Autor Tópico: Fotometria com flash  (Lida 2801 vezes)

rafaelfrota

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 254
  • Sexo: Masculino
  • "Toda a arte é absolutamente inútil" (O. Wilde)
    • http://www.rafaelfrota.com
Online: 20 de Agosto de 2008, 18:16:00
Olá amigos

Eu recém adquiri uma Canon Xt para começar a aprender fotografia e sempre usei luz contínua pela falta de recursos de minha parte. Uma amiga me chamou para fazer uns cliques no estúdio dela e usei flash pela primeira vez na vida. Usamos um conjunto da atek, o digilight 160 para fazer fotos de uma modelo. Como a XT não tem entrada PC, usamos um cabeçote conectado na sapata.
Logo assim que conectei e tentei fotometrar o assunto em modo M, ele me deu um EV com uma velocidade baixissima e a abertura no maximo. E mesmo assim o resultado foi desastroso. Tentei de todas as formas buscar a fotometria pela objetiva, mas nunca obtinha alguma coisa que pelo menos me desse uma velocidade de pelo menos 1/60. Depois de algum tempo revirando, resolvi apelar para o desespero e comecei a chutar valores de velocidade e abertura até que consegui chegar a algo como 1/250 F 5.6 e consegui exatamente a exposição que eu queria. Eu sei que isso é dar um tiro no pé e muito amador, mas só na tentativa e erro consegui acertar.
Procurando informações sobre o assunto, ouvi dizer que o fotometro interno só entende exposição de luz continua ou de flash da propria sapata, mas nao sei ao certo a validade disso.
Pensando nisso, gostaria de saber dos amigos tarmbados o seguinte:
- Como eu posso conseguir uma perfeita exposição usando essas tochas da atek acopladas no cabeçote?
- De que forma vcs fotometram o assunto nessas condições?

Dicas, sugestões, links ou esporros serão bem-vindos!

E desculpem  a pergunta besta...é que estou animado pra continuar fotografando com meu novo brinquedo.

Um abraço!


rafanubi

  • Trade Count: (6)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.874
  • Sexo: Masculino
    • Lentedorafa
Resposta #1 Online: 20 de Agosto de 2008, 19:01:39
NO quote:

- Como eu posso conseguir uma perfeita exposição usando essas tochas da atek acopladas no cabeçote?
Com um fotômetro!! hehe

- De que forma vcs fotometram o assunto nessas condições?
Com um fotômetro beeeem barato e obrigatório em todas as DSLR digitais: o LCD!


Explicando melhor...
O seu problema foi o seguinte: vc tentou fotometrar pela própria câmera. Porém, ela só dá leitura instantânea da luz que está "vendo", ou seja, a luz ambiente. A luz do flash é muito rápida!!
Nos fotômetros "de mão" vc pode usar um set que te dá uma leitura da luz "máxima" assim vc seta o fotômetro, dispara o flash e vê a leitura "congelada" no fotômetro. Já na câmera isso não acontece.

O que vc deve entender é o seguinte:
Há 3 formas de se mexer na fotometria de uma foto ISO, Abertura, Velocidade. O flash só depende de Abertura e ISO, enquanto que a luz ambiente depende dos dois E da velocidade. Em estúdio, com flashes e etc, vc geralmente qr "matar" a luz ambiente. Para isso vc joga a velocidade para o máximo do sincronismo do flash, geralmente 1/200, 1/250.

O que eu faço qd estou usando flashes em modo manual é o seguinte:
1. Geralmente escolho um ISO legal que não me dê mt ruído, mas que me deixe um bom range de aberturas pra trabalhar. Geralmente ISO 200 ou 400. Qd tá mt escuro e eu quero pegar o ambiente subo o ISO pra 800...

2. Escolho uma abertura legal que me dê a profundidade de campo necessária. Digamos que seja um F8.

3. Largo a velocidade em 1/250 que é o máximo que consigo sincronizar com meus flashes na xti usando radioflash. Desta forma "mato" a luz ambiente. Se em 1/250 a luz ambiente está muito clara ainda, eu diminuo a abertura.

