Autor Tópico: [ARTIGO] Filme X Digital - Uma Resposta Definitiva?  (Lida 39459 vezes)

Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.741
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Online: 02 de Agosto de 2005, 14:03:58
Filme X Digital - Uma Resposta Definitiva? FASE 1

Finalmente terminei o artiguinho comparativo entre filme e digital. Em primeiro lugar vou esclarecer a metodologia usada no comparativo. O comparativo foi feito com um cromo Fuji Fujichrome Velvia 100F ISO 100, no formato 35mm, e a digital Nikon D70 com ISO 200 em configuração defaut, usando a mesma lente, no mesmo cenário, com as mesmas condições de luz, nas configurações das câmeras foram mantidas as aberturas constantes e a velocidade foi alterada exatamente em um ponto para o filme por ser um cromo de ISO menos sensível do que a D70 e corresponder a um cromo mais fino, ideal para comparar a resolução do cromo. O cromo foi digitalizado no minilab Frontier 340 (que possui qualidade incontestável e resolução ótica acima da usada nesta digitalização), foi escolhida a resolução de digitalização de 6MP, exatamente a mesma que a D70 para o comparativo original.
A escolha da resolução de digitalização foi devido ao fato de eu já esperar que a resolução do filme fosse menor, porém caso o resultado da análise mostrasse o mesmo detalhamento o cromo seria digitalizado novamente em uma resolução mais alta, para mostrar até onde poderia chegar.

É importante notar que se operando na mesma resolução o Scanner tem a mesma capacidade de extrair detalhes do filme que a câmera tem de capturar tais detalhes, portanto para que o cromo pudesse no mínimo ser considerado igual à digital ele teria que atingir os mesmos níveis de retenção de detalhes na digitalização de 6MP, afinal se o Scanner é capaz de reter o mesmo nível de detalhes é racional esperar que o limitador para que a resolução não seja equiparada até 6MP é o próprio cromo, pois se o detalhe estiver no cromo até os níveis de 6MP o Scanner o captura, se não estiver presente no filme tais detalhes não poderão ser capturados e os resultados do cromo se mostrarão inferiores.

Bom vamos então ao comparativo.






Análises finais:
Retenção de detalhes (Resolução e Nitidez):
Como vocês podem notar a retenção de detalhes no cromo é inferior em todos os quadros, no cromo também pode ser notado o grão, com o aparecimento do grão, que é parte da estrutura de cristais do filme, já se nota que a qualidade do filme atingiu seu limite, abaixo da qualidade com a qual foi digitalizado, porque se o grão fosse mais fino do que a qualidade de retenção do scanner ele simplesmente não seria capturado pelo Scanner, formando uma imagem totalmente limpa, neste caso o limitador para a resolução do cromo comparado é o próprio cromo, confirmando a hipótese de que a nitidez e a resolução de um equipamento de 6MP APS já ultrapassou a capacidade de retenção de detalhes de um cromo Velvia de 35mm.

Níveis de contrastes:
O cromo de 35mm mostrou níveis de contraste muito maiores do que a digital, o que pode ser notado nos gramados, porém o contraste também pode ser elevado via software na fotografia digital, e que a D70 estava trabalhando com seus ajustes padrões em JPG.

Níveis de Saturação:
O cromo Velvia mostrou-se mais saturado, em parte ajudado também pelo elevado nível de contrastes, os tons vermelhos ficaram mais vivos, mas tais alterações também podem ser realizadas via software na fotografia digital.

Latitude ISO:
A D70 mostrou ter mais latitude do que o cromo testado bastando para isso verificar que houve bem menos formação de pontos estourados e sombras fortes na mesma cena, como ocorre com o cromo, esse ganho ocorreu ainda sem sacrificar a nitidez para tal, o que não acontece nos filmes, onde quanto maior a latitude menor a resolução da película, no segundo comparativo isso fica bem claro quando você nota o céu estourado no cromo e incluso na digital, enquanto forma-se uma sombra muito intensa no labirinto no cromo, mostrando uma grande diferença de latitude.

