Autor Tópico: Revelação de filme x Uso de Polarizador  (Lida 1100 vezes)

Alessandro D.

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 129
  • Sexo: Masculino
    • AD-PHOTOS
Online: 04 de Março de 2009, 17:52:09
Pessoal do fórum,

Adquiri recentemente um filtro PL-C e fiz alguns testes.
Porém, ao mandar revelar as fotos, não notei tanta diferença nos resultados usando/não usando o filtro.
Ressalto que na hora da foto girei o PL-C de modo a enfatizar os contrastes. Ficava bem nítida a diferença no visor, mas...
O minilab, na hora da ampliação poderia ter "acabado" com o efeito, corrigindo as cores? Realmente esqueci de mandar ampliar sem correção.  :aua:

Outra pergunta: Como vocês aconselham q eu mande revelar/ampliar os filmes de modo geral:
1)Sem/Com correção de densidade;
2)Sem/Com correção de cores?


Obrigado,
Alessandro.

PS: Moderadores, acabei colocando a dúvida aqui mas não sabia se deveria colocá-la na seção de máquinas de filme.
Alessandro D.
São Paulo-SP
Canon Elan 7N (EOS30) + Canon EF 28-105mm f/3.5-4.5 II USM + Canon EF 70-300mm f/4-5.6 IS USM
http://www.flickr.com/photos/AD-PHOTOS


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.870
Resposta #1 Online: 04 de Março de 2009, 19:12:08
Fala sempre no laboratorio
que foram utilizados filtros,
e quais sao.
Senao eles "corrigem"
as fotos"mal tiradas",
e ficam
no "padrao"!?!?!.
Ai o trabalho de uso de filtros vai pro lixo.
Me aconteceu isso varias vezes , com minhas fotos para concursos.
No lab eles corigem todos os "defeitos", :aua: :aua: :aua:
Abraço
Angelo


LeandroFabricio

  • Trade Count: (9)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.686
  • Sexo: Masculino
Resposta #2 Online: 04 de Março de 2009, 19:48:12
Tem 3 opções...

1- Amplie você mesmo suas fotos. ( Eu fui laboratorista e continuo tendo acesso aos equipamentos dos labs que uso :) );

2- Acompanhe a ampliação ao lado do laboratorista;

3- Ao invés de mandar revelar com cópia, revele somente um index/copião e depois peça as fotos avulsas explicando o que vc quer de cada foto. Vc aproveita para ter somente as fotos que vai realmente querer, já pode pedir ampliada e ainda fala se o que quer e explica as cores que pretende.

Realmente o trabalho de quem amplia não é fácil, afinal não tem uma bola de cristal acoplada à impressora.
São Paulo - SP


rogeriom

  • Trade Count: (10)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 415
  • Sexo: Masculino
Resposta #3 Online: 04 de Março de 2009, 20:17:19
Tem 3 opções...

1- Amplie você mesmo suas fotos. ( Eu fui laboratorista e continuo tendo acesso aos equipamentos dos labs que uso :) );

2- Acompanhe a ampliação ao lado do laboratorista;

3- Ao invés de mandar revelar com cópia, revele somente um index/copião e depois peça as fotos avulsas explicando o que vc quer de cada foto. Vc aproveita para ter somente as fotos que vai realmente querer, já pode pedir ampliada e ainda fala se o que quer e explica as cores que pretende.

Realmente o trabalho de quem amplia não é fácil, afinal não tem uma bola de cristal acoplada à impressora.

Leandro, o difícil é encontrar um laboratório que preste este serviço personalizado.
Pela minha experiência, é difícil até entenderem o que é um scan em alta resolução.

[ SONY NEX-F3 SEL1855OSS SEL1650OSS SEL55210OSS NIKKOR 50/F1.8D ]


LeandroFabricio

  • Trade Count: (9)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.686
  • Sexo: Masculino
Resposta #4 Online: 04 de Março de 2009, 20:52:20
Leandro, o difícil é encontrar um laboratório que preste este serviço personalizado.
Pela minha experiência, é difícil até entenderem o que é um scan em alta resolução.


Bom, eu tenho facilidade com isso, mas reconheço que é complicado.
Acho que a idéia de usar o index/prova seria bem fácil de conseguir.

 De qualquer maneira pesquise laboratórios melhores, eu gosto da InstanColor e da ColorMart pelo custo benefício e localização. Mas tem ótimos laboratórios aqui em SP.
São Paulo - SP


Marcelo Favero

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 770
  • Sexo: Masculino
    • Marcelo dos Santos
Resposta #5 Online: 04 de Março de 2009, 21:22:12
Hoje a saida é quase sempre digital. O único jeito é mandar a mocinha escrever em vermelho no envelope: SEM CORREÇÃO. E depois checar se está escrito NNNN atrás.
« Última modificação: 04 de Março de 2009, 21:25:05 por Marcelo Favero »
Marcelo dos Santos

Associado Fototech


LeandroFabricio

  • Trade Count: (9)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.686
  • Sexo: Masculino
Resposta #6 Online: 04 de Março de 2009, 21:33:32
Hoje a saida é quase sempre digital. O único jeito é mandar a mocinha escrever em vermelho no envelope: SEM CORREÇÃO. E depois checar se está escrito NNNN atrás.


 Dependendo do equipamento isso não dá certo. Ainda tem bastante lugar usando impressora analógica e mesmo no caso de digitalizar, a maioria dos scanners já aplicam algumas "correções".

