Autor Tópico: Significado das abreviações nas lentes  (Lida 20192 vezes)

bacanex

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 687
Online: 31 de Março de 2011, 14:06:34
Para que, feito eu, fica perdido no meio das letras que aparecem nas objetivas ai vai um texto que descreve boa parte delas
Quem nunca se viu perdido com aquela sopa de letrinhas oferecida pelos fabricantes de lente? Nesse artigo vamos desvendar e/ou facilitar o que são e para que servem as nomenclaturas e abreviações das lentes Nikon, Canon, Sigma, Minolta, Pentax e Tamron. Vamos lá:

LENTES NIKON

FX (lens for full frame body – Lentes para corpos padrão 35mm)
Ao contrário das lentes DX, as lentes FX são projetadas para o padrão de 35mm, por conseguir cobrir toda a área de um sensor fullframe. São lentes para operação em câmeras 35mm AF, além das digitais D3x, D3, D700, D3S entre outras).

Lentes Nikon AF-D
Uma das muitas variações da linha de lentes F da Nikon. As lentes Nikon tipo AF podem transmitir informações de distância para o corpo da câmera. Os dados de distância do foco são usados pelo sistema de medição de matrix 3D da Nikon e pelo sistema de medição 3D dos flashs.

Lentes Nikon AF-DX
São lentes autofoco Nikkor projetadas para SLR digitais Nikon com fator de corte de 1.5x. Elas são menores e mais leves que as Nikkor padrão devido a não ter que cobrir todo o sensor (não full-frame). Em geral elas não são utilizáveis em corpo Nikon 35mm.

Lentes Nikon AF-I (Autofocus Integrado)
Em 1992 a Nikon seguiu o exemplo da Canon lançando uma nova serie de lentes com motor integrado ao corpo da lente. Até então a Nikon só produzia sistemas autofoco no corpo das câmeras. Estas lentes são equivalentes às USM da Canon.

Lentes Nikon AF-S (Autofocus Silent Wave Motor)
Sistema de autofoco introduzido pela Nikon em 1996, principalmente em teleobjetivas.

Lentes Nikon AI (Aperture Indexing)
Em 1977 a Nikon lançou uma série de lentes que podiam comunicar-se a abertura da lente para o corpo da câmera através de um contato mecânico. Estas lentes são facilmente identificadas pela “orelhas” de metal no seu topo. As que apresentam pequenos furos em cada orelha são lentes AI ou AI-S.

Lentes Nikon AI-S
Outra variação das lentes F da Nikon lançada em 1981. Essencialmente são lentes AI com suporte para algumas automações a mais, como transmissão linear de informação de abertura.

Lentes Nikon F
Desde o lançamento da câmera “F”, que se tornou mundialmente famosa, a Nikon tem usado lentes com o mesmo encaixe básico, também conhecido como Nikon F. Esta padronização de encaixe de lentes contribui para a enorme variação de lentes à disposição dos usuários Nikon. Nikon F é um encaixe de baioneta e o encaixe e a câmera foram nomeados em homenagem ao projetista chefe da Nikon Masahiko Fuketa.

Embora o encaixe físico não tenha mudado desde 1959 a Nikon fez melhoramentos contínuos no design incluindo indexador mecânico (AI e AI-S), transferência eletrônica de (AF e AF-D) e lentes com motor de foco integral (AF-I e AF-S). Estas e outras variações significam que não há garantias de que uma lente Nikon específica funcionará perfeitamente com determinado corpo Nikon, mesmo que se encaixe fisicamente.
Em 2004 a Nikon lançou a F6 que, ao que parece, marca o encerramento desta linha.

Lentes Nikon AF-G
A linha G são lentes controladas eletronicamente fabricadas pela Nikon que não apresentam anéis no corpo. Semelhantes às lentes da linha EOS da Canon lançadas em 1987, as lentes G da Nikon tem aberturas controladas eletronicamente ajustáveis através de controles instalados no corpo da câmera. Portanto elas não podem ser usadas com câmeras Nikon mais antigas.

