Autor Tópico: Em prol da nitidez, na hora do apuro você sacrifica primeiro...  (Lida 4316 vezes)

Kika Salem

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.266
  • Sexo: Feminino
...o ISO, ainda que acarrete em ruído, ou a VELOCIDADE, mesmo que seja abaixo da combinação distância focal + fator de crop?

Ambos contribuem para a perda de nitidez, mas qual a gente deve sacrificar primeiro?

Agradeço as respostas e as justificativas também.  ;)

Esse tópico é um desdobramento desse aqui, com fotos da Celia e dicas do Fábio e de outros colegas. Mas como, às vezes, a gente responde um tópico na galeria e depois não volta para ver os comentários dos demais sobre as fotos, resolvi trazer a pergunta pra cá.
http://forum.mundofotografico.com.br/index.php?topic=33954.0
« Última modificação: 11 de Julho de 2009, 16:44:51 por Kika Salem »


alfarrob

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 317
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo amador
    • Raios de Sul
Resposta #1 Online: 11 de Julho de 2009, 16:45:51
...o ISO, ainda que acarrete em ruído ou a VELOCIDADE, mesmo que seja abaixo da combinação distância focal + fator de crop?

Ambos contribuem para a perda de nitidez, mas qual a gente deve sacrificar primeiro?

Agradeço as respostas e as justificativas também.  ;)

Esse tópico é um desdobramento desse aqui, com fotos da Celia e dicas do Fábio e de outros colegas. Mas como, às vezes, a gente responde um tópico na galeria e depois não volta para ver os comentários dos demais sobre as fotos, resolvi trazer a pergunta pra cá.
http://forum.mundofotografico.com.br/index.php?topic=33954.0

Bem, a abertura já está no máximo admissível por motivos de profundiadde de campo ou porque a máquina não permite mais.
Uma vez que baixar a velocidade, quer pela falta de estabilidade da máquina, quer pelo falta de estabilidade da cena, iria pôr em risco a nitidez, só resta o ISO :)

PS: E respondendo em concreto à pergunta, sacrificaria o ISO, prefiro trazer ruído a perder a nitidez.
« Última modificação: 11 de Julho de 2009, 16:48:50 por alfarrob »
Raios de Sul (de Portugal):
www.al-farrob.com

"Cuando pinto, mi objetivo es mostrar lo que he encontrado, y no lo que busco." - Pablo Picasso


Leandro Federsoni

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.974
  • Sexo: Masculino
Resposta #2 Online: 11 de Julho de 2009, 17:39:50
Excelente questão Kika,

Eu acredito que a nitidez/resolução deve estar perfeitamente dimensionada com o tamanho de impressão que precisará fazer e pensando dessa forma podemos brincar com ISO/ruído até chegarmos na nitidez que precisará pra sua impressão.

Por exemplo, vamos imaginar uma impressão de 800 linhas.....primeiro pegamos uma imagem de uma ultra Nikon D3x de 24Mp em ISO100 e reduzimos para as 800L....depois pegamos uma imagem de uma boa compacta de 10Mp em ISO400, fazemos uma edição eliminando todo ruído (deixando a imagem até meio plastificada) e depois reduzimos a imagem para as 800 linhas....provavelmente comparando a imagem da D3x em ISO100 com a da compacta em ISO400 ambas em 800 linhas a diferença será mínima na nitidez ou na qualidade da imagem....ou seja dependendo do tamanho da impressão temos uma margem muito grande de manobra sem comprometer a qualidade....esse exemplo que fiz não sei se já zera a QI das duas, mas diminui muito a diferença das duas câmeras.

Agora pensando no limite de decisão entre abrir mão da nitidez, eu acho muito válido....eu prefiro muito mais uma composição agradável com um luz agradável, mas sem tanta nitidez do que uma composição bem nitida e com luz desagradável...

Valeu

 



Anderson Fonseca

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 691
  • Tião Carreiro e Pardinho Salva!!!!!!
Resposta #3 Online: 11 de Julho de 2009, 18:57:22
eu, como tremo como se tivesse mal de parkinson costumo sacrificar o iso sem pensar duas vezes.

e olha que no meu caso é sacrificar mesmo, porque uso D200... :assobi:


TechUser

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 254
Resposta #4 Online: 11 de Julho de 2009, 22:57:01
Eu as vezes não tenho nem a escolha  :aua:
ontem pra pegar um beija-flor na chuva tive que usar ISO maximo (1600) e mesmo assim velocidade de 1/50 a 730mm
« Última modificação: 11 de Julho de 2009, 22:57:48 por TechUser »
Canon A510
Canon S5 IS
Canon 450D


dkfuji

  • Trade Count: (7)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.703
  • Sexo: Masculino
    • DIY BR - especial Fotos
Resposta #5 Online: 11 de Julho de 2009, 23:53:29
Com a D90 ou D5000 (esta última a minha) sacrifico o ISO sem pensar 3200 na cabeça e ainda consigo boas imagens 20X30. Mas perco latitude. Se fosse para colocar 6400 só para testes. Não dá pra fazer imagens maiores que 15X21 6400 perde muito.


