Autor Tópico: Cut Out  (Lida 2026 vezes)

Marcelo Voss

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 578
Online: 23 de Dezembro de 2005, 15:46:23
Salve , amigos...   coloquei esse tópico só pra saber se sou o único que pensa assim.

Olho para diversos Cutouts e vejo tanta artificialidade. E pior: anda me remetndo a um senso estético cafona. Claro que sem desmerecer a capacidade técnica dos fotógrafos que a apreciam. Só estou querendo propor uma questão estética e colher alguns pontos de vista. Nada muito além não...

abs
« Última modificação: 24 de Dezembro de 2005, 00:10:19 por Marcelo Voss »
`Eagles don`t flock, you have to find them one at a time. ´


GRM

  • Trade Count: (8)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.746
Resposta #1 Online: 23 de Dezembro de 2005, 17:41:16
Acho que não é só vc não. Salvo alguns em que a situação justifica o estilo, acho cut-out desagradável esteticamente falando.
Nikon/Panasonic Gear


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #2 Online: 23 de Dezembro de 2005, 17:44:52
Eu não gosto. Não é impossível fazer algo bom assim, mas nunca vi. Às vezes são boas fotos "enfeitadas" com alguma coisa meio discutível. A ênase em fotografia deve ser oriunda da manipulação do assunto, e não de um trecho colorido.


Alex Biologo

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.803
  • Sexo: Masculino
    • Olhares Dispersos
Resposta #3 Online: 23 de Dezembro de 2005, 20:15:07
Acho interessante o ponto de vista de vcs apresentado aqui.

Fiquei pensando um pouco antes de postar, e acho que como qualquer foto, vai muito do que quem a fez quer mostrar, sobre o ser brega, bom até acho que em muitos casos vale mais pela brincadeira do que pela arte em si, raros são os casos em que acredito realmente valer a pena (como citado pelo Gustavo), mas vejo isso tb com outros tipos de fotos.

Macro, por exemplo, eu em geral costumo não gostar, pra mim a maioria das fotos macro em geral se resume em fotografar de bem perto algo, sem grandes preocupações com composição e tal. É óbvio que já vi ótimas idéias em cima de macros, mas em geral não curto. E antes que me perguntem... sim eu já fiz macro e já fiz cut out.

Acho que cada um deve fotografar aquilo que achar interessante e fazer aquilo que achar interessante em suas fotos, já sabendo que os outros podem gostar ou odiar.
Alex Martins dos Santos - São Paulo/SP
Fuji S5100
Pentax MZ-50
Canon 10D e 300D + lente  28-135 is Canon + lente 70-300 TAmron


Francisco

  • Trade Count: (5)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.550
Resposta #4 Online: 23 de Dezembro de 2005, 20:49:01
Cafona é, mas é algo que você precisa fazer ao menos uma vez na vida :P

Cutout me parece uma técnica que surgiu e foi muito utilizada na publicidade. Fazer uma exposição de fotos cutout seria a cafonice ao extremo, mas em um anúncio de jornal acredito que (ainda) é tolerável.

Teve a época das propagandas de TV em que o produtor do vídeo adorava dar um color balance e puxar o vídeo para azul, vermelho, amarelo, verde, enfim. É algo já meio batido, mas ainda vemos muitos comerciais assim. Sem falar em produções hollywodianas... duas delas que me vêm à cabeça é A Paixão de Cristo, que ora puxa para o azul, ora puxa para o vermelho. Em 13o andar, metade do filme é amarelo e metade é azul, se eu tô bem lembrado :P

Já repararam na onda alto-contraste que rola nos Fotologs? Todo mundo atola no contraste e dá uma saturadinha para dar aquele toque sonystyle no final :P E isso não é só em fotolog, tem muito website feito por grandes empresas que abusa desses "clichês" da edição.

Enfim, foto publicitária tem muito a ver com moda, com a estética de uma época. Com o advento da web, esses clichês da publicidade estão entrando no mundo do usuário doméstico, que cada vez mais sabe editar suas imagens e quer exibir suas fotos pseudoprofissionais no flog mais próximo :P




 
Francisco Amorim
Porto Alegre - RS
2x Canon F1 Old, AE1; Pentax MX, K100D; Fuji Finepix f10; Panasonic LX3


Beto Eterovick

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.390
  • Sexo: Masculino
  • NOVO SITE: www.betoeterovick.fot.br
Resposta #5 Online: 23 de Dezembro de 2005, 21:02:17
Também já fiz cutouts, mas pra apenas aprender à fazê-lo, para exercitar e aprender novas técnicas de manipulação de imagem. Acho os efeitos (cutouts) quase sempre exagerados e bregas também.

Mas por exemplo, se você se envereda pelo ruma da fotografia de casamentos, festas infantis, etc... Acho que é unânime. Todos casais, pais de crianças, ou seja, os clientes, adoram cutouts. E olha q existem há décadas. só que agora ficou mais fácil de fazer, por causa da tecnologia digital e avanço nos programas gráficos. Pra mim, não tem coisa mais cafona do que foto de casamento onde o buquê da noiva fica colorido e o resto em P&B. sem falar daquelas com a noiva refletida no espelho, etc.. rsrsrs. Mas para quem trabalha com isso, até mesmo se um dia eu for fazer trabalhos assim, infelizmente é o que agrada a maioria dos clientes. Enquanto o profissional não fica famoso pelo seu trabalho, não pode adotar seu estilo bruscamente, praticamente ignorando os cutouts e outras produções clichês de casamentos, festas, etc...

Acredito que aos poucos conseguimos mostrar o nosso olhar fotográfico aos clientes, até então conseguirmos abolir o que a gente não curte fazer.
 


Paulinho Cé

  • Trade Count: (1)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.882
  • Sexo: Masculino
Resposta #6 Online: 23 de Dezembro de 2005, 21:52:39
Citar
Acho interessante o ponto de vista de vcs apresentado aqui.

Fiquei pensando um pouco antes de postar, e acho que como qualquer foto, vai muito do que quem a fez quer mostrar, sobre o ser brega, bom até acho que em muitos casos vale mais pela brincadeira do que pela arte em si, raros são os casos em que acredito realmente valer a pena (como citado pelo Gustavo), mas vejo isso tb com outros tipos de fotos.

Macro, por exemplo, eu em geral costumo não gostar, pra mim a maioria das fotos macro em geral se resume em fotografar de bem perto algo, sem grandes preocupações com composição e tal. É óbvio que já vi ótimas idéias em cima de macros, mas em geral não curto. E antes que me perguntem... sim eu já fiz macro e já fiz cut out.

Acho que cada um deve fotografar aquilo que achar interessante e fazer aquilo que achar interessante em suas fotos, já sabendo que os outros podem gostar ou odiar.
Permita-me expressar a minha opinião sobre as macros:

Qual o estilo de fotografia que exige tanta dedicação e tanta técnica quanto o macro?
Profundidade de campo reduzida, iluminação dificultada pela proximidade do objeto exigindo flashes especiais, objetos móveis, ariscos e muitas vezes venenosos, local de trabalho com muito sol, mosquitos, arranhões, sem contar o risco de se andar sozinho em matas e estradas distantes ?
Equipamento caro principalmente as objetivas e ring flashes, uso obrigatório de tripé, cabo disparador.
Se falarmos em composição, realmente é difícil compor uma macro pois o inseto move-se constantemente, a sua localização nem sempre permite a escolha de um background em contraste,  de uma luz ideal.

Evidente que todos os estilos exigem muita técnica, muito estudo e muito equipamento por isso todos são difíceis e geram muitas vezes lindas fotos.

O que seria do verde se todos gostassem do amarelo?

   
Fotografe com a alma...<br />http://www.flickr.com/photos/paulinhoce/


Francisco

  • Trade Count: (5)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.550
Resposta #7 Online: 23 de Dezembro de 2005, 21:56:53
Todo o tipo de assunto requer técnica e criatividade para se tornar interessante. Com macro não é diferente.

O problema é que desde que as câmeras compactas começaram a vir com a função macro, todo mundo sai fotografando flores e insetos de qualquer jeito...
Francisco Amorim
Porto Alegre - RS
2x Canon F1 Old, AE1; Pentax MX, K100D; Fuji Finepix f10; Panasonic LX3


Alex Biologo

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.803
  • Sexo: Masculino
    • Olhares Dispersos
Resposta #8 Online: 24 de Dezembro de 2005, 00:13:20
Pessoal, eu nao estou falando que macro não presta, apenas usei macro como exemplo de algo que eu não costumo curtir, como contra exemplo pro cut out (que tb não acho o melhor da fotografia).

Só quis mostrar que cada um gosta de uma coisa diferente e deve enveredar pra esse lado quando fotografa que te atrai. Sobre técnica, acho que tem que ter certa técnica e sensibilidade pra fazer qualquer foto, não vejo uma mais difícil que a outra, apenas pedindo coisas diferentes.
Alex Martins dos Santos - São Paulo/SP
Fuji S5100
Pentax MZ-50
Canon 10D e 300D + lente  28-135 is Canon + lente 70-300 TAmron


Marcio Vasconcellos

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 552
  • Sexo: Masculino
Resposta #9 Online: 24 de Dezembro de 2005, 01:10:18
Na minha opinião, fica difícil discutir gosto p uma técnica específica ou até mesmo senso estético. Acho q cada pessoa vai tender p o q seu senso artístico ou limitações de conhecimento estão num determinado momento de sua vida.
O q consideramos legal agora, pode ser considerado por nós um completo completo desastre pouco tempo depois.
Como já foi dito, o importante (principalmente p quem está começando) é experimentar bastante no máximo de situações possíveis p enfim definirmos o q nos agrada ou simplesmente não.   :photo:
 
Marcio Vasconcellos - Santa Clara - California
-------------------------------------
Nikon D7200 / Nikon D50
Nikkor 50mm 1.8D - Nikkor 18-70 3.5-5.6 D G - Nikkor 35mm 1.8G - Nikkor 55-200 VR - Sigma 70-200 APO -Flash Neewer



Davi Sato

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.036
  • Sexo: Masculino
    • Flickr
Resposta #10 Online: 24 de Dezembro de 2005, 01:27:24
Citar
Como já foi dito, o importante (principalmente p quem está começando) é experimentar bastante no máximo de situações possíveis p enfim definirmos o q nos agrada ou simplesmente não.   :photo:
Isso se aplica a mim!!!  Concordo que tem mtos cutouts esteticamente ruins!!! Aqui no tópico de cutouts do MF inclusive!

Para ser sincero, aprendi a fazer essa tecnica com o tutorial que tem no próprio tópico, daqui do MF, meio que por curiosidade, e realmente, acho que qualquer um que esteja começando a fotografar, deve experimentar o máximo de técnicas tanto de fotografia qto de manipulação digital. Acho que isso faz parte do aprendizado.

E da mesma maneira que se vê cutouts péssimos, se vê fotos de gente que tem muito conhecimento, experiência, técnica e bons equipamentos, que são fotos comuns, sem nada de muito especial.

O aprendizado é um processo constante. Concordo com o que já foi citado anteriormente, que fotos se consideram interessantes hoje, podem ser péssimas daqui a um tempo.

Resumindo, cutout é apenas mais uma técnica. Concordo com o Ivam, qdo ele diz que  a ênfase deve ser a manipulação do assunto, mas acho que existem cutouts interessantes (poucos) sim!!!

abraços  :thmbup:  
Canon D80 / Pentax K10d / Sigma 28-70 f/2.8 / Pentax 18-55 / Pentax 50-200.
São Gotardo – MG


GRM

  • Trade Count: (8)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.746
Resposta #11 Online: 24 de Dezembro de 2005, 01:36:16
Davi, o problema é que cutout transforma uma fotografia em uma imagem. Como disse o Francisco às vezes é uma exigência, como em publicidade e para quem curte manipulações pode até ser interessante, quando bem usado. A questão é que deixa de ser uma fotografia para ser apenas uma imagem - pode ser um pouco de purismo - mas penso que não, o conceito de fotografia hj anda um pouco esquecido.
« Última modificação: 24 de Dezembro de 2005, 01:43:08 por Gustavo RM »
Nikon/Panasonic Gear


Marcelo Voss

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 578
Resposta #12 Online: 24 de Dezembro de 2005, 05:58:50
bom saber que Não estou sozinho nessa Nau...  :thmbup:

bom, a questão levantada foi sobre o senso estético. Tudo bem que é exigida em veículos publicitários etc etc...

mas o que eu queria ressaltar - e muitos respoderam diretos a proposição - era o julgamento artístico dessa manipulação digital.

Considero ainda artificial  e cafona. E não há formas de considerá-la algo nobre. Não creio que o tempo de aprendizado ou amadurecimento artístico influa numa questão dessas. A estética Cut Out é essa. Não há nada muito complexo na depuração dessa estética. Seu senso artístico a recebe bem ou a rejeita. Sem entrar méritos mercadológicos etc...  É O NOSSO SENSO ARTÍSTICO POSTO À PROVA. Simples e rápido.

Bom, enfim... gostei dos pontos de vistas e gostei das pessoas que apareceram rechaçando também essa forma de manipulação digital...  :thmbup:

e é interessante saber que pessoas se preocupam em discutir questões estéticas, nesse forum.

ABRAXX
« Última modificação: 24 de Dezembro de 2005, 16:10:32 por Marcelo Voss »
`Eagles don`t flock, you have to find them one at a time. ´


Beto Eterovick

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.390
  • Sexo: Masculino
  • NOVO SITE: www.betoeterovick.fot.br
Resposta #13 Online: 24 de Dezembro de 2005, 10:42:44
Acho muito importante essas discussões, porque vai lapidando nossa visão crítica e acredito que sirva para abrir nossa cabeça também.

Acho importante não concordarmos com certas técnicas de manipulação de imagem, etc... mas NUNCA devemos desrrespeitá-las. É o tipo da coisa: "Eu não concordo, mas respeito". Quando uma coisa nos fere, como uma foto que foi mal tirada, por exemplo, se formos analisar estamos sendo puramente orgulhosos e egoístas, porque conhecemos à técnica que extrairía melhor resultado daquela foto e queremos mostrar que sabemos. Salvo em questões didáticas, como é colocado muitas vezes aqui no nosso fórum, todo e qualquer pensamento dessa forma é orgulhoso, na minha visão, é claro, não sou dono da verdade universal. Eu mesmo meto o pau e fotos e trabalhos que vejo nas ruas, nos outdoors, etc... Agora se um trabalho meu tivesse no lugar dos outros eu acharia lindo e ficaria orgulhoso. Quanta vaidade. Simplesmente patético. Luto com isso todos os dias, rsrsrsrsrsrsr.

Quanto à aceitação de técnicas ou não, acredito que isso anda junto com a história da razão e dos padrões sociais. Por exemplo: defender à escravidão nos tempos de hoje seria uma insanidade, mas há dois mil anos seria puramente aceito e apoiado. Tudo não passa do tempo em que são colocadas.

Abraços a todos e um FELIZ NATAL.

 


Pictus

  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 9.119
  • Sexo: Masculino
    • http://www.flickr.com/photos/10986424@N02/sets/
Resposta #14 Online: 24 de Dezembro de 2005, 13:04:08
Um presente de Natal para vc’s puristas :mf_tongue:  “apaixonados”  por macro, cutout e fotos editadas.  :laughing:

Feliz Natal !  :thmbup:  
« Última modificação: 24 de Dezembro de 2005, 13:05:23 por Pictus »