Autor Tópico: Estúdio Compartilhado • Administrativamente falando...  (Lida 665 vezes)

Marcelo Favero

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 770
  • Sexo: Masculino
    • Marcelo dos Santos
Online: 23 de Março de 2009, 09:30:20
Amigos (espero estar postando na Sala correta!),

Já li a respeito das vantagens de se dividir estúdios, e na sala de Classificados um colega nosso está até buscando parceiros (pena que seja em Sampa). Pra mim, parece uma boa alternativa, compartilhar o espaço com mais uns 3 colegas, uma vez que minha demanda (e até interesse) por trabalho em estúdio é pequena.
 
Mas como resolver isso administrativamente, uma vez que, acredito, a rotatividade dos "associados" deve ser grande. Uns deslancham e querem um espaço exclusivo, outros desistem, outros se desentendem e etc, etc... Que tipo de contrato se pode estabelecer? Afinal, é um espaço alugado com compromissos assumidos! Acho que não é o caso de abrir uma empresa e criar um vínculo de sociedade (cruz credo!!!). Então que tipo de relação seria essa?

Alguém conhece ou viveu experiência semelhante?
Marcelo dos Santos

Associado Fototech


danich

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 64
  • Sexo: Feminino
Resposta #1 Online: 23 de Março de 2009, 10:55:44
Marcelo,
Estou no mesmo dilema que você, dividir ou não dividir. Ainda mais em SP onde os alugueis dos espaços são altos. Por enquanto não vou poder te ajudar. Mas vou ficar de olho se descubro mais alguma coisa..

Abraço
Daniela


LeandroFabricio

  • Trade Count: (9)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.686
  • Sexo: Masculino
Resposta #2 Online: 24 de Março de 2009, 00:59:22
Como você sabe sociedade formal é uma coisa bem complicada.
Acredito que seria interessante colocar no papel todas as obrigações, tarefas, dispesas e como tudo isso será dividido. O famoso "contrato de gaveta"...
Especificar também um prazo mínino para a permanência na sociedade, de preferência como o mesmo período do contrato de aluguel do imóvel.

Dá pra organizar fácil mantendo uma agenda exclusiva para o uso do espaço do estudio.

Agora se uma pessoa começa a ter bastante trabalho a ponto de querer um espaço exclusivo é hora de rever as coisas e "trocar" essa pessoa.

Tb é bom ter um fotógrafo de cada área pra não ter concorrência.
São Paulo - SP