Autor Tópico: Câmera ajusta foco após ao disparo  (Lida 1702 vezes)

Pablo Weyne

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 672
  • Sexo: Masculino
Online: 16 de Novembro de 2005, 23:17:56
As fotos embaçadas estão com os dias contados com o desenvolvimento de uma câmera que pode alterar o foco da imagem após o disparo da câmera, uma tecnologia que vai além do trabalho feito pelos softwares de edição de imagem.

Em uma câmera comum, um sensor localizado atrás das lentes grava o nível de luz que alcança cada pixel (ponto) de sua superfície. Se os raios de luz que alcançam o sensor não estão no ponto focal, a imagem na foto aparece borrada.


Agora é possível ajustar o foco dos raios de luz após os mesmos alcançarem a câmera. A tecnologia que vem da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, foi desenvolvida pelo professor Pat Hanrahan.

Ele inseriu uma lâmina com 90 mil microlentes e espessura de apenas 125 mm entre as lentes principais e o sensor da câmera. O ângulo que os raios de luz atingem cada microlente é armazenado assim como a quantidade de luz que chega em cada raio.


Desta forma, um software pode ajustar esses valores para cada microlente e reconstruir a imagem como se a mesma tivesse sido focada corretamente. Assim, qualquer parte da imagem poderá ser ajustada, não somente o objeto principal localizado no foco.

Esse tipo de rastreamento dos raios de luz põe fim ao dilema dos fotógrafos que usam câmera com foco manual, divididos entre a abertura da câmera (que controla a quantidade de luz que entra pelas lentes) e a distancia focal. Se a luz é baixa é necessária uma abertura maior para formar uma imagem clara, mas o resultado dessa abertura é a concentração do foco em apenas um item deixando os demais desfocados.

O sistema terá grande utilidade em situações em que não há muito tempo para ajuste do foco ou em sistemas automáticos, como por exemplo, em câmeras usadas em coberturas de eventos esportivos ou em sistemas de vigilância respectivamente.


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.744
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #1 Online: 17 de Novembro de 2005, 02:03:50
Só tem um problema, se o detalhe não chegou até as microlentes ou ao sensor (o que ocorre com as imagens fora de foco) esta "tecnologia" não tem utilidade nenhuma, porque ela não pode recriar detalhes perdidos.
Depois que a imagem foi registrada fora de foco não há software que salve, o máximo que podemos fazer é reduzir o problema.
O argumento de que isso serviria para alterar a profundidade de campo também é bastante questionável, a não ser que você tenha sensores multiplos captando a imagem em vários planos não serviria de nada.
 
« Última modificação: 17 de Novembro de 2005, 02:06:06 por Leo Terra »
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


talesp

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.659
  • Sexo: Masculino
    • http://www.talesp.inf.br
Resposta #2 Online: 17 de Novembro de 2005, 02:33:49
Citar
O argumento de que isso serviria para alterar a profundidade de campo também é bastante questionável, a não ser que você tenha sensores multiplos captando a imagem em vários planos não serviria de nada.
Mas foi o que eu entendi da tecnologia. Nao um sensor completo sobrepoxto, mas um sensor reduzido, apenas em alguns pontos. Por exemplo, o prorio sensor do auto focus. E esse sensor nao seria capaz de captar a foto em si, mas apenas os pontos fora de foco (que estao em foco em algum lugar). Ai posteriormente seria possivel com um soft proprio ler esses pontos e alterar o foco, usando o conteudo armazenado nele para compor a imagem. Algo como ao inves de usar apenas para o foco, usar o sensor do auto focus na composicao da imagem.

A ideia eh interessante...
Tales Pinheiro de Andrade
São Bernardo do Campo/SP/Brasil
I think computer viruses should count as life. I think it says something about human nature that the only form of life we have created so far is purely destructive. We've created life in our own image.
Stephen Hawking


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.744
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #3 Online: 17 de Novembro de 2005, 02:42:22
Mas Tales, convenhamos, isso só seria possível se o sensor lesse totalmente a área fora de foco só que em foco, ou seja, teriamos que ter infinitos sensores com infinitas áreas de leitura para conseguir substiruir áreas fora de foco por áreas em foco.
Existem técnicas fotográficas que já usam isso, e fazem várias fotos e um ambiente para substituir por computação gráfica.
Mas lamento se vc não tem a informação em foco não existe milagre de software que possa corrigir, ou vc tem a informação ou não tem.
Pelo que eu entendi da técnica ela apenas detectaria o quanto a área está fora de foco e neste caso o que seria possível é definir precisamente os raios usados para recompor a imagem (seria a mais precisa aplicação de USM possível), mas de qualquer forma é apenas uma recomposição em cima de uma imagem sem detalhes, o software não pode criar detalhes, ou ele tem esses detalhes tirados de um outro lugar ou simplesmente não tem.
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