Conclusão:É notável a superioridade do dispositivo digital sobre a película, principalmente quando se compara a nitidez e a latitude, que tornam o dispositivo digital bem mais versátil e superior em qualidade de retenção à película de formato 35mm.
Este teste confere em resultados com todos os testes que já vi na Internet a esse respeito, sendo apenas mais um reforço para para a teoria de que o digital já superou a película de 35mm.

Como comentário final é importante notar que os detalhes estão na foto digital em maior quantidade do que na película, porém é importante fazer interpolações para grande formato, pois o Caos do filme minimiza os efeitos destrutivos de uma ampliação, enquanto a ordem de pixels quadrados do digital favorece que as ampliações pixalizem, com o processo de interpolação ocorre a suavização deste efeito (como acontece no filme quando ampliado) fazendo com que a imagem passe a ter novamente mais qualidade.

Para os que se interessarem podem pegar os arquivos originais para fazer testes e comparativos alterando os arquivos via photoshop e otimizando-os de acordo com suas necessidades para verem as diferenças.

Velvia X D70 - Fotos: André Langaro - 18.6MB
(Ao clicar nesse link vai abrir uma nova janela, nesta janela selecione a opção free na parte inferior da página e aguarde 15 segundos para liberar o Download, assim que liberar um link possibilitará que vc faça o download da arquivo com as fotos.)


Leia mais em outros artigos pelo mundo:
DIGITAL SLR vs. FILM SCANS

CONTINUA EM BREVE EM UM OUTRO ARTIGO.

Artigo desenvolvido por Leo Terra.
Fotos por André Langaro.
Agradecimentos especiais à
Gramado fotoestúdio
« Última modificação: 14 de Agosto de 2009, 11:31:58 por Leo Terra »
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #1 Online: 02 de Agosto de 2005, 18:40:15
Dúvidas:

Qual o comprimento focal usado em cada uma?

Foi feita compensação no comprimento fical ou foi feito crop central do cromo?

Por que o cromo não foi fotometrado direito, medindo as altas luzes e dando a compensação de no máximo dois pontos? O estourado não é do cromo, é da foto não ter sido fotometrada direito.

Por que, para manter as velocidade e abertura constantes, utilizou-se a fotometria favorável à D70 e não a fotometria favorável ao cromo?

Bem, vou baixar o arquivo e verificar.

Ivan


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.741
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #2 Online: 02 de Agosto de 2005, 18:48:36
Citar
Dúvidas:

Qual o comprimento focal usado em cada uma?

Foi feita compensação no comprimento fical ou foi feito crop central do cromo?

Por que o cromo não foi fotometrado direito, medindo as altas luzes e dando a compensação de no máximo dois pontos? O estourado não é do cromo, é da foto não ter sido fotometrada direito.

Por que, para manter as velocidade e abertura constantes, utilizou-se a fotometria favorável à D70 e não a fotometria favorável ao cromo?

Bem, vou baixar o arquivo e verificar.

Ivan
Ivan foi feita compensação do comprimento focal.

Quanto a fotometria do cromo a fotometria usada foi a mesma para as cenas, é um comparativo, comparativo é feito com condições identicas de luz, esse é um princípio básico de um comparativo.
O cromo foi fotometrado na média da cena exatamente como a digital sendo exposto com 1 ponto a mais pois era ISO 100, alterado esse ponto na velocidade. A digital foi exposta à mesma condição de luz e ao mesmo setup com ISO 200, o que pode ser facilmente confirmado quando se verifica a latitude do cromo comparada à latitude da digital, pois nos quadros onde a luz estoura no cromo ela estoura tanto para cima como para baixo e isso é citado na avaliação final, indicando que a latitude do cromo é bem menor.
A foto do labirinto deixa isso bastante claro, tanto a sombra como o céu estão fora da latitude do cromo, não está estourada para um lado ou para o outro, na digital isso não acontece nem no céu e nem na sombra, mostrando a maior latitude, o que ja era de se esperar, pois ambos sabemos que a latitude do cromo é bem restrita.

