Autor Tópico: YASHICA D, QUAL O ANO DE FABRICAÇÃO?  (Lida 9606 vezes)

Branco Melo

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.554
  • Sexo: Masculino
  • O universo é a foto que Deus criou.
Online: 14 de Outubro de 2009, 22:18:42
Senhores, ontem dia 13 comprei uma camera yashica D, n° de serie D0112885, de um amigo que herdou do padastro que era fotografo, ele estava mostrando para os colegas, mas sem dar o devido valor a camera, eu a vi e achei um sacrilegio, digamos assim... Bem ofereci R$ 20,00, ele pediu R$ 30,00, mais acabei comprando por R$20,00 mesmo, tava muito suja e mal zelada. Hoje passei a manhã toda limpando ela, testei-a e parece astar fucionando, eceto o modo "B", bom, eu comprei mais por uma questão de respeito ao fotografo, que era o dono, pois achei que o herdeiro não a merecia, e tambem em respeito a contribuição que ela deu a evolução da fotográfia. Depois de limpa coloquei na estante da minha casa, em uma posição de destaque, é claro. Interesante é, que, hoje a tarde veio um cliente aqui olhou e ficou admirado do modelo, devo admitir fiquei um tanto orgulhoso do que fiz. :D
Bom não tenho a intenção de usa-la mais, é mais para guardar como lembrança de onde a fotografia já veio entendem?
 Bom, parece meio escentrico de minha parte, mas gostaria que voces comentacem sobre minha atutude, e postacem mais dados sobre ela (ano de fabricação e outra coisas mais), vale qualquer comentário bom ou ruim, não tem problema, aceito todos, valeu?
 Abraço! :ok:
Cameras: Canon 60D, T3i, Elan 7n; Objetiva: Canon EF 28-135mm macro, Canon EF-S 18-55mm, Sigma EF 28-105mm. Canon 18-55mm; Canon 24-105 USM Is L; Flashs: Canon speedlite 540EZ, Canon speedlite 430EX2, flash yongnuo YN 568ex ii.

 http://www.flickr.com/photos/photografobranco/


FlavioYamamoto

  • Trade Count: (1)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 44
  • Sexo: Masculino
Resposta #1 Online: 14 de Outubro de 2009, 23:38:24
Acho que fez bem. E pagou bem barato!
Mas não concordo em deixa-la na estante como peça decorativa. Põe um filme nela e faz um teste.
Garanto que vai gostar!
Abraço.


Braga.SP

  • Trade Count: (14)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.858
  • Sexo: Masculino
« Última modificação: 15 de Outubro de 2009, 00:56:56 por Braga.SP »
-22.352971,-48.775582


Elmo

  • Trade Count: (5)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.458
Resposta #3 Online: 15 de Outubro de 2009, 06:38:02
A Yashica D e a Yashica 635 são quase idênticas, com a diferença que esta última aceita filme 135 e a sapata do flash é invertida em relação uma da outra. Em ambas há a necessidade de armar o obturador antes de disparar, ou seja, ele não é automático quando se gira o filme e deve-se tomar cuidado para não sobrepor a foto.

Gosto muito das Yashicas, sendo elas minha terceira opção de câmeras TLR, depois das Rolleiflex e das Rolleicord, pois são bem construídas, robustas e confiáveis.

Abaixo um compêndio das Yashicas,que já postei a um tempo atrás:

Yashica A: A mais barata de todas as TLR Yashica, ela vem com o uma lente 3 elementos Yashikor 80 mm f/3,5 e um obturador com velocidades a partir de 1/25 s a 1/300 s, com Bulb. Sincronismo de Flash X e M. Verificação de exposição por uma janelinha com uma gelatina vermelha na traseira da câmera. O Obturador COPAL deve ser levantado antes de cada exposição. Devido ao avanço manual do filme e valores limitados de velocidades do obturador, esta câmera não é valiosa e pode ser encontrada por R$ 100,00 ou menos - tornando-o uma oportunidade menos dispendiosa para a entrada em médio formato.

Yashica B: Também usa lentes Yashikor. Muito semelhante à Yashica A, mas com alavancas de ambos os lados da lente para ajustar obturador e abertura.

Yashica C: Velocidades do obturador expandida de 1 a 1/300 s, com o dispositivo de travamento do filme para a próxima exposição - para avançar o filme, você pressiona o botão do knob de avanço e, em seguida, gira-o fazendo avançar o filme. A câmara irá travar automaticamente no próximo quadro. A lente é Yashikor, e oferece alavanca de sincronismo de flash X e M.

