Autor Tópico: Canon finaliza estudo de fábrica  (Lida 1563 vezes)

Fernanda Maia

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.960
  • Sexo: Feminino
Online: 18 de Agosto de 2008, 10:28:02
Três anos depois de iniciar os estudos de viabilidade econômica para a fabricação de de seus equipamentos no Brasil, o grupo japonês Canon finalizou os trabalhos e agora, aguarda a aprovação definitiva da matriz. A conclusão da análise é de que o melhor caminhpara a companhia no mercado brasileiro é investir na produção local, seja por meio de uma fábrica própria ou de um parceiro de manufatura.
A questão principal é o preço. A projeção é de que se os produtos fosse fabricados no país, o preço médio cairiam 45% em relação aos valores atuais. "Só no Brasil não temos um preço competitivo", diz AkihikoMatsumaru, presidente da Canon América Latina.
Segundo o executivo, as câmeras digitais seriam o primeiro produto a entrar na linha de produção da fábrica. As impressoras viriam depois. Tudo isso, porém, depende do sinal verde da matriz. Por enquanto não há previsão de quando a decisão sairá. (...)

Fonte: Valor Econômico
Fernanda Maia
Sony H2
Nikon D90, Sigma 50mm macro



LuizNdo

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.407
  • Sexo: Masculino
  • Tente, invente.
Resposta #1 Online: 18 de Agosto de 2008, 11:10:40
Queda de 45% no praço aqui??? Uau!

Isso é quase-praticamente o que se consegue comprando lá de fora na B&H.

Tomara que a Matriz libere não só as cameras mas principalmente as lentes!
>> Belo Horizonte <<
Fotógrafo Entusiasta.
Sony P100
Canon 7D e XT + 18-55 mm + 75-300 mm USM III + Canon 50mm f1.8 + Sigma 10-20mm + Canon 100-400mm L IS + Adaptador de Telescópio!
Meu Flickr


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.740
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #2 Online: 18 de Agosto de 2008, 11:10:41
Com os impostos de importações ridículos que temos no Brasil essa acaba sendo a única alternativa mesmo.
PEna que nosso mercado não é tão tentador para muitas empresas venham buscar isso. :(
« Última modificação: 18 de Agosto de 2008, 11:12:08 por Leo Terra »
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


LuizNdo

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.407
  • Sexo: Masculino
  • Tente, invente.
Resposta #3 Online: 18 de Agosto de 2008, 14:16:44
Leo, com os impostos extorcivos praticados no Brasil, não há como ter mercado mesmo.

Basta ver como cresceu o restrito mercado de DSLR com a atual atenção dada pelos "shoppings populares".

É a famosa "iniciativa Law Kin Chong de Popularização e Inclusão Digital" :D
>> Belo Horizonte <<
Fotógrafo Entusiasta.
Sony P100
Canon 7D e XT + 18-55 mm + 75-300 mm USM III + Canon 50mm f1.8 + Sigma 10-20mm + Canon 100-400mm L IS + Adaptador de Telescópio!
Meu Flickr


Shinon

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 141
  • Sexo: Masculino
    • Shinon's Multiply
Resposta #4 Online: 18 de Agosto de 2008, 16:22:41
Realmente, com uma produção interna, sem impostos de importações, a queda no preço vai ser drástica.
Pena que eu uso Nikon....Até que a Nikon poderiam fazer isso aqui também...hehehe
Belo Horizonte/MG
Nikon D80 + Nikon 18-135mm f/3.5-5.6G ED-IF AF-S DX + Nikon 70-300mm f/4.5-5.6G ED-IF AF-S VR

http://www.flickr.com/photos/shinon_sze/
http://shinon.multiply.com


Beto Eterovick

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.390
  • Sexo: Masculino
  • NOVO SITE: www.betoeterovick.fot.br
Resposta #5 Online: 18 de Agosto de 2008, 18:32:47
Nossa, isso podia acontecer mesmo! Seria ótimo!
Eu ía deitar e rolar! rsrsrs


Sandro Amaral

  • Trade Count: (6)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.076
  • Sexo: Masculino
  • Pedi e dar-se-vos-á...Mt 7:7
Resposta #6 Online: 18 de Agosto de 2008, 18:33:34
Acredito que os estudos da Canon tenham levado em conta a pesadíssima carga tributária que temos neste país, pois ela realmente estaria navegando contra a maré pois temos muitas empresas daqui que estão fechando e indo para a China.

O que deve acontecer com uma potência como a Canon é uma pesadíssima isenção tarifária e outras "benesses" estatais que nós, pobres mortais, nem imaginamos.

A atração de uma empresa deste porte traz junto uma imensa gama de outros benefícios para o Estado, imagine o quanto venderia uma Canon 40% mais barata, isso gera ICMS através da venda de produtos e por aí vai.

Agora ficar mais barata que a BH acho bem difícil.

