Autor Tópico: Foto P&B versus conversão no pós.  (Lida 695 vezes)

panet

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 593
  • Sexo: Masculino
Online: 20 de Abril de 2011, 07:36:25
Suponhamos uma situação em que, à primeira vista, o P&B cairia melhor, mas a camara está em modo cor, e não há tempo para regulá-la para P&B. Há perda de qualidade na conversão para P&B no pós-tratamento? Se há, existe alguma forma de minimizar a perda?
Obrigado. 
Dum senesco addisco


Nikon D3200 - Canon T3i - Nikon P900 - Canon G15


spiderman

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.410
Resposta #1 Online: 20 de Abril de 2011, 07:48:42
Tire a foto em RAW que nao havera perdas.
Campanha de crowdfunding pra lançamento do livro - Retratos pra Yayá

Acesse e apoie: www.catarse.me/retratosprayaya


Mr. Hyde

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 16.575
  • Sexo: Masculino
    • Faceboock
Resposta #2 Online: 20 de Abril de 2011, 08:07:28
Panet, ao contrário. Uma boa P&B DEVE ser capturada em color. Depois é que se deve fazer a conversão para P&B com as características próprias (fortemente contrastado, levemente contrastado, P&B prateado, P&B azulado, P&B amarelado, P&B tabaco, etc...) que o autor queira dar à foto final.

____________________
"Deus perdoe o Mal que habita em mim" M. Nova


gtsouza

  • Trade Count: (4)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 889
Resposta #3 Online: 20 de Abril de 2011, 09:02:15
Suponhamos uma situação em que, à primeira vista, o P&B cairia melhor, mas a camara está em modo cor, e não há tempo para regulá-la para P&B. Há perda de qualidade na conversão para P&B no pós-tratamento? Se há, existe alguma forma de minimizar a perda?
Obrigado. 

Na minha opinião uma P&B feita diretamente pela câmera jamais será tão boa quanto uma tratada no pós. Se fizer em RAW não tem perdas. Um excelente dica do fotógrafo Jeff Ascough (excelente por sinal) que tem haver com o pós tratamento é o balanço de branco estar correto para a conversão em PB. No site dele tem um belo exemplo disto.
Canon 5DMKII x 2 , Canon 24-70 F/2.8 L USM, Canon 50 mm f/1.4, Canon 24-105 F/4 L, Speedlite 600EX, 580EX II e 430EX II
http://gilsontorres.wordpress.com/
http://facebook.com/gilsontorresfotos


Lindsay

  • Trade Count: (18)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.328
  • Sexo: Masculino
Resposta #4 Online: 20 de Abril de 2011, 19:11:07
Planet, falando de maneira bem simples e resumida, para você entender como é que funciona essa coisa:

Uma câmera DSLR sempre produz inicialmente uma imagem digital bruta, sem alterações, da maneira que o sensor vê ou enxerga a imagem. A seu critério, essa imagem pode ser gravada no cartão de memória, no famoso formato RAW(*). Posteriormente, você pode pegar essa imagem bruta, e usando um software como o photoshop e lightroom (entre outros) transforma-la em uma foto JPG, colorida ou P&B.

Se você desprezar essa imagem RAW na configuração de sua câmera, e quiser apenas o JPG, ocorre o seguinte:
O sensor enxerga o RAW, mas em seguida, o processador interno da câmera transforma essa imagem RAW em um JPG, para isso e ele usa um programinha interno, que foi feito e gravado pelo próprio fabricande de sua câmera. Normalmente esse programinha interno da câmera é limitado em relação às atuais versões de PS, LR e demais programas competentes, e não consegue o mesmo resultado.



Obs.: para aqueles que ja entraram a fundo nesse assunto, o RAW é um formato praticamente, mas não 100%, igual à imagem antes do processamento da câmera. Para transforma-lo em arquivo digital algumas mínimas informações são processadas.
Fotografando com a memória


panet

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 593
  • Sexo: Masculino
Resposta #5 Online: 20 de Abril de 2011, 21:41:27
  :ok: Obrigado a todos pela presteza e clareza das respostas.
Dum senesco addisco


Nikon D3200 - Canon T3i - Nikon P900 - Canon G15


Lindsay

  • Trade Count: (18)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.328
  • Sexo: Masculino
Resposta #6 Online: 21 de Abril de 2011, 00:40:41
Panet, são muitas as vantagens de se fotografar em RAW, você vai se interessar ao saber de algumas diferenças como por exemplo:

Cores - o formato JPEG tem apenas 8 bits totalizando 16 milhões de cores, enquanto o RAW comum de 12 bits totaliza 68 bilhões de cores possíveis. Algumas câmeras conseguem RAW com 14 bits possibilitando aproximadamente 4,3 trilhões de cores.

Dynamic Range - é que a faixa dinâmica de detalhes referentes luminosidade (partes escuras até partes claras), o RAW consegue cerca de 60% mais profundidade que o JPG.

Uma sugestão para saber mais sobre esse assunto, o site fotografia-dg.com está apresentando um curso rápido "RAW vs. JPG", no total são 8 aulas semanais, nesta semana saiu a aula nº7. A leitura de cada aula é muito rápida, não se perde mais do que 3 minitos para cada aulinha.


Faça bom proveito, abraços!

Fotografando com a memória