Autor Tópico: Arquétipos - Na composição. Fotografia, design ou desenho  (Lida 2532 vezes)

Kergi

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 895
  • Sexo: Masculino
  • www.pbase.com/kergi
    • Kergi Neto
Online: 24 de Setembro de 2008, 22:53:28
Olá pessoal, beleza? Ando meio sumido por falta de espaço...

Estou fazendo um curso de desenho e estava precisando pesquisar sobre arquétipos na fotografia, desenho ou design. Já dei uma pesquisada no google mas só acho coisa muito voltada à psicologia.

Alguém já estudou o assunto? Sabe se há material voltado para composição?

Agradeço! abraço
Kerginaldo Mattos - Fortaleza/CE
Canon XTi + A620 + Caixa WP-DC90
Fortaleza - CE

Blog Fotos e Desenhos
Galeria de Fotos


rogerio_prazeres

  • Trade Count: (1)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.171
  • Sexo: Masculino
Resposta #1 Online: 25 de Setembro de 2008, 08:51:38
Arqué o que?  :shock: :shock:

Olhei no wikipedia...  :D
Pelo que entendi tem alguma relação com o citado no artigo do Ivan http://www.mundofotografico.com.br/forum/index.php?topic=26348.0
Agora dirigindo um fusquinha das DLSR... Canon D30  :wub:

rogerio_prazeres@yahoo.com.br


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #2 Online: 25 de Setembro de 2008, 09:12:46
O conceito de arquétipo tem habitado uma das visões sobre a produção artística/cultural. Um dos problemas do conceito é ele remeter à idéia de Inconsciente Coletivo do Jung. Se o conceito for  tomado como uma matriz cultural básica e comum aos seres humanos, pois todos participam da mesma cultura humana, então dá para lidar com ele. Mas se tomado como algo quase místico, algo referente a uma imanência, aí já se torna para mim um conceito que mais embaralha que esclarece.
O McLuhan tem um livro interessante chamado "Do Clichê ao Arquétipo", no qual fala da produção cultural como oscilando entre essas duas polaridades, e que corresponde mais ou menos ao "modo publicitário" = clichê ou "modo poético" = arquétipo. Isso é lá com ele, só estou dando um resumo.


Kergi

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 895
  • Sexo: Masculino
  • www.pbase.com/kergi
    • Kergi Neto
Resposta #3 Online: 25 de Setembro de 2008, 16:02:53
Senhores, pesquisarei no tópico e na sugestão do ivan. Mas o assunto é um tanto quanto complexo  :D

Achei isso http://marcosgubiotti.blogspot.com/2008/02/arqutipos-emocionais.html, mas sem muito texto, vou continuar

valeu
Kerginaldo Mattos - Fortaleza/CE
Canon XTi + A620 + Caixa WP-DC90
Fortaleza - CE

Blog Fotos e Desenhos
Galeria de Fotos


LuizNdo

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.407
  • Sexo: Masculino
  • Tente, invente.
Resposta #4 Online: 25 de Setembro de 2008, 16:14:10
Você está entrando num assunto extremamente abstrato e conceitual.
É na psicologia que você encontrará maiores embasamentos já que tudo isso dependerá da "leitura" que cada pessoa faz da imagem.

É mais ou menos o que as pessoas costumam associar à "Mensagem Subliminar".
>> Belo Horizonte <<
Fotógrafo Entusiasta.
Sony P100
Canon 7D e XT + 18-55 mm + 75-300 mm USM III + Canon 50mm f1.8 + Sigma 10-20mm + Canon 100-400mm L IS + Adaptador de Telescópio!
Meu Flickr


Bucephalus

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.069
  • Sexo: Masculino
Resposta #5 Online: 26 de Setembro de 2008, 10:37:24
Acho que você deve estar se referindo à universalidade da arte. Os arquétipos (um termo mais arcaico nos dias de hoje) são certos traços universais que remetem a todas as culturas e são reconhecidos por todos os seres humanos, não importando de qual cultura ou sociedade eles sejam naturais.

Existem debates quanto a natureza da arte, se os fundamentos dela são determinados culturalmente ou inatos de todos os seres humanos.

Existem fortes evidências de que vários traços humanos são universais e não determinados pela sociedade, como a gramática (Chomsky, Fodor, e outros), tomada de decisão e outros processos cognitivos (Kahneman, Tversky e outros), expressões faciais e linguagem não verbal (Ekman e outros). Vários outros traços, como gênero e arte ainda são debatidos.

