Autor Tópico: Agência de imagens - você tem experiência no assunto?  (Lida 1529 vezes)

maujota

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 16
  • Sexo: Masculino
    • JORDAN FOTOGRAFIE
Online: 02 de Março de 2008, 17:41:50
Alguém tem experiência com agências de imagem? Boas ou ruins?

Vivo e trabalho na Europa como fotógrafo freela. Meus melhores clientes são agências de imagem, e publicidade..

Hoje um eventual retorno, mesmo que temporário, ao Brasil me deixa temeroso, pois desconheço este mercado no Brasil. Daí esta sondagem, esperando poder contar con algumm feedback da galera..



lostart

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 158
    • http://www.lost.art.br
Resposta #1 Online: 02 de Março de 2008, 22:25:19
Alguém tem experiência com agências de imagem? Boas ou ruins?

Vivo e trabalho na Europa como fotógrafo freela. Meus melhores clientes são agências de imagem, e publicidade..

Hoje um eventual retorno, mesmo que temporário, ao Brasil me deixa temeroso, pois desconheço este mercado no Brasil. Daí esta sondagem, esperando poder contar con algumm feedback da galera..

Com todo respeito, acho que este não é o forum mais indicado para esta pergunta. Posso estar completamente enganado, mas pelos posts, a impressão que tenho é de que a grande maioria dos frequentadores daqui não vivem de fotografia.


Ana Adams

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.653
  • Sexo: Feminino
    • http://www.anaadams.com
Resposta #2 Online: 02 de Março de 2008, 23:06:09
Oi, Maujota,

Você precisa realmente deixar de vender na agência onde vende hoje?
Estou nos Estados UNidos, não posso dizer muita coisa sobre isso no BR, mas se eu voltasse a morar lá continuaria a usar a mesma agência sem problemas. Há como receber os pagamentos mesmo estando em outro país.
()s
GuiGui


maujota

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 16
  • Sexo: Masculino
    • JORDAN FOTOGRAFIE
Resposta #3 Online: 03 de Março de 2008, 03:47:57
Obrigado pelo retorno.
Olha, realmente de forma alguma eu deixaria de trabalhar com meus atuais clientes.. Seria loucura neh?.rsrsr

A maior parte de meu trabalho com as agências é voltado para Lifestyle/People. Então rola sempre aquela coisa de locação, casting, produção, make-up artists, stylists, acessórios,  locação de equipamento, seguro etc.. sem falar em segurança... (cada um desses itens daria para abrir um tópico não é mesmo?)

Porém em 2009 penso em passar alguns meses no Brasil matando a saudade. Sendo workahoolic assumido não pretendo deixar de clicar. Mas como qualquer coisa bem feita exige bom planejamento; bom planejamento exige muita antecedência, para que se possa rever posições com suficiente lastro.

Assim creio que trocar figurinhas com a galera que esteja produzindo ou querendo produzir é sempre saudavel e estimulante.

Novamente obrigado pelo post ok? Fico ansiosamente aguardando novos comentários..

Quanto ao comentário do amigo que diz que aqui não é o local apropriado  ..... peço que  me corrija  se eu estiver enganado, mas a descrição do fórum fala em MERCADO DE TRABALHO, e como este tópico se inseri nessa pauta (digamos assim -  mania de jornalista) não vejo nenhum problema em levar a sério a propósta do Mundo Fotográfico e trazer temas atuais que podem ser realmente interessantes, inclusive para os amadores e hobbistas de plantão. (Diga-se de passagem, muitos amadores deixam no chinelo inúmeros "profissionais")

Como se diz no Brasil, quem sai chuva é para se molhar, assim me prontifico a passar minhas impressões pessoais àqueles que desejarem fazer perguntas relacionadas ao tema. Sem problemas, ao contrário, será um prazer se puder deixar alguma contribuição. Afinal o universo da fotografia é formado por todos à ela relacionados (claro que não são somente os fotógrafos) e com todos tenho prazer de beber esta cachaça.

Para mim é um prazer estar do outro lado do mundo e trocando figurinhas com a galera do Brasil e até com brasileiros nos States, como é o caso de nosso moderador. Isso é algo muuuuuito bacana que devo a galera que criou e mantém o Mundo Fotográfico. Ainda mais podendo ter o prazer de escrever em minha língua materna e sem  compromisso de trabalho _ è um delírio!!!