talesp

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.659
  • Sexo: Masculino
    • http://www.talesp.inf.br
Resposta #4 Online: 17 de Novembro de 2005, 03:18:26
Citar
Mas Tales, convenhamos, isso só seria possível se o sensor lesse totalmente a área fora de foco só que em foco, ou seja, teriamos que ter infinitos sensores com infinitas áreas de leitura para conseguir substiruir áreas fora de foco por áreas em foco.
Existem técnicas fotográficas que já usam isso, e fazem várias fotos e um ambiente para substituir por computação gráfica.
Mas lamento se vc não tem a informação em foco não existe milagre de software que possa corrigir, ou vc tem a informação ou não tem.
Pelo que eu entendi da técnica ela apenas detectaria o quanto a área está fora de foco e neste caso o que seria possível é definir precisamente os raios usados para recompor a imagem (seria a mais precisa aplicação de USM possível), mas de qualquer forma é apenas uma recomposição em cima de uma imagem sem detalhes, o software não pode criar detalhes, ou ele tem esses detalhes tirados de um outro lugar ou simplesmente não tem.
Eu entendi do text que ele tira essa informaçao desses sensores a mais. Nao sei bem se sao os proprios sensores do auto focus, aquilo foi um tremendo chute. E se for mesmo algo assim, nao quer dizer que vc podera posteriormente escolher qualquer infimo lugar para focar. So quer dizer que voce podera alterar o ponto de alguma forma, o que ja eh um inicio. Acho que nesse momento a variacao do foco deve ser infima mesmo...Eu sei que teria que ter varias camadas de sensores, pra ter varios pontos de foco.


O interessante disso nao eh a sua aplicacao pratica agora, porque deve ser uma tecnologia muuuuuito imatura e inviavel. Talves eles so consigam mudar muuuuuito pouco. O que acho valido nisso eh a iniciativa. Ja eh um passo par auma nova area de pesquisa e de talves mudar e melhorar (ou piorar, sei la) a fotografia.

A sua ideia de usar multiplos sensores seria valida. Quem sabe daqui ha uns 20 anos, quando o sensor for tao caro quanto um led...

Mas vai saber que ideia doida esses doidos de laboratorio tiveram pra fazer isso :laughing:

Ate uns 25 anos atras era impensavel uma camera digital, nao?


Ps.: poxa, eu queria fazer parte desses times de doidos de laboratorios, ehehehe :laughing:  
Tales Pinheiro de Andrade
São Bernardo do Campo/SP/Brasil
I think computer viruses should count as life. I think it says something about human nature that the only form of life we have created so far is purely destructive. We've created life in our own image.
Stephen Hawking


Pictus

  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 9.119
  • Sexo: Masculino
    • http://www.flickr.com/photos/10986424@N02/sets/
Resposta #5 Online: 17 de Novembro de 2005, 03:19:22
Pois é, ou capturou o detalhe ou já era...

Legal é lente de satélite espião, ela ajusta a sua forma/geometria +- como o
andróide T-1000 do filme “O Exterminador do Futuro 2” para compensar
as distorções ocasionadas pela atmosfera.
 


talesp

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.659
  • Sexo: Masculino
    • http://www.talesp.inf.br
Resposta #6 Online: 17 de Novembro de 2005, 03:21:10
Pablo, qual foi a fonte de onde tirou a noticia? Acho que seria interessante uma leitura mais aprofundada sobre o assunto,....
Tales Pinheiro de Andrade
São Bernardo do Campo/SP/Brasil
I think computer viruses should count as life. I think it says something about human nature that the only form of life we have created so far is purely destructive. We've created life in our own image.
Stephen Hawking


Pablo Weyne

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 672
  • Sexo: Masculino
Resposta #7 Online: 17 de Novembro de 2005, 09:58:14
link:

