Autor Tópico: Equipamentos nas alfândegas  (Lida 671 vezes)

felipe aldus

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 32
  • Sexo: Masculino
  • Felipe Stanque
    • Design gráfico, educação a distância e Moodle.
Online: 29 de Julho de 2005, 00:57:41
Olá pessoal!

Pergunto aos mais experientes: como se declara o equipamento que levarei em uma viagem para a Europa? Nunca viajei de avião para o exterior...
Tenho que arranjar alguma declaração na Receita ou Polícia Federal?

Obrigado pela ajuda!

Felipe
 
Felipe Junior<br/>Designer gráfico<br/>http://lattes.cnpq.br/1055302067904510


Zyk

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 341
Resposta #1 Online: 29 de Julho de 2005, 01:33:18
Fiz duas viagens para fora e sempre declarei o notebook. Só ir até a receita federal e preencher uma folha. Eles colam uma adesivo no aparelho e lhe entregam uma folha. No retorno não fui revistado e olha que nem o passaporte brasileiro eu tenho.

PS: existe um posto de receita federal no aeroporto internacional.
« Última modificação: 29 de Julho de 2005, 01:34:18 por Zyk »


Tiago

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 109
    • http://
Resposta #2 Online: 29 de Julho de 2005, 08:30:52
vc teve que pagar algo? teve que apresentar a nota fiscal do produto?


igopa

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 61
Resposta #3 Online: 29 de Julho de 2005, 08:46:10
Boa pergunta.

Precisa da nota para declarar?


E eu que comprei na BH? Tenho apenas a nota fria.


Vou para a Europa também...Como faço para declarar? é Possível nessas condições (comprado na BH)?
Igo Proença

Câmera: Konica-Minolta Dimage Z3


Zeiss

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 698
    • Melhor pra Deus
Resposta #4 Online: 29 de Julho de 2005, 09:34:29
B) Dizer que a nota é fria é fácil, mas para a receita eles tinham que fazer toda uma investigação até chegar a essa conclusão, o que de fato nunca farão a partir de um pedido desses no posto do aeroporto, até pq a grande maioria das pessoas não tem mais a nota de seus produtos e nunca vi a recita apreender bens usados em uso por um particular dentro do país(na alfandega ao vir do exterior é diferente), o que eles procuram é bens que estão em transito, em lojas ou com uma pessoa mas em quantidade. Iso é o que eu acho.
Bye
João Bosco
Sony Alpha A100+18-70+F56AM
Sony NEX F3 Black+18-55
Panasonic Lumix TZ10
boscovieira@hotmail.com-Fortaleza-CE


brunofermino

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 188
  • Sexo: Masculino
Resposta #5 Online: 29 de Julho de 2005, 11:36:47
Bom, meu irmão viajou para o exterior nesse último mês, e eu quem fui declarar para ele os equipamentos na Receita.
Fui ao posto da receita no aeroporto internacional, e preenchi uma folha la com descrição do equipamento e número de série.
O rapaz verificou se estava tudo correto, fez uma cópia pra ele (algo assim, não lembro), e me deu de volta a folha que preenchí.
Creio que caso tenha algum problema na volta seja somente mostrar este papel devolvido pela receita.
O único problema é de mercadorias trazidas do exterior, que existe uma cota para trazer, que é de US$500,00.
mas ai ja não sei ao certo como funciona.
#Bruno Fermino#
Santo André - SP
Equipamento:
Lumix Panasonic Fz5 + SD512 Mb + Adaptador + Parassol


Zyk

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 341
Resposta #6 Online: 29 de Julho de 2005, 18:12:59
Nas duas experiências, não paguei nada, nem a nota fiscal exigiram.