Lentes Nikon D (Distance)
As lentes AF-Nikkor do tipo D transmitem informação de distância para o corpo da câmera SLR que possuem sistema de aferição de matriz colorida 3D e flash multi sensor 3D.

Lentes Nikon ED (Extra-Low Dispersion glass)
Vidros de alta qualidade para correção de aberração cromática. As lentes Nikkor com vidro ED apresentam definição e contraste superior, mesmo nas aberturas máximas. Super ED é um novo tipo de vidro que é usado junto com o ED em algumas lentes para um grau ainda maior de correção de aberração cromática.

Lentes Nikon VR (Vibration Reduction)
Estas lentes são o equivalente da Nikon às IS(Image Stabilization) da Canon. Elas reduzem o efeito de tremido da câmera em cerca de 2 a 3 pontos de diafragma. Estas lentes só podem ser usadas com certos corpos das Nikons.

G (Distance information – Informação de Distância)
A lente de tipo G não tem anel de controle de aberturas e é própria para uso com câmeras que permitam o controle de aberturas no próprio corpo. As lentes G também informam a distância do assunto focalizado para a câmera.

IF (Internal Focusing – Focagem Interna)
Lentes com esta característica conseguem focar sem precisar de alterar o seu tamanho, pois todo o movimento óptico é feito de maneira interna, não precisando estender ou diminuir o barril da lente. Isso garante uma construção mais leve e compacta, já que seus elementos de focagem são menores e inclusive mais rápidos.

N – Nano Crystal Coat
Nano Crystal é um tratamento na superfície das lentes, um revestimento que, em comparação com lentes comuns, produz uma sensível redução da reflexão da luz que incide perpendicularmente ao eixo. Além disso, o Nano Crystal reduz o efeito fantasma e as as perdas causadas pelo flare – problemas difíceis de contornar com os revestimentos convencionais.

PC: Perspective Control
Lente cujo eixo lateral pode ser alterado em relação ao plano do sensor/filme, permitindo o reposicionamento da câmera para reduzir a convergência das linhas verticais em fotografias de arquitectura.

RF (Rear Focusing – Focagem Traseira)
Os elementos ópticos são divididos em grupos específicos da lente. No sistema RF, apenas o grupo de elementos traseiros se movem para a focagem. garantindo a operação de auto-focagem muito mais lisa e rápida.




LENTES CANON

DO – Diffractive Optics (Ótica Difrativa )
Essa Tecnologia para lentes foi desenvolvida pela Canon e utiliza um elemento com ranhuras extremamente finas,  um película de difração, gravadas. Estes elementos utilizam os principios da ótica difrativa para desviar a luz. A vantagem das lentes DO é que elas são menores e mais leves do que as lentes normais. A desvantagem é que elas são muito caras. Lentes DO são facilmente identificáveis por um anel verde claro impresso ao redor do final do corpo da lente.

EF – Electro Focus
Definição da Canon para as lentes com baionetas para o sistema EOS. As lentes compatíveis EF são projetadas para o sistema EOS e não se encaixam em nenhum outro corpo de Canon. As lentes EF tem diâmetro interno de 54mm e externo de 65mm e são maiores do que qualquer outro sistema 35mm. O sistema EF foi lançado em 1987 e é totalmente eletrônico.

EF-S – Electro Focus Short Back Focus
Definição da Canon para uma variação da baioneta padrão EF usada pelo sistema EOS. A EOS 300D/Rebel Digital/Kiss Digital lançada em 2003 suportavam uma variação diferente das lentes EF comuns. As lentes EF-S 18-55 3.5-5.6 foram produzidas com uma distancia focal posterior mais curta. Isto permitiu que a Canon produzisse objetivas grande angulares mais baratas para usuários de suas SLRs digitais, que usavam sensores com tamanho APS de imagem movendo os elementos trazeiros para mais perto do sensor de imagem. O corpo cujo mecanismo do espelho foi modificado para se ajustar à distancia focal posterior eram compatíveis com as lentes EF e EF-S mas as lentes EF-S somente eram compatíveis com o corpo EF-S. As lentes EF comuns possuem um ponto vermelho saliente como índice de encaixe da baioneta. As lentes EF-S usam quadrados brancos.