4. Ajusto a potência do flash e a distância dele ao assunto para conseguir uma boa exposição do flash.

5. Diminuo a velocidade até conseguir uma boa exposição da luz ambiente.

6. Retorno do passo 1 ao 6 ajustando até conseguir valores que me agradem totalmente.

7. SHOOT AWAY! hehe

Já já retorno com um link do www.strobist.com falando mais sobre isso. Este blog é LEITURA OBRIGATÓRIA para quem quer trabalhar com flashes "fora da câmera".

Resumindo:
- A luz ambiente tá mt clara? Aumenta a velocidade.
- A luz ambiente tá escura? Diminui a velocidade.
- A luz do flash tá mt clara? Fecha o diafragma e aumenta a velocidade para manter o balanço com o ambiente.
- A luz do flash tá mt escura? Abre o diafragma e diminui a velocidade para manter o balanço com o ambiente.
- Mexer no ISO aumenta ou diminui a exposição ambiente e do flash.


Espero que tenha ajudado!!

Grande abraços,
Rafa.

e-mail: r.a.s.santos@globo.com
skype: rafanubi
Rio de Janeiro/RJ


kiran

  • Trade Count: (16)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 633
  • Sexo: Masculino
    • PROFISSIONAL
Resposta #2 Online: 20 de Agosto de 2008, 19:02:19
oi rafa
básico: o fotómetro só mede luz continua, o flash apenas
ilumina por 1/10mil de seg, então só vai conseguir medir com um flashimetro, qué um fotometro específico para captar o instante do flash.
para acertar as luzes de estudio sem o flashimetro,
o que vc pode fazer é :
primeiro setar o iso 200, depois
coloca a velocidade de sincronismo, 1/60 ou 1/125, e se
a tua maquina tem mais pode ser mais tipo 1/180 o 1/250.
se não há luz ambiente não faz diferencia. se ouver alguma
luz então quanto mais alta a velocidade (1/250) menos dessa luz vai captar na foto, só vai pegar o flash mesmo,
então o ponto crítico: o diafragma.
2 flashes 160 a 2 mts da modelo, vai te dar um f8 aprox.
faz uma foto e olha no histograma do lcd, ou leva para o micro, depois mexe a distancia dos flashes até a modelo
ou muda o diafragma até acertar.
se quiser usar um F mais aberto afasta os flashes,
se falta luz, muda o iso para 400 ou mais.
abrazo

 :ok:


rafanubi

  • Trade Count: (6)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.874
  • Sexo: Masculino
    • Lentedorafa
Resposta #3 Online: 20 de Agosto de 2008, 19:11:49
Os links!! São usados "speedlites", mas o conceito é o mesmo.
Eu indico vc começar a ler aqui onde é dado um resumo do que é o site, das lições e etc.

Mas seguem alguns links interessantes para pegar o conceito:
- Balanceando Flash e Ambiente 1: http://strobist.blogspot.com/2006/03/lighting-101-balancing-flash-and.html
- Balanceando Flash e Ambiente 2: http://strobist.blogspot.com/2006/03/lighting-101balancing-flash-with.html
- Sombrinhas: http://strobist.blogspot.com/2006/03/lighting-101-umbrellas.html
- Rebatendo no teto e paredes: http://strobist.blogspot.com/2006/03/lighting-101-bouncing-off-of-walls-and.html
- Géis: http://strobist.blogspot.com/2006/03/lighting-101-using-gels-to-correct.html

Abraços

e-mail: r.a.s.santos@globo.com
skype: rafanubi
Rio de Janeiro/RJ


Marcelo Favero

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 767
  • Sexo: Masculino
    • Marcelo dos Santos
Resposta #4 Online: 20 de Agosto de 2008, 19:24:11
é... certo, certo mesmo é usar o fotometro manual, externo...
Esse vc conecta no cabo do de cada tocha, mede cada área do assunto com a luz do flash incidindo nele e vai na certeza. Poupa seu obturador, seu tempo e tempo do cliente.
Tudo bem, vai pagar aí entre 500,00 e 1.500 rais (os mais comuns). Mas é o mais prático.

Abraços
Marcelo dos Santos

Associado Fototech


rafanubi

  • Trade Count: (6)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.874
  • Sexo: Masculino
    • Lentedorafa
Resposta #5 Online: 21 de Agosto de 2008, 00:33:06
é... certo, certo mesmo é usar o fotometro manual, externo...
Esse vc conecta no cabo do de cada tocha, mede cada área do assunto com a luz do flash incidindo nele e vai na certeza. Poupa seu obturador, seu tempo e tempo do cliente.
Tudo bem, vai pagar aí entre 500,00 e 1.500 rais (os mais comuns). Mas é o mais prático.