Yashica D: Uma melhoria do modelo C. Com velocidade do obturador tem de 1 a 1/500 s, acrescido B, temporizador, MX e sincronia. Tal como acontece com a A, B e C, o obturador COPAL deve ser levantado manualmente antes de cada exposição. Posteriormente modelos oferecem a melhor Yashinon lente. Modelos mais novos vêm equipados com lentes de três elementos Yashikor 80 mm f/3,5, modelos mais antigos com lentes de melhor qualidade, as Yashinon 80 mm f/3,5 (de quatro elementos). A última versão veio com lentes mais claras, Yashinon 80 mm f/2,8.

Yashica E: Um pouco rara e baseado no modelo D, este modelo é melhor evitar, confiabilidade do sistema de contagem é altamente suspeita e não há absolutamente nenhum controle manual disponível. A velocidade do obturador é fixada em 1/60 s (apesar de achar o cúmulo dizer que velocidade seja dada em Segundos, mas vocês fotógrafos entendem e me perdoem) com abertura ajustada por um sensor de selênio (que atualmente não deve ter nenhuma funcionando corretamente).

Yashica LM: A lente usada é a melhor Yashinon, possui sincronismo de flash M e X sob o obturador COPAL. Tudo muito semelhante em estilo às Rolleiflex, com um intervalo de obturador B-1/250 s e uma abertura de f/3,5-22. 

Yashica 635 (minha preferida):  A 635 é um dos mais interessantes modelos da linha Yashica. Lente de 3 elementos Yashikor, esta máquina foi concebida como uma câmera dupla formato. Serve tanto para filmes 120 em formato 6x6, assim como para 35 mm. Tal como o modelo D, giro semi-automático do filme e oferece a mesma gama de velocidades do obturador, sincronismo do flash X e M, e auto-temporizador. A única dificuldade com esse modelo é encontrar uma câmera com o kit de 35 mm completo (o meu mesmo eu perdi uma peça de encaixe). Tal como a D, modelos mais novos podem ser encontradas com lentes Yashinon.

Yashica mat: Com lente de 4 elementos Yashinon  (designadas no início de Luxamor), esta é uma câmera boa de se procurar. Afora a melhor lente, a câmera também arma o obturador automaticamente quando o filme é avançado, como uma Rolleiflex. O obturador COPAL oferece velocidades de 1 a 1/500 mais B e sincronismo de flash M e X. Alguns consideram a Yashica mat a melhor da linha, uma vez que proporciona melhorias significativas em todas as lentes e corpo, com exceção capacidade para uso de filme 220, como as Rolleicord.

Yashicamat-LM: Essencialmente, a LM é uma Yashica mat regular, mas com um fotômetro acrescentado para ISO 6 a 400. Pelos padrões de hoje, este não é um grande leque, mas na sua época era bem superior e ainda cobre a maior parte dos filmes comumente utilizados (ISO 100 e 400).

Yashicamat-EM: Quase a mesma que a LM, mas com uma configuração diferente no dial (em metros somente).

Yashica 24: A primeira dos modernas Yashica TLRs, oferece um contador acoplado à abertura do obturador e mostradores (como a Rolleicord Va e Vb), dando ao usuário um jogo de agulha e anel no sistema de contagem. Usa apenas  filmes 220, o que é um pouco difícil de encontrar. 

Yashica 12: Oferecida um ano após à 24, a 12 é a mesma câmera exceto por usar filme de 120. Tem grande valor comercial, mas é um modelo difícil de encontrar.

Yashica mat 124: A Yashicamat 124 comutáveis 120/220, ou seja, acrescenta a capacidade de Yashica 12. Caso contrário, esta máquina é a mesma que a Yashica 12.

Yashica mat 124-G: A última Yashica TLR produzida, a única mudança em relação à anterior (124) foi de banhar em ouro (G de Gold - assim como as Rangefinders Yashica Electro G) os contatos elétricos do fotômetro.
 
Outros Modelos: Existem alguns modelos para os quais não tenho qualquer informação. Elas são as Yashicaflex e a Yashica LM. A Yashica também fez uma série de TLRs usando  filmes 127. Elas são as  câmeras "4x4", e eu não vou incluí-las aqui, pois não tenho muita informação sobre as mesmas e os filmes 127 já não estão tão disponíveis.

