Autor Tópico: RAW  (Lida 3776 vezes)

Gustavo Fernandes

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 955
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo Amador: O que ama a Fotografia!
RAW
Online: 27 de Fevereiro de 2008, 22:48:39
Pessoal
Sou bem novato em fotografia, ainda mais no digital, o que posso fazer com fotos em modo RAW, fica melhor para mexer no Photoshop ou precisa ser fera no Photoshop para poder ter algum resultado?
Obrigado.
Gustavo


neocosmo

  • Trade Count: (10)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.053
    • http://neocosmo.deviantart.com/
Resposta #1 Online: 28 de Fevereiro de 2008, 00:36:31
VocÊ não precisa ser fera não...
É claro que quanto mais você entender o programa, mais você utiliza recursos e aproveita o formato do arquivo que está "cru".

Gr. abraço!
Renato Ventura - Mococa e Ribeirão Preto/SP[/size]
email: renatoventura@uol.com.br



Lúzio

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.785
Resposta #2 Online: 28 de Fevereiro de 2008, 13:56:14
Se vc usar Nikon use o Nikon Capture NX. O melhor programa para RAWs das Nikons.
Depois de feito os acertos julgados necessários vc pode salvar e fazer um acabamento fino no Photoshop, se achar necessário.
Eu sempre uso o NX e depois salvo em JPG ou TIF e então abro no PhotoShop. Sempre dá para melhorar alguma coisa e o PhotoShop tem mais recursos para determinados detalhes.
Quem tem outros modelos de máquina, q não seja Nikon, costuma usar direto o PhotoShop (ACR) para RAW.
Lentes caras + câmeras caras + falta de talento é igual muito dinheiro jogado fora para mostrar status.


Davi Sato

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.033
  • Sexo: Masculino
    • Flickr
Resposta #3 Online: 28 de Fevereiro de 2008, 14:22:03
Luzio,

Eu uso esse esquema, Bridge + ACR e geralmente já converto diretamente para jpg. Depois faço uns ajustes finos no PS, e deixo em 15,2cm x 10,2cm @300 dpi. Pois bem, para esse tipo de foto, 10x15 faz alguma diferença usar Tiff? Qdo vc usa? Grandes ampliações?

abraços! :D
Canon 6D / Canon 24-104 f/4 / Pentax K10d / Sigma 28-70 f/2.8 / Pentax 18-55 / Pentax 50-200.
São Gotardo – MG


Lúzio

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.785
Resposta #4 Online: 28 de Fevereiro de 2008, 15:44:54
Olha, eu costumo deixar salvo o RAW e salvar uma cópia em TIF ou JPG dependendo da foto e do meu estado de espírito .
Na prática não noto diferença entre um e outro, mas de qualquer forma tenho sempre o RAW salvo.
VC salva a foto em 10x15 eu nunca mexo no tamanho da foto deixo sempre o tamanho original e só faço o redimensionamento dela (via ferramenta CROP) quando vou mandar ampliar no lab. Altero o tamanho e salvo no Pendrive ou num CD e levo para o lab no tamanho certo. Tenho sempre o original tratado no tamanho original.
Nunca ampliei foto em 10x15. Sempre faço no mínimo em 15x21, mas acredito q não faça diferença na qualidade.
Todas as fotos q levo para ampliar vão no formato JPG, pois este é formato padrão dos LABs. Se vc mandar em TIF não vai fazer diferença. Vai ter conversão.
Então: Tenho uma foto bonita > trato o RAW o máximo q puder no NC NX e depois salvo e salvo uma outra cópia em JPG ou TIF. Se vc não for mexer e ficar salvando toda hora o JPG não vai ter perda perceptível na qualidade então tanto faz TIF ou JPG.
Agora se sei q vou fazer um trabalho de edição mais elaborado no PS e q vou ter de ficar salvando diversas vezes então eu uso o TIF pois cada vez q vc salva ele não perde qualidade, já no JPG sempre que vc salva a foto tem uma perda. Mas como disse salvar um JPG umas 2 vezes não acarreta  perdas perceptíveis...
Tenho fotos ampliadas de 80 cm com qualidade nota 10 e que estavam em JPG e foram salvas umas 2 vezes...
Acho que enrolei a explicação.....Rsrss
Lentes caras + câmeras caras + falta de talento é igual muito dinheiro jogado fora para mostrar status.


rogerio_prazeres

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.171
  • Sexo: Masculino
Resposta #5 Online: 28 de Fevereiro de 2008, 16:06:33
Oi Lúzio! Muito prazer  :ok:

Vc se enrolou em dizer que toda vez que salva em JPG perde informação.
É possível... mas não é uma afirmação categórica.

O arquivo JPEG é um algoritimo de compresão com perdas (é baseado em uma espécie de filtragem digital, que não vem ao caso ).
Mas se vc passar ele duas ou mais vezes com os mesmos parâmetros na mesma imagem a qualidade não piora a cada passada pois o que foi removido já não tem pra onde compactar.

Isso pelo menos em algoritimo descente... É possível que tenha alguns mal escritos que realmente matam um pouco da informação a cada passada.

A perda só se daria se vc ficar fazendo alterações nos parâmetros globais da foto como brilho etc e salvar novamente pois aí a cada ida-e-volta com posterior compressão há perda sim.

Abraço,
Rogério.
Agora dirigindo um fusquinha das DLSR... Canon D30  :wub:

rogerio_prazeres@yahoo.com.br


Lúzio

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.785
Resposta #6 Online: 28 de Fevereiro de 2008, 19:38:09
Valeu,  Rogério  :ok:
Lentes caras + câmeras caras + falta de talento é igual muito dinheiro jogado fora para mostrar status.