EOS – Electro-Optical System (sistema eletro-ótico)
Nome do sistema das Cameras SLR da Canon e seus acessórios lançados em 1987. As lentes da linha EOS são totalmente controladas eletronicamente. Não possuem nenhum dispositivo mecânico para foco ou ajuste de abertura. Todos os ajustes são feitos por motores construídos na lente e não no corpo da câmera. Embora isso acrescente custos na fabricação da lente tem a vantagem que cada motor de lente poder ser otimizado para o tamanho e tipo especifico da lente, ao invés de prender o sistema do corpo da câmera que precisa se ajustar à qualquer lente que seja acoplada.

FD
Sistema manual de lentes da Canon dos anos 1970 e 80 que usam um sistema de alavancas e pinos mecânicos para transmitir informações para a câmera.

IS – Image Stabilization (estabilização de imagem)
Um complexo sistema, computadorizado, construído dentro de uma série de lentes vendidos pela Canon. Este sistema permite que a lente compense pequenos movimentos da câmera. As lentes IS possuem sensores giroscópicos que detectam movimentos e pequenos motores que alteram fisicamente um elemento ótico ou um grupo de elementos para compensar adequadamente o movimento. As lentes IS são extremamente úteis em condições de luz insuficiente, elas dão um ou dois pontos extras na abertura. Assim é possível usar velocidades mais baixas do que o normal. Elas não são úteis quando há muito movimento no assunto.
fluorita de Cálcio, material usado pela Canon na linha de lentes da série L. A fluorita de Cálcio é um cristal sintético, não vidro, com um índice refrativo muito baixo. É usado para controlar aberração cromática especialmente em lentes de distância focal mais longa.

L – Luxury
As lentes da linha profissional da Canon são identificadas com o rótulo “L” de Luxury. Ex. A serie 70-200 2.8L possuem pelo menos um elemento esférico de
fluorita ou UD e são normalmente construídas com uma qualidade ótica e mecânica mais elevadas do que as lentes não-L. Elas são facilmente identificadas pela faixa vermelha em volta do final do corpo da lente. Muitas são apresentadas na cor branca, pretensamente para mantê-las mais frias no sol.

UD – Ultra Low-dispersion Glass (vidro de dispersão ultra baixa)
Elementos de lentes fabricados com vidros UD tem um índice de refração menor do que as de vidro comum. Tais elementos são, normalmente, usados para corrigir aberração cromática.

USM – Ultrasonic Motor (motor ultrasônico)
Nome dado pela Canon para seu sistema de motor de lente ultrasonico. Os motores ultrasônicos trabalham com o princípio do movimento induzido por vibração de alta frequência. Assim as lentes USM focam extremamente rápido e são quase silenciosas para o ouvido humano. Lentes Ring USM (que possuem o motor em um conjunto de anéis ao redor do corpo) não usam engrenagens o que torna possível o foco manual em tempo integral (FTM – Full-time Manual). Lentes USM com micromotores mais baratos, entretanto, usam engrenagens e normalmente não suportam FTM. As lentes não-L com motor USM são identificadas pela faixa dourada impressa no final do corpo.



LENTES MINOLTA

Lentes Minolta AF
Objetiva autofocus.

Lentes Minolta APO
Define uma objetiva apocromática, com elementos óticos para que haja menor aberração cromática.

Lentes Minolta G
São as lentes especiais da marca, com maior abertura e alto desempenho, com altíssima qualidade de imagem e com abertura circular, o que proporciona um “bokeh” maravilhoso. Finalmente, o G é de “Golden” e todas as objetivas G têm um anel dourado, normalmente próximo à rosca do filtro.

