Autor Tópico: BOM MESMO É PEGAR, TOCAR, SENTIR NAS MÃOS...  (Lida 2219 vezes)

rosaretratos

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 3
Online: 28 de Abril de 2008, 23:48:33

E quem pensou que as fotos impressas iriam acabar, se enganou profundamente...
Do mesmo modo, acredito que as maquinas de filme também não irão se extinguir, quando bater a saudade, olha  elas aí  de volta :fight: :fight: :fight: :assobi: :assobi: :assobi:

MATÉRIA RETIRADA DO SITE DO YAHOO.





(Agência Estado) Seg, 28 Abr - 00h30

O advento da fotografia digital provocou uma mudança radical de comportamento das pessoas. Antes, na era do filme, era comum se esperar o momento certo para clicar com a câmera. E não era para menos. Além de gastar o filme - que não era muito barato - era preciso esperar até a revelação para ver se a foto havia ficado boa.

A instantaneidade da fotografia digital transformou completamente a forma como encaramos a foto. Além de clicar à vontade, ainda conseguimos ter uma idéia de como a foto ficou olhando pela telinha da câmera. A única limitação é o tamanho do cartão de memória e a capacidade de carga da bateria da câmera.

O problema é que, clicando dessa maneira - sem muito critério -, acabamos soterrados com uma infinidade de arquivos de imagem. Fotos parecidas, sem foco, desinteressantes. E o destino desse monte de fotos é um canto do HD do computador ou algum CD de procedência duvidosa.

O que muita gente não se deu conta é que, agindo dessa forma, matamos um dos principais prazeres da fotografia: a chance de compartilhar os momentos e as imagens capturadas nas fotos. Por melhores que sejam as câmeras de hoje, o visor delas não é grande o bastante para passar a mesma sensação que uma foto 10x15 cm passa quando vista de perto. E as fotos grandes, de 20x30, muito comuns nos álbuns de casamento? A tela do PC simplesmente não consegue evocar a emoção e exibir os detalhes que um papel fotográfico de primeira é capaz. "Gosto de ter a foto em mãos, pra mim faz toda a diferença", revela a aposentada Beth Costa. "Se tem uma coisa que eu detesto é me chamar para ver foto no computador."

Um movimento de retorno às fotos impressas já toma força no mercado, impulsionado principalmente pelo barateamento das revelações digitais e o surgimento de novas opções de impressão, como os quiosques digitais, que em menos de 30 segundos fazem fotos à prova dágua e - acredite - resistentes ao fogo.

Uma nova geração de equipamentos profissionais está chegando às lojas de revelação e abre um mundo de possibilidades antes restritas aos fotógrafos profissionais ou entusiastas que revelavam suas fotos em casa. Fotos em tamanho gigante (20x30 cm) agora podem ser feitas em poucos minutos e custam muito menos do que custavam antigamente.

O clássico minilab, o equipamento que toda loja de foto possui, antes só revelava filmes e agora está ganhando um perfil muito mais versátil, graças à tecnologia digital. Além de oferecerem a revelação mais barata do mercado - R$0,60 em média -, os minilabs fazem fotos em grandes formatos e até livros fotográficos. A qualidade de impressão é excepcional, igual ou melhor à das fotos feitas com filme. O grande problema: as fotos reveladas em minilabs não resistem à ação da água, do fogo e a qualidade das cores se mantém por 70 anos, em média.

Os quiosques fotográficos são a novidade ideal para quem adora as fotos impressas. O custo por foto pode chegar a R$1,20 (o dobro dos minilabs), mas a qualidade e resistência das fotos é tão grande que vale a pena.

As fotos são impressas instantaneamente por um processo térmico especial, que impermeabiliza as fotos e as deixa muito mais resistentes à ação do tempo. Como usam um papel muito mais encorpado, os quiosques fazem fotos mais difíceis de serem amassadas e rasgadas. Como são impermeáveis - fotos mergulhadas por 1 hora em água se recuperam perfeitamente -, as fotos feitas em quiosques não ficam com marcas de dedos.

A luz solar, que desgasta naturalmente as cores das fotos de antigamente, não são preocupação para as fotos de quiosques. Segundo os fabricantes, uma foto de quiosque conserva suas cores por até 200 anos.