Abraços

Depois que se pega a "ginga" de setar os flashes manualmente esse processo é bem rápido e as vezes até mais prático que usar um fotômetro.

e-mail: r.a.s.santos@globo.com
skype: rafanubi
Rio de Janeiro/RJ


rafaelfrota

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 254
  • Sexo: Masculino
  • "Toda a arte é absolutamente inútil" (O. Wilde)
    • http://www.rafaelfrota.com
Resposta #6 Online: 21 de Agosto de 2008, 17:12:39
Pessoas, MUITO obrigado mesmo. Vcs solucionaram uma dúvida muito esquisita minha.
Eu estava mesmo preocupado com essa história de medir a exposição. Como os flashes de sapata dão essa informação para a camera, eu achei que isso seria obvio com qq outro flash.

kiran
Foi exatamente o que fiz, mas eu estava P da vida pq eu achava que estava sendo muuuuuuuito retardado ao fazer isso.  E vc está certo..eu consegi um f:9 iso 400. Eu tb achava que iso 400 com flash era coisa de gente perturbada.

Marcelo
Pois é, nao tenho a menor pretensão de comprar um fotometro...até pq nao sou profissional, eu uso pra meus trabalhos artisticos particulares. mas temo que isso esteja virando um vicio incontrolavel!

rafa
Rapaz, depois da tua explicação eu pude ficar em paz! Como eu disse, eu achava que medir a luz pelo lcd fosse uma coisa tão macabra que iriam acabar me crucificando de cabeça pra baixo! Tá, não é a coisa mais ortodoxa do mundo, mas parece que está virando uma coisa bem normal. Eu fiquei pensando "e se eu estivesse com minha canon de filme, como eu ia me virar?".
Quanto aos links...obrigado por destruir as minhas noites. Agora eu to indo dormir 5 horas da manhã por sua causa! hahahaha  :D
Agora vou ter que dar uma vasculhada no fórum pra entender essa macumba que é o histograma. É tão surreal pra mimq ue se eu estivesse na idade média mandaria queimar quem sabe ler um!  :aua:

Obrigado a todos e bons cliques!




kiran

  • Trade Count: (16)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 633
  • Sexo: Masculino
    • PROFISSIONAL
Resposta #7 Online: 21 de Agosto de 2008, 17:15:20
 É tão surreal pra mimq ue se eu estivesse na idade média mandaria queimar quem sabe ler um!  :aua:


queima!! queima!! queima!!  :hysterical:


rafanubi

  • Trade Count: (6)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.874
  • Sexo: Masculino
    • Lentedorafa
Resposta #8 Online: 21 de Agosto de 2008, 19:39:31
huauhahu Vc está igual a mim qd descobri o strobist... Demora um tempo pra começar a acompanhar. Agora tenho o RSS dele nos meus favoritos e leio sempre que sai coisa nova. Tem ficado mais comercial agora, mas de vez em quando rola um puta post lá.


O histograma é mole. Ele indica quantos pixels de cada nível de iluminação tem na sua foto... Ou seja, o eixo horizontal indica o "nível de iluminação", quanto mais pra direita, mais claro. O eixo vertical indica a quantidade de pixels, quanto mais alto, maior.

Vou mostrar alguns exemplos de histograma:

Branco total

*Somente 1 coluna lá na direita pq todos os pixels são brancos.

Preto Total

*Somente 1 coluna lá na esquerda pq todos os pixels são brancos.

"Degradé"

*Histograma bem dividido pois há mais ou menos a mesma quantidade de pixels pra cada "luminosidade".

Foto bem fotometrada (nem tanto... hehe)

*Veja que o histograma está bem dividido, com um peso um pouco maior pra parte esquerda pq o fundo é bem escuro.

Pronto agora vc já sabe o que é o histograma e pq ele é tão útil! Ou seja, vc tb iria para a fogueira!!! huahuahu

AH! Vale lembrar que o histograma é monocromático. Isto que dizer que, em uma foto colorida, vc tem 3 histogramas: um para o verde, outro pro vermelho e outro pro azul. Ou 4 no caso de cores CMYK... NO lightroom vc consegue visualizar cada um com a sua cor própria e sobrepostos. No PS vc vê apenas 1 que é a sobreposição dos 3.

