experimentos com gêmeos idênticos mostram que o talento inato realmente não parece fruto de genética....
« Última modificação: 09 de Fevereiro de 2008, 15:18:13 por Leo Terra »
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.740
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #10 Online: 09 de Fevereiro de 2008, 15:08:51
Alex minha opinião também é bastante construtivista até mais do que behaviorista, pois eu acredito que antes do condicionamento e dos treinos vem a parte de formação do indivíduo através do que o meio lhe apresenta, que é uma das bases do construtivismo, o que os pais apresentam para a criança e a forma com que apresentam irão formar a base intelectual do indivíduo e definir no que ele terá mais facilidade. A partir dai o treino faria a perfeição. :)
Neste ponto concordo com o Ivan, o behaviorismo é uma vertente do construtivismo, se baseia nas mesmas premissas, só muda a forma como se conduz as coisas.
No exemplo olímpico temos a questão física, ai podem existir pequenos desvios, mas a própria visão da criança é modelada pelas experiências às quais elas são submetidas e os momentos nas quais elas sofrem estas experiências, isso obviamente dará facilidade para o treino das mesmas, se houver um empenho igual de uma criança que teve experiências mais apropriadas obviamente espera-se que o desempenho dela naquilo seja melhor, é como eu disse em meu primeiro post, em primeiro vem o que seus pais fizeram por você (ao lhe propiciar certas vivências), depois vem o seu próprio esforço, é obvio que se o empenho de seus pais formou uma condição apropriada o seu empenho para gerar resultados terá que ser menor do que o de uma outra pessoa que não passou por estas vivências. :)
« Última modificação: 09 de Fevereiro de 2008, 15:16:46 por Leo Terra »
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #11 Online: 09 de Fevereiro de 2008, 15:10:12
Epistemologicamente, Alex, o Behaviorismo é somente uma variedade do Construtivismo.

Ambos assumem que é a experiência que cria no homem sua... como direi... psique (aceite esse termo, estou com preguiça).

A diferença é que o Behaviorismo adota uma linha mais mecânica de cusa e efeito, enquanto o construtivismo prático tende a uma abordagem complexa. Mas ambos são antagônicos à idéia do inatismo, e ambos partilham do princípio da experiênca como formadora.

As diferenças parecem enormes aos que praticam cada linha dentro da educação, mas visto o cenário de cima podemos observar as aproximações.



LuizNdo

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.407
  • Sexo: Masculino
  • Tente, invente.
Resposta #12 Online: 09 de Fevereiro de 2008, 15:26:20
Só me retificando de um aparente mal entendido que agora posso resolver.

Compreendo suas abordagens, Leo e Ivan.

Vocês parecem puxar pro lado da Educação enquanto eu penso aa questão pro lado da Psicologia/Neurociência.
Citei o Behaviorismo de Skinner e a Tábula Rasa de John Locke.
Quem tem filhos sabe que independente da criação, cada um demonstra uma personalidade assim como preferências próprias. Até o equilíbrio hormonal afeta o próprio comportamento/ponto de vista sobre as coisas. E esses fatores também tem grande peso no desenvolvimento das aptidões de uma pessoa.

Estamos apenas vendo por pontos de partida diferentes. Por isso eu entendo perfeitamente o ponto de vista do Leo ao citar o precedente ao "racismo justificado".

A fotografia não se resume apenas ao ISO ou apenas ao Diafragma ou apenas à Velocidade.
O ser humano não se resume apenas ao Corpo [genética], à Mente[tábula rasa] ou ao Ambiente[behaviorismo].
Os 3 fatores tem seu peso. Só isso. ;)
>> Belo Horizonte <<
Fotógrafo Entusiasta.
Sony P100
Canon 7D e XT + 18-55 mm + 75-300 mm USM III + Canon 50mm f1.8 + Sigma 10-20mm + Canon 100-400mm L IS + Adaptador de Telescópio!
Meu Flickr


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.740
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #13 Online: 09 de Fevereiro de 2008, 16:22:35
Luiz normalmente quando chegamos a esta questão do comportamento sempre caímos nas questões dos filhos que tiveram os mesmos pais, é uma argumentação recorrente para tentar traçar um perfil de origem nata... :) Mas é fácil de rebater... Quais filhos são criados igualmente e passam exatamente pelas mesmas experiências na mesma ordem cronológica? Ninguém passa por isso e uma mínima experiência diferente já muda completamente a forma de uma pessoa ver o mundo, é exatamente ai que as experiências com gêmeos idênticos operam, para mostrar que pessoas geneticamente idênticas vão apresentar uma modelagem de carater diferente. Um desequilíbrio hormonal é uma variável física que vai possibilitar experimentações diferentes, ai entramos nas questões das restrições físicas, não é uma questão de dom, é que o fator físico (por exemplo desequilíbrio hormonal) está propiciando experiências diferentes para aquele indivíduo, obviamente estaremos sugeitos a influências físicas diferentes, mas elas não são determinantes para o sucesso intelectual ou cognifivo, são apenas experimentações que viveremos em dados tempos de nossas vidas... :) Para você ter uma idéia eu assisti uma palestra com um psicólogo que estava fazendo um trabalho mostrando que crianças que passam mais calor na infância tem um comportamento diferente das que não passam, ou seja, o simples fato de um filho seu estar em um cômodo diferente em um determinado momento do dia, em uma temperatura diferente e ouvindo assuntos diferentes afeta sua experimentação e assim temos uma reação em cadeia que vai afetar toda a sua forma de ver o mundo. :)

PS: Gosto de discutir isso porque tem a ver com o assunto da minha tese de mestrado, então pode discutir bastante rs... ;)
« Última modificação: 09 de Fevereiro de 2008, 16:32:58 por Leo Terra »
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #14 Online: 09 de Fevereiro de 2008, 16:28:44
Os filhos são diferentes porque são criados por pais diferentes (ou alguém acha que é igual depois de passados alguns anos entre a gestação de um filho e de outro), têm papel diferente na família (o primogênito tem um papel, o segundo outro, o caçula outro, etc), têm de negociar desde pequenos esse papel, têm gestações diferentes (experiência não começa no pós-parto, lembrem-se que o útero é ambiente para o sistema nevoso em formação/especificação), e finalmente, por diferenças geneticas. A questão não é negar as diferenças genéticas, mas sim dizer quais são elas despidas de tantas condicionantes ambientais...