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.731
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #6 Online: 12 de Julho de 2009, 11:16:33
Kika normalmente eu tenho menos problemas sacrificando o ISO. Mas é relativo, chega um ponto onde o sacrifício com o ISO tem mais impacto do que o sacrifício com a velocidade, neste caso eu inverto. Então é muito importante conhecer o equipamento, porque só assim você conseguirá definir qual é a melhor opção..
« Última modificação: 12 de Julho de 2009, 11:17:28 por Leo Terra »
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #7 Online: 12 de Julho de 2009, 11:23:06
Kika normalmente eu tenho menos problemas sacrificando o ISO. Mas é relativo, chega um ponto onde o sacrifício com o ISO tem mais impacto do que o sacrifício com a velocidade, neste caso eu inverto. Então é muito importante conhecer o equipamento, porque só assim você conseguirá definir qual é a melhor opção..

Perfeito. Sacrificar o ISO é o mais correto, porém se for necessário elevar o ISO em demasia, ele estragará a foto também, então é preciso sacrificar baixando a velocidade. E há um grau em que não temos boas escolhas.

Se o objeto tem movimento, o ISO deve ser aumentado. Se o objeto é imóvel, ou quase, vale a pena sacrificar a velocidade e fazer várias fotos esperando que uma delas saia malhor.


Leandro Federsoni

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.974
  • Sexo: Masculino
Resposta #8 Online: 12 de Julho de 2009, 11:34:13
Ultimamente não tenho imprimido absolutamente nada, todas minhas fotos estão sendo tiradas pra visualizar num monitor 1600x1200 e mesmo assim não gosto de visualizar tão grande, reduzo para 800 a 1000 linhas e vou te falar com esse tipo de visualização os sensores grandes servem mais pra DOF do que resolução/nitidez.....e pra esse tipo de aplicação abre uma margem de manobra gigante...eu chego a utilizar ISO400 f2.8 1/10s com uma compacta relativamente ruim e muitas vezes fica bom os resultados.....o grande problema fica por conta do DOF longo que não se consegue resolver.





gbuarque

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 38
  • Sexo: Masculino
Resposta #9 Online: 12 de Julho de 2009, 15:18:50
Depende também do equipamento, pra mim. Sacrificar o ISO numa D200 é uma coisa, mas numa Sony A350 é arriscar demais.


Leandro Federsoni

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.974
  • Sexo: Masculino
Resposta #10 Online: 12 de Julho de 2009, 15:47:33
Depende também do equipamento, pra mim. Sacrificar o ISO numa D200 é uma coisa, mas numa Sony A350 é arriscar demais.

Depende do tamanho da impressão.

Eu estava até pensando nos impactos ambientais com impressões e pensei em eliminar totalmente impressões de papél, não somente por conta da responsabilidade ambiental como também por problema de espaço e porque as pessoas estão bem mais habituadas em visualizar em monitores.

Eu estou procurando uma boa TV de 50" 1080p e cheguei a fazer uns testes de visualização e fica com qualidade formidável nelas, então colocaria resolução 1080 linhas como limite das minhas visualizações/impressões e num tamanho de 50" (New Plasma ou LED), além disso quero fazer um estudo estatístico nas minhas próprias fotografias pra avaliar um valor de sensibilidade máxima q utilizo....eu acredito que ficaria na casa dos ISO800 pra mais de 95%, então em cima desses limites de impressão e ISO que escolherei uma câmera que seja o mais compacto possível, com DOF razoável, distância focal pro meu uso, AF rápido suficiente e um bom modo de vídeo pra reproduzir nessa própria TV.

Eu acho que se utilizar limites de uso, poderíamos ter uma câmera que nos permita mudar de ISO absolutamente a vontade sem nos preocupar com a perda de resolução/nitidez.

Exemplo abaixo em 1080 linhas e ISO800 de uma super D3x e uma Panasonic GH1...diferença bem pequena pra 1080 linhas.
http://img339.imageshack.us/img339/8907/d3x.jpg
http://img8.imageshack.us/img8/4542/gh1hnh.jpg


viniciustb

  • Trade Count: (9)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 710
    • http://vinibrandini.com.br
Resposta #11 Online: 12 de Julho de 2009, 18:36:17
Nenhum! Brincadeira... Eu não tenho medo de ISOs altos (gosto de ficar no ISO1000/1250 no máximo, mas vou até 1600 sem dó se precisar - uso Nikon D300 e Canon 40D). Uso raw.