Nas análises peguei não só partes das cenas fora da latitude como tbm partes da cena no ponto ideal de saturação, como os gramados, para mostrar a resolução efetiva de cada uma das mídias.
Nem as fotos e nem os recortes foram feitos visando prejudicar ou ajudar nenhuma das mídias, foi usada uma metodologia bem simples e direta para comparar da forma mais adequada possível.

Eu ainda vou pegar e fazer um desses com a S3 em modo Velvia para comparar até as cores, só preciso de uma Nikon de filme. ;)
O mais interessante é que o resultado bate com os de outros sites que tenho visto a esse respeito, um deles inclusive com link postado no artigo.
« Última modificação: 02 de Agosto de 2005, 18:51:29 por Leo Terra »
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #3 Online: 02 de Agosto de 2005, 19:15:19
Leo:

Me parece haver aí uma mistura. A mistura é a seguinte, latitude e resolução.

Veja, o próprio negativo colorido tem latitude muito maior que o cromo e do que a digital, mas não é isso que se está considerando.

Em minha opinião seria preciso obter um contexto de luzes capazes de permitir o bom rendimento dos dois sistemas, pois o contexto de sol forte e sombras duras sempre, todo mundo sabe, é mortal para o cromo.

Não existe modelagem neutra de testes, embora o desbalanceamento possa ocorrer sem intenção de causá-lo. Todo teste testa de acordo com sua modelagem. Os vermelhos por exemplo. Se você tem um canal vermelho estourado no cromo (que tem latitudes distintas para cada cor), há borramento e perda de resolução. Isso significa que o cromo não tem resolução? Não. Significa apenas que naquela intesidade de luz ele borra os vermelhos.

Qua a digital tem melhor faixa dinâmica que o cromo, é claro, isto é óbvio. Não é preciso teste algum para isso. Se, e nisso concordo com você, o cromo fica igual, ligeiramente inferior ou ligeiramente superior em resolução, então é claro que a digital tem em seu favor o benefício da maior latitude. Mas, seja qual for, não podemos misturar os critérios de retenção de detalhes com latitude. Cromo, isso todo mundo sabe, não se fotometra pela média e nem se presta a todo tipo de iluminação.

Veja, não contesto o resultado. Apenas gostaria de ver o teste feito sem as condições destrutivas para o cromo em que foi feito este. Francamente falando, as fotos em cromo estão muito mal fotometradas, ou, dizendo diferente, dificilmente haveria uma condição de luz tão desfavorável ao cromo quanto esta.

Mas valeu pelo teste. É um parâmetro.
« Última modificação: 02 de Agosto de 2005, 19:42:25 por Ivan de Almeida »


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.741
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #4 Online: 02 de Agosto de 2005, 19:31:50
Ivan eu fiz o teste não só visando mostrar a resolução, isolei pontos que mostrassem cada um dos fatores, o teste não foi feito desbalanceado, A primeira foto por exemplo está toda na latitude de ambas as mídias, é uma cena de pequena latitude, apenas um pouco do céu foi perdido, mas para analisar a resoluçao foi usada uma parte onde a saturação estava correta (isso é meio claro), veja o entrelaçado da lixeira, e a definição do gramado, é muito maior na digital, e nesses pontos a saturação está adequada para ambos, não tratei a resolução nos pontos fora da latitude do cromo, mesmo porque eu sei que isso comprometeria os resultados, os pontos fora da latitude eu simplesmente usei para mostrar e justificar os comentários finais sobre a latitude, ao mesmo tempo que na foto dois eu escolhi uma flor rosa para mostrar como os contrastes e a saturação do cromo são bem maiores (apesar de a nitidez tbm ser menor), ao fazer os cortes eu simlpesmente fui isolando pontos onde dava para analisar cada um dos quesitos, não são fotos para serem análisadas como um todo são fotos feitas exatamente para testar limitações, existem pontos bem expostos em ambas pois foi usado a média e a resolução deve ser comparada nestes pontos e mesmo assim nota-se que a resolução é menor no cromo, assim como exisem pontos fora da latitude do cromo e até da digital, comprovando as diferenças no quesito latitude, assim como existem muitas cores nas fotos, mostrando a beleza de contrastes e saturação que um Velvia pode proporcionar, são cenas cotidianas, não estamos analisando a beleza de cada foto, estamos analisando as capacidade máximas de cada mídia, se tivesse usado uma cena de 1 ponto de latitude provavelmente não conseguiriamos definir o quesito latitude, mas definiriamos com igual qualidade o quesito resolução.
Mas de qualquer forma se alguma boa alma quiser vir pra Ribeirão com uma Nikon de Filme eu posso até refazer o teste com chart de resolução ISO e etc. :)
« Última modificação: 02 de Agosto de 2005, 19:33:31 por Leo Terra »
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


