Autor Tópico: [OPINIÃO] Qual o papel dos fóruns no processo de aprendizagem?  (Lida 3179 vezes)

Kika Salem

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.266
  • Sexo: Feminino
Online: 08 de Dezembro de 2008, 00:56:46
Esta é uma pesquisa de opinião. A questão "Qual o papel dos fóruns de fotografia no processo de aprendizagem do indivíduo?" nasceu da observação de algumas postagens nesta e nas demais salas (antigas e recentes) assim como das primeiras expectativas em relação ao meu ingresso num fórum de fotografia.

Vou contar um pouco da minha história, mas não vale dormir. Pois bem, minha trajetória até chegar aqui foi mais ou menos a seguinte: no período de um ano que passei fora do país eu adquiri minha câmera fotográfica com a consulta de algumas comunidades do orkut e o auxílio de alguns de seus membros, entre outros espaços e interações. Lembro-me que, nessas buscas, um rapaz chamado Lyrian (algo assim) indicou-me o curso da National Geographic e, tempos depois, nossa colega Maíra indicou-me o Mundo Fotográfico. Cheguei aqui com algum conhecimento teórico devido às minhas leituras precedentes, do manual inclusive, e da realização desse curso por CD-ROM, mas com pouca habilidade com o equipamento. (Mil anos antes, tinha feito um curso de final de semana em Londrina, mas já não lembrava de quase nada).

Na época, como estava fora do país eu não tinha acesso aos meus livros (técnicos ou não), não podia comprar livros na minha língua materna (o que facilitaria muito) nem tampouco podia freqüentar um curso regular por inúmeras questões, entre as quais a grana era curta para um casal de estudantes de pós-graduação no exterior, além do fato de ter como compromisso inadiável voltar para o Brasil com a versão final da tese de doutorado, pronta para ser entregue à banca de avaliação.

Mesmo assim, queria muito dedicar-me à fotografia, uma paixão antiga que não saía da minha cabeça. Também me incomodava pensar que ia chegar aos 40, 50 anos sem ter dedicado um pouco do meu tempo a ela e não ter a dimensão exata de até onde eu podia chegar. Até então, toda minha energia estava voltada no meu trabalho que me consumia os dias e as noites. Também tinha um problema de visão com futuro incerto, mas essa é outra parte da história que estou com preguiça de contar, então vou poupá-los desse desprazer. Pois bem, sabe aquela sensação de frustração que acomete algumas, muitas, pessoas quando chegam numa certa idade? Então, era isso que eu queria evitar.

Foi mais ou menos assim que cheguei ao fórum cerca de um ano atrás, ou seja, com algum conhecimento teórico, uma noção básica da técnica fotográfica, muito interesse no assunto, mas pouca desenvoltura com o equipamento.

Na época pensava que era possível substituir outras formas de aprendizagem com a participação no fórum, ao menos temporariamente como explicitei acima. Não precisou de muito tempo para eu constatar que, embora os fóruns tivessem um papel fundamental no processo de aprendizagem, eles não substituíam outras formas de desenvolvimento na área - seja ele autodidata ou com orientação, não encurtava um caminho pelo qual todos passaram, passam ou ainda passarão nem tampouco podia ser considerado o melhor caminho, o melhor veículo para se aprender fotografia.

Nesse sentido e em resposta à questão acima, acredito que os fóruns tem papel de grande relevância não só na circulação de informações e na comunicação entre as pessoas como também no desenvolvimento de cada um. No entanto, penso que a sensação de frustração é muito maior quando depositamos todas as nossas expectativas num único veículo, seja ele um ou mais fóruns, uma escola, um livro, um professor, etc.

O ideal, ao menos para mim, é cruzar ferramentas de aprendizagem, ou seja:

Participar de um fórum esclarece muitas dúvidas e amplia seus horizontes, mas não é suficiente.

Ler tudo que está disponível na rede já ajuda muito, mas não é o bastante.

Livros é sempre bom não só tê-los como também lê-los, sejam eles técnicos, de trabalhos autorais ou de reflexões sobre o assunto.

Praticar com amigos é um caminho interessante, mas é bom praticar sozinho também. De todo modo, o ato de fotografar é um exercício de reflexão, de observação consciente, alguns dizem até que é um processo de autoconhecimento (que medo!!!). Se você só atira, digo clica, para todos os lados acaba perdendo o foco, literal e metaforicamente.

Comprar equipamentos novos é sempre a realização de um desejo (legítimo para quem compra), mas não deve ser maior que o prazer de fotografar, ainda que seja prazeroso comprar.

