Autor Tópico: Fuji Finepix S5100  (Lida 4351 vezes)

Neko

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 48
Online: 16 de Agosto de 2005, 09:42:56
Olá,
minha área é fotografar aviões, o que vocês acham desta câmera (FUJI FINEPIX S5100) para isso?? Vale a pena??

Muito obrigado
Flávio De Marchi Cano
São Paulo/SP
Equipamento: Canon EOS 300D - Canon EF-S 18-55 MM F/3.5-5.6 - Canon EF 90-300 MM F/4.5-5.6 USM - 1GB Ultra II
Site: http://flaviospotter.multiply.com/


smarcondes

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 431
Resposta #1 Online: 16 de Agosto de 2005, 10:08:35
Bom, para aviões eu não sei, pq nunca fotografei um...  :laughing:  tenho a minha S5100 há cerca de um mês, e estou curtindo muito a camera, especialmente o zoom, que é poderoso.  :thmbup:

O que posso te dizer com certeza é que para fotos com pouca luz ela não é lá grande coisa, então se for fazer fotos internas dos aviões pode ter alguma dificuldade dependendo da iluminação.

No mais, é uma excelente digital, apesar de ainda estar aprendendo os macetes da câmera estou muito satisfeito.

[]´s  


rca

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 54
Resposta #2 Online: 16 de Agosto de 2005, 10:29:19
Citar
Olá,
minha área é fotografar aviões, o que vocês acham desta câmera (FUJI FINEPIX S5100) para isso?? Vale a pena??

Muito obrigado
eu tive uma 5100 em minhas maos...mas optei por uma Panasonic FZ5, mas a 5100 é uma boa pedida sim, porem acho as UZ panasonic bem melhores...o estabilizador de imagem funciona muito bem! ;)

t+ :thmbup:
« Última modificação: 16 de Agosto de 2005, 10:30:56 por rca »
Rodrigo Condé
Panasonic FZ5
http://flickr.com/photos/rconde
Caxambu/Juiz de Fora - Minas Gerias


Neko

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 48
Resposta #3 Online: 16 de Agosto de 2005, 11:16:06
Valeria mais a pena então uma Panasonic Z15 do que a 5100???
Flávio De Marchi Cano
São Paulo/SP
Equipamento: Canon EOS 300D - Canon EF-S 18-55 MM F/3.5-5.6 - Canon EF 90-300 MM F/4.5-5.6 USM - 1GB Ultra II
Site: http://flaviospotter.multiply.com/


Gabriel270281

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 136
    • Meu Flickr
Resposta #4 Online: 16 de Agosto de 2005, 12:11:14
Neko

Se fotografar aviões é uma atividade do seu trabalho, a S5100 poderá não atender às suas necessidades, pois é uma câmera com limitações para uso profissional.

É uma excelente máquina para entusiastas de fotografia que não querem gastar muito para ter uma digital manual com um zoom bacana.

Talvez se você detalhar melhor a sua atividade de fotografar aviões (fotos internas, externas, avião voando, parado), fique mais fácil de ajudarmos você!

Abraço!

Gabriel
Gabriel Lima - Brasília/DF


Georges

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.749
  • Sexo: Masculino
    • http://www.flickr.com/photos/grgs
Resposta #5 Online: 16 de Agosto de 2005, 17:56:26
A S5100 com boa luz se sai muito bem, então se vais fazer a maior parte das fotos em dias ensolarados, é uma boa compra. Já em dias escuros e internas, ela fica devendo um pouco (gera bastante ruído, não tem estabilizador e nem sapata pra flash). Se tu der mais detalhes de como fará suas fotos, ficaria mais fácil ajudar.
Georges Lemos
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #6 Online: 16 de Agosto de 2005, 18:14:40
Gabriel:

Permita-me discordar com um exemplo prático. Conheço um fotógrafo que trabalha (vende fotos) para uma das principais revistas brasileiras de armamanto e material militar, e ele usa uma s5000, tendo abandonado o filme e não quer outra solução. Para o que faz o zoom é o importante. Sequer usa RAW.

Falando francamente, o uso da fotografia de qualidade é muito mais restrito do que se imagina, tanto entre os profissionais quanto entre os amadores. São realmente poucas as aplicações profissionais que exigem excelência e são poucos os amadores que a exigem em seu trabalho. A foto pode estar perfeita para certas utilizações editoriais sem ser uma "grande foto" sequer em termos técnicos. Há muita lenda sobre isso, mas há muito uso degradado às vezes de equipamentos bons, e o mercado aceita.

Se o zoom da Panasonic é melhor (lente melhor)? Por certo que é, e é mais cara também. Se o estabilizador é importante? Depende. Algumas pessoas precisam muito de estabilizador, outras não.

Tudo depende do dinheiro que se tem no bolso e do prazo para substiuição previsto. Se  a cãmera terá longo prazo de uso, deve ser a melhor possível, mas só um fotógrafo experiente consegue comprar uma câmera para longo prazo de uso sabendo o que está fazendo. Pagar experiência com material caro é bobagem.