TheRipper

  • Trade Count: (7)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 862
    • http://
Resposta #5 Online: 02 de Agosto de 2005, 20:12:49
Não há muitas dúvidas sobre a metodologia usada. Não vejo nenhuma falha.
Minha única dúvida é sobre a resolução real do scanner. Será que ele realmente consegue capturar todos os detalhes que o sensor da D70 captura? Não seria interessante digitalizar o cromo numa resolução maior e comparar com uma foto interpolada da D70?
« Última modificação: 02 de Agosto de 2005, 20:16:34 por TheRipper »
Fábio Garcia - Rio de Janeiro

Flickr


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #6 Online: 02 de Agosto de 2005, 20:35:26
Lá isso é verdade...

Mesmo para fazer uma cópia colorida a partir de negativo, se a cópia for por exemplo com 30X45, preciso escanear em 26mp, e não em 6mp. A diferença é enorme. Digo porque fiz isso outro dia, tinha a foto em 6mp e tive de escanear em 26mp para copiar, e era um simples ProImage 100, não um Velvia.

Na verdade a sugestão do Ripper é pertinente, seja escanear em 26mp e reduzir a 6, seja interpolar de 6 para 26mp.

Ivan


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.741
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #7 Online: 02 de Agosto de 2005, 22:50:51
Ok, mas para isso vou precisar reservar um Scanner cilíndrico, mas já afirmo que não muda nada, pois um Scanner de 26MP captura mais detalhes que um de 6MP, mas se os detalhes grandes não aparecem porque esperariamos que surgiriam novos detalhes?
Vamos fazer uma coisa, eu queria já aproveitar e comparar negativo tbm e usar um Chart de resolução.
Outra coisa que eu queria fazer é em vez de alterar a distância focal alterar a distância que a câmera está do objetivo para manter até a qualidade ótica o mais constante possível.
Por favor, se alguém de Ribeirão Preto ou região tiver uma D70 e/ou uma câmera de Filme da Nikon entre em contato, vamos fazer um comparativo show de bola, eu até falo na revista sobre a possibilidade de digitalizar no Scanner cilíndrico de 12400dpi que eles tem lá. :).
 
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


neocosmo

  • Trade Count: (10)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.055
    • http://neocosmo.deviantart.com/
Resposta #8 Online: 02 de Agosto de 2005, 23:14:32
Opa!
Bem, eu num sei direito, mas e se o próximo teste fosse feito também com filme de iso 200? aí ficaria "igual" ao da D-70 da Nikon...

E concordo com o Ivan no seguinte: seria "legal"/interessante fazer uma foto fotometrada mesmo que seja diferente pela D-70 e pela outra câmera analógica.

E uma foto (de preferencia a mesma) com a fotometria de uma em detrimento de outra e vice-versa. Ou seja, se em uma cÂmera fotometrou f/8 1/100s e na outra f/5,6 1/125s (suposição), seria interessante tirar uma foto assim de cada uma também, além da foto "tradicional" da mesma medida.

Aliás, tem diferença? Há diferença de fotometria - nem que seja mínima - entre uma digital e uma analógica? (eu acho que sim, mas...)