Se bem guardadas, essas fotos podem durar por gerações. Um CD gravável de primeira linha, na melhor das hipóteses, dura por três décadas.

Escolha suas fotos preferidas, revele-as e relembre, desplugado da tomada, os melhores momentos do passado. As informações são do O Estado de S. Paulo/Link


Jeze Vilela

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 42
  • Sexo: Masculino
Resposta #1 Online: 03 de Abril de 2013, 23:49:26
Eu que trabalho no ramo de restauração de fotografias há 10 anos e visualizo albuns fotograficos e fotos antigas (e novas tbm), o dia inteiro, posso afirmar... não existe nada mais emocionante que fotos impressas. Realmente, fotos no computador, não evocam da mesma emoção.
Corpo: Canon 7D, 50D com Grip, 300D com Grip.
Lente: 18-135, 18x55 2x


LuisM

  • Trade Count: (2)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 114
  • Sexo: Masculino
Resposta #2 Online: 04 de Abril de 2013, 00:01:22
uma foto impressa num bom tamanho e com qualidade e outra coisa, vala a pena imprimir suas melhores fotos, nao deixem elas no computador !

 :D


LuisM

  • Trade Count: (2)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 114
  • Sexo: Masculino
Resposta #3 Online: 04 de Abril de 2013, 00:01:54
ainda esta a tempo da Kodachrome voltar !


Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.134
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #4 Online: 04 de Abril de 2013, 00:06:08
Uma coisa que comecei a fazer é mandar uma foto impressa junto com o CD aos meus clientes. Uma foto que eu mesmo escolho, vai como brinde-surpresa, o pessoal gosta e pra mim não custa muito mais. Só que ter uma foto lá, impressa, em mãos, é outra coisa, os clientes adoram e eu fico feliz de ver uma foto minha assim, impressa nesse formato 10 x 15cm, muito bacana. Fora que a qualidade é outra coisa, eu acho que não sei compara à tela do computador.

Imprimam suas fotos!


leonobox

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.493
  • Sexo: Masculino
    • Ensaios.tumblr.com
Resposta #5 Online: 04 de Abril de 2013, 00:11:49
Eu gosto muito de imprimir minhas fotos, mas n vejo com esse sentimento todo, n tenho muito esse saudosismo, gosto simplesmente por que gosto... Mas gosto muito de ver na tela do micro tb, n sinto essa diferença toda, simplesmente cada um eh legal da sua forma... Mas que as pessoas estão cada vez menos querendo as fotos impressas isso é, e n acho que isso vai mudar não....
« Última modificação: 04 de Abril de 2013, 00:13:51 por leonobox »
WORKSHOP DE ILUMINAÇÃO EM ESTÚDIO - 24 de Fevereiro em SÃO PAULO
https://forum.mundofotografico.com.br/index.php/topic,130786.0.html

www.leonardopacheco.com.br/workshop


mad666

  • Trade Count: (31)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.828
  • Sexo: Masculino
  • "Aprendendo a cada dia..."
Resposta #6 Online: 04 de Abril de 2013, 00:27:40
Mando imprimir as fotos q mais gosto em 21x15cm. Acho o padrao 10x15cm muito pequeno...

Mas bem lembrado! Vou escolher um novo pack de fotos e mandar imprimi-las! Nada como ter um album de fotos impressas, feitas por vc, pra mostrar aos seus amigos e guardar de recordaçao.
"Um dia, crio coragem e me torno profissional!"

Duvidas!!!??? Agora, nada de mensagem pessoal. Use o forum!!!!


Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.134
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #7 Online: 04 de Abril de 2013, 00:32:59

Mando imprimir as fotos q mais gosto em 21x15cm. Acho o padrao 10x15cm muito pequeno...

Eu também prefiro 21 x 15cm, mas não consegui encontrar papel fotográfico para impressora nesse tamanho, só 10 x 15cm mesmo...


Mike Castro

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.916
  • Sexo: Masculino
Resposta #8 Online: 04 de Abril de 2013, 00:38:57
Meu álbum de casamento eu mandei fazer em 30x90...
Amo albuns em tamanhos grandes...

