Autor Tópico: Still: quem deve recortar?  (Lida 1262 vezes)

Xiru

  • Trade Count: (8)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.402
    • Flickr
Online: 28 de Julho de 2009, 20:23:32
Num trabalho pra uma agência de PP, quem deve recortar os produtos das fotos (pra colocar numa peça publicitária), o fotógrafo ou o publicitário?


E mais uma:
até que ponto é legal (tanto por 'lei' quanto por moral) a agência cobrar (escondido) do cliente 20% a mais no valor do fotógrafo, ficando ela com essa grana?
Gentileza gera gentileza.

Xirú Sander Scherer - Ivoti / RS

Flickr
.. Blog: Andarilho Freak


Ana Adams

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.653
  • Sexo: Feminino
    • http://www.anaadams.com
Resposta #1 Online: 28 de Julho de 2009, 21:24:55
Xiru,
posso responder pela prática aqui nos EUA apenas, mas quem sabe sirva.
O crop e toda manipulação da foto deveria ser feita pelo fotógrafo, e cobrada `a parte. A foto será publicada e quem a fez não vai querer que alguém faça um trabalho de má qualidade e que vai depreciar o talento do fotógrafo.

Sobre a agência cobrar um extra, pelo menos aqui é muito , muito , mas muuuito comum mesmo. Se chama " markup"  e quase tudo leva estes %. O fotógrafo normalmente tb cobra markup sobre todos os custos e `as vezes sobre assistentes tb.


Xiru

  • Trade Count: (8)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.402
    • Flickr
Resposta #2 Online: 28 de Julho de 2009, 21:33:30
É mais um "costume comum" que acho de mal gosto (e até um tanto malandro/canalha), mas acho que penso isso de uns 90% das coisas que vivencio =/
Coisas deste mundo louco.


Pra mim, faz uns dias, foi dada a justificativa: "Nós vamos atras do fotografo, e o fotografo PRECISA de nós". Mas como assim? Nos casos que vi, o "ir atras de fotógrafo" não passou de 2 ou 3 emails e/ou telefonemas. E cobrar 20% pra isso? Acho muito. Uns 5% eu até compreenderia.
E "o fotógrafo precisa de nós"? É essa coisa humana de se petrificar num ponto de vista egocêntrico =(
Porque pra mim o 'real' é absolutamente isto: um precisa do outro, uma troca.
Gentileza gera gentileza.

Xirú Sander Scherer - Ivoti / RS

Flickr
.. Blog: Andarilho Freak


Xiru

  • Trade Count: (8)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.402
    • Flickr
Resposta #3 Online: 28 de Julho de 2009, 22:12:04
Bom, talvez exista alguma 'justificativa plausível", mas euainda não conheço...
Gentileza gera gentileza.

Xirú Sander Scherer - Ivoti / RS

Flickr
.. Blog: Andarilho Freak


wdantas

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.183
  • Sexo: Masculino
    • WDantas Fotogaleria
Resposta #4 Online: 28 de Julho de 2009, 22:45:44
Xiru, aqui em recife também é comum o % da agência.

Tem uma produtora que tem seus clientes e me chama vez por outra pra fazer uma cobertura ou ensaio. Dou meu preço e eles cobram quanto quiserem ao cliente deles. Acredito que o cliente nem sabe o custo do fotógrafo. Nesse caso meu cliente é a produtora que me contratou.

Se precisar de pós-produção, cobro a parte dependendo do caso.


Marcelo Favero

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 770
  • Sexo: Masculino
    • Marcelo dos Santos
Resposta #5 Online: 28 de Julho de 2009, 22:50:08
Xiru,
Vou te dizer o que sei do outro lado do balcão. Pois trabalho na criação de uma agência, mas como fotógrafo atendo umas outras 3 ou 4. Os 20% ERA uma prática comum, como falou a Ana. Afinal, o nome "agência" não é a toa. Ou seja, é uma empresa que agencía profissionais e serviços a fim de resultar na comunicação entre o cliente e seu público. Isso nunca foi "escondido". Era o serviço das agências. Aqui na minha aldeia santista, posso dizer que isso mudou muito faz algum tempo. As agências recebem a comissão apenas de veiculação e gráfica, nada de fotógrafos, ilustradores e etc. E essa comissão é inclusive fator de barganha na hora de fechar custos e utilizar verbas. A regra comum era: Agência grande cobra comissão da veiculação e cobra a criação. As médias cobram apenas a comissão da veiculação. As pequenas, negociam até essa comissão. Isso mudou porque as agências agora também ganham contas pelo custo de seus serviços.