Abração,
Rafa.
« Última modificação: 21 de Agosto de 2008, 19:41:59 por rafanubi »

e-mail: r.a.s.santos@globo.com
skype: rafanubi
Rio de Janeiro/RJ


rafaelfrota

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 254
  • Sexo: Masculino
  • "Toda a arte é absolutamente inútil" (O. Wilde)
    • http://www.rafaelfrota.com
Resposta #9 Online: 24 de Agosto de 2008, 23:36:22
Rafa

Eu já quase peguei a manha...passei a semana lendo bastante coisa sobre histogramas, e eu tenho ainda algumas dúvidas essenciais. Vamos tomar o seu hostograma, por esemplo:




No quadro 1, quando aparece essa linha nas laterais, indica o "estouro" de áreas. Na esquerda, excesso de pixels valor 0, na direita excesso de pixels valor 255. Quando eu vejo essa linha eu jah remeto a algo "maligno".
Como eu posso definir se isso é bom ou ruim pra minha exposição? Sempre que essa linha aparece assim sozinha é sinal de erro de exposição? No caso a sua ainda é baixa, mas tem vezes que ela vai ao topo mesmo. Isso tem a ver com a latitude da camera e o fato de sacrificar areas pela baixa latitude?

No quadro 2, o que me faz entender é que existe um defcit de pixels claros. O ideal é que esse histograma fosse mais alongado até atingir a marca de 255?

Pelas coisas que eu li, o que importa num histograma são:
- as extremas laterais, as "linhas malignas" que indicam estouro
- o topo da "montanha" que vai indicar se está super ou sub exposto (ou se a imagem é high ou low key, depende da foto)
- a espessura da "montanha", que vai indicar a intensidade do contraste.

Ou seja, assim que eu olhar pro histograma eu tenho que ver se ele tem uma boa largura, de preferencia pegando de 0 a 255, se nao está estourando nas "linhas do mal" (e se estourar por causa da latitude, senta e chora) e, caso a imagem nao seja high nem low key, obeservar se o topo da montanha fica mais proximo do centro do eixo.

É mais ou menos por aí ou td que eu falei é um grande absurdo?!



rafanubi

  • Trade Count: (6)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.874
  • Sexo: Masculino
    • Lentedorafa
Resposta #10 Online: 25 de Agosto de 2008, 00:19:35
Rafa

Eu já quase peguei a manha...passei a semana lendo bastante coisa sobre histogramas, e eu tenho ainda algumas dúvidas essenciais. Vamos tomar o seu hostograma, por esemplo:




No quadro 1, quando aparece essa linha nas laterais, indica o "estouro" de áreas. Na esquerda, excesso de pixels valor 0, na direita excesso de pixels valor 255. Quando eu vejo essa linha eu jah remeto a algo "maligno".
Como eu posso definir se isso é bom ou ruim pra minha exposição? Sempre que essa linha aparece assim sozinha é sinal de erro de exposição? No caso a sua ainda é baixa, mas tem vezes que ela vai ao topo mesmo. Isso tem a ver com a latitude da camera e o fato de sacrificar areas pela baixa latitude?

No quadro 2, o que me faz entender é que existe um defcit de pixels claros. O ideal é que esse histograma fosse mais alongado até atingir a marca de 255?

Pelas coisas que eu li, o que importa num histograma são:
- as extremas laterais, as "linhas malignas" que indicam estouro
- o topo da "montanha" que vai indicar se está super ou sub exposto (ou se a imagem é high ou low key, depende da foto)
- a espessura da "montanha", que vai indicar a intensidade do contraste.

Ou seja, assim que eu olhar pro histograma eu tenho que ver se ele tem uma boa largura, de preferencia pegando de 0 a 255, se nao está estourando nas "linhas do mal" (e se estourar por causa da latitude, senta e chora) e, caso a imagem nao seja high nem low key, obeservar se o topo da montanha fica mais proximo do centro do eixo.

É mais ou menos por aí ou td que eu falei é um grande absurdo?!