De tempos em tempos, eu e minha esposa separamos um punhado de fotos da nossa vida, e mandamos imprimir... 10x15 mesmo, pra colocar naqueles albuns simples, com descrição embaixo.

Tenho no PC uma pasta só de fotos do moleque, separada por mês, até o primeiro ano, e agora, menos um pouco, a cada dois meses.
Dessas fotos, eu escolho as melhores e faço um encadernado por ano. Fica show...
O cabeçudinho já tem dois álbuns... O do aniversário de 1 ano, e o mês a mês do primeiro ano...
Agora diminui um pouco o ritmo, né! :D


spositom

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.430
Resposta #9 Online: 04 de Abril de 2013, 00:56:35
Eu gosto muito de imprimir minhas fotos, mas n vejo com esse sentimento todo, n tenho muito esse saudosismo, gosto simplesmente por que gosto... Mas gosto muito de ver na tela do micro tb, n sinto essa diferença toda, simplesmente cada um eh legal da sua forma... Mas que as pessoas estão cada vez menos querendo as fotos impressas isso é, e n acho que isso vai mudar não....

É muito engraçado como o cérebro se comporta com algumas sensações, cheiro, sons e mais de 80% de nossa memória é composta por imagens, aquilo que não existe o cérebro cria.  Meu pai era o rei dos cromos, era um evento o "slide show" em casa. Cada media tem a sua vantagem. Ver em vídeo é um tanto mais frio e disperso mas certamente menos cato que os álbuns onde normalmente vc esta próximo dos "espectadores" e a narrativa é mais calorosa e detalhista, porém são preferencias.

Mando imprimir as fotos q mais gosto em 21x15cm. Acho o padrao 10x15cm muito pequeno...

Mas bem lembrado! Vou escolher um novo pack de fotos e mandar imprimi-las! Nada como ter um album de fotos impressas, feitas por vc, pra mostrar aos seus amigos e guardar de recordaçao.

Leio muito isso.. fotos tem que ser mostrada!!!


Roberto Dellano

  • Trade Count: (11)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.112
  • Sexo: Masculino
  • RTFM
    • Roberto Dellano Fotografia
Resposta #10 Online: 04 de Abril de 2013, 01:17:46
Que susto quando li o título

 :shock: :shock: :eek:


leonobox

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.493
  • Sexo: Masculino
    • Ensaios.tumblr.com
Resposta #11 Online: 04 de Abril de 2013, 01:26:54
Nem tinha reparado, tópico de 2008...  :eek:  to precisando dormir um pouco rs
WORKSHOP DE ILUMINAÇÃO EM ESTÚDIO - 24 de Fevereiro em SÃO PAULO
https://forum.mundofotografico.com.br/index.php/topic,130786.0.html

www.leonardopacheco.com.br/workshop


mad666

  • Trade Count: (31)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.828
  • Sexo: Masculino
  • "Aprendendo a cada dia..."
Resposta #12 Online: 04 de Abril de 2013, 02:05:42
Jeze deu uma desenterrada massa!!!!! Acabou resgatando um texto interessante q nunca foi comentado desde 2008!!!!!!!!!!!! :clap:
"Um dia, crio coragem e me torno profissional!"

Duvidas!!!??? Agora, nada de mensagem pessoal. Use o forum!!!!


Jeze Vilela

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 42
  • Sexo: Masculino
Resposta #13 Online: 04 de Abril de 2013, 08:35:08
Pro lado de cá a foto impressa não perdeu valor não...hehe. O que acontece é que a proporção de fotos tiradas aumentou em mais de 10000%. E a proporção de fotos impressas não consegue atingir um patamar tão alto assim. Mas aonde revelo as fotos, ele disse que aumentou consideravelmente o numero de fotos impressas de lá pra cá. O preço diminuiu tbm, uma foto 15x21 está custando hoje 0,90 centavos para profissional.
Corpo: Canon 7D, 50D com Grip, 300D com Grip.
Lente: 18-135, 18x55 2x


Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.134
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #14 Online: 04 de Abril de 2013, 08:47:35
Caramba, sempre tem uns que desenterram tópicos antigos e eu sempre caio nessa... Mas pra ver, mesmo depois de 5 anos, o assunto continua atual! Quem a 5 anos achava que as fotos impressas iriam acabar, se enganou redondamente, rsrs...