Lentes Minolta SSM (Supersonic Wave Motor)
Denota objetivas em que o motor do AF está na objetiva e é muito rápido e silencioso.

Lentes Minolta HS (High-Speed)
Em algumas objetivas “G”. São objetivas que focam rapidamente apesar de não serem SSM.

Lentes Minolta D
Isso significa que a objetiva incorpora o mecanismo ADI ou “Advanced Distance Integration” para a determinação da potência do flash, dispensando o uso de preflash para determinar a exposição.

Lentes Minolta MF (Foco Manual)

Lentes Minolta MD
Acredita-se geralmente que signifique “Minimum Diaphragm” pois as lentes MD têm uma aba para indicar qual a abertura mínima da lente ao corpo. No mais, são iguaizinhas às lentes MC.




LENTES PENTAX

Lentes Pentax M
Indica a linha das antigas lentes de foco manual.

Lentes Pentax A
Indica a linha das antigas lentes de foco manual, entretanto tem um A no anel de abertura, para poder controlar o diafragma através do corpo da câmera.

Lentes Pentax F
Semelhante a série A, mas possui comunicação digital com o corpo da câmera, sendo AF quando a câmera tem motor de foco no corpo.

Lentes Pentax DA
Refere-se a série de lentes projetadas exclusivamente para câmeras digitais. Todas as lentes da série DA apresentam um "Sistema de Foco de rápida resposta" que permite aos fotógrafos trocarem imediatamente o modo de focagem de automático para manual através de uma simples guinada no anel de foco.

Lentes Pentax FA
Especifica a série de lente Auto Foco compatível tanto com o sistema de filme 35mm como os corpos das SLR Digitais.

Lentes Pentax FA-J
Indica uma linha de lentes de Auto Foco mais baratas, sem anel de abertura, que é controlado apenas eletronicamente, compatível tanto com filme 35mm como com corpos SLR digitais.

Série especial: ★ (Star)
São lentes de alta perfomance, equivalente a série L da Canon.

Lentes Pentax LTD (Limited)
Série limitada da Pentax. São objetivas fixas, geralmente de tamanho bem reduzido e com alta qualidade óptica.

Lentes Pentax AL
Oferece vantagens na redução das distorções nas bordas da lente e compensação das aberrações asféricas, além de reduzir a quantidade de elementos óticos internos, deixando a lente mais leve e compacta.

Lentes Pentax SP (Super Protect - Super Proteção)
Refere-se a um revestimento de super proteção aplicado à superfície das lentes Pentax. Esse revestimento acontece por uma cobertura de composto de flúor especial para repelir poeira, água e gordura, permitindo sua fácil limpeza, principalmente em relação as marcas de impressões digitais acidentalmente deixadas no elemento frontal.

Lentes Pentax ED (Extra-Low Dispersion - Elementos Extras de Baixa Dispersão)
Garante que os elementos que compõem a objetiva possuam "baixa dispersão". Ésses elementos são mais caros por possuirem alta qualidade, servindo para reduzir a aberração cromática, onde a luz de cores diferentes toma caminhos alternativos pela lente, resultando em um ponto da luz branca que fogem daquilo que o filme ou o sensor conseguem captar.

Lentes Pentax IF (Internal Focusing - Focagem Interna)
É o foco interno. Significa dizer que a lente não tem o comprimento físico modificado em relação ao trabalho de focagem.

Lentes Pentax SDM (Supersonic Drive Motor - Comando de Motor Supersônico)
Seria o equivalente da Pentax para as lentes USM da Canon.
O SDM faz a focagem automática trabalhar de forma mais rápida, facilitando inclusive a comutação entre AF e MF (focagem manual). Fazendo mais um comparativo, o que a Canon denomina de "Foco Manual em Tempo Integral", a Pentax chama de "Sistema de Foco Super Rápido".

