Autor Tópico: Foto P&B pra ser boa tem que se de filme??  (Lida 1421 vezes)

carol giriardi

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 30
Online: 05 de Maio de 2009, 12:50:06
Oi gente! Não sei se estou no lugar certo. ,as teno uma dúvida a respeito da fotografia PB. sempre q vejo uma bela foto PB ela é feita com filme. É impressão minha, ou a foto digital não tem o mesmo efeito estético da revelação em laboratório??? E se for o caso, existiria alguma maneira de aproximar a doto digital de uma de filme??
Obrgada!


RFP

  • Colunista
  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • *****
  • Mensagens: 590
  • Sexo: Masculino
    • Câmara Obscura
Resposta #1 Online: 05 de Maio de 2009, 13:10:53
Não acho que precise ser de filme. O que acontece é que de fato o filme PB é muito bonito e traz uma forma de descrever os cinzas e de construir a imagem através dos grãos difícil de se obter com a digital. Mas é possível fazer boas fotos PBs sem ser com filme, mas é preciso maior atenção na hora de fazer a foto e especialmente na hora de converter e tratar. Vejo dois erros básicos em muitas fotos de PB digitais: muito contraste, deixando a foto com aspecto metálico (sombras muito escuras e estouros) e pouco contraste, em que a foto fica num cinza neutro e monótono. Nitidez excessiva também é ruim.

Tenho um álbum no Flickr com PBs digitais que acredito estarem relativamente bem equilibrados (embora sejam ingavelmente bem diferentes de PB analógicos):

http://www.flickr.com/photos/rfpereira/sets/72157603487932990/


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #2 Online: 05 de Maio de 2009, 13:14:59
Não precisa ser de filme, mas inegavelmente vai referenciar-se na estética gerada pelo filme. Então se for digital, mas o fotógrafo convertê-la/tratá-la referenciando-a (não imitando) à estética do PB, tudo pode ir muito bem, mas se mantiver simplesmente a típica captura digital altamente concentrada nos tons médios, não funcionará.


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.866
Resposta #3 Online: 05 de Maio de 2009, 14:13:15
carol
Imagem digital e uma coisa e fotografia e outra.
Podem se ser feitas imagens muito boas no digital,
mas por enquanto nao se chegou ao padrao fotografico.
Abs.Angelo.


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #4 Online: 05 de Maio de 2009, 17:01:14
carol
Imagem digital e uma coisa e fotografia e outra.
Podem se ser feitas imagens muito boas no digital,
mas por enquanto nao se chegou ao padrao fotografico.
Abs.Angelo.

Ângelo, penso que esta opinião sua deve ser de alguma meneira contingenciada. Até entendo que uma opinião radical sirva para acender certas questões, mas não há diferença alguma no principal entre fotografar com filme e com digital, e lhe digo isso muito tranquilo porque faço ambas as coisas.

Cada método de captura produzirá um tipo de fotografia, assim, filmes PB ortocromáticos serão diferentes dos pancromáticos -funcionarão como se tivessem um filtro nativo-, cromos, cada um deles responderá de um jeito, filmes negativos coloridos variarão imensamente, e dentro da categoria "digital" há igualmente grande variação. Cada um desses métodos pode ajustar-se melhor aos desejos, linguagem, hábitos de um fotógrafo, e para ele aquele será o melhor, mas, no geral, melhor é a melhor fotografia, não importa muito como foi feita.

Considero-me, seja usando filme ou digital, um classisista. Porque tenho certas condutas classisistas, quanto à composição, quanto à abordagem naturalista dos tratamentos, etc. Mas isso é meu gosto, meu estilo, minha prisão. Não é medida de validade do que faço.

Minha fotografia muda pouquíssimo quando troco de digital para filme e vice-versa. No fundo é o mesmo olho medidor, o mesmo ivan a interessar-se por certas coisas, outras não. Eu teria de inventar uma diferença que não percebo existir. E ao dizer não percebo, digo baseado de fato na prática. Muda um pouco a forma de fotometrar, é claro, como também mudaria se eu colocasse um rolo de cromo na cãmera. Nos últimos dois meses e pouco, fiz mais ou menos o mesmo tanto de fotografias com ambos os métodos. Quatro filmes (três coloridos, um PB cromogênico) em um total de 150 fotos, mais ou menos, e a mesma quantidade aproximadamente de fotos digitais. Eu teria de inventar para dizer que a atitude fotográfica é diferente.