Bom, mas valeu pelo teste.
Significa dizer que na pior das hipóteses o digital de 6,0 (megapixel) com uma lente boa e em 300 dpi dá para até "bater" uma boa câmera analógica.

Abraços,


Renato


obs: se fosse revelar o negativo, até quantos cm? ele ficaria "usável"?
E igual pergunta para o digital.
« Última modificação: 02 de Agosto de 2005, 23:15:28 por neocosmo »
Renato Ventura - Mococa e Ribeirão Preto/SP[/size]
email: renatoventura@uol.com.br



talesp

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.659
  • Sexo: Masculino
    • http://www.talesp.inf.br
Resposta #9 Online: 03 de Agosto de 2005, 00:13:50
outra comparacao que gostaria de ver nesse sentido eh em relacao ao pb. Ele tem a mesma resolucao/contraste/saturacao, ertc,...que a digital?

Considerando uma foto convertida pra pb direreto na camera e o negativo pb scaneado, ambos sem mais manipulacoes...

Agora, fica um comentario: eu mesmo ja sabia da superioridade do formato digital no negativo colorido (so pelo comentario dos outros, nunca vi/liz/fiz testes comparativos), mas assim como a briga cd/vinil, sempre terao os saldosistas que vao adorar o ruido/chiado do vinil...ou a granulacao do filme :P

Vai da estetica/linguagem do artista e de seu publico alvo...


Ps.: eu adoro o grao da foto assim como a resolucao da digital, por isso estou fazendo minhas proprias experiencias com filme, filme pb e filmes puxados, pra aumentar ainda mais o grao :P
Tales Pinheiro de Andrade
São Bernardo do Campo/SP/Brasil
I think computer viruses should count as life. I think it says something about human nature that the only form of life we have created so far is purely destructive. We've created life in our own image.
Stephen Hawking


TheRipper

  • Trade Count: (7)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 862
    • http://
Resposta #10 Online: 03 de Agosto de 2005, 00:58:11
Citar
Ok, mas para isso vou precisar reservar um Scanner cilíndrico, mas já afirmo que não muda nada, pois um Scanner de 26MP captura mais detalhes que um de 6MP, mas se os detalhes grandes não aparecem porque esperariamos que surgiriam novos detalhes?
Leo, não entendo muito de scanner, mas a questão é que essa falta de detalhes pode ser uma limitação do próprio equipamento. É como pegar uma ampliação feita a partir de uma foto da D70 e fotografar com uma S7000(ou outra compacta qualquer). Ela tem 6 megapixels, mas... você sabe. Creio que quanto maior, melhor para comparar, justamente para eliminar essas possíveis limitações do equipamento.


Ouvi alguns comentários a respeito da "falta de contraste" da digital. Disseram que as fotos da D70 são inferiores por ter menos contraste. Isso é ignorância. Basta uma action do PS, ou mesmo uma configuração na câmera para resolver o "problema". A verdade é que a foto digital, com menos contraste e mais latitude, oferece muito mais flexibilidade. Se o sujeito quer uma imagem com mais contraste, Photoshop nela!


« Última modificação: 04 de Agosto de 2005, 13:41:44 por TheRipper »
Fábio Garcia - Rio de Janeiro

Flickr


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.741
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #11 Online: 03 de Agosto de 2005, 02:36:51
Citar
Opa!
Bem, eu num sei direito, mas e se o próximo teste fosse feito também com filme de iso 200? aí ficaria "igual" ao da D-70 da Nikon...

E concordo com o Ivan no seguinte: seria "legal"/interessante fazer uma foto fotometrada mesmo que seja diferente pela D-70 e pela outra câmera analógica.

E uma foto (de preferencia a mesma) com a fotometria de uma em detrimento de outra e vice-versa. Ou seja, se em uma cÂmera fotometrou f/8 1/100s e na outra f/5,6 1/125s (suposição), seria interessante tirar uma foto assim de cada uma também, além da foto "tradicional" da mesma medida.

Aliás, tem diferença? Há diferença de fotometria - nem que seja mínima - entre uma digital e uma analógica? (eu acho que sim, mas...)

