Autor Tópico: Fotografia Triste!  (Lida 5347 vezes)

Jack

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.853
    • http://www.olhares.com/jackdb
Online: 03 de Abril de 2008, 12:44:50
Muito interessante pessoal, peguei o link com a Adriana do FCF:

http://www.repubblica.it/2006/08/gallerie/spettacoliecultura/this-is-the-end/1.html

Abraços,

Jack
Jack db - Floripa


Diogo Figueira

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 611
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo
    • 2Afora
Resposta #1 Online: 03 de Abril de 2008, 13:13:58
nosssa.... muito bacana essas fotos as expressões e as sombras nas fotos deram realmente a aparência de morte em várias fotos.....


Jack

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.853
    • http://www.olhares.com/jackdb
Resposta #2 Online: 03 de Abril de 2008, 13:16:46
nosssa.... muito bacana essas fotos as expressões e as sombras nas fotos deram realmente a aparência de morte em várias fotos.....

Eu tenho a impressão que são doentes terminais, será viagem minha?

Um amigo tb levantou a mesma dúvida...
Jack db - Floripa


Diogo Figueira

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 611
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo
    • 2Afora
Resposta #3 Online: 03 de Abril de 2008, 13:17:30
eu pensei o mesmo... algumas parecem que as pessoas estão realmente mortas....
outras parecem que as pessoas não são as mesmas


Ana Adams

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.653
  • Sexo: Feminino
    • http://www.anaadams.com
Resposta #4 Online: 03 de Abril de 2008, 13:48:32
Falo um pingo de italiano, mas o título diz " capturados entre a vida e a morte" .
Também tive a impressão que todas as fotos da direita são depois que estas pessoas morreram. Pelo tipo de iluminação, quase igual entre as duas, tb presumi que eram doentes terminais.
Triste mesmo, mas algumas pessoas paracem estar bem mais em paz que antes....

()s
GuiGui
« Última modificação: 03 de Abril de 2008, 14:04:17 por guigui »


Kika Salem

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.266
  • Sexo: Feminino
Resposta #5 Online: 03 de Abril de 2008, 14:12:30
Eu também achei, como a Guigui, que as fotografias representam dois momentos (vida e morte).
Fiquei imaginando como o fotógrafo fez para realizar o trabalho se fosse mesmo dois momentos.
Ele deve ter passado meses numa ala de um hospital com doentes terminais. As feições das pessoas, o soro em alguns, revelam que estavam internados. Mas e para fotografá-los mortos? Fiquei imaginando se ele tocou no assunto da autorização, o que pareceria frio diante da iminência da morte, e se tinha alguém que lhe avisava quando as pessoas morriam. Provavelmente, não deve ter sido assim que ocorreu porque parece muito mecânico e não é isso que as imagens mostram. Outra coisa que imaginei foi será que ele se envolveu com os fotografados? As imagens mostram uma relação de cumplicidade. A pessoa que faz esse tipo de trabalho deve ter uma relação muito bem resolvida com a morte. Como diz o texto, é necessário saber olhar com o coração e com a cabeça.
Dentro das minhas limitações com o italiano, o texto do site não diz exatamente como ele realizou o trabalho, só diz que faz parte de uma exposição "Life before death" em Londres e fala da sensibilidade do fotógrafo, mas não diz muito além disso.

« Última modificação: 03 de Abril de 2008, 14:20:26 por Kika Salem »


Beto Eterovick

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.390
  • Sexo: Masculino
  • NOVO SITE: www.betoeterovick.fot.br
Resposta #6 Online: 03 de Abril de 2008, 15:32:24
O mais impressionante do trabalho (apesar de eu não ter gostado, pelo caráter mórbido) é que nos mostra como os olhos (abertos) valorizam a expressão e dizem muitas coisas.


LuizNdo

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.407
  • Sexo: Masculino
  • Tente, invente.
Resposta #7 Online: 03 de Abril de 2008, 15:39:02
Esse trabalho foi feito realmente com pessoas à beira da morte.
Eu já li sobre essa série e já teve até mesmo uma reportagem na SuperInteressante sobre ela. Quem tiver interesse, a SuperInteressante disponibilizou todas as matérias dela na internet. Deve ter um modo de encontrar pelo autor das fotos.

