Autor Tópico: fotometro  (Lida 2861 vezes)

quelzinha

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 117
  • Sexo: Feminino
Online: 10 de Fevereiro de 2010, 02:06:41
Olá pessoal,qual é a diferença de usar o fotometro da camera e o fotometro manual,comprado em loja??

 :ok:
Nikon D90 + 18-105Vr


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.866
Resposta #1 Online: 10 de Fevereiro de 2010, 10:19:07
o da camera mede luz refletida o de mao mede luz incidente.


quelzinha

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 117
  • Sexo: Feminino
Resposta #2 Online: 10 de Fevereiro de 2010, 11:59:19
e quais vantagens ,desvantagens?

Obrigada.
Nikon D90 + 18-105Vr


dondon

  • Trade Count: (5)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.287
  • Sexo: Masculino
    • Plínio Dondon
Resposta #3 Online: 10 de Fevereiro de 2010, 13:36:22
Difícil explicar as vantagens em poucas palavras, mas em linhas gerais com o fotêmetro de mão você consegue obter com precisão a fotometria da cena ou de parte dela, além de ser indispensável quando se trabalha com flahs de estúdio. Com o fotômetro da câmera você tem a medição da luz refletida pela cena enquadrada enquanto com o flash de mão você tem a fotometria diante da luz que incide sobre a cena.



quelzinha

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 117
  • Sexo: Feminino
Resposta #4 Online: 10 de Fevereiro de 2010, 15:16:40
Ah, ok,valeu!

Uma dúvida: quando uso a fotometria na mão (ou cartão)? Pois posso estar completamente errada, mas se estou num local que tenha grama ou arvores, uso o proprio ambiente( no caso o verde) pra fotometrar ,usando  a fotometria pontual,matricial,etc...
E num ambiente sem verde, usaria a mao mesmo?

Sinceramente NAO consigo entender muito sobre fotometria,estou começando aogora na fotografia,fiz curso,mas a fotometria é algo chato e meio complicado.
Não sei qdo usar a mão, o verde, se ponho na matricial, pontual,e por ai vai...
Algúem que saiba muito fotometria poderia dar uma help?

Obrigada.
Nikon D90 + 18-105Vr


AFShalders

  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.718
  • Sexo: Masculino
  • "Bela câmera, mas mostre as fotos..."
    • Old Good Light
Resposta #5 Online: 10 de Fevereiro de 2010, 15:57:07
Tentarei resumir, não sou muito didático...

1) Geralmente os fotômetros de mão trabalham com medição incidente e refletida
2) O da câmera, sempre com refletida

A medição incidente é mais precisa porque ela não é "iludida" por cenas de alto contraste nem por tons. Por exemplo, uma medida sobre a neve, no sol pelo método incidente é muitissimo mais precisa do que pelo refletido, que deverá ter uma compensação de exposição aplicada. A medida incidente deve ser feita com o sensor do fotômetro orientado na direção OPOSTA da objetiva da câmera.

A refletida leva em consideração que a cena tenha uma tonalidade média equivalente a um cinza de 18% de reflectividade. É usado quando o motivo está muito longe ou quando o fotógrafo julgar que não vale o trabalho de usar a incidente. Pode ser "iludido" conforme o grau de contraste e tom da cena, e dependendo do "quanto" uma correção deverá ser aplicada. Por exemplo, fotometrar uma noiva de branco sobre um fundo branco, pelo método incidente puramente dito, resultará em uma noiva cinza 18% sobre um fundo cinza 18%... Para isso aplica-se uma compensação de +1+2/3 de ponto à exposição medida e por aí vai. Existem tabelas de compensação.


Usar um cartão cinza dá um resultado bem próximo do de uma medida incidente. E a compensação não se faz necessária na maioria das vezes, se for bem feita. Tons como grama, asfalto cinza escuro e semelhantes (tonalmente) podem fazer o papel de um cartão cinza. Melhor que nada. Por exemplo, emuma praia no sol, se houverem árvores com muitas folhas, é sem dúvida usa-las para a fotometria do que o fundo areia+ceu+agua.

Matricial, mediana, parcial e pontual são modalidades de fotometria refletida.

- A mediana é calibrada de forma que a medida da cena tem um maior peso mais para o centro da imagem, algo como uma elipse centrada no visor. É a mais previsível, mas em cenas de alto contraste precisa de correção. Aprende-se na prática.

- Matricial é uma modalidade que é feita dividindo-se a cena em várias zonas ( nao importa quantas nem a geometria disso, o que importa é o conceito) e a fotometria é feita independentemente para cada zona. A câmera compara o medido com um banco de dados interno, "chuta" uma exposição (mas é um chute científico) que na prática é a mediana com um fator de ajuste aplicado. Só existe em câmeras eletrônicas, pois precisa de um computador interno para realizar a comparação e decisão. As vezes é ótima, as vezes ruim. Depende do algoritmo usado e da cena em si.

