Autor Tópico: Qual o melhor conversor  (Lida 1850 vezes)

Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Online: 07 de Junho de 2008, 11:13:41
Prezados;

As imagens seguintes são crops em 100% do centro de uma foto minha. Foram convertidas com dois conversores diferentes mais ou menos no seu default. Não totalmente no default, pois tentei diminuir a diferença brutal dos defaults.

Um dos conversores é o Adobe Lightroom, usando, para diminuir a diferença, uma exposure de -0,38, um Recovery de 100, Vibration 31, Saturation -10 e zerando o Color Reduction Noise. O objetivo foi aumentar a resulução evitando que ela seja mascarada pelo contraste, saturação e redução de ruído. O sharp foi deixado no default. Entretanto, depois da conversão foi aplicado USM localizado de 100 - 0,5 - 0

O outro é um outro conversor. Nele foi somente aumentada a recuperação das altas luzes. Sharp default.

Para tornar as comparações menos dependendtes dos ajustes de cor, após a conversão apliquei mutuamente através de Match Color as cores de um no outro. Nas primeiras duas imagens, apliquei as cores do primeiro conversor no crop do segundo. No segundo conversor, apliquei as cores do segundo no crop do primeiro.

Gostaria de opiniões sobre os resultados.

http://farm4.static.flickr.com/3069/2558628054_1d2e290ee3_o.jpg

http://farm4.static.flickr.com/3259/2557803587_9ac2e12aae_o.jpg

« Última modificação: 07 de Junho de 2008, 11:38:38 por Ivan de Almeida »


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #1 Online: 07 de Junho de 2008, 11:26:09
Observação:

Fui obrigado a só colocar os links das imagens, pois o Mundo Fotográfico está redimensionando automaticamente as imagens, e assim perde-se a comparação em 100%.

Moderadores... Isso é novidade? Não era assim antes. Essas imagens nem são tão grandes no original.


rafanubi

  • Trade Count: (6)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.874
  • Sexo: Masculino
    • Lentedorafa
Resposta #2 Online: 07 de Junho de 2008, 12:14:22
Ivan, na minha rápida análise (eu to meio sem cabeça pra essas questões técnicas no momento) gostei mais da conversão do primeiro (de cima).

Nas imagens de baixo notei mais ruído e uma leve pixelização.
A de cima tb não escondeu a aberração cromática nas montanhas do fundo à esquerda.


Eu não gosto mt dos parâmetros "default" do LR. Qd é alguma foto que eu precise ter controle total eu já tenho um "As Shot!" que é um conjunto de definições que eu fiz "zerando" tudo.

e-mail: r.a.s.santos@globo.com
skype: rafanubi
Rio de Janeiro/RJ


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #3 Online: 07 de Junho de 2008, 12:26:44
Rafa;

Esta imagem está em 100%. Quando imprimimos, vemos como se ela estivesse em 50%. Ruído e pixelização somem devido ao blur inerente à copiagem. Mas o halo se vê. O Halo não foi "disfarçado" no outro e sim criado pelo demosaico no primeiro, pois em outros conversores, como o RAW Therapee o halo não aparece também.

A perda de informações do primeiro nas baixas luzes é enorme, e se vermos ambas as imagens em 400% dá para reparar perfeitamente como a primeira imagem é mais pobre. Imagine uma ampliação em 40X60... tudo o que for menos faltará. Já pixelização não vai aparecer divido à interpolação tipo Spline 6X6


Pictus

  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 9.119
  • Sexo: Masculino
    • http://www.flickr.com/photos/10986424@N02/sets/
Resposta #4 Online: 07 de Junho de 2008, 12:42:58
Com perda ou sem perda a tendencia natural é a preferencia pela imagem mais contrastada/saturada.
O serrilhado parece algo como “edge shrink”...


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #5 Online: 07 de Junho de 2008, 13:03:56
Com perda ou sem perda a tendencia natural é a preferencia pela imagem mais contrastada/saturada.
O serrilhado parece algo como “edge shrink”...