O que é diferente são os atributos da imagem capturada, com vantagens de parte a parte, infelizmente, pois meu sonho seria ter todas as vantagens em uma só mídia. Mas sem superioridade de nenhuma. Pegando um monte de fotos copiadas, como tenho, e olhando umas e outras, não é singnificativo se foram feitas assim ou assado.

Penso que esta discussão já passou, que era até pertinente há quatro ou cinco anos, mas hoje deixa de fazer sentido, estando todos os meios à disposição de quem quiser usá-los.



agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.866
Resposta #5 Online: 05 de Maio de 2009, 18:58:02
Caro colega
Voce esta muito certo,
no fato de "fotografar", nao ha diferença alguma,
so o resultado e ainda muito diferente.
E que as vezes uma resposta concreta, pode parecer radical
Sou profissional do ramo faz um tempao,
o comercial agora e digital 
mesmo assim continuo fazendo as vezes estudio em 6x7,
depende do cliente e o produto.
Grande abraço.
Angelo.


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #6 Online: 05 de Maio de 2009, 19:34:58
Caro colega
Voce esta muito certo,
no fato de "fotografar", nao ha diferença alguma,
so o resultado e ainda muito diferente.
E que as vezes uma resposta concreta, pode parecer radical
Sou profissional do ramo faz um tempao,
o comercial agora e digital 
mesmo assim continuo fazendo as vezes estudio em 6x7,
depende do cliente e o produto.
Grande abraço.
Angelo.

Sim, Ângelo, é diferente um pouquinho, mas mais pelo fato de você usar 6X7 do que pelo fato de ser filme. Quando comparamos formatos maiores com digital, principalmente com digital de sensores cropados APS-C (não sei se é o seu caso), há uma mudança forte de linguagem derivada do DOF.

Veja, entendo perfeitamente gostar da resposta de um filme, isso não está, pelo menos para mim, em questão. Se quiser exatamente aquilo, é melhor ir direto ao filme e pronto. Mas há um outro enorme espaço a explorar que não fará igual, mas dependendo da perícia específica do fotógrafo, pode fazer algo tão bom quanto.

para mim isso é a forma como entendo a questão, cada mída produzirá melhor certo tipo de assunto ou abordagem, e se isso for ajustado, bem, está tudo aí ao nosso dispor.
No caso específico, o questionamento sobre PB digital vai um pouco além.

O PB digital é inevitável. A pergunta seguinte é: sendo inevitável, ele está cndenado a ser inferior ao produzido com filme?

Minha resposta para isso é a seguinte: não, não está desde que assumidas duas condições:
1) possuir uma cultura visual relativa ao PB clássico, para entender a lógica da linguagem do PB;
2) entender que seguir esta lógica não é mimetizar o filme, mas entender a relação de contrastes, etc, e ser capaz de DESENVOLVER (usando o termo dos gringos para revelação) a imagem com todas as possibilidades digitais.

Enfim, é minha maneira de ver. A questão é recorrente, sinal que há alguma questão aí.


carol giriardi

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 30
Resposta #7 Online: 05 de Maio de 2009, 22:20:02
Alan,O que vc considera "estética do PB"...vc citou uma caracteristica do PB digital que eu percebo: os tons médios.E tenho a tendencia de antes de passar a foto p PB aumentar o contraste. Isto está errado? Ou assim estou aproximando mais a foto do que é considerado "bom"  p o PB??
« Última modificação: 05 de Maio de 2009, 22:23:56 por carol giriardi »


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.866
Resposta #8 Online: 06 de Maio de 2009, 11:45:48
Sim, Ângelo, é diferente um pouquinho, mas mais pelo fato de você usar 6X7 do que pelo fato de ser filme. Quando comparamos formatos maiores com digital, principalmente com digital de sensores cropados APS-C (não sei se é o seu caso), há uma mudança forte de linguagem derivada do DOF.

Veja, entendo perfeitamente gostar da resposta de um filme, isso não está, pelo menos para mim, em questão. Se quiser exatamente aquilo, é melhor ir direto ao filme e pronto. Mas há um outro enorme espaço a explorar que não fará igual, mas dependendo da perícia específica do fotógrafo, pode fazer algo tão bom quanto.

para mim isso é a forma como entendo a questão, cada mída produzirá melhor certo tipo de assunto ou abordagem, e se isso for ajustado, bem, está tudo aí ao nosso dispor.
No caso específico, o questionamento sobre PB digital vai um pouco além.

O PB digital é inevitável. A pergunta seguinte é: sendo inevitável, ele está cndenado a ser inferior ao produzido com filme?