Um abração   
« Última modificação: 03 de Março de 2008, 04:04:56 por maujota »


Ana Adams

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.653
  • Sexo: Feminino
    • http://www.anaadams.com
Resposta #4 Online: 03 de Março de 2008, 11:50:01
Oi Maujota,

seja bem vindo ao MF...
Somos uma comunidade bem grande e variada, talvez a maioria não viva de fotografia mas há muitos profissionais sim.
Nem todos estamos no Brasil, e a troca de informações é muito legal.
Quando vc mandou a pergunta sobre agências, entendi que vc estava se mudando de volta ao BR e queria saber onde vender as fotos que vc já tem. Sorry, entendi meio errado  :assobi:!
Trabalhei com fotografia , mais precisamente produção fotográfica, no Brasil, mas isso já tem mais de 15 anos. As coisas certamente mudaram, e deve ter sido prá melhor. Cabelereiro, maquiador, produção, modelos, etc, esta parte pode ficar sossegado. Vc vai ver que no BR a qualidade e facilidade de encontrar bons profissionais não é muito diferente de outras grandes cidades no mundo ( se vc estiver numa das grandes capitais no BR).
Quanto `a  locação, segurança, aluguel de equipamento, acho que a coisa pega. Nem vou dar meu pitaco porque não sei muito, mas já já aparece alguém com experiência nisso e pode te orientar melhor.

Ah ! Em tempo... não sou moderador.......... sou moderadora !!!  :D :D :D

()s

GuiGui


maujota

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 16
  • Sexo: Masculino
    • JORDAN FOTOGRAFIE
Resposta #5 Online: 03 de Março de 2008, 12:52:13
Guigui.. erradamente pensei logo em Guilherme ou Gustavo.. rsrsrsrsr foi mal. rrrrss obrigado pelo toque..Tenho certeza sim que vão aparecer colegas e amigos..
Obrigado pela força.
Abração


lostart

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 158
    • http://www.lost.art.br
Resposta #6 Online: 03 de Março de 2008, 13:45:28
Em São Paulo há de tudo para locação, de H3D, a luz profoto, passando por estúdios equipadíssimos.

Lista de serviços em meu site:

http://www.lost.art.br/wgg.htm

Não quis desmerecer o forum no meu post acima, apenas fiquei com a impressão de que é composto em sua maioria por iniciantes ou amadores. (muitas perguntas tipo "que cam comprar" acabam passando essa impressão).

abrazos,

ig


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.732
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #7 Online: 03 de Março de 2008, 20:49:32
Ignácio você está com uma impressão bastante errada do MF, este fórum é o mais variado que você pode imaginar, temos desde gente extremamente capacitada que alimenta uma área de arte fotográfica de primeira linha (melhor que muito fórum que se diz composto na maioria por profissionais e que na verdade se discute um monte de baboseiras que não levam ao aprimoramento individual, normalmente focadas na técnica e regrinhas), este espaço conta inclusive com pessoas de alto gabarito na questão de arte (como alguns autores respeitados na área de humanas que conheço e que passam por anônimos aqui, mas que são nomes de enorme renome acadêmico na área de arte e relações humanas) e temos também o espaço para quem está começando e faz as perguntas do tipo que câmera comprar, na verdade o MF é um espaço extremamente democrático e que abre espaço para quem está começando crescer ao máximo, neste sentido e a separação da sala Arte Fotográfica foi uma requisição dos próprios usuários mais avançados (que preferem não se aprofundar nas postagens referentes a equipamentos) para que assuntos que levem ao aprimoramento da arte, como indicação de bons filmes, discussões sobre os trabalhos de grandes fotógrafos, discussões sobre técnica e etc, pudessem ser tratados em um espaço com menos interferência do fator equipamento, que realmente gera muita discussão, mas está longe de ser o tópico do fórum, aqui também se trata muito sobre a arte..