Pictus;

Evidentemente, o ACR e o Lightroom produzem imagens mais contrastadas e mais saturadas, duas características que não são essenciais a um conversor de RAW. O probelma é que é muito difícil, reduzindo neles contraste e saturação, conseguir o detalhamento que o outro dá, enquanto é muito mais fácil aumentar contraste e saturação em uma imagem aparentemente pálida gerada pelo outro.

De certa meneira, aqui se reproduz o dilema clássico JPEG-RAW somente que em outro degrau. Para a vista desarmada, o JPEG parece mais vivo, mais resolvido. Da mesma maneira o RAW empobrecido do LR parece mais vivo, mais resolvido.

Contudo, o outro tem mais inofmrções. E quando ampliamaos muito uma imagem, precisamos dessas informações.

Os serrilhados, bem isso é relativo, pois quando fazemos no própiro conversor a interpolação ele usa um kernel de 6X6 spline, e isso evedentemente tornará os serrilhados imperceptíveis. Mas as informações serão levadas ao tamanho maior, o que não acontecerá no LR.

Que o ACR é um conversor medíocre, embora fácil de usar, eu já sabia há muito tempo, pois já na época da Fuji s5000 eu observada a diferença entre o s7raw e o ACR, que em algumas fotos era bem grande. Esses conversores permitem saturar a foto, mas o ACR/LR (o mesmo engenho) não me devolve o detalhamento, mesmo dessaturando.

Para certos assunto, não para todos é claro, como paisagem, obter o máximo de detalhamento é sempre bom.

Eu não tenho nenhuma dúvida em achar melhor a conversão do segundo, e quando observamos as diferenças tonais, é impressionante a perda do LR, coisa que havia igualmente na comparação s7raw/ACR de antigamente. Ampliando em 400% observa-se lugares onde em um há riqueza de diferenças, gradações de tons, etc, enquanto no arquivo do ACR há pastosidade e uniformidade (naturalmente, com pastosidade não há serrilhados).

A imagem que é mais gostável não é a melhor imagem para trabalhar. É somente a imagem mais fácil.


MANSANO

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 122
  • Sexo: Masculino
Resposta #6 Online: 20 de Junho de 2008, 01:39:06
Pessoal,

por necessidade, uma pequena enquete:

Qual conversor você usa e se possível porque ?
Pergunto porque tem vários e existe o perigo de pegar um ruim e como sempre, a opinião de vocês vale ouro.
Canon 5D Mark II /c  Grip BG-E6 (2x)
Canon 5D /c  Grip BG-E4
Sigma 15mm f/2.8 Fisheye | Canon 16-35mm f/2.8L II USM | Canon 24-70mm f/2.8L USM | Canon 35mm f/1.4L USM | Canon 50mm f/1.4 USM | Canon 85mm f/1.8 USM | Canon 100mm f/2.8L IS Macro USM
Canon Flash 580EX II c/ CP-E4 - 3x


Pictus

  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 9.119
  • Sexo: Masculino
    • http://www.flickr.com/photos/10986424@N02/sets/
Resposta #7 Online: 20 de Junho de 2008, 05:09:46
Para Sony parece ser o Bibble.
Para Nikon parece ser o NX.


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #8 Online: 20 de Junho de 2008, 08:20:12
Depende de para o quê;

Para conversões relativamente fáceis e com muitos ajustes possíveis, inclusive correções localizadas, o Lightroom.

Para máxima definição, o SharpRAW

Para boa recuperação de altas luzes, o RAW Therapee


MANSANO

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 122
  • Sexo: Masculino
Resposta #9 Online: 20 de Junho de 2008, 10:14:52
Caro Ivan e Pictus,

agradecido pelo apoio.

Agora como já disseram, conforme o resultado desejado, utiliza-se um programa.

Obrigado.
Canon 5D Mark II /c  Grip BG-E6 (2x)
Canon 5D /c  Grip BG-E4
Sigma 15mm f/2.8 Fisheye | Canon 16-35mm f/2.8L II USM | Canon 24-70mm f/2.8L USM | Canon 35mm f/1.4L USM | Canon 50mm f/1.4 USM | Canon 85mm f/1.8 USM | Canon 100mm f/2.8L IS Macro USM
Canon Flash 580EX II c/ CP-E4 - 3x


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #10 Online: 20 de Junho de 2008, 19:25:30
É isso, e nem sempre sabemos de antemão qual o programa resultará para determinada foto.