IDG NOW


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.744
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #8 Online: 17 de Novembro de 2005, 10:11:25
Citar
Ele inseriu uma lâmina com 90 mil microlentes e espessura de apenas 125 mm entre as lentes principais e o sensor da câmera. O ângulo que os raios de luz atingem cada microlente é armazenado assim como a quantidade de luz que chega em cada raio.
O segredo está aqui.
Ou seja, nada de sensores, nada de imagem recuperada, é só um USM mais preciso mesmo, ele vai pegar a informação em 90mil pontos, com ângulo de incidência e intensidade luminosa e usar para que um software recupere a imagem.
Nada que com muita paciência você não possa fazer no photoshop.
Acho válido, mas isso devia ter sido passado com mais realismo, porque eu realmente não consigo pensar em uma forma de um conjunto de microlentes conseguir recompor uma imagem posteriormente sem ter os detalhes dela registrado em algum lugar.
« Última modificação: 17 de Novembro de 2005, 10:21:34 por Leo Terra »
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.744
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #9 Online: 17 de Novembro de 2005, 10:40:10
Achei mais a respeito:
Citar
Agora, Pat Hanrahan e sua equipe, da Universidade de Stanford, Estados Unidos, descobriu como ajustar os raios de luz mesmo depois que eles já atingiram a câmera. Os pesquisadores inseriram uma "folha" com 90.000 lentes, cada uma medindo apenas 125 micrômetros de largura, entre a lente principal da câmera e o sensor de imagens. O ângulo dos raios de luz que atingem cada microlente é gravado, assim como a quantidade de luz trazido por cada um desses raios.
É a coisa fica ainda pior nesse caso, porque não são 90mil microlentes lado a lado, são 90mil microlentes em fila.
:)
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


pksato

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 539
    • http://pksato.blogspot.com/
Resposta #10 Online: 17 de Novembro de 2005, 15:30:26
Legal, mas quanto isso vai custar?
Muitas vezes os pesquisadores tem ideias geniais, mas que no mundo real são inviaveis.
Abstract do projeto

Um pouco de teoria

A camera prototipo e um medio formato com um back Megavision FB4040 com o sensor Kodak KAF-16802CE, de 16MP.
Ea resolução final da imagem e de 292x292,  apartir dos 16MP se consegue uma foto de 85264 pixels.

Bom, so dei uma lido par cima nos artigos, a procura de informações tencnicas como essa dos sensores.
 
« Última modificação: 17 de Novembro de 2005, 20:12:55 por pksato »
Paulino K. Sato - Maringá Pr.
Canon A300, Canon A95, Panasonic FZ5S



Guto Marc

  • Trade Count: (14)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.565
    • http://www.gutomarcondes.com.br
Resposta #11 Online: 17 de Novembro de 2005, 16:26:05
Acho que isso é muito mais marketing que tecnologia aplicável.
** NÃO TRABALHO MAIS COM SEGURO DE EQUIPAMENTOS **

Visitem meu blog sobre fotografia : https://www.gutomarcondes.com.br
E meu site sobre dicas de viagem :
https://www.reviewdeviagem.com.br


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.744
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #12 Online: 17 de Novembro de 2005, 19:21:31
Tbm, com 16MP conseguir 82KP acho fácil, dá para fazer no photoshop em 30s.
Fiz uma simulação partindo de 6MP e olha o que eu consegui em 30segundos de tratamento :)



Anunciem ao mundo, inventei um sistema manual de corrigir o foco após a fotografia com custos baixos e extremamente simples :D
Mandar para o imageshack demorou mais do que fazer a imagem hahaha!
 
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


pksato

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 539
    • http://pksato.blogspot.com/
Resposta #13 Online: 17 de Novembro de 2005, 20:19:00
Isso na verdade e mais um caso de distorção feita pela midia.
Essa tecnica não se aplica a camera fotográfica normais.
Ea camera modificada não tira fotos "normais".
Provavel que com um sensor desenvolvido especialmente para a tecnica prosposta, se consiga um melhor aproveitamento dos pixels.
 
Paulino K. Sato - Maringá Pr.
Canon A300, Canon A95, Panasonic FZ5S



talesp

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.659
  • Sexo: Masculino
    • http://www.talesp.inf.br
Resposta #14 Online: 18 de Novembro de 2005, 00:35:40
Citar
Tbm, com 16MP conseguir 82KP acho fácil, dá para fazer no photoshop em 30s.
Fiz uma simulação partindo de 6MP e olha o que eu consegui em 30segundos de tratamento :)

Anunciem ao mundo, inventei um sistema manual de corrigir o foco após a fotografia com custos baixos e extremamente simples :D
Mandar para o imageshack demorou mais do que fazer a imagem hahaha!
Mas Leo, a diferença de foco entre as imagens deles ta bem maior, ehehehe

Mas podexá...vou anunciar seu sistema de focar atraves do desfoque, ehehehe


Ps.: viu o video que tem no site deles...tem a demonstracao de umas coisas legais, como a vinheta, o foco, e parece q ate o tilt-shift. Eu to sem som no micro, entao nao deu pra saber do que exatamente eles falavam, mas so o video ja da pra entender algo...
« Última modificação: 18 de Novembro de 2005, 00:41:29 por talesp »
Tales Pinheiro de Andrade
São Bernardo do Campo/SP/Brasil
I think computer viruses should count as life. I think it says something about human nature that the only form of life we have created so far is purely destructive. We've created life in our own image.
Stephen Hawking