Autor Tópico: A composição na fotografia - matéria Fotosite  (Lida 9382 vezes)

pontabranca

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 294
  • Sexo: Feminino
Online: 12 de Maio de 2008, 16:59:59
não sei se alguém já postou, procurei e não achei...se sim, desconsidere o tópico.

Vim aqui colocar um artigo que li na revista fotosite (http://fotosite.terra.com.br) que me parece bem interessante!


A COMPOSIÇÃO NA FOTOGRAFIA - 12/03/08
A composição das imagens consiste na distribuição correta dos elementos no quadro, para transmitir uma idéia ou sentimento ao observador. Quando do ato fotográfico, deve o fotógrafo, ter consciência que aquele frame por ele designado, será visto por alguém: o observador. Deve-se levar em conta qual idéia ou sentimernto transmitido para esse observador. É a comunicação através da imagem. São muito os elementos integrantes em uma cena que nossos olhos visualizam, que podem ser trabalhadoas pelo fotógrafo. A combinação das cores, a escolha da fotografia em cores ou preto e branco, as formas , as linhas, a escala, o equilíbrio, a textura, as sombras. A primeira dificuldade é representar o que nossos olhos enxergam em três dimensôes para uma superfície. É preciso aprender a ver o mundo como a câmera, transformar a tridimensionalidade em uma superfície plana. O fotógrafo deve organizar esses elementos de tal forma que ele dirija o olhar do observador para o centro de interesse, ou o motivo da imagem que vai resultar em um sentimento ou emoção.

O primeiro passo para produção de boas imagens está inicialmente na idéia e percepção de mundo do fotógrafo. Enquanto uma pintura pode partir da tela branca para uma imagem, a fotografia surge de um ajuste mecânico, buscando representar uma cena ou situação que descreva algo existente, sob o ângulo do fotógrafo. O fotógrafo amador convive com um constante conflito entre a qualidade de sua fotografia com a qualidade de seu equipamento. Este acredita que uma câmera fotográfica digital de última geração o fará um grande fotógrafo. É certo que quanto mais tecnologia disponível, mais condições se ampliam para o produtor de imagens. Mas o que diremos então aos amantes da fotografia em pinhole, a essência da nossa arte? O mais importante é a imagem final e seu significado, sentimento e informação. O fotógrafo iniciante anseia pelo domínio técnico, deixando de lado o motivo pelo qual escolheu empunhar uma câmera e fotografar. As câmeras são importantes, mas são apenas uma ferramenta.

Alguns erros são muito comuns na hora de enquadrar uma cena. Em inúmeras fotografias de viagem, festas familiares ou cenas do cotidiano, registradas pelo amador, não é raro notar esses erros. Em muitas situações percebemos que o assunto principal não está claro ou muito pequeno, não concentrando o olhar do observador. O excesso de elementos na cena e a mistura entre o primeiro e o segundo plano. O horizonte fora de nível também é recorrente.

A fotografia digital trouxe uma nova forma de análise das imagens, antes passada para o laboratorista. Pelo fato de todos terem acesso aos computadores, com a mudança de linguagem para o digital e os processos de captura e tratamento, o fotógrafo passa mais tempo diante da mesma imagem, em condição de analisar mais detalhadamente cada parte da fotografia.

Na fotografia a composição recebe uma atenção menor do que deveria pelos praticantes. Faço minhas as palavras do importante fotógrafo Ansel Adams, quando este afirma que o fotógrafo deve pré-visualizar sua imagem antes de pressionar o disparador da câmera. A fotografia pode ser feita em um instante ou pode ser pensada. Um passo importante para se fazer uma boa composição informativa e criativa, é que o fotógrafo fuja do óbvio, olhe diferentemente a mesma situação que todos ao seu redor estão vendo. É de alguma forma informar o mesmo assunto segundo sua abordagem. Paul Strand, um fotógrafo americano modernista que ajudou a estabelecer a fotografia como forma de arte, nos ensinou que a composição das imagens parte de "como o fotógrafo constrói uma foto, no que essa imagem consiste, como as formas se relacionam entre elas, como os espaços são preenchidos, como toda a coisa deve ter uma espécie de unidade".