Minha resposta para isso é a seguinte: não, não está desde que assumidas duas condições:
1) possuir uma cultura visual relativa ao PB clássico, para entender a lógica da linguagem do PB;
2) entender que seguir esta lógica não é mimetizar o filme, mas entender a relação de contrastes, etc, e ser capaz de DESENVOLVER (usando o termo dos gringos para revelação) a imagem com todas as possibilidades digitais.

Enfim, é minha maneira de ver. A questão é recorrente, sinal que há alguma questão aí.

Ivan
lendo teu parecer lembro quando começou a se popularizar o "filme colorido",em eventos
obviamente eu nao era fotografo na epoca, mas sempre esteve neste ambiente.
Meu pai fazia cinema amador(o video nao existia),
tinha muitos amigos fotografos amadores e profissionais.
Na epoca se falava que com a chegada do "colorido" o PB ia desaparecer, e ja ves ate virou digital.
Sempre nas transiçoes ocorre isto.
Um dia digital pb chegara ao filme, ,ate porque com o tempo o "olho popular se acostuma " a outra coisa.
Quando apareceu o video, tambem se falava que nunca ia superar o filme,
e mesmo nao superando, o video fez desaparecer o cinema amador, de um modo geral.
E o progreso, tudo vai mudando,
as locomotivas nunca iam a superar as carruagems, no seculo XIX!!!
Grande abraço
Angelo.


Mestaky

  • Trade Count: (3)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 725
  • Sexo: Masculino
Resposta #9 Online: 07 de Maio de 2009, 19:39:00
Oi gente! Não sei se estou no lugar certo. ,as teno uma dúvida a respeito da fotografia PB. sempre q vejo uma bela foto PB ela é feita com filme. É impressão minha, ou a foto digital não tem o mesmo efeito estético da revelação em laboratório??? E se for o caso, existiria alguma maneira de aproximar a doto digital de uma de filme??
Obrgada!

Sim, existe, e existem galerias belíssimas de PB digital.

Já existem, inclusive, livros dedicados à conversão do arquivo digital colorido à imagem em BW. Eu, inclusive comprei na Amazon, mas ainda não conseguí começar a leitura.

Até pouco tempo atrá,s o grande empecilho para a obtenção de boas cópias digitais PB era a impressora, incapaz de reproduzir toda a gama de tons de cinza que eram obtidos através do processo de ampliação cônica, papéis de contraste moderado, etc.. Mas isso vem sendo dia após dia apefeiçoado e hije há impressoras que usam 7 ou 8 cartuchos de pigmento preto com variações de intensidade para compensar esse gamut diretamente na pigmentação e não através do espaçamento dos pontos/diminuição do encharcamento do papel.

Da mesma maneira que os papéis destinados à ampliação de arquivos digitaisvêm evoluindo, e hoje, até no Brasil, a Labtec em SP já disponibiliza ampliações em papel Inkjet de grande estabilidade, coisa impensável há 3 ou 4 anos.

O fato de você ver as melhores fotos PB sendo feitas em filme, há muito deve-se à educação do olhar, pois a imagem BW tem uma concepção própria, uma abordagem própria. Ela deve ser percebida em BW, imaginada em BW, exposta para BW e convertida pensando no resultado em BW. Ou seja, não é pegar todo um banco de imagens e simplsmente converter para tons de cinza que criará imagens boas ou ruins em BW, mas o ato de criar prevendo tal finalidade.

O que ocorre é que a maior parte das pessoas que hoje praticam com desenvoltura a fotografia BW vêm de um histório longo de escolha pelo filme BW até mesmo em detrimento ao filme colorido. Ou seja, o BW para esses fotógrafos é uma forma de expressão, que ao longo dos anos vem sendo aprimorada dia após dia e que portanto, hoje, dado à ainda existir disponibilidade de insumos no mercado, mantém sua prática fiel à película.

É isso,
Marcelo
Whatsapp / Telegram: 21 98799 7105
mestaky@gmail.com


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.866
Resposta #10 Online: 07 de Maio de 2009, 20:45:37
Sem duvida nenhuma Marcelo, o digi pb ainda esta cru, mais vai chegar la.
O digi, tem preto, tem branco e tem cinza, mas vai demorar um pouco para virar "PB!!!".
So quem teve oportunidade de ver FOTOGRAFIAS EM PB, tem parametro.
Cada coisa no seu lugar!!!
Abs.Angelo.