- Parcial/Spot são para medidas de áreas bem pequenas da cena, e se bem usada é a que produz os melhores resultados, mas demanda experiencia. Por exemplo, fotometra-se uma pequena região que você acha interessante do ponto de vista da luminosidade. Eu praticamente só uso spot.


Boa sorte aí.
Ética não é negociável.

Viciado em Fotografia desde 1980
www.oldgoodlight.blogspot.com
www.flickr.com/groorj


Marcelo Favero

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 767
  • Sexo: Masculino
    • Marcelo dos Santos
Resposta #6 Online: 10 de Fevereiro de 2010, 16:43:35
Tentarei resumir, não sou muito didático...

1) Geralmente os fotômetros de mão trabalham com medição incidente e refletida
2) O da câmera, sempre com refletida

A medição incidente é mais precisa porque ela não é "iludida" por cenas de alto contraste nem por tons. Por exemplo, uma medida sobre a neve, no sol pelo método incidente é muitissimo mais precisa do que pelo refletido, que deverá ter uma compensação de exposição aplicada. A medida incidente deve ser feita com o sensor do fotômetro orientado na direção OPOSTA da objetiva da câmera.

A refletida leva em consideração que a cena tenha uma tonalidade média equivalente a um cinza de 18% de reflectividade. É usado quando o motivo está muito longe ou quando o fotógrafo julgar que não vale o trabalho de usar a incidente. Pode ser "iludido" conforme o grau de contraste e tom da cena, e dependendo do "quanto" uma correção deverá ser aplicada. Por exemplo, fotometrar uma noiva de branco sobre um fundo branco, pelo método incidente puramente dito, resultará em uma noiva cinza 18% sobre um fundo cinza 18%... Para isso aplica-se uma compensação de +1+2/3 de ponto à exposição medida e por aí vai. Existem tabelas de compensação.


Usar um cartão cinza dá um resultado bem próximo do de uma medida incidente. E a compensação não se faz necessária na maioria das vezes, se for bem feita. Tons como grama, asfalto cinza escuro e semelhantes (tonalmente) podem fazer o papel de um cartão cinza. Melhor que nada. Por exemplo, emuma praia no sol, se houverem árvores com muitas folhas, é sem dúvida usa-las para a fotometria do que o fundo areia+ceu+agua.

Matricial, mediana, parcial e pontual são modalidades de fotometria refletida.

- A mediana é calibrada de forma que a medida da cena tem um maior peso mais para o centro da imagem, algo como uma elipse centrada no visor. É a mais previsível, mas em cenas de alto contraste precisa de correção. Aprende-se na prática.

- Matricial é uma modalidade que é feita dividindo-se a cena em várias zonas ( nao importa quantas nem a geometria disso, o que importa é o conceito) e a fotometria é feita independentemente para cada zona. A câmera compara o medido com um banco de dados interno, "chuta" uma exposição (mas é um chute científico) que na prática é a mediana com um fator de ajuste aplicado. Só existe em câmeras eletrônicas, pois precisa de um computador interno para realizar a comparação e decisão. As vezes é ótima, as vezes ruim. Depende do algoritmo usado e da cena em si.

- Parcial/Spot são para medidas de áreas bem pequenas da cena, e se bem usada é a que produz os melhores resultados, mas demanda experiencia. Por exemplo, fotometra-se uma pequena região que você acha interessante do ponto de vista da luminosidade. Eu praticamente só uso spot.


Boa sorte aí.

É isso! Mas resumindo um pouco mais, a medição pela luz incidente é mais precisa porque vai medir a quantidade da luz que chega da fonte até o fotometro. A luz refletida, como o próprio nome diz, é reflexo, e vai ser diferente de acordo com a cor da superfície. Ou seja, se você for fotografar um objeto branco sob determinada luz, o fotometro da máquina vai interpretá-lo como "mais luminoso" do que um objeto preto sob a mesma luz. As leituras então serão diferentes. Exemplo prático: Noiva de branco, noivo de preto... Se você medir por um, vai errar no outro. Então só o fotometro de luz incidente te dará o valor com mais precisão sem ter de ficar fazendo conta para achar uma média.
« Última modificação: 10 de Fevereiro de 2010, 16:44:45 por Marcelo Favero »
Marcelo dos Santos

Associado Fototech


Marcelo Dornelles

  • Trade Count: (4)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 518
  • Sexo: Masculino
  • fotografando a criação e a criatura...
Resposta #7 Online: 10 de Fevereiro de 2010, 16:52:57
Tentarei resumir, não sou muito didático...