Buscar conhecimento por si próprio, ter iniciativa de ir atrás do que deseja e porventura compartilhar experiências são características admiráveis no ser humano. Esperar tudo pronto não é só cansativo para quem espera como também pra quem acompanha a espera.

Enfim, podia elencar uma série de itens indispensáveis ao processo de aprendizagem, mas estou com a impressão de que comecei a fugir do assunto, deve ser porque estou com sono.

Por hora, gostaria apenas de saber a opinião de vocês sobre a questão postada acima, isto é: Qual o papel dos fóruns de fotografia no processo de aprendizagem do indivíduo (no seu ou no dos demais)?
« Última modificação: 14 de Fevereiro de 2009, 00:10:54 por Kika Salem »


MateusZF

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.418
  • Sexo: Masculino
  • Você vê o mundo com a sua lente interior.
Resposta #1 Online: 08 de Dezembro de 2008, 01:04:36
 ;)??????
O próprio forum já respondi por si.
 :D :D
Minha máquina fotográfica e prolongamento natural do meu braço.
Foto é algo que depende de uma certa visão... De quem fotografa, de quem vê e de quem interpreta...

www.ribeiraopreto.sp.gov.br
http://www.meadiciona.com/mateuszf


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #2 Online: 08 de Dezembro de 2008, 01:11:42
Os fóruns são poderosíssimos motores de aprendizagem não porque eles nos tragam ensinamentos (também trazem), mas sim porque eles nos trazem os assuntos, as questões.

A partir dessas questões vamos evoluindo e buscando conhecimento. Eu prefiro buscá-lo em duas fontes: na Internet, onde encontro INFORMAÇÃO e pensando, porque pensando e experimentando eu desenvolvo um tipo de conhecimento muito vivo e que me atende curiosidades ou necessidades específicas.

Não tenho saco para livro nem para revista de fotografia. Não leio nenhuma revista de fotografia regularmente, aliás, não chego a ler duas revistas de fotografia por ano. Vejo fotografias onde quer que as encontre e penso sobre elas. Meu principal veículo de aprendizado é o pensamento gerado pelas conversas, e os fóruns geram conversas. Aprendo também tentando explicar coisas.


renatocpaiva

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 221
  • Sexo: Masculino
Resposta #3 Online: 08 de Dezembro de 2008, 07:48:08
Existe uma diversidade de informações presente nestes fóruns que eu considero importante como forma de aprender.
Embora não seja de forma organizada,ela orienta e aguça a curiosidade,estimulando a procurar mais conhecimento.É um espaço para observar,ler e aprender,informalmente.
renatocpaiva


Renato B.

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 102
Resposta #4 Online: 08 de Dezembro de 2008, 11:24:49
Eu acredito que o melhor aprendizado acontece quando há o interesse. Por mais dispersa que estejam as informações nos fóruns, é o meu interesse que me faz buscar por estas informações e  isto gera conhecimento.

Eu fiz fotografia durante o curso de desenho industrial (já faz um bom tempo). Eu gostava de fotografias, mas não queria me aprofundar no tema... conclusão: informações perdidas e um "NÃO APRENDIZADO"

Já no Fórum, as coisas são diferentes... primeiro pelo empenho de quem quer aprender e segundo pelo empenho de quem quer ajudar. E muitas vezes visões antagônicas nos tópicos nos levam a pesquisar mais para tirarmos a nossa própria conclusão.

E isso é aprendizado... não apenas decorar um monte de coisas... Como disse o Ivan: é você digerindo, pensando e experimentando as informações que você gera um conhecimento.

Abraços


Elaine Riguengo Pereira

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 724
  • Sexo: Feminino
  • Nikon D5000 e Sony DSC H55
    • Elaine Riguengo Pereira
Resposta #5 Online: 08 de Dezembro de 2008, 11:44:16
Kika parabéns, vc escreve muito bem!!!! :clap:
Olha tb concordo com o que disse o Ivan: digerindo, pensando e experimentando as informações e aqui acrescento as diversas informações que consigo aqui no Forum e em outros meios (revistas, livros, amigos, etc) que acaba se gerando o conhecimento, e acho que mais importante, gerando um olhar pessoal sobre o assunto.
Aho o Fórum (posso dizer somente sobre esse que faço parte) teve um papel fundamental para que a minha vontade em aprender mais e mais aumentasse. Enquanto estava somente em livros e revistas, confesso que estava muito desanimada....Depois que um amigo me indicou esse fórum foi um Up muito grande na minha empolgação pelo assunto,pela forma de encarar a fotografia mesmo como um hobby.
Bj e espero que tenha contribuido..... :D

Elaine Riguengo Pereira
São Paulo - SP
http://elaineriguengo.multiply.com


Anderson Fonseca

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 691
  • Tião Carreiro e Pardinho Salva!!!!!!
Resposta #6 Online: 08 de Dezembro de 2008, 12:45:05
eu fiz cursos, trabalho com foto a 8 anos, e fotografando profissionalmente a 3.
os fóruns foram fundamentais para o meu amadurecimento. sem eles talvez e não tivesse feito e conseguido o que consegui até hoje.