Mas fica uma pergunta: por que não usar? Acha que ela seria interessante somente como peso de papel?
« Última modificação: 22 de Agosto de 2010, 11:43:07 por Elmo »


Barboza

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 335
Resposta #4 Online: 15 de Outubro de 2009, 07:44:06
É só uma sugestão:

Tire uma foto DELA, faça um pôster, coloque na parede e passe a câmera para alguém que vá usá-la realmente. É muita judiação  deixá-la parada numa estante! :ok:

Abraços  
« Última modificação: 15 de Outubro de 2009, 08:10:40 por Barboza »


Branco Melo

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.554
  • Sexo: Masculino
  • O universo é a foto que Deus criou.
Resposta #5 Online: 15 de Outubro de 2009, 16:46:06
 :worship:Senhores, obrigado pelos comentarios, embora voces tenham interpretado mal quando disse que coloquei ela em exposição, não foi para servir como peso de papel como disse o Elmo, (sem querer ofende-lo amigo) mais é que a camera apesar de ainda fucionar já não renderá boas fotos devido as lentes estarem com grande manchas de fungos, e tem até dois tricado no centro da lente do filme pela parte de dentro, que a meu ver, e devido a localidade que moro fica dificil de recuperar. Outro problema é o filme para ela tão dificiiiiil!
Agradeço a todos pelos comentarios, por isso que gostei desse forum. Aqui todo mundo expôe sua opinião sem ofender niguem, dar e recebe dicas valiosas. :clap:
Mais tarde enviarei umas fotos dela para voces avaliarem o seu estado.
Há, valeu palas informações Elmo, foi de grande valia, brigádu. :ok:
Cameras: Canon 60D, T3i, Elan 7n; Objetiva: Canon EF 28-135mm macro, Canon EF-S 18-55mm, Sigma EF 28-105mm. Canon 18-55mm; Canon 24-105 USM Is L; Flashs: Canon speedlite 540EZ, Canon speedlite 430EX2, flash yongnuo YN 568ex ii.

 http://www.flickr.com/photos/photografobranco/


Claudio Tebaldi

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 124
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo por paixão.
    • Site pessoal e portfolio
Resposta #6 Online: 22 de Agosto de 2010, 12:06:30
A Yashica D e a Yashica 635 são quase idênticas, com a diferença que esta última aceita filme 135 e a sapata do flash é invertida em relação uma da outra. Em ambas há a necessidade de armar o obturador antes de disparar, ou seja, ele não é automático quando se gira o filme e deve-se tomar cuidado para não sobrepor a foto.

Gosto muito das Yashicas, sendo elas minha terceira opção de câmeras TLR, depois das Rolleiflex e das Rolleicord, pois são bem construídas, robustas e confiáveis.

Muito útil essa informação toda na minha opinião...

Abaixo um compêndio das Yashicas,que já postei a um tempo atrás:

Yashica A: A mais barata de todas as TLR Yashica, ela vem com o uma lente 3 elementos Yashikor 80 mm f/3,5 e um obturador com velocidades a partir de 1/25 s a 1/300 s, com Bulb. Sincronismo de Flash X e M. Verificação de exposição por uma janelinha com uma gelatina vermelha na traseira da câmera. O Obturador COPAL deve ser levantado antes de cada exposição. Devido ao avanço manual do filme e valores limitados de velocidades do obturador, esta câmera não é valiosa e pode ser encontrada por R$ 100,00 ou menos - tornando-o uma oportunidade menos dispendiosa para a entrada em médio formato.

Yashica B: Também usa lentes Yashikor. Muito semelhante à Yashica A, mas com alavancas de ambos os lados da lente para ajustar obturador e abertura.

Yashica C: Velocidades do obturador expandida de 1 a 1/300 s, com o dispositivo de travamento do filme para a próxima exposição - para avançar o filme, você pressiona o botão do knob de avanço e, em seguida, gira-o fazendo avançar o filme. A câmara irá travar automaticamente no próximo quadro. A lente é Yashikor, e oferece alavanca de sincronismo de flash X e M.

Yashica D: Uma melhoria do modelo C. Com velocidade do obturador tem de 1 a 1/500 s, acrescido B, temporizador, MX e sincronia. Tal como acontece com a A, B e C, o obturador COPAL deve ser levantado manualmente antes de cada exposição. Posteriormente modelos oferecem a melhor Yashinon lente. Modelos mais novos vêm equipados com lentes de três elementos Yashikor 80 mm f/3,5, modelos mais antigos com lentes de melhor qualidade, as Yashinon 80 mm f/3,5 (de quatro elementos). A última versão veio com lentes mais claras, Yashinon 80 mm f/2,8.