Lentes Pentax DR (Dust Removal - Retirada de Poeira)
Sistema Pentax de limpeza do sensor CDD. O sensor treme para que a poeira e as partículas de sujeira não fiquem assentadas em sua superfície

Lentes Pentax WR (Weather Resistant)
São lentes que por terem vedação, podem ser utilizadas tanto em situações de bastante umidade, incluindo chuvas, quanto em lugares que tem muita poeria, como um deserto.




LENTES SIGMA

Lentes Sigma ASP (Aspherical)
Lente com elemento asférico. Os elementos não esféricos de uma lente podem reduzir o numero total de elementos necessários em um tipo de lente. Eles podem melhorar o desempenho e ao mesmo tempo reduzir o peso e o tamanho da lente. As lentes Aspherical maximizam a qualidade ótica e minimizam o tamanho e o peso das mesmas. As lentes Aspherical reduzem alguns problemas normalmente associados com grande angulares e zooms, tais como flare e distorções das bordas.

Lentes Sigma  APO (Apochromatic)
Lente com design apocromático e com cristal SLD, que baixa dispersão para diminuir a aberração cromática.

Lentes Sigma IF/RF (Internal and Rear Focusing)
Foco interno e retro foco, como o sistema de outras marcas.

Lentes Sigma HSM (Hyper Sonic Motor)
Motor hiper-sônico, que movimenta o autofocus.

Lentes Sigma UC (Ultra Compact)
Lente ultra compacta: pequena e leve.

Lentes Sigma DL (De Luxe)
De luxo, lente com acabamento especial e preço atraente.

Lentes Sigma DF (Dual Focus)
Foco de duas formas, que permite a correção do foco automático manualmente.

Lentes Sigma HF (Helical Focus)
Foco helicoidal, de forma espiral, para eliminar a rotação da lente frontal.

Lentes Sigma EX (Excellence)
De excelente, que define a lente profissional da marca.

Lentes Sigma OS
Esta função utiliza um mecanismo embutido que compensa as trepidações que a câmera pode causar. Expande consideravelmente as possibilidades fotográficas quando se está fotografando sem o auxilio do tripé. “Estabilizador ótico”.

Lentes Sigma DG
Estas são objetivas de aberturas grandes com angulações e distancias focais curtas. Com abundancia de iluminação periférica, são ideais para câmeras digitais SLR mantendo a usabilidade para as tradicionais 35mm SLR.

Lentes Sigma DC
Estas são objetivas especiais feitas para que o circule da imagem encaixe no menor tamanho de sensor da maioria das câmeras digitais SLR. Seu design especializado dá a estas objetivas as ideais propriedades da câmera, e sua construção leve e compacta ajudam bastante.




LENTES TAMRON

Lentes Tamron ASL (Aspherical Lens)
Maximizam a qualidade ótica minimizando o número de componentes e, consequentemente, tamanho e peso das mesmas. Evitam distorções nas bordas.

Lente Tamron LD (Low Dispersion)
Diminui aberração cromática (é semelhante a Sigma APO ou Nikon ED)

Lente Tamron DI
Lentes otimizadas para SLR digitais. Melhoram a distribuição de luz. Podem ser usadas em 35mm também. Semelhante a sigma DG.

Lente Tamron Di-II
Desenhadas exclusivamente para digitais, com sensores de tamanho APS-C. Menores e mais baratas. Não servem para SLR Full-Frame (se não me engano causam grandes distorções). Semelhantes às Nikon DX / Sigma DC

Lente Tamron IF
Foco interno. Não modifica o tamanho externo da lente

Lente Tamron XR (Extra Refractive Index Glass)
O uso do XR aperfeiçoa uma distribuição geral do poder ótico e também reduz várias aberrações para o mínimo absoluto enquanto atinge notável compactação. Além disso, o posicionamento adequado de dois elementos híbridos esféricos mantém a performance de imagem e diminuir e comprimir o sistema ótico inteiro.

Lente Tamron SP (Super performance)
Série que indica lente te alta-performance, indicando uso profissional. Similar ao EX das Sigmas.



