Autor Tópico: Digital x PS  (Lida 1307 vezes)

Valter Fernandes

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 254
Online: 08 de Agosto de 2005, 20:07:19
Galera, estou abrindo este tópico, devido ao fato de que mutias pessoas tratam suas fotos no PS. E gostaria de colocar o seguinte:

1 -Até que ponto vai a necessidade de tratamento de uma fotografia digital no PS?

2 - A fotografia digital por si só,  não é uma representação do trabalho do fotógrafo?

3 - O tratamento, em alguns casos não seria um erro, pois ao estar corrigindo algum detalhe numa foto, se estaria abreveiando ou mesmo ignorando certas técnicas de fotografia?

Por enquanto acho que é isto.

Valter F Fernandes
 :)  
Valter F. Fernandes - Curitiba - Paraná

Valter Fernandes Multiply

My Blog


GRM

  • Trade Count: (8)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.746
Resposta #1 Online: 08 de Agosto de 2005, 20:10:56
Às vezes penso que sim, que se torna fotos mediocres muito interessantes graças a um toque de PS, mas fica outra pergunta (antes de deixar uma resposta), não é o mesmo que se fazia na revelação muitas vezes?
Nikon/Panasonic Gear


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #2 Online: 08 de Agosto de 2005, 20:22:16
Ao contrário da foto em filme, a foto digital nunca possui uma verdade. Ela é sempre uma construção, sendo essa construção feita pelo software da lente (firmware) ou por nós ao converter RAW, etc.

Na fotografia com filme as fotos sofriam correção no laboratório, muitas vezes com resultados desastrosos, mas de qualquer forma dificilmente uma foto vinha com NNNN atrás. Nas minhas vinha porque eu pedia, mas não era o normal.

A foto em PB, por sua vez, é também inteiramente dependente das escolhas do laboratorista. Não existe "verdade"" PB. De acordo com a forma de revelar o negativo ele terá menos ou mais contraste, de acordo com a forma de ampliar haverá menos ou mais contraste ou a foto ficará mais ou menos escura. Como isso é artesanal, não há parãmetro fixo, e sim inteção do fotógrafo ou do laboratorista.

O tratamento, assim como a revelação, é uma etapa necessária da arte fotográfica, e não sua negação. Foto pronta da cãmera é Polaroid ou cromo, e mesmo o cromo sofre influências da revelação E-6.

Ivan


Valter Fernandes

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 254
Resposta #3 Online: 08 de Agosto de 2005, 21:06:17
Até um retoque, no constrate, textura, até pode ser a pesar de eu não ter parâmetros e nem conhecimento técnico para discutir certos assunto. Mas o que discordo, é o pessoal mexer na foto para ficar mais bonita, estéticamente melhor apreciada, etc...

Eu naõ quero bancar o conservador, mas eu prefiro dizer que foto é foto, além disso se torna algo como arte plástica (pintura, grafite), etc... Mas isto é uma opinião muito pessoal minha.

Até acho que certas fotos ficam mais vivas, ganham mais luz, mas com o PS hoje se conseguem extremos, que creio eu, não se conseguiria com o tratamento do negativo em laboratório? Ou estaria eu errado. :mellow:  
Valter F. Fernandes - Curitiba - Paraná

Valter Fernandes Multiply

My Blog


GRM

  • Trade Count: (8)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.746
Resposta #4 Online: 08 de Agosto de 2005, 21:12:38
Não sei se é assim. Se utilizar o PS para criar ou retirar detalhes que não haviam na foto original acho que não é válido pq está alterando uma realidade, ou verdade como fala o Ivan. Contudo, dia desses fiz uma foto de um amigo tatuando (a foto está na sessão de exposição do fórum) e ela ficou boa, contudo com um tratamento relativamente leve de contraste e curves ela ficou com uma iluminação que eu só conseguiria se tivesse um estúdio, ou seja, eu consegui um resultado que a meu ver só com mt dinheiro seria possível, embora fosse perfeitamente possível, então de certa forma o PS democratizou a fotografia. Vejo alguns fotógrafos profissionais que não se rendem a esses recursos reclamando. Com razão, hj muito moleque talentoso e com um pouco de conhecimento faz mt próximo do mesmo que eles com câmeras e recursos caros de estúdio. Se isso é bom ou ruim, não sei, em termos profissionais acho que pode ser ruim às vezes. Por outro lado como minha fotografia é puramente amadora acho muito bom.
« Última modificação: 08 de Agosto de 2005, 21:13:47 por Guss »
Nikon/Panasonic Gear