Yashica E: Um pouco rara e baseado no modelo D, este modelo é melhor evitar, confiabilidade do sistema de contagem é altamente suspeita e não há absolutamente nenhum controle manual disponível. A velocidade do obturador é fixada em 1/60 s (apesar de achar o cúmulo dizer que velocidade seja dada em Segundos, mas vocês fotógrafos entendem e me perdoem) com abertura ajustada por um sensor de selênio (que atualmente não deve ter nenhuma funcionando corretamente).

Yashica LM: A lente usada é a melhor Yashinon, possui sincronismo de flash M e X sob o obturador COPAL. Tudo muito semelhante em estilo às Rolleiflex, com um intervalo de obturador B-1/250 s e uma abertura de f/3,5-22. 

Yashica 635 (minha preferida):  A 635 é um dos mais interessantes modelos da linha Yashica. Lente de 3 elementos Yashikor, esta máquina foi concebida como uma câmera dupla formato. Serve tanto para filmes 120 em formato 6x6, assim como para 35 mm. Tal como o modelo D, giro semi-automático do filme e oferece a mesma gama de velocidades do obturador, sincronismo do flash X e M, e auto-temporizador. A única dificuldade com esse modelo é encontrar uma câmera com o kit de 35 mm completo (o meu mesmo eu perdi uma peça de encaixe). Tal como a D, modelos mais novos podem ser encontradas com lentes Yashinon.

Yashica mat: Com lente de 4 elementos Yashinon  (designadas no início de Luxamor), esta é uma câmera boa de se procurar. Afora a melhor lente, a câmera também arma o obturador automaticamente quando o filme é avançado, como uma Rolleiflex. O obturador COPAL oferece velocidades de 1 a 1/500 mais B e sincronismo de flash M e X. Alguns consideram a Yashica mat a melhor da linha, uma vez que proporciona melhorias significativas em todas as lentes e corpo, com exceção capacidade para uso de filme 220, como as Rolleicord.

Yashicamat-LM: Essencialmente, a LM é uma Yashica mat regular, mas com um fotômetro acrescentado para ISO 6 a 400. Pelos padrões de hoje, este não é um grande leque, mas na sua época era bem superior e ainda cobre a maior parte dos filmes comumente utilizados (ISO 100 e 400).

Yashicamat-EM: Quase a mesma que a LM, mas com uma configuração diferente no dial (em metros somente).

Yashica 24: A primeira dos modernas Yashica TLRs, oferece um contador acoplado à abertura do obturador e mostradores (como a Rolleicord Va e Vb), dando ao usuário um jogo de agulha e anel no sistema de contagem. Usa apenas  filmes 220, o que é um pouco difícil de encontrar. 

Yashica 12: Oferecida um ano após à 24, a 12 é a mesma câmera exceto por usar filme de 120. Tem grande valor comercial, mas é um modelo difícil de encontrar.

Yashica mat 124: A Yashicamat 124 comutáveis 120/220, ou seja, acrescenta a capacidade de Yashica 12. Caso contrário, esta máquina é a mesma que a Yashica 12.

Yashica mat 124-G: A última Yashica TLR produzida, a única mudança em relação à anterior (124) foi de banhar em ouro (G de Gold - assim como as Rangefinders Yashica Electro G) os contatos elétricos do fotômetro.
 
Outros Modelos: Existem alguns modelos para os quais não tenho qualquer informação. Elas são as Yashicaflex e a Yashica LM. A Yashica também fez uma série de TLRs usando  filmes 127. Elas são as  câmeras "4x4", e eu não vou incluí-las aqui, pois não tenho muita informação sobre as mesmas e os filmes 127 já não estão tão disponíveis.

Mas fica uma pergunta: por que não usar? Acha que ela seria interessante somente como peso de papel?

Pentax SP1000 - Zenit 12XP - Olympus Trip 35 - Olympus Pen EES-2 - Olympus Pen EE-2 Canon EOS 400D - Canon EOS 30 - Canon EOS 500N - Sony DSC H1 - Yashica Mat EM - Rolleiflex 3.5 E Planar - Canon EOS 80D - Canon PowerShot SX40HS e outras...