Não é muito, mas está melhorando. :ok: :ok:


rogerio_prazeres

  • Trade Count: (1)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.171
  • Sexo: Masculino
Resposta #7 Online: 08 de Dezembro de 2008, 16:06:35
Eu também acho o fórum uma ferramenta de aprendizado diferenciada justamente pelos motivos postos. Interação, reflexão, visões antagônicas etc.

Outro ponto levantado e muito interessante é o ato de aprender ao ensinar.

Recentemente ao elaborar uma resposta sobre como fotometrar percebi que não dominava totalmente o assunto.
Alguns minutos de reflexão e alguns experimentos práticos foram o suficiente para consolidar tudo o que eu já havia lido aqui e em outras fontes. Agora sei o conceito de forma clara. Ainda não domino a prática mas a teoria está bem fundamentada.

Eu poderia ter lido mil livros sobre fotometria e por achar que já sabia do que se tratava nunca teria aprendido.
Agora dirigindo um fusquinha das DLSR... Canon D30  :wub:

rogerio_prazeres@yahoo.com.br


Braga.SP

  • Trade Count: (14)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.858
  • Sexo: Masculino
Resposta #8 Online: 08 de Dezembro de 2008, 16:57:33
Como era bom jogar bafo (quem colecionou figurinhas sabe o que é); como era bom jogar bolinhas de gude na escola; como era bom sair para caçar rolinhas ou pombas-do-mato, ainda que voltássemos apenas com frutas roubadas lá da chácara do "Seu" Sebastião.

Cada uma dessas atividades já era conhecida por todos. Mas, no meio da molecada sempre tinha um que destacava para lançar a bolinha de gude, outro que era especialista no jogo de bafo. Então, o que fazíamos todos juntos era confabular sobre essas técnicas, de modo que, o grupo todo se fortalecia, e de tal maneira, que fazíamos nossa felicidade acontecer nas coisas mais simples e por prazo mais curto possível.

E o que fazemos, agora adultos, nesses foruns de fotografia? Simples, meus caros amigos, fazemos confabulação do que sabemos sobre fotografia. Somos pessoas reunidas em torno de um assunto em comum, e o local desse encontro, apesar das distâncias, é facilitado pela modernidade, pela tecnologia. E esse local são os foruns, através da internet.

E como amigos que somos (não importa se virtuais ou reais), temos prazer em partilhar informações porque sabemos que não há competição, não há rivalidades, não há ciúmes. Há, sim, uma imensa vontade de evoluirmos juntos, e todos numa única direção.

Admirável quando vemos, por exemplo, o Ivan dizendo que aprende quando ensina. Atitude nobre e ao mesmo tempo humilde. E esse gesto exemplifica muito bem o que é o forum no processo de aprendizagem e também o que ele representa no nosso desenvolvimento enquanto seres humanos.

Partilhar, nesse caso, é multiplicar. Eu explico:

  • Se dois homens, ao se encontrarem, trocam um aperto de mão, cada deles sairá sem nada.
  • Se dois homnes, ao se encontrarem, trocam uma moeda de mesmo valor, cada um deles não ficará nem mais rico, nem mais pobre.
  • Se dois homens, ao se encontrarem, trocam informações, bem... eles se ajudarão e evoluirão em algum aspecto.

-22.352971,-48.775582


Marcelo Favero

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 770
  • Sexo: Masculino
    • Marcelo dos Santos
Resposta #9 Online: 08 de Dezembro de 2008, 17:59:46

Outro ponto levantado e muito interessante é o ato de aprender ao ensinar.


Este é um dos pontos mais importantes. Aquilo que move o interesse de alguém que ensina: Aprender ao ensinar. Quantas coisas não fazemos seja por intuição, porque sabemos que dará certo de alguma forma, porque alguém disse uma vez... Mas na hora de responder a um tópico... Vamos lá APRENDER o que fazemos.