Vc está sendo técnico demais... hehe Raramente vc vai precisar chegar a esse nível de precisÃo. Basicamente, nas poucas vezes que eu olho o histograma quando estou fotografando (geralmente eu acerto na pós...), verifico se ele está bem distribuído. Mas há imagens que vc qr deixar mais escuras ou mais claras, aí não tem jeito, vai ficar desequilibrado.
A sua leitura do histograma da minha imagem está correta sim. Ele está mais puxado pro lado esquerdo por causa da grande qtde de partes escuras da foto, mas isso não tem como acertar devido a própria natureza da cena (fundo, cabelos, etc..). Quanto a parte final, pode ser que falte um pouco de pontos "claros"de acordo com o histograma, mas vc sente falta deles olhando pra foto?!

Eu escolhi uma foto ao acaso que estava no meu desktop... Mas vc pode ver que o histograma tá bem balanceado e tal... Qd tiver com mais tempo (se é que terei) coloco mais 2 exemplos, 1 sub e 1 super exposto.

Essas técnicas são apenas guias, fotografia não é puramente técnica!! :ok:

Abração

 
« Última modificação: 25 de Agosto de 2008, 00:21:45 por rafanubi »

e-mail: r.a.s.santos@globo.com
skype: rafanubi
Rio de Janeiro/RJ


kiran

  • Trade Count: (16)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 633
  • Sexo: Masculino
    • PROFISSIONAL
Resposta #11 Online: 25 de Agosto de 2008, 00:27:43
pera aí, vamos começar pelo que importa: não tem histograma "ideal", nem lineas malignas, fora capeta! :eek:
o histograma só faz sentido com uma imagem ao lado.
se vc fotografar uma rosa branca num fundo preto, nunca
vai escolher a foto como boa pelo histograma :doh:

se a tua imagem tiver um preto estourado, vai subir uma linea no estremo esquerdo, isso não é (nescesariamente)um erro, é apenas
um preto estourado, um preto sem detalhes, se for o fundo
tá legal. se for o rosto de um cidadão então faz a foto de novo, hehehe.
coloca a imagem junto ao histograma para poder explicar.


rafaelfrota

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 254
  • Sexo: Masculino
  • "Toda a arte é absolutamente inútil" (O. Wilde)
    • http://www.rafaelfrota.com
Resposta #12 Online: 25 de Agosto de 2008, 00:45:17
Kiran

O histograma acima é o mesmo histograma da foto do meu xará. Tomei como base esta foto apenas pra entender o conceito geral da coisa, de uma forma beeeeeeemmm abrangente. É só pra pegar o "ispríto da coisa" jah que esse assunto está metafísico demais!

Daqui a pouco vou pedir ajuda ao Padre Quevedo, pq esse assunto está tomando direções metafísicas! hahahahah


rafaelfrota

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 254
  • Sexo: Masculino
  • "Toda a arte é absolutamente inútil" (O. Wilde)
    • http://www.rafaelfrota.com
Resposta #13 Online: 25 de Agosto de 2008, 00:50:55
Rafa

Mas é isso aí mesmo...eu exagerei na interpretação só pra saber se eu tava lendo a "côusa" na boa...se eu interpretei certo, entao estou tranquilo. Nao sinto realmente falta de nada na sua foto..era só uam forma de forçar a barra só por questões didáticas.
Agora estou mais feliz...vou dormir às 5 da matina e agora to viciado em histogramas

Tá com o cartão de crédito em dia? Por sua causa agora vou ter que procurar ajuda médica! hahahaha   :assobi:

Brigadão, véio!


kiran

  • Trade Count: (16)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 633
  • Sexo: Masculino
    • PROFISSIONAL
Resposta #14 Online: 25 de Agosto de 2008, 01:02:10
é isso aí rafa,
se vc pega a foto e abre o Ctrl_L e mexe um pouco olhando para o q acontece a ficha "vai cair".
o quadro 1, mostra q a um preto estourado, e que tem falta
de preto na segunda tonalidade mais escura q aparece na imagem,
o quadro 2 por outro lado, mostra q o branco, não tá no seu maximo esplendor possivel,
se vc mexer nas duas setas até alcançar os inicios das montanhas, (os limites das caixas q vc desenhou) vai ter uma imagem um pouco mais brilhante e mais contrastada, podendo ainda diminuir o aumentar o contraste mexendo na central após as anteriores.
ajudei?