Quanto à pergunta do maujota, olha locação por aqui é fácil, principalmente em Sampa, lá tem para todos os bolsos e gostos, tem inclusive locação de luz de cinema se você achar necessário, agora quanto à agências depende um pouco do que você se refere, eu, por exemplo, não trabalho com stock, então é complicado para mim falar a respeito, porque meu foco é na fotografia sob encomenda, mas para você ter uma idéia, eu estou em busca de um agente que possa assumir a minha parte comercial já faz um bom tempo e não acho ninguém que me indique uma pessoa que traga resultados e que trabalhe com fotos dentro da minha linguagem. Eu até queria saber, mas por enquanto não conheço ninguém, nem em nível nacional, nem em nível internacional.
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


Marcelo Favero

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 767
  • Sexo: Masculino
    • Marcelo dos Santos
Resposta #8 Online: 03 de Março de 2008, 21:17:23
Caro Majuta

Excelente a abordagem deste tema.
Como 25% fotógrafo e 75% diretor de arte em agência de propaganda, sou seu cliente! rs, rs  Navegador e consumidor assíduo da Getty Images, Stock Photos e outras. E como fotógrafo, sempre tive imensa curiosidade para entender o outro lado, ou seja, a produção de uma imagem para um "briefing imaginário", que ainda não existe. O que é investir em produção, casting e tempo em um trabalho de risco como este? Por isto tiro proveito de sua oferta:

Como se diz no Brasil, quem sai chuva é para se molhar, assim me prontifico a passar minhas impressões pessoais àqueles que desejarem fazer perguntas relacionadas ao tema. Sem problemas, ao contrário, será um prazer se puder deixar alguma contribuição. Afinal o universo da fotografia é formado por todos à ela relacionados (claro que não são somente os fotógrafos) e com todos tenho prazer de beber esta cachaça.
 

E sugiro um artigo a respeito dessa atividade, sobre como é trabalhar para agências e bancos de imagem. Que tal? Estou certo que a galera agradece!

Grande abraço
Marcelo dos Santos

Associado Fototech


maujota

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 16
  • Sexo: Masculino
    • JORDAN FOTOGRAFIE
Resposta #9 Online: 07 de Março de 2008, 08:54:18
Que ótimo que o tópico agora começa a esquentar...rsrs
Agradeço à todos pelos Posts especialmente ao Leo e ao Marcelo, cujos posts dão pano pra manga.
Bem.. minha experiência, por ser pessoal é sempre limitada e sujeita a diferentes interpretações sobre um tema que é tão polêmico talvez por ser tão atual..
Bem, p/falar de "STOCKPHOTOGRAPHY" a primeira decisão importante q vem a minha cabeça é decidir se vai trabalhar com RF ou RM e depois se vc vai disponibilizar seu material em uma única agência sob contrato de exclusividade com esta agência ou não.
Olha acho isso muito relativo, pois depende da linguagem do fotógrafo e do perfil da agência.
Aí vai outra dica: independente da linguagem, o fotógrafo deve procurar apurar cada vez mais a técnica fotográfica. Isso significa que deve estar tecnicamente correta, independente do "conceito com que se trabalhe o tema X". trocando emmiudos, deve analisar cada foto a ser disponibilizada para venda em 400% no Photoshop, e eliminar Chromatic aberration, Colour cast, Compression artifacts, Data loss, corruption, Blemishes, Dust, scratches, sensor dust,Excessive sharpening (minha experiencia diz que o sharp não deve quase aparecer quendo vc vê a foto em 400%),  High contrast, Interpolation artifacts, Newton’s rings, Noise, Noticeable retouching, Over manipulated, Poor exposure etc..

A falta de controle sob apenas um destes elementos implica na rejeição das imagens pela agência que não vai querer queimar o proprio filme vendendo material "tabajaras".

Este é apenas o primeiro passo. Muita gente se acha fotógrafo, mas otografar para internet ou tamanho A4 é uma coisa , outra totalmente diferente é produzir imagens "suitable" para qualquer fim, ou seja desde uma inserção para web, passando por flyers, revistas, jornais, posters , embalagens diversas,  outdoors, etc

O fotógrafo tem que entender que quando se amplia uma foto para um outdoor, qualquer imperfeição também vai ser ampliada.

