Autor Tópico: Adaptação para múltipla exposição (Olympus Trip 35)  (Lida 3122 vezes)

Santoro

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 9
Online: 05 de Janeiro de 2010, 00:49:09
Olá a todos!

Alguém sabe se é possível modificar uma Olympus Trip 35 para permitir múltiplas exposições?

O obturador fica travado enquanto não se adianta o filme para o próximo quadro.

Eu curto muito os efeitos de exposições múltiplas, mas, no meu caso, só posso fazer isso com a Holga. Queria tentar numa câmera com ótima melhor.

Além da modificação na câmera, alguém tem experiência nessa área? Queria algumas dicas a respeito (qual imagem expor primeiro: a "principal" ou a de fundo?, subexpor a imagem de fundo dá certo? etc...)


Obrigago e abraço!


Braga.SP

  • Trade Count: (14)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.858
  • Sexo: Masculino
Resposta #1 Online: 05 de Janeiro de 2010, 11:58:01
  • Gire a alavanca de rebobinamento para "esticar" o filme. Não precisa forçar nada, apenas tensionar a película.
  • Feito isso, posicione o dedo em cima dessa alavanca para o filme não voltar.
  • Aperte o botão embaixo da câmera. Aquele usado para rebobinar o filme quando chega ao seu fim.
  • Tranporte o filme para o novo fotograma.

Como isso é uma gambiarra eu não sei se o fotograma ficará com absoluta precisão na sobreposição das imagens.

Sobre qual imagem, a de fundo ou a principal, deve ir primeiro eu acho que vale a experimentação. Isto é, vai depender do resultado que vc quer, do(s) assunto(s) em questão.
-22.352971,-48.775582


ELIAS

  • Trade Count: (3)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 948
Resposta #2 Online: 05 de Janeiro de 2010, 15:33:15
Olá Santoro,

Eu usava bastante múltipla exposição com essa gambiarra descrita pelo Braga, nas Pentax K1000. Teoricamente é pra ser a mesma coisa com a trip.

Uma dica importante...

Após fazer as multiplas exposições, quando você for avançar normalmente o filme pra próxima foto a ser feita normal... nas experiencias que tive, o filme avançava somente meio quadro. Então você deve queimar a próxima foto.

Recaptulando:
* Faça a 1ª foto a receber multipla exposição,
* faça os procedimentos do Braga,
* Faça a 2ª foto da multipla exposição,
* Gire noramalmente o filme pra próxima foto,
* Queime essa foto, cobrindo completamente a objetiva,
* pronto pra próxima foto normal, ou nova multipla exposição recomeçando todo o procedimento.



Sobre o que expor, continua valendo a dica do Braga, de ir testando.
Mas compartilho minha experiencia...


Eu fiz muito multipla exposição com casamentos... lá por 1995, as noivas adoravam as fotos com dois casais de noivos, um casal olhando para o outro.

Se o noivo estava de terno claro, tava tranquilo... a noiva quase sempre de branco, também sem problemas... mas quando o noivo estava de terno escuro... o fundo aparecia sobre a roupa do noivo.
Então a regra era sempre o mais claro, iria aparecer...

Creio então, que subexpondo o fundo como você disse... deve funcionar.


Outra tática que eu usava, era cobrir parte da objetiva.
Cheguei a mandar fazer uma tampinha, com metade vazada e metade coberta...
Então fotografava os noivos no canto direito da foto, cobrindo a parte esquerda da lente. E depois invertia... pra não correr o risco do noivo com roupa escura (ou noivos de pele escura) receber a interferencia de objetos do fundo.


Não deixe de compartilhar com a gente, os resultados que conseguir...

Abraço
« Última modificação: 05 de Janeiro de 2010, 15:36:47 por ELIAS »
Elias Vieira dos Santos
Jaú - SP

www.eliaseelizeufotoevideo.com


Abuja

  • Trade Count: (3)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 64
Resposta #3 Online: 05 de Janeiro de 2010, 20:25:29
Olá Santoro
talvez esse seja o efeito especial mais espetacular usando somente a câmera, nos anos 1970 muita coisa foi feita com esse “efeito especial“ a mecânica é essa postada pelos colegas, querendo fazer um trabalho perfeito não se esqueça de fazer um esboço da imagem a cada clique para posicionar a próxima cena e atenção nas cores e tons.  A trip se não me engano é totalmente automática eu não me lembro dos seus recursos, mas é fácil, cada montagem deve receber menos exposição que o normal para que o resultado final não fique super exposto, a formula é essa: ASA do filme vezes número de exposições (Ex. 5 exposições no filme de 100 ASA coloque ASA 500), ou vá fechando o diafragma, no segundo clique 1 ponto, no terceiro 1 ½ no quarto 2, e no quinto 2 ½. Uma forma prática de treinar é colocar a velocidade em B e cobrindo e descobrindo a objetiva.
Abs. Abuja
Obs. taí uma boa idéia para fazer a última foto do autor(UMA TRIP PELO BRASIL 
Consulta (O prazer de fotografar) Editores Eastman Kodak Company


Santoro

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 9
Resposta #4 Online: 06 de Janeiro de 2010, 00:35:00
Obrigado a todos pelas informações compartilhadas.

Estou com um rolo de cromo na Trip 35. Assim que terminar, eu coloco um negativo comum e tento conseguir algumas exposições múltiplas e depois coloco o link aqui para vizualição.


Abraço!