GRM

  • Trade Count: (8)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.746
Resposta #7 Online: 16 de Agosto de 2005, 18:21:06
Eu não entendi se as fotos seriam de aeronaves em vôo ou paradas. Se em vôo, o estabilizador não tem grande utilidade mesmo, já que se espera exposições relativamente rápidas, como 1/30 para cima. O estabilizador é interessante em 1/15 para baixo, geralmente 1/15 já é lento para um avião em vôo. De qualquer modo só dei o devido valor para esse item há bem pouco tempo (a maioria das pessoas, mesmo quem tem só percebe seu valor qd retorna para uma lente não estabilizada), eu acho uma boa lentes assim, permitem fotos que somente um ISO mt alto de uma reflex permitiria, mas fica a ressalva, esse item está sendo subestimado, só percebi seu valor qd voltei a fotografar sem ele.
« Última modificação: 16 de Agosto de 2005, 18:22:42 por Guss »
Nikon/Panasonic Gear


Neko

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 48
Resposta #8 Online: 16 de Agosto de 2005, 19:37:16
Ola,
queria fotografar avioes em voo ou parado, a velocidade minima que eu preciso e' 1/60 para fazer pannig efect, fora isso usarei de 1/125 para cima, raramente irei tirar fotos noturnas e internas do aviao. Resumindo: velocidade minima que usarei sera 1/60, irei tirar fotos externas de avioes em movimento ou parado, nao irei tirar fotos noturnas e internas.

PS.: Desculpem pela acentuacao, pois nao acho os acentos neste PC.

Muito obrigado
Flávio De Marchi Cano
São Paulo/SP
Equipamento: Canon EOS 300D - Canon EF-S 18-55 MM F/3.5-5.6 - Canon EF 90-300 MM F/4.5-5.6 USM - 1GB Ultra II
Site: http://flaviospotter.multiply.com/


Gabriel270281

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 136
    • Meu Flickr
Resposta #9 Online: 16 de Agosto de 2005, 19:38:52
Ivan,

O pârametro da minha opnião foi baseado na categoria da câmera e pela experiência de estar aprendendo bastante com ela (e por consequencia conhecendo seus limites).

E lendo esse seu exemplo, realmente deu pra ampliar a visão sobre o assunto...

O que percebo é que existe uma grande diferença entre o conceito de "equipamento profissional" e o "uso de equipamento para fins profissionais". Na teoria, um seria condição para o outro, equipamentos profissionais para fins profissionais, e equipamentos amadores para fins amadores... Mas na prática não funciona assim né... Interessante isso


Valeu pelo toque.


Abraços

Gabriel
Gabriel Lima - Brasília/DF


Neko

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 48
Resposta #10 Online: 16 de Agosto de 2005, 19:49:45
Outra coisa, nao sou fotografo profissional, quero uma camera apenas para Hobbie.
Flávio De Marchi Cano
São Paulo/SP
Equipamento: Canon EOS 300D - Canon EF-S 18-55 MM F/3.5-5.6 - Canon EF 90-300 MM F/4.5-5.6 USM - 1GB Ultra II
Site: http://flaviospotter.multiply.com/


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #11 Online: 16 de Agosto de 2005, 21:27:41
Gabriel:

Pense em uma coisa: se você tem um corpo EOS capaz de receber um monte de lentes Canon, o que o faz profissional? Pois bem, não é a qualidade das fotos, pois a cãmera mesma é um simples caixote preto. A qualidade das fotos vem da lente, exclusivamente. Pois bem, então o que faz daquele corpo profissional? A resposta é: durabilidade em primeiro lugar e depois, dependendo do ramo profissional, outras capacidades (flash, disparos por segunto para fotojornalismo, modos de fotometria, etc, etc.) Esses itens são importantes para as condições reais de uso, mas não para a qualidade da foto. Para a qualidade da foto importam lente e trepidação somente.

Vamos agora transpor para a fotografia digital. O patamar para cãmera de uso profissional começa na Canon 20D e na Nikon DX2. Abaixo disso as câmeras podem receber lentes boas, e fotografarão tão bem como as irmãs mais velhas (caso da 20D e da 350XT), mas sua construção não é tão boa quanto as de uso profissional.

Vamos ainda mail longe: o que caracteriza o uso profissional relamente? Pois bem, atender à necessidade específica. Pode ser fazendo 3X4, pode ser fazendo retratos em formaturas, pode ser casamentos bem ou mal feitos, pode ser publicidade, moda, reportagem, etc. Em cada uso desses pode haver uma infinidade de formas de fazer. Vá a uma formatura de 2 grau e verá um monte de fotógrafos profissionais com Prakticas, com Pentax Spotmatics, K1000, etc.

Além do fotógrafo citadado, conheço outro que usa a s5000. Outro dia me mandou uma ótima foto. Conheço um terceiro, este colega daqui da lista, que faz fotos de produtos. É claro que há limites, e é claro que esses mesmos fotógrafos gostariam de ter limites menos apertados -quem não gostaria?- mas fazem com a s5000 uso profissional e fazem fotos de boa qualidade.