Claudio Tebaldi

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 124
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo por paixão.
    • Site pessoal e portfolio
Resposta #7 Online: 22 de Agosto de 2010, 12:07:08
Muito legal toda essa informação...
Pentax SP1000 - Zenit 12XP - Olympus Trip 35 - Olympus Pen EES-2 - Olympus Pen EE-2 Canon EOS 400D - Canon EOS 30 - Canon EOS 500N - Sony DSC H1 - Yashica Mat EM - Rolleiflex 3.5 E Planar - Canon EOS 80D - Canon PowerShot SX40HS e outras...


Aria

  • Trade Count: (6)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.545
  • Sexo: Feminino
Resposta #8 Online: 12 de Maio de 2011, 19:26:05
Estou dando uma ressucitada no tópico, mas é por uma boa causa. :assobi:
Alguém sabe se a Yashica Mat possui fotômetro?
"Una persona puede cambiar de nombre, de calle, de cara…pero hay una cosa que no puede cambiar… no puede cambiar de pasión".

http://www.flickr.com/photos/ariasilva/

Instagram: @aria.bsilva


Mr. Hyde

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 16.575
  • Sexo: Masculino
    • Faceboock
Resposta #9 Online: 12 de Maio de 2011, 20:11:33
Mat B não tem. A 124 G tem. Mas independente disso, dificilmente funcionará já que precisa de bateria na voltagem e amperagem especificas. Não tenho certeza, mas ACHO que vais ter que comprar um fotômetro.

____________________
"Deus perdoe o Mal que habita em mim" M. Nova


Mr. Hyde

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 16.575
  • Sexo: Masculino
    • Faceboock

____________________
"Deus perdoe o Mal que habita em mim" M. Nova


Aria

  • Trade Count: (6)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.545
  • Sexo: Feminino
Resposta #11 Online: 13 de Maio de 2011, 07:45:45
Obrigada pelas dicas, Hyde. ;)
"Una persona puede cambiar de nombre, de calle, de cara…pero hay una cosa que no puede cambiar… no puede cambiar de pasión".

http://www.flickr.com/photos/ariasilva/

Instagram: @aria.bsilva


Casado

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 54
Resposta #12 Online: 13 de Maio de 2011, 09:15:38
 oi Hyde e Aria,
 No caso da Mat 124 a bateria original era a Px13 ou PX625, essas duas eram baterias de mercúrio e não existem mais.
 Por sorte existe uma substituta que funciona bem, procure pela bateria PX625A, aqui em Brasília eu encontrei em relojoarias.

 Outra opção é fazer um adaptador com o invólucro  da bateria anterior. Basta tirar placa de metal que recobre o polo negativo e retirar o interior da bateria, tendo o cuidado pra não danificar a borracha que isola um polo do outro. Depois que fizer isso vc vai ficar com invólucro da px625, no espaço onde ficava o miolo da bateria cabe uma LR44 (tem outras baterias que cabem, mas eu só lembro dessa).
 Dependendo da câmera vc tem que colocar um calço entre a bateria e o invólucro pra ter contato.

 Boa sorte


joelsonf

  • Trade Count: (3)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 388
  • Carpe Diem and Noctum
Resposta #13 Online: 13 de Maio de 2011, 12:10:10
Engraçado, tenho uma yashica j e ela nao está listada aói...se nao me engano a minha é de 1962

hoje é enfeite mesmo..mas usei muitooooo ela.....aprendi a fotografar com ela

[]s<br />Joelson


Aria

  • Trade Count: (6)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.545
  • Sexo: Feminino
Resposta #14 Online: 13 de Maio de 2011, 14:28:28
oi Hyde e Aria,
 No caso da Mat 124 a bateria original era a Px13 ou PX625, essas duas eram baterias de mercúrio e não existem mais.
 Por sorte existe uma substituta que funciona bem, procure pela bateria PX625A, aqui em Brasília eu encontrei em relojoarias.

 Outra opção é fazer um adaptador com o invólucro  da bateria anterior. Basta tirar placa de metal que recobre o polo negativo e retirar o interior da bateria, tendo o cuidado pra não danificar a borracha que isola um polo do outro. Depois que fizer isso vc vai ficar com invólucro da px625, no espaço onde ficava o miolo da bateria cabe uma LR44 (tem outras baterias que cabem, mas eu só lembro dessa).
 Dependendo da câmera vc tem que colocar um calço entre a bateria e o invólucro pra ter contato.

 Boa sorte


Ah, valeu. Bom saber disso, ainda mais que moro em Brasília. :D
"Una persona puede cambiar de nombre, de calle, de cara…pero hay una cosa que no puede cambiar… no puede cambiar de pasión".

http://www.flickr.com/photos/ariasilva/

Instagram: @aria.bsilva