Autor Tópico: Visor DSLR e EVF.  (Lida 4800 vezes)

Roberto O. Almeida

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.431
Online: 14 de Julho de 2005, 13:30:45
Queria entender algo, por que as Prosumers de lente fixa não tem um visor do tipo do SLR e sim um viewfinder eletrônico?
Eu estranho bastante o visor eletrônico e ja vi várias pessoas que estranham tambem.  Por que não usar o visor igual o das DSLR, com a imagem real através das lentes?

Abraço!  


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #1 Online: 14 de Julho de 2005, 13:39:23
O pequeno comprimento focal, causado pelos sensores pequenos impede que se coloque ali um espelho. Não há espaço. O interessante é que minha opinião é contrária à sua. Eu me pergunto o porquê de não se fazer uma câmera com sensor APS e EVF, na minha opinião isso seria o verdadeiro formato digital, rompendo com a tradição SLR que, também ao meu ver, só se mantém pela grande crença das pessoas em ser esse o formato "de qualidade" (é para certas aplicações, não é para outras).

Há diversos tipos de visor nas câmeras, cada qual tem seus defeitos e suas qualidades. Exceto para certos usos, não vejo motivo algum para as câmeras com espelho. Para mim a fórmula da Epson RD-1, rangefinder com telêmetro e correção de paralaxe seria a melhor de todas.

Há mil configurações possíveis, por exemplo um LCD grande e protegido da luz como o vidro despolido das câmeras TLRs... Que tal?

É interessante que a Leica fez uma prosumer muito boa com EVF também, a Digilux II.


Roberto O. Almeida

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.431
Resposta #2 Online: 14 de Julho de 2005, 13:52:05
Err.. Acha muito diferente o EVF do LCD da câmera? (fora o fator da proteção da luz)?  


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.744
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #3 Online: 14 de Julho de 2005, 15:00:48
O principal motivo para não se fazer prossumers SLR é o preço.
A Olympus já fez algumas prossumers SLR com sensores pequenor como a pequena C-2500 e as E-10 e E-20, todas SLRs reais com sensores pequenos, a distância focal não é problema, pois bata usar conjuntos refletores menores, o problema é o custo, uma C-2500 custava quase o preço de uma SLR com lente intercambiável, o que acabava por inviabilizar suas vendas, o mesmo aconteceu com as E-10 e E-20.

Quanto à comparação entre EVF e SLR eu discordo totalmente, a qualidade do viewfinder SLR é notavelmente superior, possibilita um foco manual preciso, possibilita ver com perfeição mesmo em condições de pouca luz, além de outras características que favorecem e muito a SLR, como possibilitar que o sensor fique desligado até o momento de fazer a foto, o que contribui bastante para o menor nível de ruído dos equipamentos.

A idéia de refletir para um despolido é a usada pelas minolta Z1 e Z2 por exemplo, que possuem um espelho que desvia o LCD para o EVF projetado em um despolido, é uma boa idéia, mas mesmo assim fica muito longe do que se obtém com uma SLR, na verdade ainda acho que podia haver mercado para SLRs de lente fixa, eu mesmo teria interesse em uma SLR APS de lente fixa equivalente a uns 28-200mm, mesmo que custasse um preço até mais alto que uma 300D. :/
Pena a Olympus não ter levado a diante a sua idéia.
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


FernandoPaes

  • Trade Count: (17)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.522
  • Sexo: Masculino
  • Fernando Paes - Fotógrafo
    • Fernando Paes - Fotógrafo de Casamentos
Resposta #4 Online: 14 de Julho de 2005, 15:14:25
Ivan, voce poderia fundamentar para nos o porque do uso do EVF no lugar do viewfinder das SLRs?

Tendo usado cameras com EVF (S5000) e hoje com SLR, eu não consigo ver em quase nada vantagens do EVF.

A qualidade da imagem que eu consigo tem com o View das SLRs foi um dos grandes motivos que me fizeram abrir mão da tecnologia prossumer e partir para o SLR...

Mas cada um tem sua fundamentação, por isso perguntei qual a sua para defender o EVF.

Abraço,
Fernando
Fernando Paes - Fotógrafo de Casamentos - SP
Visite meu Website: http://www.fernandopaes.com.br

Conheça nosso podcast para fotógrafos sociais!