O segundo e talvez mais importante passo seria optar por macro ou micro stock. Particularmente acho microstock extremamente nocivo para o mercado em geral pois nivela por baixo o trabalho de qualidade de muitos profissionais. Na verdade acho microstock um merda. Vender tua imagem por 0.25cents é um crime! E faz com que os clientes fiquem viciados em pagar mal. O mercado todo tende a encolher.. afinal ftografia não é ummundo apenas para quem segura a câmera.. no entanto, com certeza, a dificuldade de conseguir ser aceito por grandes agencias e depois conseguir vender bem nestas agências, faz com que muitos amadores se deixem levar pelo "Eldorado" da microstock fotografie, enchendo de dinheiro o bolso das agencias e raramente concegue o fotografo fazer disso seu meio de ganhar a vida.. a começar pelo complicado e ssuuuuuuuuuuuuuuuuuuper demorado
processo de upload e categorização das imagens . O que deve ser feito antes das imagens sertem aceitas ou não pela agencia. Outra sacanagem, pois em nome do lucro. Como tem uma cacetada de bobos (e cada vez mais) ofertando material, pra que mudar o sistema e absorver um trabalho que pode ser feito por este bobos.
O que pessoalmente acho contraproducente para a própria agência que permite ao fotógrafo umtrabalho que é mais importante do que a própria imagem!
quer dizer, se voc~e categoriza de forma errada ou mesmo imperfeita, a sua imagem, ela nunca vai ser encontrada, ou vai aparecer nas últimas páginas; aquelas que nenhum buyer vê! Ou ainda, existem fotógrafos tabajaras, porém experts em categorização, e assim o material tabakaras dela aparece na frente daquilo que realmente interessa ao buyer. Coisas típicas de agências americanas e demais microstock agency.

Uma coisa é certa: O EQUIPAMENTO INFLUENCIA SIM! camera  e qualidade das lentes, caso contrário vc ao dominar a técnica correta, vai atingir o limite do equipamento e nunca alcançar o resultado desejável. 

Obviamente que  o controle da luz tb se faz fundamental, sem isso não adianta equipamento.

Bem este é apenas o “primeiro” passo,  e que com certeza vai levar inúmeros profissionais de volta ao Zero, e talvez outros tantos "amadores" avancem sem dificuldade.. quem sabe?

Passada esta etapa, vem a principal causa de  fracasso para a maioria dos colegas, a produção  ou melhor a pré-produção  de imagens que venham a ser desejadas..  que  certamente é necessário conhecimento impecável das tendências do mercado.  E aí está outro degrau, ou muitos outros... é necessário entender que nem sempre o que vc já produziu ou gosta de produzir  se encaixa na demanda do momento.

Temas como fotografias de paisagens, flores,  normalmente não emplacam... é só vc pensar que  paisagem naum muda.. e  tem muuuuuita gente fazendo e refazendo isso a décadas.. vc vai competir co o japa do outro lado do mundo, que está produzindo enquanto vc está dormindo – rsrsrsrsr..- e com diversos aposentados que investem em um puta equipamento somente proprazer, mas que com o passar do tempo, são donos de excelentes imagens e disponibilizam-na  nos mesmos  bancos de imagem que você. Com a diferença de que naum precisam vender para pagar custos, apenas o fazem pelo prazer de ter alguém que gste do que eles fizeram.... Algo como a sua tia que pinta e adora convidar  os parentes e amigos para ver suas “obras”.

De resto fica o ponto colocado pelo Frevero.. produzir sem saber se vai vender.. rsrsrsr.  Olha mesmo depois que vc fica craque em stock fotografia a realidade é fria.
A média anual varia entre 1 a 5 euros por ano, pro foto produzida e disponibilizada em agências que vendem bem. Ou seja, vc tem que ter um significativo portfólio online para poder sobreviver disso. 

Não é fácil , realmente não é, ter 5000 fotos online. Mas se vc é persistente e jovem talentoso de até 50 anos, acho que tem chances.Mas tem que ser persistente e trabalhar muuuuuuito. Ser convicto de suas metas e estudar muito. Quer seja a técnica ou a linguagem fotográfica e nunca parar de estudar o mercado e o trabalhos dos colegas.

E sempre vão haver disparidades; uns vão ganhar muito mais ou menos do que outros. Alguns vão ter vários assignments , outros nunca... 

Uma coisa é certa, principalmente para cariocas (como o meu caso) praia todo feriado e final de semana certamente não contribui para a construção de um portfólio significativo online.