Imagina se fosse! :D
Gostei da aula, essa tal fotometria deixa qualquer amador louco. Eu estou tentando aprender sobre essas compensações e não tem sido fácil. Minha D90 muitas vezes acusa estar em equilíbrio mas quando vou ao monitor a foto se encontra subexposta. :shock:
É frustrante. :aua:


AFShalders

  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.718
  • Sexo: Masculino
  • "Bela câmera, mas mostre as fotos..."
    • Old Good Light
Resposta #8 Online: 10 de Fevereiro de 2010, 17:14:51
Brilho demais no LCD dela
Ética não é negociável.

Viciado em Fotografia desde 1980
www.oldgoodlight.blogspot.com
www.flickr.com/groorj


Marcelo Dornelles

  • Trade Count: (4)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 518
  • Sexo: Masculino
  • fotografando a criação e a criatura...
Resposta #9 Online: 10 de Fevereiro de 2010, 17:21:32
Brilho demais no LCD dela

Mas o fotômetro da câmera acusa estar tudo ok, tipo "pode clicar que tá no jeito". Mas não está, na realidade está subexposta. O LCD engana mesmo, mas o que me enganou pra valer foi o fotômetro. :doh:


AFShalders

  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.718
  • Sexo: Masculino
  • "Bela câmera, mas mostre as fotos..."
    • Old Good Light
Resposta #10 Online: 10 de Fevereiro de 2010, 17:36:43
Ou o seu monitor que esta desregulado...
Ética não é negociável.

Viciado em Fotografia desde 1980
www.oldgoodlight.blogspot.com
www.flickr.com/groorj


quelzinha

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 117
  • Sexo: Feminino
Resposta #11 Online: 10 de Fevereiro de 2010, 17:55:40
Muita obrigada pela aula de fotometria
Mas eu queria um exemplo pratico tipo: quando uso minha mao pra fotometrar, quando uso o ambiente, quando uso uma pessoa, a grama...seila!! Nem sei explicar direito. Acho isto bem confuso.
Mas queria uns exemplos praticos. :(
Nikon D90 + 18-105Vr


Marcelo Favero

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 767
  • Sexo: Masculino
    • Marcelo dos Santos
Resposta #12 Online: 10 de Fevereiro de 2010, 17:58:51
Mas o fotômetro da câmera acusa estar tudo ok, tipo "pode clicar que tá no jeito". Mas não está, na realidade está subexposta. O LCD engana mesmo, mas o que me enganou pra valer foi o fotômetro. :doh:


É preciso saber o modo que está usando (mediana, matricial ou spot) e a cor do objeto onde está fazendo a fotometria. Como foi dito, é preciso observar esses detalhes. Se por exemplo, estiver usando o modo spot em um ponto claro, ou usando uma mediana contra um fundo predominantemente claro, vai subexpor mesmo, principalmente as sombras, claro.

Usando o modo spot e com certa prática, não tem como errar!
Marcelo dos Santos

Associado Fototech


quelzinha

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 117
  • Sexo: Feminino
Resposta #13 Online: 10 de Fevereiro de 2010, 18:03:03
tá, mas estou por exemplo num local onde tem verde, ai fotometro no verde, to num local fechado(casa,salao de festa....) uso a mão? Tudo no modo spot?
Estou s/ saber onde fotometro,pois sempre falaram p/ mim que era no verde,grama,ai sem grama vai na mao,algo assim...
nossa,e bem confuso isto...
Nikon D90 + 18-105Vr


Randal.Junior

  • Trade Count: (1)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 890
  • Sexo: Masculino
  • Think out of the blackbox.
    • Flickr
Resposta #14 Online: 10 de Fevereiro de 2010, 18:05:19
Imagina se fosse! :D
Gostei da aula, essa tal fotometria deixa qualquer amador louco. Eu estou tentando aprender sobre essas compensações e não tem sido fácil. Minha D90 muitas vezes acusa estar em equilíbrio mas quando vou ao monitor a foto se encontra subexposta. :shock:
É frustrante. :aua:

Cara, eu tb tenho uma D90, e sempre deixo ela com EV em +0.7 ou +0.3, é incrivel como ela sempre subexpões a imagem. Parece um tendência dessa camera, não sei porque.

[]'s Randal

PS.: Só use o +0.7 se fotografar em RAW, pois vc vai ter de compensar p/ baixo no PC, mas mesmo assim a relação sinal ruido vale a pena.
Randal Junior
Now shooting on D80 D90 D7000 D7200 + 10.5 fisheye + 35/1.8 + 16-85VR + 85 macro + 70-300VR + SB600

Flickr: Photostream
.