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #5 Online: 14 de Julho de 2005, 15:34:34
Leo:

Dizer que é o preço é a causa é a mesma coisa que dizer que é difícil. Fosse fácil o preço seria baixo. Afinal, o preço de uma DSLR já encostou no das prosumers, basta ver os recentes lançamentos, e há SLRs (com espelho, é claro) bem baratas por aí.

Uma Eos K2 nova na BH custa 190 dólares com lente, e isso é bem pouco, não acha? Uma EOS T2, 250, uma Minolta Maxxum 50, 250 dólares também, e o corpo, onde tem o espelho, custa apenas 89 dólares! Quanto ao espelho, é esse mesmo espelho sobre o qual falamos. Vou repetir: um corpo com espelho fabricado pela Minolta custa 89 dólares. Não se pode dizer ser o espelho a coisa cara (esplho, prisma, etc)

Não me parece que este espelho seja mais barato que o EVF... Enfim...

É preciso entender que o tipo da câmera não é sinônimo de sua qualidade. A arquitetura prosumer típica com EVF é o único fato novo na tipologia das câmeras fotográficas. As DSLRs são miméticas da fotografia de filme e se justificam pelo aproveitamento das suas lentes, mas são uma adaptação. Essa adaptação é a melhor qualidade disponível hoje para câmeras portáteis, inegavelmente, mas isso não torna a coisa menos adaptação. São, na minha análise, "fenômenos de transição", quando a nova tecnologia tem de mimetizar a antiga para ser levada a sério. Inegavelmente poder ver a fotometria no LCD/EVF é um dado de prognóstico muito melhor do que ver o foco pela lente, até porque -e isso é muito engraçado- as DSLRs são construídas para autofoco! Paradoxal, não é? Sua vantagem é ver o foco, mas funcionam com autofoco!

Quanto á preferência por um tipo ou por outro, isso é de cada um. O Salgado fotografa com rangefinder, o Bresson também o fazia, enfim, essa dominação das SLRs é mais um dado de mercado que qualquer outra coisa.

Enfim, no terreno da opinião, vale tudo. Disse acima a minha opinião, você pode concordar ou não.

Ivan


 


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #6 Online: 14 de Julho de 2005, 15:48:49
Vamos lá, Fernando:

Em primeiro lugar, você está comparando uma tecnologia nova com uma tecnologia cinquentenária. Depois, você está julgando o EVF pelo uso da s5000, cujo EVF tem a menor resolução entre os atualmente disponíveis.

Mas parte dos argumentos já estão contidos na mensagem acima. No espelho você vê o foco, vê mesmo, e vê, quando o diafragma está fechado, a profundidade de campo (um pouco mal, porque a imagem fica escura devido ao diafragma fechado, e não ficará escura na foto). Isso é uma vantagem? Sem dúvida, e há usos que não podem prescindir disso.

Mas você não vê a fotometria. No LCD (EVF) você vê a fotometria. Acontece, Fernando que a fotometria é muito mais difícil de imaginar que o foco, ou melhor, o foco não é mais feito pelo fotógrafo nas DSLRs, e sim feito automaticamente.

Veja, se a maior vantagem é ver o foco e você não faz mais foco manual, aonde está a vantagem?

Agora, susbtitua o EVF primitivo da s5000 pelo EVF da Minolta A200, de 1mp, acho. E aí? Aí você começa a ter as vantagens de um tipo progredindo, e tornando-se mais importantes que as do outro tipo. Além disso, e isso não foi citado pelo Leo, a ausência de espelho permite outros projetos óticos.

É preciso entender o que estou dizendo em seus limites. O EVF vai substituir o espelho? Não, claro que não, o tipo relex de cãmera continuará existindo para certas aplicações, entre as quais para aqueles poucos, muito poucos mesmo, que fazem foco manual.

Mas nessas câmeras intermediárias, essas prosumers, que afinal são nosso assunto, essas não precisam do espelho, ou melhor, só precisam por uma razão mais simbólica que real: para mimetizar o uso das câmeras que a maioria associa com câmeras "sérias".

O EVF permite explorar as utilidades do CCD em sua plenitude, inclusive com prognósticos de fotometria impossíveis, com prognósticos de profundidade de campo reais, junto com os de fotometria.

Comparação de ruído é difícil uma vez que não há experiências usando nas duas configurações o mesmo CCD. Pode ser que o Leo tenha razão, contudo, o que não inviabiliza o aqui dito, pois toda arquitetura de cãmera tem vantagens e desvantagesn, e o importante é se o balanço das vantagens é o mais adequado à época.