Como fotógrafo, a única interferência que existe no meu preço são os 15% que acrescento ao valor para a agência emitir nota no meu lugar.

Sobre recorte e tratamento, é uma questão de acordo. Se for você quem vai editar a foto, você tem que cobrar por isso. É outro serviço, não faz parte da fotografia. Não pode estar embutido no preço. Senão vira zona! Onde trabalho prefirimos que o fotógrafo não faça edições e recortes. Nós, do departamento de arte costumamos fazer isso melhor e de forma mais apropriada para as diferentes saidas. É o feijão com arroz de uma agência.

Abraço
Marcelo dos Santos

Associado Fototech


Xiru

  • Trade Count: (8)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.402
    • Flickr
Resposta #6 Online: 28 de Julho de 2009, 22:55:37
É, a parte de recortes até compreendo que fique pro fotógrafo - afinal ninguem mais que ele quer seu trabalho bem cuidado. E ao mesmo tempo, também acho que o pessoal da arte das agências em geral devem fazer esta tarefa bem melhor.

Obrigado pelas respostas :)
« Última modificação: 28 de Julho de 2009, 22:56:09 por Xiru »
Gentileza gera gentileza.

Xirú Sander Scherer - Ivoti / RS

Flickr
.. Blog: Andarilho Freak


liao

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 108
Resposta #7 Online: 28 de Julho de 2009, 23:35:19
a porcentagem a mais se chama BV ( bonus sobre venda ).. eh uma pratica comum para as agencias pois tambem ela precisa emitir nota fiscal sobre esse servico ... geralmente as empresas jah sabem desse bv ...
sobre o crop ... o fotografo deve fazer com o acompanhamento de um produtor .


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.744
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #8 Online: 29 de Julho de 2009, 15:09:20
Xiru esta cobrança não é escondida, é o que se chama de BV, ou bônus sobre valor.
A agência não cobra do cliente, cobra de você, pois você está sendo agenciado por ela. Pode perceber que você emite a nota ao cliente e ela emite uma nota de prestação de serviços para você, quando você faz o pagamento do agenciamento.
A idéia de uma agência é exatamente fazer a ponte. Eles possuem um cliente e recebem do cliente por certos serviços. Ao mesmo tempo eles localizam mídias e profissionais para a execução de trabalhos e por colocar estes profissionais em contato com o cliente final é cobrado um bônus sobre valor (que qualquer agente cobra), que na área de publicidade é padrão ser de 20%. Por isso é sua obrigação perguntar se haverá ou não BV, porque pode ser que a agência abra mão deste direito dela (que por sinal é regulamentado por lei), para que você repasse este desconto ao cliente. Mas se você não perguntar e a agência não falar nada ela pode te cobrar este bônus e você terá que pagar mesmo sem tê-lo incluído no preço, porque existe esta previsão na regulamentação da profissão do agente. Se não houver nenhum acordo em contrário é dado como o pagamento padrão pelo agenciamento. Neste caso vocÊ precisa se informar sobre os custos do mercado onde vocÊ atua para não ter este tipo de transtorno, porque qualquer um que se proponha a trabalhar com agentes (de qualquer tipo) precisa saber como funciona a dinâmica de um agenciamento. É sua obrigação saber isso e não da agência de te ensinar como funciona.
Não concordo que seja imoral, ou qualquer outra coisa, porque o agente está lhe prestando um serviço, sem ele você não teria o negócio. Ninguém te obriga a trabalhar com agentes, você pode ir direto aos clientes, mas obviamente terá um trabalho bem maior. Sempre que alguém lhe presta um serviço de viabilizar um negócio é claro que esta pessoa é merecedora de remuneração (é o trabalho dela). Só para você ter uma idéia a principal renda de uma agência vem exatamente dos agenciamentos de mídia e profissionais. Os serviços de criação e coisas do tipo é que são secundários e meros meios de agregar valor aos clientes.

Wellington o seu caso é diferente, não é um caso de agenciamento, é um caso de terceirização. A produtora tem um contrato e precisa de alguém para fazer o serviço. Ela mesma poderia desenvolver o serviço, mas por alguma questão eles optam por lhe contratar terceirizado. Neste caso é uma forma de dividir riscos da atividade com terceiros e reduzir custos e investimentos necessários.
« Última modificação: 29 de Julho de 2009, 15:16:54 por Leo Terra »
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


wdantas

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.183
  • Sexo: Masculino
    • WDantas Fotogaleria
Resposta #9 Online: 29 de Julho de 2009, 15:19:34
Muito bem esclarecido, Leo
abs