Créditos:
http://infografismo.org/files.js=nomenclatura-e-abreviacoes-de-lentes-nikon-canon-sigma-minolta-pentax-e-tamron-09/03/2011
http://fantochesdeluz.blogspot.com/2010/05/siglas-de-lentes-parte-v-pentax.html
http://kmp.bdimitrov.de/technology/lens_terms.html
http://blog.rostev.com/2008/12/siglas-lentes-de-terceiros.html
« Última modificação: 10 de Abril de 2011, 17:27:33 por pedro_raythz »
Canon EOS 500d T1i
Canon 18-55 IS
Tamron 28-75 f2.8
Canon 50mm FD 1.8 SC
Flash Speedlight 430ex II


Mr. Hyde

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 16.580
  • Sexo: Masculino
    • Faceboock
Resposta #1 Online: 31 de Março de 2011, 15:23:51
Bacana! Abç,

____________________
"Deus perdoe o Mal que habita em mim" M. Nova


Helena Bsb

  • Trade Count: (37)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.967
    • Helena Oliveira - Fotografia de parto
Resposta #2 Online: 02 de Abril de 2011, 10:13:17
Nossa, tópico maravilhoso! Vou até armazenar essas informações num documento de word.
 :)
Aproveitem e me esclareçam uma dúvida: as lentes DX, feitas para câmeras com fator crop 1.5x, a distância focal que elas indicam já é a real, ou ainda cabe fazer a conversão multiplicando-se por 1.5?
« Última modificação: 02 de Abril de 2011, 10:17:31 por Helena Bsb »


Natão

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.273
  • Sexo: Masculino
  • "dichterisch, wohnet der Mensch auf dieser Erde"
Resposta #3 Online: 02 de Abril de 2011, 13:13:42
Nossa, tópico maravilhoso! Vou até armazenar essas informações num documento de word.
 :)
Aproveitem e me esclareçam uma dúvida: as lentes DX, feitas para câmeras com fator crop 1.5x, a distância focal que elas indicam já é a real, ou ainda cabe fazer a conversão multiplicando-se por 1.5?

Tem que fazer a conversão... pois o comprimento focal verdadeiro de uma Nikon DX 18mm é 18mm mesmo (toda distância focal das lentes leva sempre em conta o quadro FullFrame de 36x24mm), tanto que se colocar essa lente numa Full Frame ela se portará como uma 18mm, e não como 27mm no caso do crop de 1.5x. Ela funciona numa full frame só que as bordas da imagens, muitas das vezes, não são aproveitáveis, pois as lentes DX não dão conta de cobrir perfeitamente (como uma lente para FX) a diagonal do quadro das FF.

Ou seja a 18-55mm DX terá o mesmo ângulo de cobertura de uma 27-82,5mm numa full frame.


Helena Bsb

  • Trade Count: (37)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.967
    • Helena Oliveira - Fotografia de parto
Resposta #4 Online: 02 de Abril de 2011, 13:40:16
Beleza Natão, obrigada!  :ok:


Branco Melo

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.561
  • Sexo: Masculino
  • O universo é a foto que Deus criou.
Resposta #5 Online: 06 de Abril de 2011, 15:39:31
show de bola.
Cameras: Canon 60D, T5i, T3i, Elan 7n; Objetiva: Canon EF 55-250mm, Canon EF 28-135mm macro, Canon EF-S 18-55mm, Sigma EF 28-105mm. Canon 18-55mm; Canon 24-105 USM Is L; Flashs: Canon speedlite 540EZ, Canon speedlite 430EX2, flash yongnuo YN 568ex ii.

 http://www.flickr.com/photos/photografobranco/


Alexandre Freires

  • Trade Count: (5)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.816
  • Sexo: Masculino
Resposta #6 Online: 10 de Abril de 2011, 00:35:23
Muito bom Bacanex, eu tinha essa informaçao da Nikon, mas a sua lista está mais completa. :ok:
Alexandre Freires
Site: www.duasrodasbrasil.com.br


pedro_raythz

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 8.467
  • Sexo: Masculino
Resposta #7 Online: 10 de Abril de 2011, 02:02:05
Legal a iniciativa.  :ok: :ok:
Dei uma separada apenas para ficar um pouco mais organizado. Com calma a gente poderia ir atualizando e deixando mais organizado (o da Pentax está bem incompleto e falta de outras marcas também)...