Expliquei-me?

Abraços,
ivan
« Última modificação: 14 de Julho de 2005, 15:53:12 por Ivan de Almeida »


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.744
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #7 Online: 14 de Julho de 2005, 16:59:04
Ivan no caso eu não estou desmerecendo o EVF, mesmo porque tenho uma compacta que tem só LCD e tabalho bem com ela.
Quanto à fotometria por uma SLR basta saber ler o fotômetro que você tem idéia da fotometria correta sem a menor dificuldade, não adianta o LCD mostrar a foto mais clara ou mais escura se a pessoa não domina a técnica (isso eu vejo pelos workshops e cursos que dou) e se a pessoa domina a técnica tanto a SLR como a câmera com EVF são viáveis para a fotometria.

Acredito que as duas maiores vantagens do EVF são o fato de não fazer barulho ou dar solavancos (porque não tem cortinas e dispositivos mecânicos pesados) e permitir a construção de equipamentos mais leves.

Quanto ao preço vi um coparativo que mostrava que o EVF adicionava cerca de US$ 4,00 ao preço de uma câmera que já tenha LCD (ou seja, todas), enquanto um view SLR não adiciona menos de US$ 35,00, com miniaturização (para desenvolver mecanismos mais compactos) e uso de materiais mais sofisticados como pentaprisma o valor adicionado pode até ultrapassar US$ 200,00. Para vc ter uma noção tinha um artigo no Steves digicans no lançamento da 300D onde o engenheiro da Canon dizia que só a mudança de pentamirror da 300D para o pentaprisma da 10D adicionava US$ 40,00 ao preço final da 10D, ou seja, apenas uma mudança no sistema refletor adiciona 10X mais do que a inclusão de um EVF no lugar do túnel de vidro, isso fora que quanto mais rápido o sistema de uma SLR mais cara é a montagem deste dispositivo. :)

No fórum da Olympus no dpreview citavam que os componentes mais caros de uma E-1 eram o mecanismo disparador com o conjunto do Viewfinder e a placa de círcuito onde ficava montado o CCD, que juntos estes 2 dispositivos correspondiam a quase 70% do custo do equipamento, ou seja, são itens bem pesados na contrução de uma câmera.
 
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


Ricardo Smania

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.063
Resposta #8 Online: 14 de Julho de 2005, 17:41:58
Nossa, um EVF custa 4 dólares? Então por que não colocam em todas as compactas, ao invés desse OVF que não serve para nada na maioria dos casos? Pelo menos na minha A60 eu considero inútil.
Ricardo Smania - Salto - SP
Desenvolvedor de software
Equipamento:
Panasonic FZ50
Canon A60


FernandoPaes

  • Trade Count: (17)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.522
  • Sexo: Masculino
  • Fernando Paes - Fotógrafo
    • Fernando Paes - Fotógrafo de Casamentos
Resposta #9 Online: 14 de Julho de 2005, 18:05:27
Ivan,

A questão da fotometria é interessante... Mas eu acredito que a imagem é composta na cabeça do fotógrafo (quando se conhecem as técnicas) e não no EVF.... Por isso que se a pessoa deseja um equipamento de mais qualidade, mas não quer aprimoramento técnico nem de conhecimento, é fatal eu indicar Prossumer... A SLR não vai dar aquilo que a pessoa quer, mtas vezes. O que vc vê, no EVF, é o que vc vai ter... Na SLR exige desenhar na cabeça aquilo que vc quer....

Infelizmente não tive oportunidade de ver um EVF tão eficiente (já ví de muitas cameras), e talvez eu possa mudar minha opinião vendo-os (acho que o melhor EVF foi o da A2 que era prox. a 1mp - o da a200 eles diminuiram a qualidade).

Mas sua afirmação parece lógica, mas eu ainda sou muito Tomé no que tange à tecnologia... Hoje eu ainda não trocaria VF da SLR por EVF das prossumers...

Como vc mesmo disse, opiniões diferentes, independente da concordância!

Obrigado pelos comentários!

Abraço,
Fernando
Fernando Paes - Fotógrafo de Casamentos - SP
Visite meu Website: http://www.fernandopaes.com.br

Conheça nosso podcast para fotógrafos sociais!