Bom, mas valeu pelo teste.
Significa dizer que na pior das hipóteses o digital de 6,0 (megapixel) com uma lente boa e em 300 dpi dá para até "bater" uma boa câmera analógica.

Abraços,


Renato


obs: se fosse revelar o negativo, até quantos cm? ele ficaria "usável"?
E igual pergunta para o digital.
Em teoria a fotometria é idêntica em ambas, o que o ivan citou é que a latitude prejudicou a foto em cromo como um todo, cromo não tolera bem latitudes amplas, eu concordo com isso, teria que escolher cenas com latitude menor para a foto ficar totalmente boa no cromo, mas isso não importa para a análise, pois existem vários pontos em ambas com a saturação ideal, e para comparar a resolução basta escolher esses pontos onde a saturação é ideal.
Não estou analisando a qualidade das fotos e sim da mídia... ;)

Quanto ao ISO o problema de usar ISO 200 no cromo é que o cromo de ISO 200 tem menos resolução que o de ISO 100 ;)
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.741
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #12 Online: 03 de Agosto de 2005, 02:40:30
Citar
outra comparacao que gostaria de ver nesse sentido eh em relacao ao pb. Ele tem a mesma resolucao/contraste/saturacao, ertc,...que a digital?

 
No P&B a resolução é menor, mas o P&B do filme tem um charme que é imbatível, a granulação do filme P&B é muito bonita e dá uma dramaticidade muito interessante à foto, pode ver que é raro o uso de filme fino em P&B, a maioria dos fotógrafos prefete filmes P&B com um grão "bonito" No P&B eu ainda não achei um set de digital com esse charme. Podemos até comparar em termos técnicos, mas no P&B acho que ainda não consegui ver o digital com os mesmos olhos do filme, já no colorido eu não tenho nenhuma dúvida, digital já superou de longe o filme.
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.741
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #13 Online: 03 de Agosto de 2005, 02:43:38
Citar
Leo, não entendo muito de scanner, mas a questão é que essa falta de detalhes pode ser uma limitação do próprio equipamento. É como pegar uma ampliação feita a partir de uma foto da D70 e fotografar com uma S7000(ou outra compacta qualquer). Ela tem 6 megapixels, mas... você sabe. Creio que quanto maior, melhor para comparar, justamente para eliminar essas possível limitações do equipamento.


Ouvi alguns comentários a respeito da "falta de contraste" da digital. Disseram que as fotos da D70 são inferiores por ter menos contraste. Isso é ignorância. Basta uma action do PS, ou mesmo uma configuração na câmera para resolver o "problema". A verdade é que a foto digital, com menos contraste e mais latitude, oferece muito mais flexibilidade. Se o sujeito quer uma imagem com mais contraste, Photoshop nela!


Olha essa diferença pode ser considerada, tanto que quando falo no comparativo deixo bem claro que se trata de 6MP APS, mesmo porque a resolução REAL de uma câmera APS de 6MP é maior do que a de uma prossumer de 6 a 8 MP.
Mas a frontier é um equipamento de ponta para digitalização, o Scanner dela é muito bem projetado, mesmo porque quando ela amplia negativo ela digitaliza e amplia digital, o que exige um scanner de boa qualidade para obter bons resultados.

Quanto à falta de contraste eu concordo contigo, mesmo porque é impossível diminuir contraste sem perda enquanto aumentar contraste pode ser feito sem perda, portanto é racional que um equipamento versátil como o digital solte a imagem em um formato que possibilite obter o outro formato sem perda não é verdade? :)
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


neocosmo

  • Trade Count: (10)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.055
    • http://neocosmo.deviantart.com/
Resposta #14 Online: 04 de Agosto de 2005, 00:31:50
Hunm... mas então, numa câmera de "filme", qual o tamanho máximo em cm ou metros poderia ser ampliada?

e o mesmo na D-70...

((cada uma com seu método de revelação))

Abraços,


Renato
Renato Ventura - Mococa e Ribeirão Preto/SP[/size]
email: renatoventura@uol.com.br