Mestaky

  • Trade Count: (3)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 725
  • Sexo: Masculino
Resposta #11 Online: 09 de Maio de 2009, 02:53:31
Eu não acho que deva demorar, eu mesmo, até pouco tempo atrás era um usuário costumaz do filme PB. Mas atualmente, com a escassez de 3X, Tmax, HP5 e FP4 me desfiz até da Mamiya 7II e estou encarando o BW digital como o caminho "possível", claro, falo isso para o meu caso, já que conheço uma galera que reunida compram juntos lotes de filmes na BH e esperam 20, 30 dias pela entrega.

Como não é um método de obtenção de insumos que atrai a minha simpatia (esperar um mês para fotografar), estou deixando só para o 35mm que ainda encontro com razoável facilidade apesar dos preços escorchantes no mercado local do RJ. Ou seja, de hoje para a frente, a menos que tudo mude, raras serão as vezes que usarei película.

Pessoalmente, comparando ambos processos do início ao fim, eu diria que o Digital leva vantagem em todo o processo, desde a captura até a prévia visualização do que estará sendo impresso (na ampliação de película é sempre uma incógnita até o último momento). A coisa inverte-se apenas na hora de passar para o papel, por um motivo simples, e creio que vá concordar comigo: O pontilhamento regular da impressão eletrônica denuncia a imagem fruto de uma captura digital.

Não obstante, já lido com o PB desde que tinha 14 anos de idade, fotografando, revelando e ampliando. Segundo a minha opinião, em função da experiência que adquirí, se traçar um paralelo entre a Captura Analógica e a Captura Digital a única condição sob a qual o filme ainda leva vantagem sob o digital são:

1- No momento da impressão a granulação do filme é mais agradável que o pontilhamento regular da impressão eletrônica;
2- Para o uso de Isos elevados, dado a menor multiplicação nas ampliações, quanto maior forem as chapas, menor é o evidenciamento dos grãos;
3- Para imagens que contenham forte fonte de luz na cena o filme não incorre em blooming.

Abs.,
Marcelo.


« Última modificação: 09 de Maio de 2009, 02:56:39 por Mestaky »
Whatsapp / Telegram: 21 98799 7105
mestaky@gmail.com


jeff cann

  • Trade Count: (26)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 518
Resposta #12 Online: 09 de Maio de 2009, 16:50:57
Eu tambem tenho experiencia de filme p/b e revelação/ampliação mas agora só uso digital. Concordo com o que disse o Marcelo e acrescento que com as cameras FF o digtal aproximou-se ainda mais da película pois a latitude é maior e o ruído assemelha-se mais ao grão do p/b. Só preciso fazer uma impressão em impressora e papel high quality prá ver como fica.


Ivan Lee

  • Trade Count: (11)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 861
  • Sexo: Masculino
Resposta #13 Online: 09 de Maio de 2009, 18:35:28
Ivan
lendo teu parecer lembro quando começou a se popularizar o "filme colorido",em eventos
obviamente eu nao era fotografo na epoca, mas sempre esteve neste ambiente.
Meu pai fazia cinema amador(o video nao existia),
tinha muitos amigos fotografos amadores e profissionais.
Na epoca se falava que com a chegada do "colorido" o PB ia desaparecer, e ja ves ate virou digital.
Sempre nas transiçoes ocorre isto.
Um dia digital pb chegara ao filme, ,ate porque com o tempo o "olho popular se acostuma " a outra coisa.
Quando apareceu o video, tambem se falava que nunca ia superar o filme,
e mesmo nao superando, o video fez desaparecer o cinema amador, de um modo geral.
E o progreso, tudo vai mudando,
as locomotivas nunca iam a superar as carruagems, no seculo XIX!!!
Grande abraço
Angelo.

O digital no cinema ainda não alcançou a película, mas está chegando la. Da pra perceber perfeitamente quando um filme é capturado em digital ou película, e acredito que o que mais evidencia isso, é justamente a latitude.

Voltando a fotografia still, eu vejo como principal vantagem do filme PB vs Captura digital, a maior latitude em relação a película.
Mas o digital vai chegar la...um dia.

Sony Alpha A77 e Alpha A550 - Tamron 17-50 f/2.8 - Minolta 35 f/2 - Sony 50 f/1.4 - Minolta 28-70 f/2.8G - Sony 70-300 f/4.5-5.6 G SSM - Carl Zeiss 135 f/1.8


GUEVARA

  • Trade Count: (11)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 503
  • Sexo: Masculino
  • guevara
Resposta #14 Online: 10 de Maio de 2009, 00:36:28
Amigos,
o papel fotografico tb tem uma importancia na qualidade final da foto pb.
Claro que esses papeis de hoje usados nos lab, nao se comparam aos especifico para fotos pb, ou estou enganado?