Minha meta pessoal, considerada viável para padrões europeus, é atingir 30.000 fotos online para poder viver exclusivamente de  stockphotography aqui na Europa, onde o custo de vida é muito alto. Para tanto, trabalho em média 14 horas por dia! Feliz da vida empoder estar trabalhando.. Naum tenho sábado e domingo, mas tenho dias off sim senhor, apenas eles são ditados pelos compromissos assumidos –rsrsrsr

Also, acho que já tem bastante pano pra várias mangas.. eu poderia escrever muito mais, porém acho legal responder a qualquer tópico da galera, pois o tema certamente é muito interessante, não apenas para profissionais....
Um abração
MauJordan
« Última modificação: 07 de Março de 2008, 09:08:16 por maujota »


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.732
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #10 Online: 07 de Março de 2008, 09:05:09
Mau e como estão as coisas em termos de agentes ai na Europa? Você sabe como está o mercado de agentes que operam com arte e encomenda?
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


Marcelo Favero

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 767
  • Sexo: Masculino
    • Marcelo dos Santos
Resposta #11 Online: 07 de Março de 2008, 09:12:20
Show de bola maujota!!
Entendo perfeitamente o que fala em relação à qualidade. Pois tem muito lixo em alguns bancos e me parece incrível que alguém pague por isso. Principalmente quanto a questão da produção.
30.000 fotos com produção e pré-produção??? Ual!!! É realmente trabalho a beça.

Obrigado pela explanação, muito útil! Acho que merecia estar na seção de Artigos, do fórum!

Abraços

(Ah, é Favero, rs)
Marcelo dos Santos

Associado Fototech


maujota

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 16
  • Sexo: Masculino
    • JORDAN FOTOGRAFIE
Resposta #12 Online: 07 de Março de 2008, 11:21:15
OOOpa Favero, desculpe o erro de digitação.

Q legal Favero obrigado, não esperava um retorno tão prontamente.. rsrs isso é ótimo e estimula o papo. Bater papo com a parede é coisa de maluco né..
Sim sim, realmente é uma tarefa Herculea, mas que compensa.. depende do ponto de vista. Como disse a média de ganho varia muito. Os preços praticados aqui na Europa e particularmente nos países de lingua alemã, são muito "melhores".

Em contrapartida o número de fotografos parceiros das agencias é bem reduzido. Algo que varia entre uma dezena e pouco mais de uma centena nas melhores opções. O que se comparado à um fotolia/shutterstock ( :hysterical:)  é ridículo. Ali vc encontra quase 100.000 "fotógrafos(?)", vendendo imagens por 25 cents de dollar!!! :aua:

 :ok: Uma dica de ouro  :ok:, hoje as agências de publicidade daqui, evitam a procura direta em bancos de imagem e optam por serviços de empresas especializadas em realizar a procura para determinada agência, só cobrando em caso a agência venha a aceitar o que foi encontrado.. È Hard né?! Muito concorrido e a coisa vai se transformando mês a mês.:eek:

Mas se eu fosse mais nerd .. seria uma excelente oportunidade de negócio!! Naum sei como anda essa coisa ai no Brasil. Mas naum deve estar muito diferente do resto.. quem sabe este não é um novo nicho que vai surgir por aí? Só tem que ter dinheiro pra investir numa empresa de médio porte. :assobi: :ok:

Neste mercado somente o espírito empreendedor sobrevive.. Não raro vc encontra excelentes  valores abandonando a carreira.

Sim.. 30.000! é um número razoável.. não chega a ser astronômico.  30.000 x 1 (por baixo) = 30.000 euros por ano 30.000/12 = 2.500 euros por mes... o que não é nenhuma fortuna. Tire agora o imposto de renda + - 29% restam 1.750 euros !!!! Esta é a realidade.. Você ainda os tem custos de produção custos fixos  como prestações de equipamento, aluguel de escritorio e estudio, telefone, internet, hardware,  eletrecidade, condominio etc e os custos variáveis cache de modelo, make-up artista, locação, estilista, figurinista, acessórios etc..!!!!como vc muito bem colocou.

Bom já ia esquecendo.. vc tem que pagar aluguel, plano de saúde, alimentação, escola, transporte e tudo mais como em qualquer lugar rsrsrsr.. intaum? Agora no final das contas, os 30.000 euros anuais, que para padrões latino pode parecer razoável, na verdade é ridículo, ao menos apor aqui..