Gustavo Fernandes

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 955
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo Amador: O que ama a Fotografia!
Resposta #7 Online: 23 de Março de 2008, 20:47:31
Legal pessoal, vou fazer minhas tentativas... :)


Pictus

  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 9.109
  • Sexo: Masculino
    • http://www.flickr.com/photos/10986424@N02/sets/
Resposta #8 Online: 24 de Março de 2008, 09:45:24
Agora se sei q vou fazer um trabalho de edição mais elaborado no PS e q vou ter de ficar salvando diversas vezes então eu uso o TIF pois cada vez q vc salva ele não perde qualidade, já no JPG sempre que vc salva a foto tem uma perda. Mas como disse salvar um JPG umas 2 vezes não acarreta  perdas perceptíveis...
Tenho fotos ampliadas de 80 cm com qualidade nota 10 e que estavam em JPG e foram salvas umas 2 vezes...
Acho que enrolei a explicação.....Rsrss

Use PSD...


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.295
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #9 Online: 24 de Março de 2008, 10:46:54
Citar
Vc se enrolou em dizer que toda vez que salva em JPG perde informação.
É possível... mas não é uma afirmação categórica.

Negativo. É uma informação categórica e cabal, aliás, é o que todos precisam saber sobre JPEG. Trata-se de uma taxa de compactação ao salvar, que se você salvar, abrir e salvar de novo será aplicada duas vezes, com efeitos cumulativos.

Isto é bem falado na literatura sobre JPEG, basta dar uma pesquisada. O programa que salva naõ "adininha'" qual a taxa de compressão anterior para respeitá-la. Ele simplesmente aplica uma taxa e pronto, qualquer que tenha sido a origem da imagem.


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.295
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #10 Online: 24 de Março de 2008, 10:49:13
Quando au estou tratando uma imagem e acho que ela ainda sofrerá tratamentos, eu a salvo em TIF ou no formato do PS. Só transformo em JPEG na hora de gerar um arquivo para copiar. Geralmente guardo o RAW (sempre), se a foto foi muito trabalhada, quadro o arquivo não comprimido e guardo a saída para cópia (JPEG).


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.295
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #11 Online: 24 de Março de 2008, 11:13:27
Aliás, é fácil demonstrar:

Abaixo há o crop de uma foto, ampliado em 200%.

Na primeira eu simplesmente a abri, não apliquei sharp, escolhi o crop e salve com compressão 6.

Depois abri a foto e salve novamente com compressão 6, e assim fiz mais cinco vezes, isto é, a diferença entre a de cima e a de baixo é de cinco vezes salvada.

Dá para ver claramente a perda de detalhes, mesmo sendo mantida a mesma taxa de compressão em cada vez que foi salva. Dá para ver, também, que não houve nenhuma modificação de brilho, etc, só abrir e salvar de novo.

Depois ampliei as duas juntas para 200% para que as diferenças ficassem mais claras.

Seria ainda mais dramático se eu tivesse preparado a imagem antes, isto é, aplicado sharp, etc. E mais ainda se a imagem fosse gerada por uma câmera que produza mais ruído.



rogerio_prazeres

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.171
  • Sexo: Masculino
Resposta #12 Online: 24 de Março de 2008, 12:03:51
Olá!

Nem vi as fotos pois daqui do trabalho não abre mas acredito que ficou provado que realmente há perdas ao salvar em JPeg no no PS.  :)
De fato não sei o que significa a "compressão 6" pois não uso o PS.

Então podemos deixar como regra prática "Há perdas no salvamento sim" e eu retiro minha afirmação. [/color]
:ok:

...

Apenas pra ilustrar a discussão:

Eu respondi com base na definição matemática da coisa e pelos testes que fazíamos com algoritimos de compressão na época do mestrado.
O processo do Jpeg de forma resumida é:

* Seleção de grupos de 8x8 pixels.

* DCT - Discrete Cossine Transform ( transformada discreta utilisando uma função cosseno como base);

* Quantização dos coeficientes da transformada;
 As perdas são definidas nesse momento pois coeficientes que são considerados desnecessários para apreciação humana são eliminados (Geralmente altas frequências etc.).
 Em termso práticos é uma espécie de "arredondamento" dos valores dos coeficientes.

* Algoritimo de compactação sem perdas (códificação de Huffman).

Se o algiritimo definir as perdas como um percentual de eliminação de informação da imagem que ele abriu ele sempre eliminará algo, ou seja, se salvar infinitas vezes aparecerá uma imagem borrada com vários de quadrados de 8x8.

Já se ele definir uma perda constante, ou seja, parâmetros fixos esse efeito não ocorre a cada vez salva.

Vou fazer teste similar no Gimp quando chegar em casa à noite e posto aqui. O Gimp é um software com base teórica mais matemática que o PS... pode ser que nele o resultado seja diferente.

Abraços,
Rogério.
Agora dirigindo um fusquinha das DLSR... Canon D30  :wub:

rogerio_prazeres@yahoo.com.br


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.295
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #13 Online: 24 de Março de 2008, 13:46:42
Usei compressão seis porque aí fica mais evidente a perda.

Citar
Já se ele definir uma perda constante, ou seja, parâmetros fixos esse efeito não ocorre a cada vez salva.

Não dá, porque na seleção de novo grupo de pixels os novos pixels já são transformados, então necessariamente será progressivo. Não será possível selecionar os pixels originais mais.
« Última modificação: 24 de Março de 2008, 13:48:06 por Ivan de Almeida »


acolla

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 167
Resposta #14 Online: 24 de Março de 2008, 20:58:06
O Photoshop, a partir do 6, se não me engano, não mexe no JPG quando
se salva a imagem, A NÃO SER A PARTE que foi ALTERADA PELO USUÁRIO.

Vou procurar onde aprendi isso (sei que foi fonte séria), depois posto aqui.