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #5 Online: 08 de Agosto de 2005, 21:18:36
Fernandes:

Dê uma estudada na obra do Ansel Adans ou do Sebastião Salgado, ou leia o livro "A Cópia", do Ansel Adans. São, digamos, fotografozinhos mais ou menos (mais ou menos soberbos, é claro), e claramente fazem suas fotos através de tratamentos localizados, etc.

Quer foto pronta? Fotografe única e exclusivamente com cromo. Só com cromo é possível falar em foto como sai da câmera.

Isso é uma dessas mitologias novas, do "fotógrafo que não trata nada", que é absolutamente incompatível com a história da fotografia e com seus processos. O Bresson não tratava localizadamente, mas seu lanboratorista quando copiava e revelava inevitavelmente interferia nos contrastes, sabe por que? Porque não pode ser de outro modo. Qualquer manipulação influencia na imagem. Quem já revelou algo numa câmera escura sabe disso.

Enfim, se fica bom, está bom.

Ivan

 


Valter Fernandes

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 254
Resposta #6 Online: 08 de Agosto de 2005, 21:34:21
O que Ivan, obrigado pelas dicas de leitura. Concordo com você com relação ao tratamento, mas vocês tem que concordar comigo que temos fotográfos que mexem demais nas fotos, principalmente, em certas revistas, onde as pessoas recebem uma demão de tinta e outra de textura, e é a isto que me refiro, ou quando o cara colcoar uma cor que não existe numa flor, mesmo se fotografada com cromo, ou acentura um por sol. Espero ter esclarecido a minha questão.

 
Valter F. Fernandes - Curitiba - Paraná

Valter Fernandes Multiply

My Blog


omutante

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 59
Resposta #7 Online: 09 de Agosto de 2005, 01:24:55
me diga, então, fernandes: a partir de qual ponto passa a ser demais? ;)


Alex Biologo

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.803
  • Sexo: Masculino
    • Olhares Dispersos
Resposta #8 Online: 09 de Agosto de 2005, 01:26:00
Fernandes, acho interessante seu ponto de vista, mas ainda penso ser mais interessante o tratamento, pq ele sempr foi feito, mesmo antes do photoshop.]

Deve-se pensar em qual vai ser o uso da imagem, se o fotógrafo precisa fazer uma foto de um jeito e ela não sai tortalmente a contento, mas ele pode resolver isso no micro, ele vai fazer isso e evitar gastar uma grana de novo de produção, e nesses casos pode sim até existir um certo exagero, mas é necessário pr trabalho do cara, pra amador nem tem limite, é diversão se quem faz gosta está bom

Mas acho que dizer que a foto passou por tratamento já é algo de bom tom.... se  cara montou a fto, meu fez arte digital que também é legal, basta dizer que fz isso e nem por isso vai perder a fama de artista.
Alex Martins dos Santos - São Paulo/SP
Fuji S5100
Pentax MZ-50
Canon 10D e 300D + lente  28-135 is Canon + lente 70-300 TAmron


Georges

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.749
  • Sexo: Masculino
    • http://www.flickr.com/photos/grgs
Resposta #9 Online: 09 de Agosto de 2005, 02:56:35
1) Há necessidade sempre que o tratamento da câmera for insuficiente ou inexistente, como por exemplo ao fotografar no formato RAW ("cru"). Ao contrário da fotografia de filme, na digital o tratamento é parte obrigatória da fotografia, cabendo ao fotográfo deixar este trabalho a cargo da câmera (JPEG), ou ele mesmo executar o tratamento (RAW);