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.744
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #10 Online: 14 de Julho de 2005, 18:06:50
Ele adiciona US$ 4,00 não que ele custe US$ 4,00 ;)
O galho é pensar em termos unitários, se vc pensar em 1 item que adiciona US$ 4,00 é uma coisa, agora imagine 10 itens que adicionem US$ 4,00? Ai já teriamos US$ 40,00 de adição. Câmeras baratas se faz economizando pouquinhos em diversos pontos da fabricação.
Para vc ter uma noção, tem câmera que não tem nem túnel de vídro para economizar poucos US$, Algumas bem mais em conta não tem nem LCD e possuem só o túnel de vidro, algumas usam LCD de baixa resolução pra economizar poucos US$ em câmeras de altíssimo custo.
Um exemplo, todo mundo ficou pagando o maior pau pra 7D do Fashion Week, é uma câmera com um LCD ENORME, com estabilizador de imagem e um ótimo viewfinder, mas esses 3 itens adicionam US$ 200,00 em relação a uma 20D isso sem considerar o que o sensor de 8MP adiciona em relação ao de 6MP da 7D, ou seja, alguns pequenos detalhes de construção adicionam mais de US$ 200,00 à 7D.

Pra arrematar, eu já vi a A2 com seus 1MP e tinha muitas deficiências tbm. Não era nada absurdo.
« Última modificação: 14 de Julho de 2005, 18:08:06 por Leo Terra »
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #11 Online: 14 de Julho de 2005, 18:38:20
Fernando:

Só me espanta, Fernando, é que "sabendo compor a imagem na cabeça", você não tenha explicado como é que se faz quando perguntado aqui no fórum, e eu, que quase nada sei sobre fotometria, fui obrigado a explicar -risos.

Abraços,
Ivan



 


Ricardo Smania

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.063
Resposta #12 Online: 14 de Julho de 2005, 18:53:40
Bom, mas mesmo assim, de qualquer forma ele custa 4 dólares, e eu acho um item importante, não deviam deixar de fora.
Ricardo Smania - Salto - SP
Desenvolvedor de software
Equipamento:
Panasonic FZ50
Canon A60


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.744
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #13 Online: 14 de Julho de 2005, 19:03:45
Ué ricardo, temos a S5000 e a S5100 ai por preços bem baixos e com EVF, a Fuji tem a S3000 ainda que é mais barata ainda e tbm usa EVF, existem algumas opções com o algo  a mais e pouco a mais que uma A510.  
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


dantonvb

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 399
    • http://
Resposta #14 Online: 14 de Julho de 2005, 22:36:14
Uso SLR de filme há 25 anos e este ano comprei uma S5100 com um EVF de baixa resolução. Tenho uma SLR de 45 anos atrás (Pentax S3) e algumas outras de várias datas (1964, 1975, 1980, 1985, 1995 e 1997) e posso acompanhar a evolução do visores das SLRs ao longo do tempo.

Para fazer o foco as SLR são muitos superiores, principalmente as antigas da década de 70 e 80 que tinham a imagem bipartida no centro do despolido. Isso foi abolido com a chegada das SLR AF e os visores foram encolhendo. Em minha Pentax ME o visor é enorme e na Pentax MZ-M com pentamirror é bem menor. Em uma D70 ou 300D o visor é minusculo em comparação as SLR antigas. Mal dá para fazer o foco manual, e combinado com objetivas escuras a coisa piora muito.

Voltando ao EVF da S5100 que é muito granulado também não dá para fazer foco manual, mas tem uma vantagem muito importante que é a visualização da foto imediatamente após ser feita. Isso dá para ter nas DSLR, mas tem que tirar o olho do visor e ver no LCD, o que não é muito prático. Fazia isso em minha compacta Olympus D-100, pois sempre preferi o visor no nivel dos olhos, e realmente na S5100 é muitas vezes mais prático.

Concordo com o Ivan que a evolução final será uma camara com EVF de alta resolução e sensor em formato APS ou próximo dele, com objetivas intercambiáveis. Fica o problema de sujeira no sensor, na hora de trocar as objetivas, mas uma proteção temporaria resolveria isso. A vantagem seria o tamanho, peso, confiabilidade pela redução de partes móveis, possibilidade de ter previsão de profundidade de campo em tempo real, sem escurecer o visor, redução drástica de vibração e barulho na hora do disparo. Além disso o desenho das grande angulares ficaria facilitado, elevando a qualidade da imagem, como nas rangefinder, pela ausência do espelho.
« Última modificação: 15 de Julho de 2005, 00:07:27 por dantonvb »