Em todos os locais do mundo, em todos os povos e em todas as eras, os homens pensam e criam sobre uma mesma estrutura universal, e a cultura só muda alguns aspectos superficiais dela.

Link em inglês com discussão da estética da arte como sendo determinada culturalmente ou universal:
http://rebeccanelson.com/aesthetics.html

Link do Wikipedia em inglês sobre o inatismo psicológico:
http://en.wikipedia.org/wiki/Psychological_nativism


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #6 Online: 26 de Setembro de 2008, 10:48:11
Bucephalus:

Para ser comum a toda a humanidade não é preciso ser inato. Basta que seja uma derivação das estruturas da primeira humanidade, isto é, que seja uma continuidade da primeira cultura humana.

Para além da dicotomia inato-cultural existe uma outra instância, a ambiental. Na verdade, a instância cultural é uma modalidade da instância ambiental.

Inato é aquilo que se desenvolveria sem nenhuma influência ambiental. Postular isso é complicado, visto serem as influências ambientais omnipresentes. Mas, apenas para mostrar que não se pode confiar tanto no inatismo, os eventos de Crianças-Lobo, isto é, crianas cujo acaso as fez crecerem em sua primeira infância criadas peloa animais da floresta, demonstram que todas essas faculdades que consideramos imanentes no ser humano não aparecem nessas criaças, isto é, essas faculdades só surgem dentro da cultura.

http://www.educacional.com.br/articulistas/luca_bd.asp?codtexto=220

É por isso que não uso o termo arquétipo, porque ele está associado à idéia de inatismo. Prefiro entender que tais características são comuns a todas as culturas porque todas as culturas na verdade são derivadas de uma única cultura original e certas condições ambientais (por exemplo, a gravidade) são comuns a todos os ambientes.


Renato B.

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 102
Resposta #7 Online: 26 de Setembro de 2008, 11:25:37
Olá Kergi,

Sou designer e na epoca de faculdade estudávamos mais a Semiótica, que tem a ver comessa interpreetação dos simbolos (um pouco ao que se refere o texto do ivan)

Acredito que seja mais fácil para vc. entender a semiotica, pois ela é mais voltada às artes do que a psicologia

há um livro simples - O que é semiotica? (se não me engano é esse o título)

Espero que tenha ajudado

Abraços


pedro_raythz

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 8.469
  • Sexo: Masculino
Resposta #8 Online: 26 de Setembro de 2008, 13:40:03
Olá Kergi,

Sou designer e na epoca de faculdade estudávamos mais a Semiótica, que tem a ver comessa interpreetação dos simbolos (um pouco ao que se refere o texto do ivan)

Acredito que seja mais fácil para vc. entender a semiotica, pois ela é mais voltada às artes do que a psicologia

há um livro simples - O que é semiotica? (se não me engano é esse o título)

Espero que tenha ajudado

Abraços


Já tive Semiótica na faculdade também e recomendo que dê uma olhada. É o estudo dos signos, que é tudo aquilo o que comunica.
Na verdade nesse site que você colocou com um texto e passando os exemplos, "deixando a razão de lado", como sugere o autor, nós conseguiríamos identificar de que tipo de produtos e sentir o que quer ser passado pois está no nosso reperório...


Renato B.

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 102
Resposta #9 Online: 26 de Setembro de 2008, 16:15:39
Bem posto Pedro.... A semiótica estuda os signos.... os símbolos são apenas a parte interpretavel dos signos.

Obrigado

Abraços


Kergi

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 895
  • Sexo: Masculino
  • www.pbase.com/kergi
    • Kergi Neto
Resposta #10 Online: 04 de Outubro de 2008, 17:52:51
Oi pessoal, voltando ao assunto!

Vou pedir autorização para postar a página da apostila do curso que estou fazendo, mas resumidamente, o arquétipo na composição e criação vai mais ou menos de acordo com certas formas.

Ex: uma linha vertical expressa orgulho, força. Uma linha horizontal é tranquilidade. Formas circulares como elipses e círculos são continuidade e formas com 4 ângulos retos dão idéia de força e confiança. Um triângulo apontando pra baixo dá idéia de instalibilidade.

Acho que é mais ou menos isso, a página é bem simples, só com esses desenhos exemplificados.

Um abraço!
Kerginaldo Mattos - Fortaleza/CE
Canon XTi + A620 + Caixa WP-DC90
Fortaleza - CE

Blog Fotos e Desenhos
Galeria de Fotos