Autor Tópico: Concurso veta qualquer ajuste de imagem digital  (Lida 1059 vezes)

Marcelo Favero

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 770
  • Sexo: Masculino
    • Marcelo dos Santos
Online: 08 de Março de 2008, 16:48:41
Um tradicional concurso de fotografia aqui da baixada santista, traz em seu regulamento a seguinte cláusula:

"Não será permitida, em hipótese alguma, a inscrição de fotos que receberam qualquer tipo de tratamento digital por meio de programas específicos para esta função (Photoshop, Corel Photo Paint, Microsoft Photo Editor e qualquer outro tipo de programa destinado a tratamento de imagens), sendo desclassificado automaticamente no caso da confirmação técnica;"

Passei um e-mail para organização do concurso perguntando se não valia nem mexer em brilho e contraste, ou níveis e a resposta foi direta: NÃO!

Então pergunto: Quer dizer que se eu fotografar com filme, usando um filtro degradée, por exemplo, usar máscaras na revelação, ou simplesmente mandar o cara do minilab carregar no contraste da imagem vale???? O que não pode é ter a imagem "digital" com o nome do software no exif?

O que vocês acham? Isto é válido para valorizar o conhecimento técnico do fotógrafo na hora do clique, é falta de conhecimento da matéria da parte da organização ou simplesmente estão andando na contra-mão da história?

Marcelo dos Santos

Associado Fototech


Marcelo Favero

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 770
  • Sexo: Masculino
    • Marcelo dos Santos
Resposta #1 Online: 08 de Março de 2008, 17:02:47
Minha opinião:

Nunca a fotografia se resumiu à simples captura. O processo químico ou digital que sucede o abrir e fechar da cortina do obturador é excencial e parte integrante do registro.
Nas minhas imagens, não por ética ou purismo, sempre tenho um limite que considero razoável para alteração do que o sensor captou. Aliás, na própria captura já podemos, e eu o faço, mexer com a imagem real. Nada contra, mas nas fotos que faço por diletantismo, sem caráter comercial ou profissional, evito usar máscaras, fazer HDR, remover ou acrescentar coisas ou cores que ali não estavam, usar layers e intervenções muito drásticas em geral. Apenas quase sempre, há um ajuste de níveis, uma saturada nas cores quando a imagem pedir e coisas assim. Isso, para mim, faz parte de um processo, que começa quando sub-exponho uma imagem na hora de capturar para garantir ter latitude suficiente para poder fazer estas edições. É um critério meu, um limite pessoal. Não uma regra.

Abraços
Marcelo dos Santos

Associado Fototech


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.740
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #2 Online: 08 de Março de 2008, 17:21:49
Eu acho ridículo...
E quem fotografa em RAW?
E os ajustes que você pode fazer na própria câmera?

E a revelação no caso do filme, também será 0,0,0,0 com filme padronizado?
Típica coisa que não faz o menor sentido.
Uma coisa é proibir manipulações com layers e etc, outra coisa é limitar o pós-processo ao equipamento.
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


rafanubi

  • Trade Count: (6)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.874
  • Sexo: Masculino
    • Lentedorafa
Resposta #3 Online: 08 de Março de 2008, 18:49:14
É isso aí. Para mim, a arte de fotografar vai além do momento do clique. Obviamente este momento é decisivo mas, como dito anteriormente, nunca foi resumida a ele.

e-mail: r.a.s.santos@globo.com
skype: rafanubi
Rio de Janeiro/RJ


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.740
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #4 Online: 09 de Março de 2008, 10:31:31
Eu vou ainda mais longe... Como controlar isso????
É a típica coisa que tem um controle muito difícil, porque você também teria que limitar o pós-processo do filme (ou seja, padronizar filme e processo) e ou padronizar o como os RAW são convertidos ou simplesmente proibir filmes e fotos em RAW, é algo simplesmente fora de qualquer lógica, demonstra que quem fez o regulamento entende tanto de fotografia como eu de oratória em grego.
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


Marcelo Favero

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 770
  • Sexo: Masculino
    • Marcelo dos Santos
Resposta #5 Online: 11 de Março de 2008, 09:42:05
Fazendo Justiça

O Departamento de Marketing da empresa organizadora do concurso (o jornal A Tribuna), acaba de me enviar e-mail se desculpando pela informação equivocada. Explicam que aquela cláusula se referia às edições exageradas ou montagens fotográficas. E que a resposta ao meu questionamento foi mal formulada.