 No caso da impressora Noritsu 1501 e semelhantes é indispensável aplicar correções de densidade nas ampliações. O leitor dela trabalha como um fotômetro, sendo assim uma cena noturna necessita de geralmente entre em média de +3 de densidade. Da mesma forma que uma parede branca precisa de -2, -3.
 Se só aplicar N em todas a impressora vai levar a foto ao cinza 18%.
São Paulo - SP


Francisco

  • Trade Count: (5)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.550
Resposta #7 Online: 05 de Março de 2009, 16:21:13
Dependendo do equipamento isso não dá certo. Ainda tem bastante lugar usando impressora analógica e mesmo no caso de digitalizar, a maioria dos scanners já aplicam algumas "correções".

 No caso da impressora Noritsu 1501 e semelhantes é indispensável aplicar correções de densidade nas ampliações. O leitor dela trabalha como um fotômetro, sendo assim uma cena noturna necessita de geralmente entre em média de +3 de densidade. Da mesma forma que uma parede branca precisa de -2, -3.
 Se só aplicar N em todas a impressora vai levar a foto ao cinza 18%.

Eu já desisti de ampliar negativo em laboratório digital. Mesmo escaneando em casa em 4000dpi e mandando revelar como digital, não chega nem perto do resultado dos laboratórios analógicos de 10 anos atrás. Com digital, o buraco é mais embaixo: tanto o monitor do fotógrafo quanto o minilab precisam estar sincronizados, senão um enxerga magenta e o outro imprime verde. Isso em se tratando de câmeras digitais.

Com o filme, tem mais um agravante. O negativo é escaneado com configurações default do scanner do minilab (para reduzir o tempo de captura) e o resultado são fotos lavadas e sem vida. Quando eu levo o meu pendrive para fazer algumas ampliações, já tenho plena noção de que vai ficar ruim.

Hoje ou você imprime em casa ou junta-se à massa de alienados que aceita qualquer coisa que os laboratórios empurram. Nesse sentido, acho que o porta-retratos digital será um grito de liberdade. Que tal um monitor com tecnologia led de 30x40cm pendurado na parede da sala exibindo algumas de suas fotos? Isso é o futuro :P
« Última modificação: 05 de Março de 2009, 16:22:01 por Francisco »
Francisco Amorim
Porto Alegre - RS
2x Canon F1 Old, AE1; Pentax MX, K100D; Fuji Finepix f10; Panasonic LX3


Alessandro D.

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 129
  • Sexo: Masculino
    • AD-PHOTOS
Resposta #8 Online: 05 de Março de 2009, 16:23:30
Pessoal,

Valeu pelas dicas! :ok:
Gostei da idéia do copião. Vou pesquisar os labs perto de onde moro p/ ver se fazem o serviço ou se terei q ir ao centro mesmo.

Obrigado,
Alessandro.
Alessandro D.
São Paulo-SP
Canon Elan 7N (EOS30) + Canon EF 28-105mm f/3.5-4.5 II USM + Canon EF 70-300mm f/4-5.6 IS USM
http://www.flickr.com/photos/AD-PHOTOS


rogeriom

  • Trade Count: (10)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 415
  • Sexo: Masculino
Resposta #9 Online: 05 de Março de 2009, 16:31:29
Por todas os depoimentos acima é que acho que o mais apropriado para se trabalhar com filme é depender do lab apenas para revelação do negativo colorido e escanear em casa, fazer os acertos no editor e mandar para impressão digital. É a melhor forma para ter mais controle sobre o processo.

[ SONY NEX-F3 SEL1855OSS SEL1650OSS SEL55210OSS NIKKOR 50/F1.8D ]


Alessandro D.

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 129
  • Sexo: Masculino
    • AD-PHOTOS
Resposta #10 Online: 05 de Março de 2009, 16:51:45
Também estou chegando a esata conclusão, apesar de que eu adoraria ter uma DSLR.  :wub:

Porém, devido ao custo, ainda estou muito propenso a adquirir um scanner de negativos (HP G4050), pois minhas fotos são todas autorais sem muita pretensão profissional.

Estes debates aqui no fórum tem me ajudado bastente pois ainda não sinto que  meu equipamento limite tanto o resultado das minhas fotos, a não ser pela falta de uma tele.  :)
Alessandro D.
São Paulo-SP
Canon Elan 7N (EOS30) + Canon EF 28-105mm f/3.5-4.5 II USM + Canon EF 70-300mm f/4-5.6 IS USM
http://www.flickr.com/photos/AD-PHOTOS


Francisco

  • Trade Count: (5)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.550
Resposta #11 Online: 05 de Março de 2009, 17:02:29
Na verdade uma DSLR não resolve o problema... os usuários de câmeras digitais também sofrem na pele o descaso dos laboratórios. Muitos estão comprando colorímetros e impressoras para fazerem suas ampliações em casa. É por aí o caminho...
Francisco Amorim
Porto Alegre - RS
2x Canon F1 Old, AE1; Pentax MX, K100D; Fuji Finepix f10; Panasonic LX3


LeandroFabricio

  • Trade Count: (9)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.686
  • Sexo: Masculino
Resposta #12 Online: 05 de Março de 2009, 23:04:37
Bom... Hoje em dia vc compra um minilab que faz até 20x30cm por pouco mais de R$5.000,00. :)
São Paulo - SP