bacanex

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 687
Resposta #8 Online: 10 de Abril de 2011, 09:58:18
Legal Pedro. Adicionando mais informações pode ajudar mais gente a enteder melhor como funciona o mundo de informações das lentes.
Canon EOS 500d T1i
Canon 18-55 IS
Tamron 28-75 f2.8
Canon 50mm FD 1.8 SC
Flash Speedlight 430ex II


pedro_raythz

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 8.467
  • Sexo: Masculino
Resposta #9 Online: 10 de Abril de 2011, 17:30:39
Atualizado as lentes da Pentax.  :ok:

Não coube no primeiro post, então continuarei por aqui a atualização. Créditos ao rostev (já postei o link no primeiro tópico)


LENTES TOKINA

Lentes Tokina AF (Auto Focus)
São objetivas de auto-focus.

Lentes Tokina AS (Aspherical Optics - Ótica Asférica)
Os elementos da objetiva possuem uma curvatura na sua superfície de vidro que não conseguem fazer com que a mesma luz de entrada no centro, continue intacta nas suas bordas. Isso faz com que o foco não seja acompanhado no mesmo ponto, gerando as anomalias chamadas de "aberração esférica". Lentes zoom grande angulares e lentes grande angulares, especialmente com grande abertura, correm um risco maior de aparecimento das aberrações esféricas. Para eliminar essa anomalia, a Tokina emprega elementos asféricos nos seus designs óticos, afim de corrigir este problema, que é a tecnologia AS.

Lentes Tokina F&R (Front & Rear Aspherical - Frente e Traseira Asférica)
Esse sistema abrange o sistema Aspherico da Tokina, onde os vidros dos elementos da objetiva possuem diâmetros diferentes na parte frontal e traseira, empregados nos designs óticos atuais. O elemento asférico frontal possui um dianteiro relativamente grande de 50mm e na traseira de 20mm. Esses elementos garantem uma melhor performance na luminosidade das bordas, ajudando a corrigir as aberrações esféricas.

Lentes Tokina SD (Super Low Dispersion - Dispersão Super Baixa)
Quando elementos óticos comuns são usados em lente fotográficas, acontecem um fenômeno chamado de aberração cromática. Essa aberração se dá quando a luminosidade de entrada se dispersa (se separa) do seu eixo central, criando um raio de luz composto como as cores do arco íris. Esse fenômeno costuma alterar cores de bordas de elementos fotografados, causando um ruído ótico. As lentes tokina SD possuem elementos óticos com tratamento de dispersão super baixos, minimizando os espectros secundários de luz, reduzindo consideravelmente as aberrações cromáticas.

Lentes Tokina HLD (High-refraction, Low Dispersion - Alta Refração, Baixa Dispersão)
São as lentes grande angulares e as zoom standard da Tokina que possuem a mais alta qualidade em elementos óticos. As lentes HLD possuem alta refração e baixa dispersão de luz em seus elementos, excluindo principalmente problemas com aberração cromática lateral, muito comum principalmente nas lentes grande angulares, construídas dentro do padrão normal.

Lentes Tokina MC (Multi-Coating - Multi-Revestimento)
Reflexões na superfície dos elementos óticos de uma lente uma são os maiores inimigos de qualquer fotógrafo e principalmente dos fabricantes de lentes. Essas reflexões causam anomalias conhecidas por "flares". A Tokina desenvolveu e aperfeiçoou uma técnica chamada de Multi-Coating, que se traduz num revestimento nos elementos óticos da lente, que garantem menos reflexão, mantendo uma fiel reprodução de cores e imagens mais limpas.