Artigo oferecido ao site pela Fullframe.
Citar
Banzai


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.740
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #1 Online: 12 de Maio de 2008, 17:27:25
Interessante o texto.
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


GutoVilaça

  • Trade Count: (6)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.321
  • Sexo: Masculino
Resposta #2 Online: 12 de Maio de 2008, 17:43:40
Beleza de texto. Sem dúvida a composição numa foto é muito importante e independe do equipamento. Há tempos estou seduzido por uma DSLR mas sempre me pergunto se a aquisição de uma máquina melhor me tornará um fotógrafo melhor. Na verdade eu já sei a resposta e por isso continuo tentando tirar leite de pedra com o equipamento que eu tenho em mãos. No dia que eu esgotar todas as possibilidades com a minha câmera aí sim terei certeza que poderei dar um passo adiante. Legal o texto PontaBranca.  :ok:
« Última modificação: 12 de Maio de 2008, 17:45:37 por GutoVilaça »
VAMOS ESTUDAR MAIS FOTOGRAFIA ANTES DE CRITICAR UMA FOTO ALHEIA. VAMOS CRITICAR SE O AUTOR PEDIR. SE VAMOS CRITICAR E COMENTAR, VAMOS FAZER COM SABEDORIA, COM EMBASAMENTO E DE MODO QUE SEJA ALGO CONSTRUTIVO. NÃO APELE SE O AUTOR DAS FOTOS REBATER ÀS CRÍTICAS AFINAL ISSO É DIREITO DELE. VAMOS DÁ BONS EXEMPLOS COM NOSSAS FOTOS POIS SÓ FICAR CRITICANDO FOTOS DOS OUTROS NÃO FAZ DA GENTE UM BOM FOTÓGRAFO.  VAMOS FOTOGRAFAR MAIS E CORNETAR MENOS!!!


pontabranca

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 294
  • Sexo: Feminino
Resposta #3 Online: 12 de Maio de 2008, 18:49:22
Oi pessoal! acho interessante refletir sobre o texto, porque vejo muitas pessoas nos fóruns, orkut, flickr,  presas em determinadas regras técnicas e acho que correm o risco de ficarem um pouco limitadas no sentido artístico e sentimental da fotografia. É claro que isto é muito relativo. É super importante a técnica, não só fotográfica, mas também a do tratamento.. eu mesmo tenho ainda bastante dificuldade no pós-clique.
Fiz um tpc aqui no fórum/galeria, propondo pro pessoal, postarem suas fotos feitas pelo celular.. infelizmente poucas pessoas postaram, mas o que eu queria na verdade era estimular um olhar mais cru, mais despreocupado com as regras da receita do bolo.
bons olhares!!  :ok:
Banzai


lorrayne

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 16
  • Sexo: Feminino
Resposta #4 Online: 12 de Maio de 2008, 19:15:48


Muito boa a matéria. É impressionante o número de pessoas da área que se preocupam tanto com eqúipamento fotográfico e esquece que ela precisa de uma peça chave por trás, que é o olhar e criatividade do fotografo.

Parabéns pela iniciativa da divulgação da matéria.

 :clap:


Marcelo Favero

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 770
  • Sexo: Masculino
    • Marcelo dos Santos
Resposta #5 Online: 13 de Maio de 2008, 08:28:47
Tem um texto que escrevi e publiquei no meu site que fala justamente das regras e da intencional quebra delas na composição. Não sei, se ajuda a ilustrar este tópico:

http://www.santos.fot.br/aula04.pdf

Para mim, as "regras" são úteis para se ter consciência de como e quando quebrá-las. Ser criativo sem ser "criativoso".

Abraços
Marcelo dos Santos

Associado Fototech


GutoVilaça

  • Trade Count: (6)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.321
  • Sexo: Masculino
Resposta #6 Online: 13 de Maio de 2008, 08:47:54
Marcelo Favero,
Gostei da sua aula sobre composição. Muito clara, objetiva e bem ilustrada. Ahhhh...gostei também da criatividade da foto dos óculos de natação. Vou tentar fazer algo parecido em casa...hehehehe. Concordo com vc que devemos primeiro aprender as regras para depois poder quebrá-las. Assim temos mais segurança no que estamos fazendo e com certeza o resultado é bem melhor. Já anotei seu site aqui na minha agenda e quando chegar em casa irei ler com atenção as outras dicas também. Com dizia um professor meu: "O que é demais não abunda". hehehehe. Sempre bom aprofundar.
Obrigado pelas dicas precisosas.  :ok:
abs
« Última modificação: 13 de Maio de 2008, 08:55:54 por GutoVilaça »
VAMOS ESTUDAR MAIS FOTOGRAFIA ANTES DE CRITICAR UMA FOTO ALHEIA. VAMOS CRITICAR SE O AUTOR PEDIR. SE VAMOS CRITICAR E COMENTAR, VAMOS FAZER COM SABEDORIA, COM EMBASAMENTO E DE MODO QUE SEJA ALGO CONSTRUTIVO. NÃO APELE SE O AUTOR DAS FOTOS REBATER ÀS CRÍTICAS AFINAL ISSO É DIREITO DELE. VAMOS DÁ BONS EXEMPLOS COM NOSSAS FOTOS POIS SÓ FICAR CRITICANDO FOTOS DOS OUTROS NÃO FAZ DA GENTE UM BOM FOTÓGRAFO.  VAMOS FOTOGRAFAR MAIS E CORNETAR MENOS!!!