2) Poxa, certamente, mas o que é a fotografia digital? Sabes que, ao contrário do filme, a foto digital precisa ser tratada sempre? Só que podemos deixar que a câmera faça isso, ao fotografar em formato JPEG e deixando os ajustes de saturação/contraste/ruído/cor em parâmetros automáticos na câmera. Aí um software interno da câmera irá tratar as imagens de forma automática, tal como uma rotina no Photoshop. Por isso muitas vezes parece boa idéia que o próprio fotógrafo faça tal trabalho, usando um formato "cru" de imagem como RAW em vez do JPEG. Mas esta é uma escolha que o fotógrafo deverá fazer. Independente disso, sempre haverão os méritos da composição, do uso natural da luz e das formas, etc. O tratamento é um complemento na fotografia digital;

3) O tratamento não é um erro, por ser obrigatório na fotografia digital. Desta forma, não podemos ter uma comparação adequada ao filme. Na fotografia digital é como se o fotógrafo pudesse "fazer o filme", após a foto ser feita, se utilizar em um formato "cru" de imagem como o RAW.

Voltando ao JPEG, mesmo ele pode sofrer pós-tratamento, mas daí estaria mais pra um "ajuste fino", pois o grosso do tratamento a câmera já fez nesta modalidade. Neste caso, é como o trabalho de laboratório, onde podes usar artifícios pra melhorar os resultados.
« Última modificação: 09 de Agosto de 2005, 23:49:02 por Georges »
Georges Lemos
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil


Valter Fernandes

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 254
Resposta #10 Online: 09 de Agosto de 2005, 21:41:42
Citar
me diga, então, fernandes: a partir de qual ponto passa a ser demais? ;)
Creio que a partir do momento que deixar de ser fotografia, e passa a ser Arte Digital, como colocou o Alex, ou seja,  como por exemplo uma foto montada.  :)

George muito boa sua colocação, principalmente no que se refere ao tratamento da foto. :thmbup:

Acho que é isto.

 :)  
Valter F. Fernandes - Curitiba - Paraná

Valter Fernandes Multiply

My Blog


omutante

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 59
Resposta #11 Online: 09 de Agosto de 2005, 22:15:01
toda foto em filme que não seja cromo é tratada na revelação.


Raulscl

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 231
  • Sexo: Masculino
Resposta #12 Online: 10 de Agosto de 2005, 13:47:08
Acho que ele se refere ao tratamento que fazem para revistas que deixa a pele das modelos borradas para sumirem com determinadas imperfeicoes.

Alguem ja reparou nas fotos das modelos na loja "montecarlo" joias ?
parece que usaram um blur violento na modelo, a foto fica tao desfocada que eu me sinto vesgo de olhar pra ela.
* Nome : Raul Lopes
* Cidade / Estado : Rio de Janeiro - RJ
* Equipamento : Canon 7D


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.744
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #13 Online: 10 de Agosto de 2005, 14:19:22
Citar
O que Ivan, obrigado pelas dicas de leitura. Concordo com você com relação ao tratamento, mas vocês tem que concordar comigo que temos fotográfos que mexem demais nas fotos, principalmente, em certas revistas, onde as pessoas recebem uma demão de tinta e outra de textura, e é a isto que me refiro, ou quando o cara colcoar uma cor que não existe numa flor, mesmo se fotografada com cromo, ou acentura um por sol. Espero ter esclarecido a minha questão.
Só para vc ter uma idéia, vc modifica as texturas mudando a luz e o foco da câmera, não precisa nem ir tão longe chegando no PS ou nos retoques, só lembrando que nos filmes tbm havia retoques e tudo isso faz parte da arte.
Apertar botão qualquer um aperta, entender as interações entre luz, composição e processos de finalização (seja digital ou a revelaçao química com retoques) isso sim é fotografia e isso sim é para poucos ;)
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


TheRipper

  • Trade Count: (7)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 862
    • http://
Resposta #14 Online: 10 de Agosto de 2005, 14:40:56
Na minha opinião, a arte não tem limites. O Photoshop não trabalha sozinho(até trabalha, mas não pode adivinhar o que você quer), o sujeito precisa de conhecimento e bom senso para usá-lo. O que importa é o resultado final. Como se chegou a ele, não importa. Enfim, é só minha opinião  :thmbup:  
Fábio Garcia - Rio de Janeiro

Flickr