Fora isto, acrescento que o fórum é a melhor e mais dinâmica forma do interesse do assunto diverso chegar até nós. Quando eu imaginaria discutir o aquecimento do sensor em fotos de longa exposição, se este não fosse um tópico de um fórum, que já está até apresentando as soluções??

Abraços
Marcelo dos Santos

Associado Fototech


wdantas

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.183
  • Sexo: Masculino
    • WDantas Fotogaleria
Resposta #10 Online: 08 de Dezembro de 2008, 22:20:53
Kika, quando me interessei pela fotografia na segunda metade dos anos 70, o acesso a informação era muito precário. Tinha que passar sempre pelas livrarias, bancas de revista e perguntar aos amigos e colegas se havia alguma publicação interessante que eu não conhecesse, e isso não era só na fotografia, já que sou autodidata nato. Praticava até com laboratório PB improvisado dentro do meu quarto, e apanhava um bocado.

Parei no começo dos anos 80 e só retornei em 2006. Só que agora já era outra coisa, câmeras digitais de qualidade e lab lightroom. rsrs
Muita coisa nova ao mesmo tempo e aí o fórum teve e ainda tem um papel importante, seja esclarecendo dúvidas, me informando das novidades, expondo minhas fotos para a crítica dos colegas e até ensinando alguma coisa apesar dos meus parcos conhecimentos. Contudo não perco a oportunidade de fazer cursos e bons workshops, bem como de ver e ler publicações sobre o assunto.

Na minha opinião o conhecimento via publicações/cursos é completado e ampliado na participação efetiva nos fóruns. Eles são de grande importância no processo de aprendizagem. Quem nasceu na era da internet não tem a menor idéia de como era o acesso a informação antes dela.

abraços


Kika Salem

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.266
  • Sexo: Feminino
Resposta #11 Online: 09 de Dezembro de 2008, 23:19:31
Estou acompanhando com atenção as respostas de todos. Obrigada pela participação. Como mencionei, a questão nasceu das minhas primeiras expectativas e da imediata revisão delas.

Na minha opinião, ainda que não seja possível aprender fotografia em 10 lições nos fóruns, eles têm papéis centrais na formação do indivíduo, é uma rua de mão dupla como mencionou o Ivan, aprende-se e ensina-se, aprende-se inclusive a ensinar, exemplificou Rogério. É como ressaltou em seguida o Renato C. Paiva, embora o conteúdo seja postado de forma espontânea, na maioria da vezes de forma fragmentada, eles aguçam a curiosidade e estimulam a pesquisa.

As distintas visões sobre determinado assunto, como bem lembrou o Renato B., se a princípio confundem o iniciante, é importante para formarmos nossas próprias conclusões. Além disso, o fluxo de informações e a interação entre pessoas são fontes eficazes de estímulo diário, como afirmou Elaine.

Conhecimentos não só são partilhados como também são amadurecidos, segundo Anderson. Sem falar que só se ouve falar em certos temas nesses espaços de interação. Que escola incluiria em seu currículo o tema "aquecimento do sensor"? Não é Marcelo?

Não se aprende só fotografia, aprende-se também a respeitar o próximo, aliás ensina-se a respeitar o próximo, mesmo com todas as diferenças. O Braga está sempre me ensinando isso, mesmo que, vez por outra, eu "enfie o pé no jacá" (aprendi hoje que é o jacá, uma palavra masculina de origem indígena que é o mesmo que um cesto artesanal).

E pensar que até ontem para alguns os meios eram bem mais escassos e para outros quase inacessíveis. É Wellington, nesse caso, a tecnologia, com todas as suas mazelas, veio contribuir conosco.

Então, viva a internet que uniu parte do Brasil aqui no fórum.

Um abraço a, em, para todos (não sei qual é a preposição correta).

P.S.: Obrigada Elaine, escrever eu faço isso há mais tempo, ainda que dê muitos tropeços, agora fotografia é mais recente, embora não perca a esperança.  :ok:
« Última modificação: 10 de Dezembro de 2008, 01:44:52 por Kika Salem »


Ricardo Lou

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 198
  • Sexo: Masculino
Resposta #12 Online: 10 de Dezembro de 2008, 00:23:14
As tecnologias (computador e internet) nos oferecem este maravilhoso momento e ferramenta de aprendizado, não somente na área da fotografia, mas em tudo que está no nosso entorno.