pontabranca

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 294
  • Sexo: Feminino
Resposta #7 Online: 13 de Maio de 2008, 11:42:20
Marcelo, sem dúvida antes de fazer a lazanha ao fungh, é preciso saber no mínimo fritar um ovo! :D
Banzai


Kika Salem

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.266
  • Sexo: Feminino
Resposta #8 Online: 13 de Maio de 2008, 12:42:38
Esse é um assunto que eu particularmente tenho muito interesse. Parabéns pela iniciativa Ponta Branca e espero que seu tópico seja um mote não só para se discutir composição como também para divulgar referências sobre o assunto. Sempre procuro ler coisas sobre isso, mas, de modo geral, percebo que os textos disponíveis ou são muito gerais, com idéias muitos amplas, como esse acima, que lhe dá um ponto de partida, mas não desenvolve, ou são muito específicos, analisam um caso particular, uma situação, uma foto. Este grupo pra mim é mais importante porque faz a gente pensar sobre um caso específico e suas infinitas possibilidades. Mas também esses textos são escassos. Aqui no fórum (e em outros também) sempre encontro informações importantes sobre determinadas fotografias, análises bem interessantes, mas está tudo disperso. Tomar conhecimento desses debates não é fácil, normalmente eu encontro por acaso, procurando outra coisa, muitas vezes. Acaba sendo como procurar agulha no palheiro. Além do fato de ter de filtrar muitas informações, muitas intervenções. Mas, enfim, não tem outro jeito.
Já procurei referências sobre composição nas artes visuais, sobretudo da pintura. Encontrei algumas coisas como, por exemplo, o livro "Assim se compõe um quadro", de Jose M. Parramon, que está esgotado. Mencionei, em outro momento, algumas séries de TV e livros sobre história da arte. Mas, vejam, essas referências acabam servido pra mim que gosto do tema, de inteirar-me dessas questões, mas não sei até que ponto elas funcionam (aqui eu estou pensando numa funcionalidade mesmo) para o estudo compositivo na fotografia. Não gosto muito de disseminar a idéia de que o estudo sobre algo deve apenas servir a um propósito prático, funcional, porque senão eu mesma teria que procurar outra ocupação e também não leria mais poesia, ouviria música, coisa e tal, mas, no meu estágio, eu acabo procurando articular essas leituras com a prática e sempre espero um resultado mais rápido, e as coisas não bem assim, pois se tem uma coisa que é antagônico a esse processo é a rapidez. Sei que isso é a preocupação de uma vida e não dá pra acelerar o processo.
Nesse momento, essa é minha visão geral dessas questões, mas pode mudar assim que encontrar novas referências e aprofundar-me no assunto. Bem ao estilo metamorfose ambulante. kkkk
De modo geral, penso que tanto as preocupações com a técnica quanto com a composição devem caminhar juntas. Na minha cabeça, é uma via de mão dupla. Por exemplo, (aqui vou citar exemplos gerais, não tem nenhuma menção à ninguém daqui, é sempre bom lembrar que o texto não tem mensagem subliminar) vejo as fotos dos meus professores de fotografia, que ensinam tudo direitinho na prática, aprendo bastante com eles, mas que não tem nenhuma ousadia, nenhuma sugestão, não me faz pensar em nada além do que vejo. Por outro lado, existem pessoas que, devido às suas trajetórias e experiências, tem feeling para captar imagens, mas cuja qualidade chega a interferir de forma negativa, mas nem sempre, na narrativa. Enfim, o fotógrafo está intrinsecamente ligada à câmera. Um não existe sem o outro e vice-versa.

Não li o texto do Marcelo ainda, mas vou fazer isso e, desde já agradeço, que tenha compartilhado o texto conosco.
« Última modificação: 13 de Maio de 2008, 13:00:59 por Kika Salem »


Carlos Magalhaes

  • Trade Count: (2)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 454
  • Sexo: Masculino
    • IMAGINAÇÃO SOCIOLÓGICA
Resposta #9 Online: 13 de Maio de 2008, 13:05:43
Kika, o livro que você citou está disponível em www.estantevirtual.com.br. Inclusive, para quem não conhece, vale apenas acessar o site. É uma rede virtual de sebos e tem muita coisa diponível. Já comprei vários livros lá e recomendo.
Carlos Magalhaes
Belo Horizonte - MG
--------------------
Fuji S5200
Pentax K100D

http://www.carlosmagalhaes.com.br


Kika Salem

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.266
  • Sexo: Feminino
Resposta #10 Online: 13 de Maio de 2008, 13:17:14
Vou olhar agora mesmo.
Você acredita que eu procurei na editora, na XV de novembro, em Curitiba, e não achei?
SUPER OBRIGADA.
:ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok:
« Última modificação: 13 de Maio de 2008, 13:18:22 por Kika Salem »


Marcelo Favero

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 770
  • Sexo: Masculino
    • Marcelo dos Santos
Resposta #11 Online: 13 de Maio de 2008, 13:52:39

Gostei da sua aula sobre composição.