E para quiser participar: http://atribunadigital.globo.com/premiolentes/2008/index.html

(já há um tópico na seção Concursos)

abraços
Marcelo dos Santos

Associado Fototech


Rostev

  • Trade Count: (13)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 166
  • Sexo: Masculino
    • Rostev.com
Resposta #6 Online: 11 de Março de 2008, 12:10:48
Fazendo Justiça

O Departamento de Marketing da empresa organizadora do concurso (o jornal A Tribuna), acaba de me enviar e-mail se desculpando pela informação equivocada. Explicam que aquela cláusula se referia às edições exageradas ou montagens fotográficas. E que a resposta ao meu questionamento foi mal formulada.

E para quiser participar: http://atribunadigital.globo.com/premiolentes/2008/index.html

(já há um tópico na seção Concursos)

abraços
Ainda bem que ratificaram isso, porque ficaria totalmente inviável hoje em dia não ter uma mínima edição sequer. Ainda mais em se tratando de fotos digitais.
Como o Leo disse, em capturas em RAW ficaria praticamente impossível conseguir algum resultado interessante que não fosse fazendo os ajustes padrões de equalização da imagem.

E tem outra que acabaram não citando...
Existem alguns programas que podem alterar o EXIF dos arquivos digitais.
Quem garante que alguém não procederia a alteração via software naquilo que quiser e depois não possa usar um programa destes para editar a informação de que passou por algum editor???

Situação complicada...  :ponder:
[rostev.com] • [blog] • [35mm] • [flickr] • [twitter]


HENPHOT

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 7
Resposta #7 Online: 16 de Março de 2008, 13:03:02
Eu acho ridículo...
E quem fotografa em RAW?
E os ajustes que você pode fazer na própria câmera?

E a revelação no caso do filme, também será 0,0,0,0 com filme padronizado?
Típica coisa que não faz o menor sentido.
Uma coisa é proibir manipulações com layers e etc, outra coisa é limitar o pós-processo ao equipamento.

Queria ver a foto caputarada em filme colorido, feita pelo melhor fotógrafo com o mehor equipamento,revelada e ampliada sem nenhum ajuste/correção de cores e notar a qualidade. Esses puritas pensam que Ansel Adam regulava a máquina, fotometrava,pertava o botão,revelava/ampliava ( sem nenhum ajuste de laboratório) aquelas fotos maravihosas.


acolla

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 167
Resposta #8 Online: 17 de Março de 2008, 10:35:57
Qual o problema? Quem organiza um concurso pode estabelecer as regras
que quiser, ora bolas... Quem quiser participar, que aceite as regras.
Caso contrário, não participe. Simples.



Marcelo Favero

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 770
  • Sexo: Masculino
    • Marcelo dos Santos
Resposta #9 Online: 17 de Março de 2008, 15:23:00
Citar
Qual o problema? Quem organiza um concurso pode estabelecer as regras
que quiser, ora bolas... Quem quiser participar, que aceite as regras.
Caso contrário, não participe. Simples.

Acontece Acolla, que as regras eram impraticáveis e incoerentes, como debatemos e concluimos aqui. Aliás esta é a função deste espaço, certo? Discutir a fotografia e tudo o que a envolve!

Tanto isto é verdade que a própria organização reconheceu o erro, como eu postei aqui.

Abraço
Marcelo dos Santos

Associado Fototech


acolla

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 167
Resposta #10 Online: 17 de Março de 2008, 16:12:50
A emenda saiu pior do que o soneto: Qual o limite para a manipulação?
O que pode? O que não pode? O quanto pode e não pode?

Concurso pode pôr regras que quiser. Cabe a nós decidirmos se aceitamos
as regras e participamos, ou não. Pode-se até pedir a mudança nas regras,
mas ninguém é obrigado a participar.

Por essa e por outras é que não gosto de concurso de fotografias. A escolha
é extremamente subjetiva.
Numa corrida, ganha quem chega primeiro. Num jogo, ganha quem fizer mais
gols, cestas, pontos etc. É fato. Mas na questão "arte", em que a subjetividade
é o principal, vai-se depender da opinião dos outros. Tô fora.

[]s





MateusZF

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.418
  • Sexo: Masculino
  • Você vê o mundo com a sua lente interior.
Resposta #11 Online: 17 de Março de 2008, 18:14:18
Isso prova que quem faz os regulamentos não são fotógrafos e sim jornalistas ou editores.
Acho que foi erro no texto, deve ser mesmo manipulação digital, eu mesmo separei algumas fotos pra mandar onde alterei brilho, saturação etc.
A original tb está assim.
Minha máquina fotográfica e prolongamento natural do meu braço.
Foto é algo que depende de uma certa visão... De quem fotografa, de quem vê e de quem interpreta...

www.ribeiraopreto.sp.gov.br
http://www.meadiciona.com/mateuszf