Pelo menos para mim, a conversão de RAW é um artesanato, é uma verdadeira operação de revelação.


RFP

  • Colunista
  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • *****
  • Mensagens: 590
  • Sexo: Masculino
    • Câmara Obscura
Resposta #11 Online: 22 de Junho de 2008, 10:20:15
Eu não sei até que ponto o procedimento que eu uso pode ser correto, mas tenho preferido usar o conversor de RAW apenas para ajuste de cores, balanço de branco e acertos mais básicos de exposição e contraste. Aí prefiro exportar um Tiff e fazer os ajustes mais pesados no PS, como curvas, camadas e filtros. Só uso os conversores de RAW para gerar imagens finais em fotos menos importantes em que dá pra aplicar um tratamento padronizado para um lote.


Xiru

  • Trade Count: (8)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.402
    • Flickr
Resposta #12 Online: 26 de Junho de 2008, 00:02:01
Daí gentes!

tenho andado afastado dos fóruns. Volta e meia dou umas passadas.

Interessante ler o Ivan dizendo o ACR ser medíocre. As poucas vezes que fui ler opiniões sobre ele, foram só elogios. Principalmente com o atualizado pro CS3.
E eu tenho usado algumas vezes. E também acho ele fraquissimo. Principalmente nas cores. Aquela ferramenta de mexer nas cores independentemente, por barrinhas, parece um tanto "amadora". Me sinto muito mais realizado mexendo nas curvas em cada canal diferente (Bibble) e com o resultado deste trabalho...

Apesar de trabalhar com fotografia, uso o RAW e converto tudo, "artesanalmente" mesmo. E pra isso às vezes o Bibble é um problema, pois tenho que converter uma por uma. Não sei o que há, mas quando vou converter todas duma pasta por BATCH, mesmo selecionando a opção de JPG 100%, sempre sai um jpg médio, pesando 1,5Mb, ao contrario dos  6Mb de quando converto um por um... (Aliás, se alguem souber solucionar isso.....)

O RAW Therapee e o SharpRAW não são free, né?
Vou ver se acho umas versões "trials" por aí  8-)
Gentileza gera gentileza.

Xirú Sander Scherer - Ivoti / RS

Flickr
.. Blog: Andarilho Freak


Xiru

  • Trade Count: (8)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.402
    • Flickr
Resposta #13 Online: 26 de Junho de 2008, 00:46:02
PS: o sharpen do ACR também tem me incomodado muito! Mesmo usando uma 'dosagem' baixa, ele granula duma forma muito estranha, que teve até cliente, pessoa "não-iniciada" no assunto, reclamando...
Gentileza gera gentileza.

Xirú Sander Scherer - Ivoti / RS

Flickr
.. Blog: Andarilho Freak


Randal.Junior

  • Trade Count: (1)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 890
  • Sexo: Masculino
  • Think out of the blackbox.
    • Flickr
Resposta #14 Online: 01 de Julho de 2008, 11:00:00
Tenho ficado contente com os Resultados do Capture NX p/ o Raw da Nikon, claro que ele não funciona p/ outros Raw's, mas mesmo assim vale a pena p/ quem tem Nikon.

O a tecnologia Upoint que ele possui te dá bastante liberdade p/ criar imagens quase HDR, com uma recuperação de detalhes muito interessante. A versão 2.0 tem até uma ferramenta de Healing parecida com a do PS.

Claro que vc tb pode exportar p/ tiff 16bit e trabalhar esses detalhes no Photoshop.

Ah ele tb tem uma ferramenta de Batch bem poderosa.
« Última modificação: 01 de Julho de 2008, 11:03:01 por Randal.Junior »
Randal Junior
Now shooting on D80 D90 D7000 D7200 + 10.5 fisheye + 35/1.8 + 16-85VR + 85 macro + 70-300VR + SB600

Flickr: Photostream
.