Lentes Tokina FE (Floating Element System - Sistema Flutuante de Elementos)
Trata-se de um sistema desenhado para que todos os pontos entre a distância mínima de foco e o infinito consigam operar rapidamente, além de impedir a ocorrência de astigmatismo na lente. Esse sistema incorpora elementos óticos que se movem na mesma proporção da colocação de foco. Isto permite que o astigmatismo seja corrigido.

Lentes Tokina IF (Internal Focus System - Sistema de Foco Interno)
As duas formas mais utilizadas para fazer focagem automática nas lentes são movimentando todos os elementos do sistema da lente (muito utilizado nas lentes fixas) ou rotacionando apenas um grupo dos elementos da lente (o que acontece principalmente nas lentes zoons).
O sistema de focagem interno usado pela Tokina move cada grupo de elementos internos da lente, mas não modifica o comprimento total da mesma. Essa característica é especialmente útil para lentes teleobjetivas, o que garante focagem mais rápida, menores movimentos perto do centro de gravidade, lentes mais compactas e uma melhor utilização dos filtros, já que o barril dos elementos não necessita ser girado para obtenção de foco.

Lentes Tokina IRF (Internal Rear Focus System - Sistema de Foco Traseiro Interno)
Apenas os elementos traseiros da lente se movem para garantir o foco. Essa é uma característica que garante maior proveito de foco nas teles acima de 300mm.

Lentes Tokina FC (Focus Clutch Mechanism - Mecanismo de aperto de foco)
Enquanto a lente está posicionada para focagem automática (AF), permite que ao fotógrafo fazer focagem manual (MF) sem precisar alterar o comutador AF/MF, uma vez que o anel de foco da lente não se trava, deixando-o inteiramente livre.

One Touch FC (One Touch Focus Clutch Mechanism - Mecanismo de aperto de foco com um toque)
Com um simples aperto de botão, você pode alterar a lente de foco automático para foco manual. Não é necessário alterar o comutador de AF/MF para fazer essa alteração.


spiderman

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.392
Resposta #10 Online: 10 de Abril de 2011, 17:32:03
Podiam transferir esse topico para "arte fotografica"
Campanha de crowdfunding pra lançamento do livro - Retratos pra Yayá

Acesse e apoie: www.catarse.me/retratosprayaya


pedro_raythz

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 8.467
  • Sexo: Masculino
Resposta #11 Online: 10 de Abril de 2011, 17:40:11
Podiam transferir esse topico para "arte fotografica"

Transferido para Cameras Digitais SLR  :ok:


spiderman

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.392
Resposta #12 Online: 10 de Abril de 2011, 18:00:08
Transferido para Cameras Digitais SLR  :ok:
Ah! Melhor ainda! :ok:
Campanha de crowdfunding pra lançamento do livro - Retratos pra Yayá

Acesse e apoie: www.catarse.me/retratosprayaya


FabioAJGT

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 10
Resposta #13 Online: 04 de Maio de 2011, 21:10:41
Pra quem ta praticamente engatinhando no mundo da fotografia como eu isso é um achado e tanto.
To lendo praticamente todos os dias aqui, estudando bastante, final de semana finalmente pego minha T3I, ai é manter a teoria e praticar o maximo possivel.... eeeee ansiedade :D.

Obrigado pelo tópico.


alicejardim

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 7
Resposta #14 Online: 28 de Março de 2013, 09:32:04
Que tópico incrível! Para guardar com carinho mesmo.

Pensei em migrar para uma FX agora, mas descobri que a minha apaixonante 35mm é uma lente DX. Não tinha esse conhecimento das siglas no período que comprei a lente.

Atualmente pensei em migrar para uma câmera FX, mas não tenho condições financeiras de comprar ela e lentes decentes... Acabei resolvendo continuar com uma DX, investir em 3 lentes que eu possa usar DX e FX. Daqui a algum tempo eu faço a migração sem ter que abdicar das lentes.

Esse tópico foi essencial na minha escolha. Obrigada!

=]