Tenho usado bastante a técnica de fazer vários clicks seguidos (disparos em continuos hi) para conseguir uma foto sharp, com isso consigo usar uma 50mm fixa @ 1/20 por exemplo. Mas se o assunto tiver em movimento as coisas complicam. Uso o flash para congelar, troco de lente, sei lá, dou um jeito.

E não gosto muito de ficar na abertura máxima não, quase sempre fecho um pouquinho para a lente ter um melhor desempenho.

abraços,

Vinicius


Kika Salem

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.266
  • Sexo: Feminino
Resposta #12 Online: 13 de Julho de 2009, 11:19:20
Obrigada a todos pelas respostas. A conclusão que chego é que uma questão simples tem muitas variáveis importantes que devem ser consideradas na hora do click.

A questão da resolução/impressão me deu um nó na cabeça, mas as considerações sobre sacrificar o ISO se a cena tiver movimento ou então a velocidade se for de coisas paradas são bem úteis.

De qualquer forma, o ISO da minha câmera só vai até 1600, então o sacrifício tem limite.

Legal alguém ter tocado na questão da abertura máxima, pois eu sempre usei a máxima, mas tenho evitado nos últimos tempos.

Obrigada a todos por mais estas dicas.  ;)
« Última modificação: 13 de Julho de 2009, 11:20:37 por Kika Salem »


Leandro Federsoni

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.974
  • Sexo: Masculino
Resposta #13 Online: 13 de Julho de 2009, 12:19:00
Kika, acontece que quando aumentamos o ISO aumenta o ruído, e ruído é na verdade informação que foi perdida onde deveria ter informação....ou seja, perdemos resolução quando aumentamos o ISO, porém mesmo perdendo resolução pode ser que essa baixa resolução já seja suficiente pro seu uso, dependendo do tamanho da sua impressão.

O exemplo abaixo eu coloquei duas fotos com o mesmo tamanho de impressão (1100 linhas), porém uma câmera ter 24Mp e a outra 10Mp, bem mais que o dobro da segunda e pelo tamanho reduzido da impressão as diferenças das duas imagens são pequenas.
http://img339.imageshack.us/img339/8907/d3x.jpg
http://img8.imageshack.us/img8/4542/gh1hnh.jpg


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #14 Online: 14 de Julho de 2009, 17:42:44
Depende do tamanho da impressão.

Eu estava até pensando nos impactos ambientais com impressões e pensei em eliminar totalmente impressões de papél, não somente por conta da responsabilidade ambiental como também por problema de espaço e porque as pessoas estão bem mais habituadas em visualizar em monitores.

Eu estou procurando uma boa TV de 50" 1080p e cheguei a fazer uns testes de visualização e fica com qualidade formidável nelas, então colocaria resolução 1080 linhas como limite das minhas visualizações/impressões e num tamanho de 50" (New Plasma ou LED), além disso quero fazer um estudo estatístico nas minhas próprias fotografias pra avaliar um valor de sensibilidade máxima q utilizo....eu acredito que ficaria na casa dos ISO800 pra mais de 95%, então em cima desses limites de impressão e ISO que escolherei uma câmera que seja o mais compacto possível, com DOF razoável, distância focal pro meu uso, AF rápido suficiente e um bom modo de vídeo pra reproduzir nessa própria TV.

Eu acho que se utilizar limites de uso, poderíamos ter uma câmera que nos permita mudar de ISO absolutamente a vontade sem nos preocupar com a perda de resolução/nitidez.

Exemplo abaixo em 1080 linhas e ISO800 de uma super D3x e uma Panasonic GH1...diferença bem pequena pra 1080 linhas.
http://img339.imageshack.us/img339/8907/d3x.jpg
http://img8.imageshack.us/img8/4542/gh1hnh.jpg


Leandro;

Você tocou em um ponto que já me havia despertado a atenção e sobre o qual quase tinha escrito um artigo. O ponto é exatamente esse: gradualmente teremos menos imagens em papel.

Minha sogra voltou de viagem e veio aqui em caqsa. Trouxe um CD de fotos, nós o colocamos no DVD player e vimos na TV (LCD 37"). Foi melhor que ver em papel, e fez mais sentido diante das fotos que ela faz.

No caso das minhas fotos, vejo cada vez menos o uso de minilabs. Tendo a imprimir em casa e o papel fica para poucas fotos e para impressões especiais. Podemos imaginar um futuro não muito distante de TVs de altíssima resolução e isso ser a forma comum de ver fotografias.

A alta resolução é importante para o papel.