Ai é que deve entrar a capacidade empreendedora do fotógrafo, que nada tem haver com a capacitação técnico artística. A solução que encontrei foi formar parcerias a fim de minimizar investimentos mínimos. De qualquer forma é uma loucura, porque o dia tem apenas 24 horas.. e ralei tres anos para poder ter as parcerias de que necessito, da forma como me convém e agora poder passar 60% do tempo fotografando.
Ou seja, investi em tres anos de Europa com familia e tres filhos. Onde só eu trabalho de freela.
Por ai vc tem uma idéia do stress. Sem contar 1 1/2 ano de planejamento  quase diário antes de vir pra cá. Nada de passo em falso.

Mas desde o início já tinha tudo mais ou menos planejado e naum atirei no escuro.
Embora tenha tido de rever várias metas e formas de atingi-las. Porém foram adaptações do original e não  algo totalmente novo.. 

Muitos "artístas" se sentem explorados por altas comissões cobradas por agentes. Mas esta é uma realidade mque deve ser irremediavelmente aceita por quem quer entrar no mercado. NINGUEM ENTRA POR CIMA !!  Ralar , empreender e dividir lucros faz parte de uma realidade sem volta, cada vez mais globalizada.

Inventividade!!! Novas soluções devem ser encontradas por aqueles que confiam no próprio taco para produzirem antecipando uma possível necessidade. E saber Dividir Muitas vzs ganhando menos do que acha que deveria.. Mas quem ai no Brasil naum passa por isso! O jornalismo brasileiro é terrível. chega a ser um absurdo.. Naum me refiro aos paparazzi, pois este é outra ponto que daria um outro tópico e sai de minha alçada. Mas como fotojornalista ativo posso falar de cadeira desrta questão.

Outra coisa é certa.. não existe espaço pra erros..

O custo inercial para se começar a trabalhar num mercado tão competitivo é enorme!! se errar corre o risco de falir antes de começar e não conseguir sequer pagar o equipamento adquirido. rsrsr

Olha, pensando bem aconselho a quem quiser viver de fotografia a executar um excelente PLANO DE NEGÓCIOS e outro excelente PLANO DE MARKETING, não adianta chiar! Como disse antes, fotografar profissionalmente requer muito mais do que clicar..

Tenho colegas aqui, fotojornalistas que passam 5/6 do ano planejando  e o resto dividindo entre translado e clique. Isso falando de galera que trabalha contratado por exemplo pra Magnum e outras agencias, além dos freelas.

Acho que pro cara ser freela bem sucedido tem que ter muito peito,muuuuito juízo, muita iniciativa e gana. Admiro todos os freelas que sobrevivem e mais ainda os bem sucedidos.

Ms olha, vamos continuar trocando figurinhas... acho muito saudável.. tenho que parar de escrever pra naum correr o risco de ser chato. e me sinto conversando com as paredes.. rsr.
Abração
 
« Última modificação: 07 de Março de 2008, 11:52:43 por maujota »


maujota

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 16
  • Sexo: Masculino
    • JORDAN FOTOGRAFIE
Resposta #13 Online: 07 de Março de 2008, 11:56:10
Favero, muito legal teu trabalho. Visitei teu site. Linguagem clean, enquadramento 100%.  :clap: :clap: :clap:
Abração


Marcelo Favero

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 767
  • Sexo: Masculino
    • Marcelo dos Santos
Resposta #14 Online: 07 de Março de 2008, 16:03:00
Obrigado Mau,

Mas visitando o seu site percebemos que nessa "troca de figurinhas" eu não tenho nem o álbum, rs,rs. Excelente trabalho!

A questão das "agências de agências" eu posso acrescentar com o seguinte: Trabalho numa agência de propaganda média, e não sei se um intermediário neste caso é funcional, uma vez que certamente isso pesaria no custo da imagem. Particularmente gosto de pesquisar eu mesmo, pois muitas vezes acaba alterando a criação diante de uma excelente foto que não era exatamente o imaginado. Ou mesmo para buscar alternativas quando a imagem ideal não é encontrada. Mas é claro, estou falando de um serviço que nunca experimentei, embora os bancos também nos mandam opções de imagens quando solicitamos por telefone (não é mais ou menos isso?).

Realmente, francamente, 1750,00 euros/mês não é muito para tamanha mão-de-obra. A não ser que estas 30.000 fotos rendam este valor médio por um bom tempo e você possa continuar seu trabalho freela. O que entendo que seja seu objetivo!

Mas, excelente trabalho o seu!!! Meu sonho era trabalhar para uma National Geographics, rs, rs, rs...

Abração
Marcelo dos Santos

Associado Fototech