Achei o trabalho interessante. Mas sou suspeito pra falar, eu gosto da "Família Addams". ;)
>> Belo Horizonte <<
Fotógrafo Entusiasta.
Sony P100
Canon 7D e XT + 18-55 mm + 75-300 mm USM III + Canon 50mm f1.8 + Sigma 10-20mm + Canon 100-400mm L IS + Adaptador de Telescópio!
Meu Flickr


Fernanda Maia

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.960
  • Sexo: Feminino
Resposta #8 Online: 03 de Abril de 2008, 16:58:58
A Veja também fez uma matéria sobre essas fotos.
Em alguns casos a foto foi tirada momentos antes de a pessoa morrer.
Foi um trabalho muito bem feito apesar do tema ser tão triste. Não a morte em si, mas as pessoas das fotos estavam doentes, sofrendo.
Fernanda Maia
Sony H2
Nikon D90, Sigma 50mm macro



Diogo Figueira

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 611
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo
    • 2Afora
Resposta #9 Online: 04 de Abril de 2008, 13:48:47
agora que foi explicado concordo com a Kika, o fotografo tem que ter uma sintonia não só com a pessoa mais com toda família, pois não é só chegar e pedir para fotografar uma pessoa antes e depois, chega a ser grosseiro, para o fotografo isso deve ter sido uma experiência e tanto

vou tentar achar essa matéria da Superinteressante, se alguem encontrar posta aqui
« Última modificação: 04 de Abril de 2008, 13:58:17 por coxao »


FlavinhaMangeroti

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 168
Resposta #10 Online: 05 de Abril de 2008, 20:40:27
lindo demais
Flavinha Mangeroti


Marcelo Voss

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 578
Resposta #11 Online: 06 de Abril de 2008, 03:21:28
faturando na desgraça alheia
`Eagles don`t flock, you have to find them one at a time. ´


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #12 Online: 06 de Abril de 2008, 12:45:00
O trabalho é fantástico, pois nos coloca diante da mais transcendente condição: de futuros mortos.

Olhamos as fotos e parece que algo havia antes, mas nem sempre esse algo parece maior nem melhor que o que mostram as fotos depois. O que havia antes? Uma personalidade às vezes tensa, uma presença inconforme. Em outrs não, há semelhança entre o antes e o depois, como se a condição estupefaciante de ser vivo já tivesse sido digerida, e sua volúpia de vida já não atrapalhasse ser no mistério.

Gostei, gostei muito. Não vejo o trabalho como triste, mas como muito agudo, muito desvelador.

Não concordo com o Marcelo também. Sou completamente contra a fotografia que se apoia na desgraça dos outros, mas a morte não é exatamente uma desgraça, e sim o fim natural da vida, algo que é para todos. E existe uma diferença entre os que se aproveitam da desgraça alheia de uma posição fria e possessiva, entre os que reificam as pessoas apropriando-se de suas desgraças e aqueles que fotografam compassivamente, como o nome diz, com-paixão, isto é comungando da paixão alheia.

Ivan


LuizNdo

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.407
  • Sexo: Masculino
  • Tente, invente.
Resposta #13 Online: 06 de Abril de 2008, 13:44:44
faturando na desgraça alheia

Faturar com a desgraça alheia é o que fazem fotógrafos no Iraque e na África. Esses vão lá com o único intúito de faturar alto nas redes de notícias do mundo. Porque esse fotojornalismo vende, e vende muito.  :o

O que o fotógrafo fez nesse ensaio foi nos mostrar uma situação pouco vista no cotidiano. O limite da vida.
É mórbido pra alguns, claro. Mas ele está mostrando algo que o atraiu, que o interessou e que não é visto normalmente. :ok:

Ele não está mostrando sofrimento, não está clicando as pessoas impotentes diante de uma situação de horror.
Note que elas colaboraram com ele. Elas aceitaram fazer parte disso.
E quem de nós não gostaria de fazer um último ato antes de morrer?
Quem de nós não gostaria de dar uma última contribuição nesse mundo antes de partir?
Algumas poderiam se sentir tão sozinhas nesses últimos momentos, que a atenção do fotógrafo poderia ter sido até um alento. :ponder:
>> Belo Horizonte <<
Fotógrafo Entusiasta.
Sony P100
Canon 7D e XT + 18-55 mm + 75-300 mm USM III + Canon 50mm f1.8 + Sigma 10-20mm + Canon 100-400mm L IS + Adaptador de Telescópio!
Meu Flickr


Jack

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.853
    • http://www.olhares.com/jackdb
Resposta #14 Online: 06 de Abril de 2008, 14:34:45
faturando na desgraça alheia

A fotografia é um trabalho como qualquer outro, tem muita gente que vive disso e precisa "faturar", esse comentário é totalmente sem sentido!

Mesmo no Iraq, Africa, os caras tem todo o direito de fotografar por lá e merecem respeito pelo que fazem.

Faturar com a desgraça alheia é lá em Brasília... ;)

Abraços,

Jack
Jack db - Floripa