Autor Tópico: Fotojornalismo em discussão  (Lida 1850 vezes)

Marcelo2605

  • Trade Count: (1)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 199
Online: 21 de Julho de 2008, 10:45:32
Saiu no Estadão de domingo um artigo interessante escrito pelo ex-fotojornalista Darren Zinn, cuja foto de um soldado americano com uma criança iraquiana nos braços rodou o mundo. Zinn discute se sua foto teria influenciado de alguma forma no suicídio do militar.

http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20080720/not_imp208896,0.php

Um bom aprofundamento sobre o assunto está no fantástico livro "Clube do Bang Bang"


Ana Adams

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.653
  • Sexo: Feminino
    • http://www.anaadams.com
Resposta #1 Online: 21 de Julho de 2008, 11:57:56
Oi Marcelo,

eu não conhecia esta história e me interessei, mas o Estadão não publicou a foto em questão, e tb não achei nada no Google.
Vc sabe onde posso ver a foto?

()s

GuiGui  :)


Marcelo2605

  • Trade Count: (1)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 199
Resposta #2 Online: 21 de Julho de 2008, 12:03:17
Entre no site do Estadão e clique no ícone O Estado de S. Paulo Digital, localizado na direita superior da tela. Ele abre uma nova janela com as edições impressas. Então procure pela edição de domingo (20 de julho). Está o primeiro caderno.


pedro_raythz

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 8.469
  • Sexo: Masculino
Resposta #3 Online: 21 de Julho de 2008, 13:05:58


Bem complicado este tema...
Acho que só o soldado poderia ter dito se realmente a foto contribuiu para seu suicídio :\


Ana Adams

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.653
  • Sexo: Feminino
    • http://www.anaadams.com
Resposta #4 Online: 21 de Julho de 2008, 13:09:02
Obrigada Pedro e Marcelo,
é mesmo uma foto muito triste, como tudo  o que deriva de guerra e miséria.

()s

GuiGui



Pedro Henrique

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 6
  • Sexo: Masculino
Resposta #5 Online: 21 de Julho de 2008, 17:53:51
Não acredito que a foto tenha contribuido para o suicidio do soldado, e pelo que fala na matéria realmente não. O problema mesmo é o distúrbio de stress pós-traumático. É comum as pessoas terem problemas psicologicos depois da guerra.

A guerra do viatnam deixou muitos americanos com graves sequelas. Mas também é compreensivel o fotografo se sentir culpado.
Eu sou estudante de jornalismo, o fotojornalismo tem aspectos polemicos mesmo, mas não vejo nada de errado com esta foto, o fotografo não teve culpa, o que levou o soldado ao suicidio com certeza foi outra coisa.
Não conhecia esta foto mas realmente é sensacional.


Adriana Barros

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 220
Resposta #6 Online: 21 de Julho de 2008, 23:16:50

       É interessante,embora triste,perceber que parece existir mais "vida" no olhar do menino do que no do soldado.Penso na exigência emocional de uma guerra,que leva muitos ao encontro de seus próprios limites.Acredito,a foto retratou o que já estava em curso no soldado...o questionar ausentar-se da vida...seu olhar me lembra "ausência".

       Ao fotógrafo,é compreensível o impacto ao suicídio e o pensar na possível contribuição da foto. A escolha da morte apresenta mistérios e desafios para a psicologia, psiquiatria e afins.Toca a emoção,principalmente,dos que,de alguma maneira,têm uma ligação com quem sofreu a ponto de não mais desejar a vida.Ao fotografar,nos relacionamos.

              Adriana.


Chello

  • Trade Count: (15)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.638
  • Sexo: Masculino
Resposta #7 Online: 22 de Julho de 2008, 00:00:51
E isso levanta uma questão muito polêmica: A responsabilidade que temos com uma câmera na mão!
Mesmo não sendo um profissional, sua imagem pode ser publicada, divulgada e afetar de forma muito negativa a vida do retratado.
Nesse caso específico eu não acho que a foto tenha contribuido para o suicídio, e também obviamente não a considero invasiva, pois retratava algo triste porém de total interesse do mundo.
Mas, é preciso bom senso e cuidado ao se fotografar, pois lidamos com a imagem de outras pessoas e isso é muito delicado.

Abs
Chello
Fotojornalista
Nikon

Site | Fanpage | Instagram | Flickr


Guto Marc

  • Trade Count: (14)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.552
    • http://www.gutomarcondes.com.br
Resposta #8 Online: 22 de Julho de 2008, 08:41:20
Fiquei 1 ano no exército Brasileiro. O stress e a dor de cabeça que é muitos não tem noção. Isso porque somos um país pacífico. Imagina  o treinamento que eles recebem; e vou além..... guerra é outra história. Pelo que já li e ouvi depois que um soldado volta da guerra nunca mais consegue dormir direito. O psicológico fica destruído.
** NÃO TRABALHO MAIS COM SEGURO DE EQUIPAMENTOS **

Visitem meu blog sobre fotografia : http://www.gutomarcondes.com.br/blog e conheçam mais sobre a profissão no dia a dia. Conheçam também http://www.fotografosocial.com.br e http://www.gutomarcondes.com.br
Não respondo MP com dúvida de equipamentos/fotografia. Abra um tópico pois isso é importante para o fórum !


Adriana Barros

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 220
Resposta #9 Online: 24 de Julho de 2008, 00:49:42

        Concordo com o Chello...para usar a câmera devemos considerar e agir com ética...o certo e o errado...como em tudo na vida.

           Beijo!


Noel Thomas

  • Trade Count: (7)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 248
  • Sexo: Masculino
Resposta #10 Online: 24 de Julho de 2008, 23:11:25
Apesar da polêmica acerca de sua veracidade, Tiros em Columbine, de Michael Moore, retrata a política do medo como ferramenta pelos governantes americanos para definir as direções do processo eleitoral, inclusive, possibilitou a vitória de George Bush. Talvez isso seja somado nesse olhar "vazio".
Ufanismo total.


caio770

  • Trade Count: (1)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 105
  • Sexo: Masculino
Resposta #11 Online: 25 de Julho de 2008, 16:28:28
além de tiros em columbine, temos elefante, do gus van saint, q mostra uma visão mto mais profunda e pessoal - ainda q totalmente impessoal! - de um psicológico destruído e do q ele pode causar.

mas eu ainda acredito q a política do medo dá certo apenas até certo ponto. meio q uma coisa "o povo não deve temer o seu governo, mas o governo é que deve temer o seu povo" - alan moore, v de vingança.

e aí entra a questão da responsabilidade do fotógrafo. em tese, ele está na guerra pra q saibamos o q acontece, quase que em tempo real. mas há sempre o fator d escolha pessoal do fotógrafo - o q mostrar e o q esconder... isso sempre será um problema!

- meu primeiro tópico aqui! olá a todos!


Anderson Fonseca

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 691
  • Tião Carreiro e Pardinho Salva!!!!!!
Resposta #12 Online: 26 de Julho de 2008, 00:04:54
o soldado foi criado na cultura americana, em que tudo é esquisito e as pessoas se tornam suicidas em potencial por qualuqer motivo, aí o cara ainda vai para aguerra, sabe-se lá oque passou po lá...acho que a foto alí é o de menos...