Abraço.
SANDRO AMARAL - Curitiba-PR

Srs. Não responderei perguntas enviadas por MP. Socialize sua dúvida abrindo um tópico. Ajuda você, outras pessoas e o fórum. Obrigado.



pedro_raythz

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 8.469
  • Sexo: Masculino
Resposta #7 Online: 18 de Agosto de 2008, 19:36:59
Isso se forem fabricar reflex né... podem ser só compactas :\


lincão

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 289
  • Sexo: Masculino
    • System Adm BR
Resposta #8 Online: 18 de Agosto de 2008, 21:24:42
Isso sem falar que eles vão poder exportar para o Mercosul....Mais penso igual ao Leo, será que o nosso mercado (e dos nossos Hermanos) compensaria a abertura de uma fabrica aqui?
« Última modificação: 18 de Agosto de 2008, 21:25:36 por lincão »
Lincoln Zuljewic Silva
São Paulo/SP
lsilva@system.adm.br

System Adm BR




Luciano Martins

  • Trade Count: (12)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 138
  • Sexo: Masculino
Resposta #9 Online: 20 de Agosto de 2008, 13:41:26
- Fiquei sabendo que o melhor mercado da BH é o Brasil, onde uma qtde considerável de compradores estão por aqui, nao é a toa que compramos com eles de forma "especial".

- O Brasil tem a segunda cidade do mundo que mais compra HELICÓPTEROS, que é São Paulo.

- Montadoras de carro estão vindo cada vez mais para o Brasil.

Será que já não passou da hora de Canon e Nikon fabricarem algo por aqui ?
Fotografia como estilo de vida, um dia eu chego lá !


gfranco

  • Trade Count: (1)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 93
Resposta #10 Online: 20 de Agosto de 2008, 13:45:32
Bom...basta ver outros produtos de fábricas estrangeiras que são produzidos no Brasil e não tem nenhuma redução de preço com relação aos preços praticados fora do país e vocês verão que não adianta abrir fábrica aqui que não vai baratear em nada o custo final ao consumidor, porque a empresa acaba pagando dezenas de impostos em cascata até chegar ao preço final. Vai sonhando que eles vão montar uma fábrica aqui e reduzir 40% ao comsumidor...o governo é voraz por arrecadação!


Fernanda Maia

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.960
  • Sexo: Feminino
Resposta #11 Online: 20 de Agosto de 2008, 14:34:16
Um bom exemplo disso é que se você importar um Ford Fusion dos EUA, ele sai mais barato do que se comprar um aqui no Brasil. Isso com todos os impostos incluídos ainda assim sai uns R$ 10.000,00 mais barato.
Dá prá entender?
« Última modificação: 20 de Agosto de 2008, 14:34:39 por Fernanda Maia »
Fernanda Maia
Sony H2
Nikon D90, Sigma 50mm macro



dondon

  • Trade Count: (5)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.287
  • Sexo: Masculino
    • Plínio Dondon
Resposta #12 Online: 20 de Agosto de 2008, 15:18:52
Fernanda, isso acontece devido ao mercado. Preço praticado por concorrentes x preço que os consumidores aceitam. Se Honda, Volks, Toyota vendem seus sedãs por 80 mil, a Ford também o fará, independente do custo.

Essa redução de preço de 45% da Canon é ilusória. Se uma DLSR de entrada custa hoje no mercado brasileiro cerca de 2000 mil reais, continuará custando isso mesmo que o custo para o fabricante caia 45%. A questão é, "Todo mundo vende por X, as pessoas compram, venderemos por X também e garantiremos mais lucro."

A lógica é sempre nivelar por cima, e não por baixo.  :doh:

Abraços.


Sandro Amaral

  • Trade Count: (6)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.076
  • Sexo: Masculino
  • Pedi e dar-se-vos-á...Mt 7:7
Resposta #13 Online: 22 de Agosto de 2008, 22:31:07
Don, o problema é que não existirá "todo mundo", só existirá a Canon.

Estudo bastante este assunto e te digo que o preço até poderá manter-se o mesmo mas não por decisão da Canon mas sim pelo peso dos impostos.

Opreço mantem-se o mesmo apenas quando as empresas trabalham em conluio com lucros muito acima dos seus custos, mas neste caso, a Canon dominará o mercado porque até onde sei não existe outra empresa de porte que fabrique máquinas aqui, ou existe alguma coisa na Zona Franca ainda?

Posso até apostar numa queda inicial do lucro, a instalação na zona franca de Manaus ou em outro Estado com pesados incentivos fiscais o que ocasiona grande queda nos preços, preço cai maior venda, maior venda maior lucro, maior lucro maior produção,maior produção menor custo de produção, menor custo de produção menor preço e isso gera a espiral.

Abraço.
SANDRO AMARAL - Curitiba-PR

Srs. Não responderei perguntas enviadas por MP. Socialize sua dúvida abrindo um tópico. Ajuda você, outras pessoas e o fórum. Obrigado.