... desde já agradeço, que tenha compartilhado o texto conosco.

Só esclarecendo que meu texto não é nenhum tratado científico. Na verdade alguns amigos, muitos distantes me pediam dicas para iniciar na clicação, então resolvi redigir o que considerei importante e organizei como se fossem aulas teóricas. Sem pretensão alguma!

abraços
Marcelo dos Santos

Associado Fototech




Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #13 Online: 14 de Maio de 2008, 13:05:50
O maior erro ao usar a expressão "regra", é achar que ela é um trilho, e que se tem de segui-lo. Regras são heurísticas, isso é, são procedimentos eficazes baseados na forma como a percepção opera.

Elas não são revogáveis, uma vez que a percepção humana é fixada em padrões culturalmente arraigados, nem são inflexíveis, uma vez haver muitos padrões, então há muitas heurísticas.

Um automóvel a gasolina não anda sem gasolina, ou sem as rodas. Igualmente, ver uma foto não acontece sem usar o treinamento perceptivo comum na sociedade.

Então, tudo o que fotografamos deve ser fundamentado na forma como a percepção se dá (ou "opera", se tomarmos a percepção como algo em si). Mesmo se fotografarmos desconhecendo isso, por exemplo, jogando a câmera para o ar com disparo atuomático, a fotografia será percebida coerentemente com o condicionamento/treinamento perceptivo. Não existe como fugir disso, isso é inerente a ser capaz de viver no mundo. Quem vive no mundo é ajustado a ele de uma determinada forma, quem vive em sociedade -todos os homens- é ajustado a ela de formas determinadas, e sua percepção é ajustada também.

É preciso, para saber compor, conhecer esse ajuste.

O que são as regras? Somente casos particulares desses ajustes. Não existe isso de "quebrar regras", porque não é possível sair de dentro da estrutura perceptiva social, afinal, a fotografia é um evento dentro dessa estrutura, e não algo independente dela.

A sentença:
Citar
presas em determinadas regras técnicas e acho que correm o risco de ficarem um pouco limitadas no sentido artístico e sentimental da fotografia. É claro que isto é muito relativo. É super importante a técnica, não só fotográfica, mas também a do tratamento.. eu mesmo tenho ainda bastante dificuldade no pós-clique.

É totalmente equivocada. Em primeiro lugar, supõe haver uma arte separada da percepção, separada das ferramentas de fazer arte. Uma "arte em si", provinda, por certo, da "pulsão do artista". Arte não é isso. Arte é meramente um fazer social relacionado com a estética, nada tem de transcendente, é meramente uma atividade como qualquer outra. É algo aprendido, não emergência sentimental.

Sabem o grande problema dos fotógrafos? Desconhecem a História da Arte. E a desconhecendo são de uma arrogãncia imensa achando que vão criar a partir de si mesmos. O resultado? Bem, o resultado é uma fotografia naif, uma fotografia ingênua onde o desejo de espetáculo se sobrepõe, onde o resultado vistoso se sobrepõe. Só não parece naif no primeiro exame porque a máquina fotográfica desenha bem. Mas a concepção é naif.

Uma das coisas mais impressionantes na fotografia é o discurso onde "quebrar regras" antecede conhecê-las E SABER USÁ-LAS. Em minha opinião, isso não passa de preguiça de aprender e de falta de humildade em relação à história da arte e à própria história da fotografia.

Se as pessoas tivessem o talento inato que julgam ter, não veríamos tanta banalidade e tanta repetição nos fóruns e listas. A liberdade criativa que dizem prezar não passa de um desejo de cópia de fotos vistosas.

Ivan


Seymor

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 184
Resposta #14 Online: 14 de Maio de 2008, 14:31:33
Se as pessoas tivessem o talento inato que julgam ter, não veríamos tanta banalidade e tanta repetição nos fóruns e listas. A liberdade criativa que dizem prezar não passa de um desejo de cópia de fotos vistosas.

É duro ler isso, um tapa na cara, mas é verdadeiro. Obrigado pela dose de realidade, Ivan! :ok: