Autor Tópico: Espaço Cultural do Banco Central - É cada uma...  (Lida 613 vezes)

Elmo

  • Trade Count: (5)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.458
Online: 31 de Outubro de 2010, 07:20:09
Abaixo uma parte do edital (com e minúsculo) do Banco Central, oferecendo o espaço (e só isso) para o artista. "A sala possui infraestrutura apropriada para mostras fotográficas, de pintura, desenho, escultura e para outras formas de expressão artística."

www.bcb.gov.br/?ESPACULTBH

"(...)

1. A cessão gratuita do Espaço Cultural será o único compromisso do Banco Central com o artista expositor.

(...)

2. O artista expositor ficará encarregado da confecção e distribuição dos convites, cuja prova gráfica deverá ser aprovada pela ADBHO – Comunicação.

3. Em caso de necessidade, força maior ou conveniência da administração, a coordenação do Espaço poderá cancelar ou antecipar o final ou transferir para outro local no prédio do BC-BH as exposições, sem que isso gere qualquer direito ao artista.

(...)

6. Ao artista recomenda-se o empenho pessoal junto aos meios de comunicação, para uma maior divulgação do seu trabalho.

(...)

8. Caberá ao expositor o transporte e embalagem de suas obras, quando da montagem e desmontagem da exposição.

(...)

12. Quando as montagens exigirem material especial ou recursos não existentes, eles serão de responsabilidade do artista, que deverá providenciar a sua aquisição e instalação.

(...)

19. Havendo coquetel, no dia da abertura, este deverá ocorrer por conta do artista, cabendo-lhe a contratação de serviço de buffet.

20. O buffet contratado pelo artista (se for o caso) poderá utilizar a copa anexa ao Espaço Cultural, no andar térreo, para apoio ao coquetel, desde que se comprometa a deixar o local organizado ao final do evento.

(...)

24. Após a desmontagem da exposição o artista deverá providenciar a imediata retirada das obras. Atenção: Após transcorrer 30 dias da desmontagem da exposição, o Espaço Cultural poderá, por não ter local apropriado para armazenagem, dar a destinação que achar conveniente às obras.

(...)

VI - DISPOSIÇÕES FINAIS

1. O Banco Central não se responsabiliza por sinistros ocorridos, furto, roubo, avarias decorrentes do transporte, manuseio, montagem e exposição das peças, no âmbito interno desta representação regional. O seguro contra incêndio e outros sinistros é optativo, e estará também sob a inteira responsabilidade do artista."

Isso é que é valorização!
« Última modificação: 31 de Outubro de 2010, 07:23:58 por Elmo »


Mr. Hyde

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 16.575
  • Sexo: Masculino
    • Faceboock
Resposta #1 Online: 31 de Outubro de 2010, 11:39:50
Elmo, eu não conheço o local, mas tenha certeza que esse pessoal não faz a menor questão de fomentar a cultura. Se a instituição tem um espaço destinado à exposição e não arca com os custos mínimos que o espaço requer é porque tá "jogando pra galera" ou seja, abre o espaço só pra dizer que fomenta mas na verdade tá se lixando.
Se fosse séria, destinava anualmente uma fonte de recurso específica no seu orçamento para esse fim. Um funcionário de 3º escalão poderia fazer o acompanhamento de gastos dessa fonte e acionar o 2º/3º escalões pra dizer que a fonte tá secando. Daí ou destinava mais recurso ou diminuía a frequência de exposições.
Isso pra mim é falta de gerenciamento junto com falta de vontade de fazer.

____________________
"Deus perdoe o Mal que habita em mim" M. Nova


pumba

  • Trade Count: (7)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.008
  • Sexo: Masculino
Resposta #2 Online: 31 de Outubro de 2010, 15:38:28
Curadoria que nada!