A s5100 é capaz de excelente qualidade? Não, não é. A qualidade excelente custa muito caro, ou custa menos caro mas não se compatibiliza com os equipamentos atuais. Mas o nível em que se pode chegar com ela se for um fotógrafo cuidadoso e que a conheça -toda câmera precisa que a conheçamos- será muito bom, tão bom que pode atender a uma revista como a Tecnologia e Defesa, a maior do país no ramo.

Então a coisa se resume no quanto se pode pagar, e isso estabelecerá limites, mas creia que não são exatamente limites operacionais, pois a s5100 possui recursos operacionais muito avançados como foco contínuo ([ótimo para panning), disparos em seqüência, etc, etc. O maior limite, em minha opinião, é a ótica, mas veja que isso é comparação minha com ótimas óticas que tenho usado com filme.

Tive e usei uma s5000 por um ano e hoje tenho uma s7000 há seis meses. A s7000 eu tenho um amigo fotógrafo profissional há mais de 30 anos que a usa para still e modelos em estúdio, e a prefere pela praticidade ás DSLRs. Metade sos limites que vejo na s7000 são inerentes à fotografia digital, e não limites dela. Sei disso porque tenho recebido e convertido RAWs de uma grande variedade de cãmeras, sempre encontrando neles o mesmo fechamento tonal. Talvez a câmera do Leo, a Fuji S3 não apresente isso tanto, mas as outras apresentam. A outra metade dos limites provém do sensor pequeno, mas não são exatamente limites e sim características. Veja, se você fotografa em interiores como faço, precisa abrir a lente e ao mesmo tempo ter DOF, e o sensor pequeno ajuda muito nisso. Uma câmera de sensor pequeno fechada em F2.8 dá nitidez no campo todo se for um interior de médio tamanho. Uma câmera de senor maior precisa estar em f8 ou mais, e isso implica em ISOs altos ou em velocidades mais baixas ainda. Isso é um limite para certo tipo de foto, mas um recurso para outro. Dependendo do que fará, pode ser útil ou danoso. Não existe cãmera universal.

Há um momento em que encontramos os limites reais de uma câmera. Nesse momento sabemos porque queremos outra, sabemos exatamente o porquê. Mas antes disso é só suposição. Quando chegamos a saber exatamente o que queremos nem perguntamos mais a ninguém. Fica tudo claro.



 


GRM

  • Trade Count: (8)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.746
Resposta #12 Online: 16 de Agosto de 2005, 21:37:07
Citar
Uma câmera de senor maior precisa estar em f8 ou mais, e isso implica em ISOs altos ou em velocidades mais baixas ainda. Isso é um limite para certo tipo de foto, mas um recurso para outro. Dependendo do que fará, pode ser útil ou danoso. Não existe cãmera universal.

Conheço uma fotógrafa de books que andava desesperada por isso. Usando uma Nikon DSLR não havia iluminação perfeita p F16 e em F11 ou F8 às vezes saiam fotos com um olho focado e outro não, detalhe, eu nem falei em tamanho da sala, e sim no olho mais atrás por cm. Usar DSLR é complicado, por vezes acaba não valendo a pena. DSLR não é luxo, é necessidade. Pode ampliar o uso, mas pode limitar tbm. Nem sempre é a melhor opção, mesmo que a destinação das imagens seja profissional.
« Última modificação: 16 de Agosto de 2005, 21:37:42 por Guss »
Nikon/Panasonic Gear


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #13 Online: 16 de Agosto de 2005, 22:33:21
Diria para você que há dois usos onde as cãmeras de sensor pequeno vão melhor, aliás, três, mas um é decorrente do outro:

1_ ambientes onde se queira nitidez em todo o campo. Nas fotos que fiz eese fim de semana isso ficou evidente. Usei a s7000 e uma Canonet, e a Canonet entregou mais definição onde fazia foco, muito mais, mas em compensação a s7000 me deu nitidez até... sei lá.

2_ still, pois queremos em geral nitidez em todo o objeto, exigindo muita luz ou menos luz e uma câmera com sensor pequeno

3_ maquetes. Não sei se alguém aqui já fotografou maquetes, mas é infernal fazê-lo com câmera que desfoca.

Isso obriga a uma linguagem específica. O interessante é que tenho usado câmeras diversas, e cada uma delas obriga à mudança de linguagem, de pensamento compositivo e de gerência da profundidade de campo. É claro que mais fácil é vendo através da lente como as SLRs, mas são concepções diferentes, e não universos de possibilidades conc~entricos em que o maior engloba o menor. Há áreas onde o aparentemente menor suplanta o maior.


Gabriel270281

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 136
    • Meu Flickr
Resposta #14 Online: 16 de Agosto de 2005, 23:19:57
Ivan

Realmente é tudo muito relativo e subjetivo, exige bastante análise e paciência para fazer a escolha certa, principalmente quando há um intuito profissional na questão. Nem sempre o mais óbvio é o mais adequado.


Abraço


Gabriel
 
Gabriel Lima - Brasília/DF