Os fóruns nada mais são que aquelas conversas que tínhamos quando saímos da escola para irmos para casa com nossos amiguinhos, sempre perguntávamos a um que mais sabia de matemática, ou a outrem que era fera em ciências. Hoje fazemos igualmente o que praticávamos outrora, sem dúvida de uma forma mais fria (por não haver o contato físico), ligamos nossos micros e navegamos por estas conversas, por vezes demorada no que tange a uma resposta rápida de nossos amigos, mas fazemos a mesma coisa, de forma diversa.

Os fóruns, quando sérios, nos proporcionam aprendizado, aguça nosso lado de pesquisador, mas não creio que sejam insubstituíveis, ao passo de eles prescidam o aprendizado formal, presencial.

Vos digo isto porque ali, no modo presencial, o aluno, quando em uma escola séria, tem a oportunidade de praticar e ver-se corrigido quando erra tão logo, ao passo que em fóruns muitas vezes o assunto se perde em críticas secundárias e não raras são as vezes que vemos pessoas serem humilhadas por não postar a obra-prima que outros também não conseguem fazê-la.

Li um comentário creio que aqui mesmo, sobre o blog do Ivan, uma pessoa disse que prefere blogs a fóruns, pelo simples fato de que o assunto não se dispersa, há também uma controvérsia que descobri a cerca deste comentário feito, não que não seja uma verdade, num blog o assunto é o que é, não opiniões, mas o seu Autor deve realmente dominar o assunto, caso contrário, pode levar muitos a acreditar e fazer coisas erradas, não digo do  Ivan, pelo que tenho visto dele, e também não o posso julgar, pois sou iniciante, ele domina o assunto a que se propôs ensinar.

Concluindo, então, acredito que os fóruns e blogs são uma ferramenta muito sadia para o aprendizado e para a pesquisa, mas não creio ser eles um único caminho, bem como serem substitutos do ensino tradicional.

Gosto muito da forma de administração consciente deste fórum, vim a descobri-lo, justamente por uma pesquisa no google e, desde então, venho pesquisando muito e aprendendo bastante.

Abraços
Ricardo Lou
Que a arte (me) aponte uma resposta
Mesmo que ela não saiba
E que ninguém a tente complicar
Porque é preciso simplicidade pra fazê-la florescer
Oswaldo Montenegro (adaptação nossa)


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #13 Online: 10 de Dezembro de 2008, 09:43:41
Citar
caso contrário, pode levar muitos a acreditar e fazer coisas erradas

O meu blog deve ser lido com senso crítico, como qualquer outro blog ou fonte. Não sou isento, tenho minhas paixões, minhas preferências. E o blog que faço tem como principal característica ser uma partilha da minha visão sobre o RAW, baseada em meu uso. E o leitor deve tirar daquilo o que lhe interessa e o resto deve dizer para si mesmo "Esse Ivan é engraçado mesmo..."

Obrigado pelo comentário, Ricardo. Só digo isso porque não quero jamais se tido como fonte isenta, nem acredito ser isso possível.

A escolha do blog para isso deveu-se a duas coisas:

1) a necessidade de organizar em um só lugar minha visão através de vários artigos encadeados. Num fórum ficaria disperso;
2) A necessidade de configurar autoria clara dos textos, pois é um trabalho longo e, naturalmente, me interessa manter todos os direitos de autoria. Num fórum haveria uma mistura de postagens que embaralharia isso.
« Última modificação: 10 de Dezembro de 2008, 09:46:18 por Ivan de Almeida »


Braga.SP

  • Trade Count: (14)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.858
  • Sexo: Masculino
Resposta #14 Online: 10 de Dezembro de 2008, 18:14:03
Só digo isso porque não quero jamais se tido como fonte isenta, nem acredito ser isso possível.

Também não acho que isso seja possível. Contudo, CREDIBILIDADE não é um carimbo na testa, não é algo que se compre no boteco da esquina a preço de banana. É, a bem da verdade, uma característica da pessoa, cuja construção vai acontecendo aos poucos, ao longo de muito trabalho árduo. E para essa laboriosa tarefa de "construir" a nossa credibilidade é inevitável que, ao torná-la pública, as pessoas a tomem como referência, seja para o aprendizado, seja como fonte de pesquisa.

Quero com isso dizer que NÃO TEM JEITO. Meu caro Ivan, você queira ou não, a sua credibilidade reafirma como confiável cada palavra que você escreve.

Puxa-saco, eu?! Embora possa parecer o contrário digo que NÃO. Apenas sou honesto em admitir que seja verdade quando aprendo com a experiência dos outros. Até aqui várias coisas me foram úteis.
-22.352971,-48.775582